clicRBS
Nova busca - outros

Santa Rosa

07 jun13:46

Caso Luana: polícia pretende fazer investigações na Argentina

Foto: Arquivo Pessoal

Cresce a expectativa sobre o paradeiro da adolescente Cíntia Luana Ribeiro de Moraes, desaparecida desde 13 de julho do ano passado, de Três Passos, no Noroeste. Na época, ela tinha 14 anos e estava grávida de sete meses. Uma denúncia de que a menina estaria na Argentina, no município de Colônia Aurora, reacende as esperanças da família em encontrá-la.

— Estou esperando por novidades, sinto falta dela, os amigos não param de ligar e perguntar por ela. Ainda assim, acho estranho que ela esteja na Argentina. Morei nesse município há quase 40 anos, mas nunca mais voltei, não conheço ninguém que viva lá. Minha filha nunca esteve nessa cidade — comenta a mãe de Luana, Ivone Ribeiro Moraes, 54 anos.

Segundo a delegada Caroline Bamberg Machado, moradores do município argentino teriam dito à Brigada Militar que Luana (como é chamada) teria estado no local e dito que não pretendia retornar ao Brasil em razão de problemas familiares. Segundo os relatos, ela teria mudado a cor do cabelo de castanho para loiro. A equipe da Polícia Civil deverá fazer novas diligências nos próximos dias.

— Como se trata de um outro país, precisamos de autorização das autoridades brasileiras para dar continuidade à investigação. Assim que tivermos retorno disso, iremos até lá para buscar novas pistas. Em breve, definiremos os detalhes desta nova etapa das investigações — diz a delegada.

O bebê de Cíntia Luana Ribeiro de Moraes teria, agora, nove meses. Quando saiu de casa, a jovem disse que voltaria em 20 minutos. Ela pretendia se encontrar com o suposto pai da criança, um homem de 27 anos, casado, cuja identidade é mantida sob sigilo pela polícia. Ele chegou a ser apontado como suspeito de envolvimento no sumiço de Luana, mas, até agora, nada foi provado. Por enquanto, a polícia trabalha com três hipóteses para o caso: homicídio, cárcere privado e fuga por conta própria.

Comente aqui
05 jun11:25

Mesmo com estiagem, RS tem 12,3% da produção agrícola do Brasil, diz IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã desta segunda-feira os resultados da safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas. Os dados indicam produção da ordem de 160,3 milhões de toneladas, superior em 0,1% à obtida em 2011 (160,1 milhões de toneladas) e 0,6% maior do que a estimativa de abril. É o que indica a quinta estimativa do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) em 2011.

A área a ser colhida em 2012, de 49,9 milhões de hectares, apresenta acréscimo de 2,5% frente à área colhida em 2011 e 0,7% menor frente ao mês anterior.

As três principais culturas (arroz, milho e soja), que somadas representam 91,0% da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas respondem por 84,6% da área a ser colhida. Em relação ao ano anterior, o arroz apresenta uma redução na área de 11,9%, o milho, acréscimo de 12,4% e a soja, acréscimo de 3,3%. Em relação à produção, o arroz mostra redução de 13,5%, o milho, aumento de 21,7% e a soja, redução de 12,4%.

Comparativamente à safra passada, são constatados incrementos nas Regiões Norte de 4,6%, Sudeste de 8,2% e Centro-Oeste de 17,8% e decréscimos nas Regiões Sul de 16,0% e Nordeste de 3,5%. O Mato Grosso lidera como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 23,6%, seguido pelo Paraná, com 19,5% e Rio Grande do Sul, com 12,3%, estados estes que somados representam 55,4% do total nacional.

Estimativa de maio em relação à produção obtida em 2011

Entre os 26 produtos selecionados, 13 apresentam variação positiva na estimativa de produção em relação ao ano anterior: algodão herbáceo em caroço (4,6%), aveia em grão (10,7%), batata-inglesa 3ª safra (3,9%), café em grão – arábica (16,3%), café em grão – canephora (6,1%), cana-de-açúcar (4,2%), cebola (1,5%), cevada em grão (11,2%), feijão em grão 2ª safra (26,1%), laranja (0,1%),mandioca (1,2%), milho em grão 2ª safra (55,7%) e triticale em grão (5,6%).

Com variação negativa são 13 produtos: amendoim em casca 1ª safra (4,6%), amendoim em casca 2ª safra (6,0%), arroz em casca (13,5%), batata-inglesa 1ª safra (5,9%), batata-inglesa 2ª safra (3,2%), cacau em amêndoa (2,2%), feijão em grão 1ª safra (31,9%), feijão em grão 3ª safra (5,4%), mamona em baga (57,9%), milho em grão 1ª safra (0,2%), soja em grão (12,4%), sorgo em grão (7,2%) e trigo em grão (10,9%).

Os próximos levantamentos da produção agrícola trarão informações sobre as culturas permanentes e darão continuidade ao acompanhamento da colheita da safra de verão, ao desenvolvimento das 2ª e 3ª safras de alguns produtos, além das culturas anuais de inverno que, por força do calendário agrícola, têm parte de suas estimativas baseadas em projeções.

