clicRBS
Nova busca - outros

Fotos

26 jun15:45

Polícia Federal queima 583 quilos de drogas em Entre-Ijuís

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

A Polícia Federal incinerou na manhã desta terça-feira, em Entre-Ijuís, nas Missões, 583 quilos de entorpecentes. A droga havia sido apreendida nos últimos anos em diversos municípios da região e estava armazenada na delegacia de Santo Ângelo.

Drogas foram queimadas no forno de uma empresa privada. Foto: Polícia Federal, divulgação.

A queima foi feita no forno de uma empresa privada. O carregamento era composto por 396 kg de maconha, 187 kg de cocaína e 26g de folha de coca.

Comente aqui
25 jun18:15

Anonymus Gourmet ensina a preparar delícias para a festa junina

O Anonymus Gourmet preparou uma festa junina para o programa desta segunda, dia 25. No cardápio, Torta cremosa de milho verde e pé-de-moleque, duas delícias que vão deixar os convidados com água na boca e surpreender aqueles que acham que festa junina é sinônimo só de pinhão e pipoca.


Torta cremosa de milho verde

Ingredientes para a massa:

3 xícaras de farinha de trigo
1 ovo
150g de manteiga derretida
1 pitada de sal
¼ xícara de leite

Para o recheio:

3 latas de milho
2 colheres (sopa) de manteiga
1 cebola picada
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 xícara de leite
1 xícara de queijo parmesão ralado
1 clara

Modo de Preparo

1- Comece preparando a massa da torta. Em uma tigela, coloque a manteiga, o leite, o ovo, o sal e misture, aos poucos, a farinha de trigo.
2- Coloque a massa em uma superfície lisa com um pouco de farinha e trabalhe-a com a ponta dos dedos até obter uma massa homogênea. Faça uma bola e reserve.
3- Para preparar o recheio, bata no liquidificador 2 latas de milho escorridas e uma xícara da água do milho até formar um purê. Passe em uma peneira.
4- Em uma panela, aqueça a manteiga e refogue a cebola. Junte a farinha de trigo, toste um pouco e acrescente o leite. Mexa rapidamente para não empolotar. Adicione o purê de milho peneirado.
5- Agregue o restante do milho sem a água e o queijo. Tempere com sal e pimenta do reino moída. Cozinhe em fogo baixo até engrossar.
6- Abra a massa e reserve um pedaço. Forre o fundo e as laterais de uma forma de fundo removível previamente untada e enfarinhada.
7- Por cima da massa, espalhe o recheio. Por cima, coloque tirinhas da massa que foi reservada. Com a ajuda de um pincel, passe a clara em cada uma das tirinhas.
8- Leve ao forno preaquecido, 200°C, durante 40 minutos ou até dourar. Está pronta! Sirva a Torta Cremosa de Milho Verde quente ou fria.

Pé-de-moleque

Ingredientes:

meio quilo de amendoim cru com casca
2 xícaras de açúcar
1 lata de leite condensado
1 colher (sobremesa) de chocolate em pó

Modo de Preparo

1- Leve uma panela ampla ao fogo. Coloque os amendoins e o açúcar mexendo sempre até o açúcar derreter e formar um caramelo, o que deve demorar, em média, 10 minutos. Cuidado: a panela deve estar em fogo baixo para o açúcar não queimar e o amendoim cozinhar.
2- Adicione o leite condensado e o chocolate em pó. Mexa por 3 minutos, até começar a desgrudar da panela.
3- Unte uma forma ou refratário com manteiga ou margarina. Com a ajuda de uma colher, faça os pés-de-moleque. Deixe secar.

Comente aqui
24 jun11:17

Artigo: soja, orgulho do país tem ameaças no horizonte

Os preços dos produtos agrícolas nos últimos anos se mantiveram em patamares superiores à média histórica o que resultou do desequilíbrio existente na economia agrícola mundial. O avanço da demanda global em ritmo superior ao da oferta reverteu o processo de queda dos preços agrícolas observado ao longo de quase um século. A elevação da renda, o crescimento populacional e a mudança dos padrões alimentares e de uso de biocombustíveis são as causas desse processo.

Foto: Roberto Witter, Agência RBS

De acordo com a ONU, em 2030, a população mundial deve chegar aos 8,3 bilhões de pessoas, 20% maior do que é hoje. Cerca de 60% desse universo estará nas áreas urbanas (hoje, 50%). Esse movimento e, principalmente, o aumento de renda nos países emergentes resultarão em uma mudança dos padrões alimentares. De acordo com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), a tendência é que o consumo de grãos seja reduzido enquanto crescerá a demanda por vegetais, frutas, leite, carnes e proteínas em geral.