Para ler a matéria  completa clique aqui

Comente aqui
05 jun11:18

Caixa eletrônico é roubado em Pejuçara

Cinco homens levaram o equipamento numa caminhonete cinza

A agência do Banrisul de Pejuçara, no Noroeste, teve o caixa eletrônico roubado na madrugada desta terça-feira.

Por volta das 2h, um policial da Brigada Militar ouviu o alarme do banco. Ao chegar ao local, viu cinco homens removendo o equipamento. Eles trocaram tiros com o PM, mas ninguém ficou ferido.

Três veículos os aguardavam em frente ao banco. Os criminosos fugiram numa caminhonete cinza, onde transportaram o caixa. O valor em dinheiro ainda é desconhecido. A Brigada Militar faz buscas na região.

Comente aqui
04 jun14:09

Gerente de supermercado é assassinado durante assalto em Ijuí

Um homem morreu em Ijuí, no Noroeste, vítima de latrocínio por volta das 11h desta segunda-feira. Carlos Afonso Petersen, 53 anos, era gerente de um supermercado no centro da cidade e resistiu ao assalto. Ele estava no estacionamento do mercado, quando foi abordado por um homem armado e com um capacete de motociclista.

O criminoso levou um malote com valor ainda desconhecido. Diante da resistência, disparou três vezes contra o gerente. Numa moto, o autor dos disparos fugiu com um comparsa.

Petersen chegou ao Hospital de Caridade de Ijuí com vida, mas não resistiu. Como usavam capacetes, os assaltantes não foram identificados. A Polícia Civil investiga o caso.

Comente aqui
04 jun11:57

Medicamentos para asma começam a ser distribuídos pelo SUS

Foto: Porthus Júnior, Agência RBS

Drogarias credenciadas no programa Aqui Tem Farmácia Popular começam a distribuir gratuitamente remédios contra a asma a partir desta segunda-feira. De acordo com o Ministério da Saúde, os três medicamentos — brometo de ipratrópio, diproprionato de beclometasona e sulfato de salbutamol — estarão disponíveis em mais de 20 mil estabelecimentos em todo o país. Para retirar os remédios, é preciso apresentar um documento com foto, o CPF e a receita médica dentro do prazo de validade.

A decisão de disponibilizar gratuitamente os medicamentos tem o objetivo de atender, prioritariamente, crianças com até seis anos, já que a asma está entre as principais causas de internação nessa faixa etária. Em 2011, do total de 177,8 mil internações no Sistema Único de Saúde (SUS) em decorrência da doença, 77,1 mil foram crianças com essa idade. Além disso, cerca de 2,5 mil pessoas morrem por ano por causa da asma.

Ainda segundo o ministério, a incorporação dos medicamentos deverá ampliar o orçamento atual do Programa Saúde Não Tem Preço em R$ 30 milhões ao ano. Atualmente, o Farmácia Popular atende a 200 mil pessoas que buscam remédios para a asma, mas a previsão é que a gratuidade beneficie até 800 mil pacientes por ano.

Agência Brasil

Comente aqui
04 jun11:50

Vacinação contra a gripe é prorrogada até o dia 13 de junho

Foto: Fabrizio Motta, Agência RBS

A campanha de vacinação contra a gripe no Estado foi prorrogada até o próximo dia 13. A vacina protege contra três tipos do vírus Influenza, entre eles o H1N1, além de outros dois tipos de gripe sazonal. Até o momento, mais de 1,3 milhão de pessoas já receberam a dose, o que representa uma cobertura de 70% do público alvo.

A imunização segue disponível para os mesmos grupos prioritários: pessoas acima dos 60 anos, crianças entre os 6 meses e menores de 2 anos e gestantes. O término da campanha antecede a vacinação contra a polio, que neste ano acontece dia 16 de junho.

Além desses grupos, os doentes crônicos também podem receber a vacina, como rotineiramente acontece todos os anos, desde que com orientação médica e seguindo as políticas municipais para imunobiológicos especiais. A recomendação é de que pessoas com doenças crônicas respiratórias, metabólicas (como a diabetes), renais, entre outros, procure atendimento médico para avaliar a necessidade em receber a dose.

As crianças que ano passado não foram vacinadas e já receberam a primeira dose este ano, devem voltar aos postos com 30 dias de intervalo para receber a segunda e garantir a proteção completa. Aquelas que já vacinadas ano passado, mesmo que apenas uma dose, tomam agora somente uma aplicação.

Doses já aplicadas:
Crianças: 135.886 (67,74%)
Trabalhadores da saúde: 137.663 (99,94%)
Gestantes: 56.615 (56,45%)
Indígenas: 17.404 (85,10%)
Idosos: 987.122 (67,63%)
Total: 1.328.321 (69,23%)

Fonte: Assessoria de imprensa da Secretaria Estadual da Saúde

Comente aqui
04 jun11:35

Rio Grande do Sul ocupa o último lugar no ranking nacional de investimentos em educação

Carlos Etchichury | Marcelo Gonzatto, Zero Hora

Foto: Adriana Franciosi, Agência RBS

O Rio Grande do Sul é o Estado brasileiro que menos investe em educação no país em comparação ao que arrecada, conforme indica um levantamento do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Os gaúchos aplicaram, na média de 2005 a 2010, o menor índice de receitas próprias no sistema de ensino. Enquanto o governo federal determina a aplicação de pelo menos 25% desses recursos para educar a população, descontados gastos com inativos, os rio-grandenses investiram um percentual médio de 18,79% no período.

O relatório comparativo, elaborado pelo Sistema de Informações Sobre Orçamentos Públicos em Educação (Siope) do FNDE, mostra que a proporção das receitas do Rio Grande do Sul destinadas à educação foi a menor do Brasil em 2007, 2008, 2009 e 2010 – ano em que apenas o Estado e o Rio Grande do Norte ficaram abaixo do patamar de 25%. Em 2005 e 2006, os gaúchos ficaram na penúltima posição, à frente apenas do Distrito Federal, que, posteriormente, quase dobrou o seu índice

Para ler a matéria na íntegra em zerohora.com clique aqui

1 comentário
03 jun13:18

Pai reconhece corpo de estudante gaúcho no México

Zero Hora

O pai do estudante gaúcho Alex Orsolini, 23 anos, encontrado morto na cidade de Mexicali, no México, fez o reconhecimento do corpo nesta sexta-feira (1º/06). Ivaldir Orsolini está naquele país para tratar da liberação do corpo.

As informações são de sua mulher — e mãe de Alex — Tânia Barden Orsolini, que estima o translado para a semana que vem, entre terça e quinta-feira.

— Acreditamos que a liberação deva demorar dois dias — diz Tânia.

Foto: Arquivo Pessoal

Depois de chegar em Porto Alegre, o corpo seguirá para Ijuí, cidade onde mora a família, para ser sepultado. De acordo com a irmã de Alex, Fernanda, a família foi informada pelo consulado do México no Brasil, na última quarta-feira, de que o laudo da perícia apontou uma parada cardiorrespiratória como a causa da morte.

Alex nasceu em Santa Bárbara do Sul, norte do Estado, e realizava intercâmbio de seis meses na Universidade Autónoma de Baja California (UABC). Ele foi encontrado desacordado por colegas de quarto. Embora uma ambulância tenha sido chamada, Alex não reagiu.

Comente aqui
03 jun13:02

Domingo será de chuva em grande parte do Estado

A chuva deve vir acompanhada de trovoadas, rajadas de vento e há risco de granizo em áreas isoladas do Norte, segundo alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A frente fria, responsável pela instabilidade, provoca chuva do Noroeste ao Litoral e também no extremo Sul, onde chove fraco. Em Porto Alegre e Região Metropolitana, também chove fraco.

A temperatura mínima no Estado deve ficar em torno dos 5ºC, no Sul, e a máxima não deve passar dos 20ºC à tarde, no Oeste. As únicas áreas que devem ficar ensolaradas durante o domingo ficam próximas da fronteira com o Uruguai. Ao longo do dia, a temperatura entra em acentuado declínio.

Comente aqui
02 jun13:37

Três de Maio vive sua 2ª Expoterneira

Edna Lautert*

Foto: Silceu Roque Dalberto, divulgação

De 07 a 10 de junho, o município de Três de Maio sedia a 2ª Expoterneira – Exposição da Terneira e da Economia Familiar. A feira chega como importante centro de negócios e de evolução tecnológica, com a meta de divulgar o potencial agropecuário, econômico, industrial e cultural da região, com atenção especial para a matriz produtiva do leite e da agricultura familiar, oportunizando negócios, a formação técnica e servindo de importante agência de fomento ao desenvolvimento do setor. A expectativa é de que ela venha receber em torno de 50 mil visitantes. “A Expoterneira é realizada com o foco em impulsionar o desenvolvimento municipal e regional, visto a predominância da pequena propriedade rural da região, representada por mais de 91% de propriedades com menos de 20 hectares, onde o leite é a maior fonte de renda familiar. E tem esse compromisso que é divulgar o potencial agropecuário, econômico, industrial e cultural da região, com atenção especial para a matriz produtiva do leite e da agricultura familiar, além de oportunizar a realização de negócios e formação técnica e atualizar tecnologicamente aos empresários e produtores rurais através de exposição de produtos, encontros, palestras e seminários”, destaca o presidente, Silceu Roque Dalberto. Segundo ele, a Feira também se propõe a atualizar tecnologicamente aos empresários e produtores rurais através de exposições de produtos, do Fórum Regional da Economia Familiar, do III Fórum de Nutrição Animal, da Expodinâmica, feira do livro, palestras e seminários.

EVOLUÇÃO DA PECUÁRIA

A Expoterneira envolve municípios da região da Grande Santa Rosa, engajados em dobrar o percentual produtivo de leite. Para isso, a Feira traz em sua proposta de debates as novas e modernas técnicas utilizadas na inseminação, pastagens e toda a temática da cadeia do leite através dos fóruns de discussão permanente. A meta é aperfeiçoar as condições de criação, alimentação, genética e manejo das terneiras.

*Jornalista, membro da academia Santo-angelense de Letras e colunista do Clic RBS.

Comente aqui