O aumento no consumo de carnes é um dos mais relevantes e é resultado direto do aumento da renda per capita. É possível até estabelecer uma clara relação entre renda por habitante (PIB per capita) e consumo das três principais carnes (suína, frango e bovina). O aumento do consumo traz impacto também na forma de produção de carnes, que agora é mais tecnificada. A alimentação dos animais passou a utilizar farelo de soja, substituindo os restos de produtos ou alimentos que seriam descartados. Esse é o caso especialmente da China, que aumentou significativamente a importação de soja, particularmente do Brasil.

Além da evolução nos padrões alimentares, observa-se também a mudança nos padrões energéticos. A preocupação com o meio ambiente e a adoção em maior quantidade de energia de fontes renováveis resultou no crescimento do mercado de bioenergia. É esperado que a demanda por produtos agrícolas para produção de biocombustível continue a crescer nas próximas décadas, mantendo a pressão nos preços dos produtos agrícolas. Os preços internacionais da história recente colocavam a soja em uma média de US$ 6,50 por bushel. Atualmente, o valor é de US$ 12,5 a US$13 por bushel.

A pressão para que a oferta mundial atenda à demanda pelo produto permitiu ao país, até agora, expandir substancialmente sua produção e sua participação no mercado internacional. Hoje, o Brasil é o 2° principal produtor do grão e seu maior exportador, respondendo por 29% da oferta mundial. Além disso, a produção de complexo de soja em óleo e farelo, além de atender à demanda interna, faz do País o 2° maior vendedor mundial.

A vantagem natural do Brasil combinada com a alta tecnologia empregada nas lavouras de soja permitem avanços expressivos na produção do grão e o desenvolvimento e consolidação dos segmentos de aves e suínos. A geração de divisas com o complexo soja foi da ordem de US$ 24 bilhões em 2011, o que equivale a 26% do valor da exportação brasileira agrícola. Somando os valores de aves e suínos, a representatividade vai aos 34%. Vale lembrar que graças à balança agrícola o País possui hoje saldo comercial. Essa condição é praticamente única no mundo.  Em termos de renda agrícola gerada pelos principais produtos produzidos no país, somente a soja responde por 35% da renda estimada em R$ 152 bilhões para o ano de 2011.

Pela relevância econômica e estratégica dessa cultura, perdas de safra tornam-se cada vez mais importantes no cenário mundial. A exemplo do que ocorreu em 2011, quando a safra no Hemisfério Sul foi afetada pelas secas causadas pelo La Niña, o preço internacional da soja reage hoje imediatamente  às novas informações sobre queda na produção. A ferrugem asiática, presente no País desde 2001, também é um bom exemplo para ilustrar o caso. Estima-se que, no Brasil, cerca de 15 milhões de toneladas de soja já foram perdidas em função do fungo. No ano de maior incidência da doença, 2004, as perdas chegaram a 4,6 milhões de toneladas. Esse ano também foi um dos maiores com gastos no controle, segundo a Embrapa.

É conhecido o efeito que o uso de fungicidas nas lavouras brasileiras de soja ao longo dos anos trouxe na redução gradual da perda de grãos em decorrência da doença. E é evidente a importância de se combater qualquer tipo de perda. Nesse sentido, é fundamental que novos produtos e tecnologias capazes de reduzir prejuízos, como novas sementes e defensivos agrícolas, estejam disponíveis e acessíveis aos produtores brasileiros.

Num cenário de perdas elevadas na produtividade na soja, que podem acontecer devido a fatores climáticos ou doenças, simulamos o impacto que a renda agrícola sofreria em 2011 no caso de uma redução de até 50% na produção. A renda da soja passaria dos quase R$ 90 bilhões para R$ 45 bilhões, a receita total da agricultura iria de R$152 bi para R$ 107 bilhões.

Pior que isso seria o impacto nos preços mundiais do grão e seus efeitos na economia mundial. A pressão nos preços chegaria ao consumidor final, retirando o poder de compra de alimento de uma parcela da população mundial. A FAO estima que, em 2010, 925 milhões de pessoas passaram fome. Em um choque de oferta, essa situação seria agravada.

Contamos com a tecnologia para ajudar os produtores a atenderem o chamado do mundo. E esta deve estar disponível para ser utilizada na hora em que for preciso. O mundo não comporta mais perdas banais.

* Alexandre Lahóz Mendonça de Barros, consultor de agronegócios da MB Associados, professor de Economia Agrícola da Fundação Getúlio Vargas, membro do Conselho de Administração da Fosfértil, CASP e Vale Fertilizantes, membro do Comitê de Assessoria Externa da EMBRAPA Pecuária Sudeste, membro do Conselho Superior do Agronegócio da FIESP.

* Ana Laura Menegatti, consultora de agronegócios da MB Associados

Comente aqui
20 jun16:00

Veado é capturado no centro de Santa Rosa

Um veado foi capturado no centro de Santa Rosa, no Noroeste, na manhã desta quarta-feira. A Patrulha Ambiental da Brigada Militar recebeu uma denúncia de que o animal estava ferido e amarrado a uma corda dentro da garagem de uma casa.

De acordo com os policiais, o proprietário da residência disse ter atropelado o veado na rodovia Giruá-Santa-Rosa (ERS-344). Ao verificar os ferimentos, levou o animal para casa. O homem deve prestar esclarecimentos à polícia ainda nesta tarde e pode responder por maus tratos e por manter animal silvestre em cativeiro.

O veado é uma fêmea e está prenhe. Ele recebe cuidados médicos num criadouro particular. Depois de recuperado, será solto na mata da região.

Comente aqui
19 jun09:44

Brigada Militar apreende 24 kg de maconha em Tiradentes do Sul

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

A Brigada Militar (BM) de Tiradentes do Sul prendeu três homens por tráfico de drogas no início da noite desta segunda-feira. Com eles, foram apreendidos 24 kg de maconha. A droga estava embalada em tabletes.

Os policiais desconfiaram do carro e da atitude dos suspeitos e realizaram a abordagem, na rodovia Tiradentes do Sul – Três Passos (BR-468), em frente ao distrito de Alto União. A droga estava escondida atrás do banco do motorista.

À BM, os homens disseram que não tinham ligação com a região. Um deles é de Novo Hamburgo, os outros dois, de Estrela. Eles foram presos em flagrante e encaminhados ao presídio de Três Passos. A Polícia Civil irá investigar o caso. A BM não divulgou o nome dos presos.

Comente aqui
19 jun09:17

Reforma de escolas estaduais fica para 2013

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

A proposta do governo de começar até o segundo semestre a reforma de 388 escolas estaduais, manchete de Zero Hora no dia 10 de março, não será cumprida no prazo previsto.

A licitação para contratar as empresas que irão elaborar os projetos ainda não está pronta. A demora, segundo a Secretaria da Educação (SEC), ocorreu já no primeiro passo: a preparação do relatório que descreve os tipos de melhoria em cada prédio. Obras, de fato, só em 2013.

Escola Estadual Madre Catarina Lepori, de Santo Ângelo, é uma das que precisam de reformas. Foto: Angela Bem / Especial

Veja a lista de escolas a serem reformadas

Para o secretário de Educação Jose Clovis de Azevedo, porém, o andamento dos projetos é normal. Segundo ele, em março, a ideia era iniciar as reformas menos complexas ainda no segundo semestre, mas a operação se mostrou mais complexa.

– Vão ocorrendo coisas que acabam dilatando os prazos. Numa escola como o Julinho (Colégio Estadual Júlio de Castilhos, na Capital), por exemplo, se vai ver o que precisa fazer no auditório e descobre que lá tem que ter um sistema de áudio… É um levantamento minucioso, que leva tempo – explica.

Há cerca de 60 dias, o relatório foi entregue à Secretaria de Obras Públicas (SOP). Desde então, o edital que contratará as empresas responsáveis pela execução dos projetos está sendo feito. Durante a elaboração do documento, outras 58 escolas foram incluídas na lista, chegando a um total de 446 prédios – 424 escolas, quatro prédios de coordenadorias regionais de Educação (Vacaria, Santa Rosa, Canoas e Carazinho) e outras 18 escolas profissionalizantes pelo Programa Brasil Profissionalizante.

Azevedo, agora, aponta fevereiro de 2013 como data provável para o início das menores obras, ressaltando que os prazos podem aumentar de acordo com o andamento das licitações. As escolas foram escolhidas pelas coordenadorias regionais, de acordo com o nível de sucateamento das instituições.

As melhorias*

- Ar-condicionado nas salas de aula

- Paisagismo

- Água quente em algumas torneiras

- Sala de estudos para professores

- Espaços de lazer internos

- Espaços culturais

- Áreas esportivas

- Projetos de sustentabilidade, como aproveitamento de água da chuva e alternativas de captação de energia

*Nem todas terão os mesmos itens

O processo

- Assim que for concluído o edital, a licitação deve durar entre 45 e 90 dias, mas as licitações podem demorar além desse prazo porque, de acordo com o governo, há casos em que empresas entram na Justiça, embargando o processo.

- Contratadas, as empresas têm até 30 dias para iniciar o trabalho. A partir daí, o prazo de conclusão é de 180 dias.

Os recursos

- Inicialmente, quando projetava reformas apenas em 388 escolas, o governo contava com R$ 172 milhões (R$ 100 milhões do governo do Estado e R$ 72 milhões financiados através do Banco Mundial e de linhas de financiamento do governo federal). O governo, porém, acredita que, com o andamento do projeto, o valor possa ser ampliado, de acordo com a necessidade.

Comente aqui
18 jun13:45

FUMSSAR e Vida & Saúde ampliam atendimentos na saúde

Na manhã desta segunda-feira,18, foi assinado o Termo Aditivo do valor repassado pela Fundação Municipal da Saúde (FUMSSAR) ao Hospital Vida & Saúde.

O valor do repasse é de R$234.553,38 e ampliará o número de consultas, exames, serviços de oncologia, ecografia, raio X, procedimentos gerais, cirurgias mamárias, quimioterapia, radioterapia e cirurgias de média e alta complexidade e serviços de traumatologia, que serão implantados gradativamente.

Comente aqui
13 jun15:22

Soja vai ocupar espaço de outras culturas em 2013, diz especialista que participa do Seminário Cooplantio

A seca, que ainda preocupa produtores rurais do Sul do país, provocou uma quebra de 26 milhões de toneladas de soja e de 14 milhões de toneladas de milho na América do Sul. Os números foram apresentados pelo especialista em análise de commodities agrícolas Fernando Muraro Jr. na última palestra do Seminário Cooplantio, em Gramado (RS).

Especialista em análise de commodities agrícolas Fernando Muraro Jr. na última palestra do seminário da Cooplantio, em Gramado (RS). Foto: Carlos Queiroz, Divulgação.

– A América do Sul perdeu 10% da safra mundial. É uma das seis maiores quebras dos últimos quarenta anos – contou ele.

A diminuição da oferta elevou os preços da soja e vai provocar um aumento na área dedicada ao grão na safra 2012/2013. Muraro calcula que o incremento deve ficar entre cinco e seis milhões de hectares no mundo.

– No Brasil, o grão deve ocupar dois milhões de hectares a mais. Uma parte, 200 mil hectares aproximadamente, vem de algodão, um milhão e 200 mil hectares deve vir do milho e o restante vem de áreas novas porque os preços da soja com este desastre que ocorreu na safra da América do Sul chegaram a patamares acima de R$ 60 em grande parte do país.

Com o aumento da oferta, a tendência é de preços menores para a soja no ano que vem. Muraro acredita que o grão também vai sofrer a influência da desaceleração das economias mundiais, algo que já acontece com outras culturas.

–  Se você olhar os últimos 60 dias, o que ocorreu com os preços de café, açúcar, suco de laranja, vai ver que eles caíram acentuadamentre porque a crise financeira europeia faz com que os investidores invistam na moeda dólar e investindo na moeda dólar, as commodities são pressionadas negativamente. Soja e milho são ativos financeiros mais do que ativos agrícolas. Todos fazem parte de uma cesta de moedas e de commodities que concorrem entre si – concluiu.

Comente aqui
13 jun10:29

Polícia prende cinco pessoas por tráfico de drogas em Passo Fundo e Giruá

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

A Polícia Civil prendeu cinco pessoas entre a tarde de terça-feira e a      manhã desta quarta-feira, nas cidades de Passo Fundo e Giruá. Todos  são suspeitos de atuarem no tráfico de drogas em Giruá, no Noroeste.  As investigações duraram seis meses.

Os primeiros a serem presos foi um casal que morava a 30 dias em  Passo Fundo. Com eles foram apreendidos cerca de 60 gramas de  cocaína. Apesar de estarem no Norte do Estado, eles eram apontados  pela polícia como fornecedores de drogas em Giruá.

Na manhã desta quarta-feira, por volta das 6h30min, uma operação prendeu outros três suspeitos. Eles vinham sendo investigados há seis meses e estavam com prisão preventiva decretada pela Justiça. Com o trio a polícia não encontrou entorpecentes.

Segundo o delegado Rogério Junges, que comandou as investigações, o casal não tem ligação com os outros três presos.

O casal foi encaminhado ainda na tarde de terça para o Presídio Regional de Santo Ângelo. Os demais serão interrogados e encaminhados até o início da tarde desta quarta-feira para o presídio. Os nomes dos presos não foram divulgados pela Polícia Civil.

Comente aqui
12 jun11:57

Caminhão tombado em Vitória das Missões será removido nesta quarta-feira

O caminhão transportava 25 toneladas de água oxigenada e ia rumo a Buenos Aires . O caminhão tombou no local conhecido como curva dos castelhanos, na BR-285 em Vitória das Missões. Isso foi por volta do meio dia desta segunda-feira. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, houve uma falha mecânica e o semi-reboque se desprendeu do cavalo trator. Como era uma curva, caiu em um barranco com cerca de 4 metros.

O motorista não se feriu. A área foi isolada e sinalizada. Um engenheiro de segurança e um geólogo do serviço de emergência ambiental, da Fepam, avaliaram local. Segundo eles, não houve vazamento, portanto não há nenhum prejuízo ao meio ambiente.

A remoção da carga deve ser feita nesta quarta-feira já que depende de guindastes de grande porte, que virá de Porto Alegre.

Comente aqui