clicRBS
Nova busca - outros
01 ago12:05

Prejuízo após vendaval em Santa Bárbara do Sul supera os R$ 7 milhões

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

Finalizado na manhã desta quarta-feira pela prefeitura de Santa Bárbara do Sul e pela Defesa Civil, o laudo que registra as perdas ocasionadas pelo vendaval que atingiu a cidade do noroeste do Estado no sábado aponta um prejuízo de R$ 7,1 milhões. O documento será entregue à tarde ao governador Tarso Genro.

Segundo o relatório, 60 residências foram completamente destruídas. Foto: Roberto Witter / Agência RBS

Segundo o levantamento, que começou a ser realizado no domingo, 323 edificações foram atingidas pelos ventos superiores a 100 km/h – a velocidade faz com que o Instituto Nacional de Meteorologia acredite que o fenômeno se trata de um tornado. Destas, 60 residências foram completamente destruídas. O prejuízo soma R$ 5,1 milhões.

No comércio, o estudo aponta perdas de R$ 1,6 milhão, já que prédios e mercadorias sofreram estragos. Um levantamento da RGE, concessionária responsável pela geração de energia na cidade, aponta outros R$ 400 mil de prejuízo, entre postes quebrados, cabos de luz arrebentados e transformadores de luz que caíram.

Os números serão apresentados pelo prefeito Mário Roberto Utzig Filho nesta quarta-feira, às 16h, ao governador Tarso Genro, no Palácio Piratini. O coordenador da Defesa Civil no Estado, tenente-coronel Oscar Moiano, e o secretário do Gabinete dos Prefeitos, Afonso Motta, também participam da reunião.

Nesta quarta-feira, o trabalho de reconstrução continua na cidade. A diminuição do frio e o dia ensolarado facilitam o trabalho. À tarde, 200 cestas básicas devem ser entregues pelo Governo do Estado. As doações se somam a outras 300 cestas e a 500 kits dormitório, formados por colchão, travesseiro, lençol e cobertor, que chegaram no final da tarde de terça-feira ao município.

COMO AJUDAR

O que pode ser doado?

- Cobertores
- Colchões
- Materiais de higiene
- Alimentos não perecíveis

Onde podem ser entregues as doações?

Na capital
- Central de Doações, no Centro Administrativo Fernando Ferrari, em Porto Alegre, das 8h às 18h30min, inclusive aos fins de semana. Endereço: Av. Borges de Medeiros, 1501.

Em Santa Bárbara do Sul
- Pavilhão Morada do Sol, bairro Morada do Sol
- Salão Paroquial da Igreja Matriz
- Centro de Referência de Assistência Social (Cras)

Doações em dinheiro
- Valores podem ser depositados na conta do da Defesa Civil de Santa Bárbara do Sul: Banrisul, agência 0341, conta nº 04 01 08 42 00.

Comente aqui
31 jul12:26

Homem morre atropelado em Augusto Pestana

Um homem morreu atropelado na noite desta segunda-feira, na rodovia Ijuí – Augusto Pestana (ERS-522), próximo ao trevo de acesso a Augusto Pestana.

Por volta das 19h, Vilmar Rosa da Cruz, 45 anos, seguia para casa de bicicleta, sobre a pista. Um carro com placas de Augusto Pestana, que seguia no mesmo sentido, atingiu a traseira da bicicleta. A vítima morreu no local.

Segundo a polícia rodoviária estadual a bicicleta não tinha sinalização refletiva.

Comente aqui
31 jul12:20

Frequência de casos e óbitos por gripe A diminui no Rio Grande do Sul

Humberto Trezzi / humberto.trezzi@zerohora.com.br

As autoridades do setor de saúde no Rio Grande do Sul estão otimistas. Entre 26 de julho e segunda-feira, apenas uma nova morte por gripe A foi confirmada no Estado. É a 48ª vítima, um bebê de três meses nascido em Pelotas, que não tinha sido vacinado e morreu dia 22.

Na segunda-feira, 30 mil doses de vacina chegaram à Coordenadoria Regional de Saúde, em Caxias do Sul. Foto: Maicon Damasceno / Agencia RBS

Leia mais notícias sobre a gripe A

A confirmação só surgiu agora e novos episódios fatídicos podem surgir, mas o otimismo está baseado num fato: o ritmo de casos e também de mortes vem caindo. O número de mortes causadas pelo vírus H1N1, que foi de 12 na semana entre 1 e 7 de julho, agora caiu para uma.

O número de casos comprovados de gripe A, que naquela semana inicial do mês foi de 83, caiu agora para seis casos na última semana. As estatísticas oficiais registram, na realidade, 43 novos casos de gripe A desde o último boletim disparado pela secretaria, mas a contaminação ocorreu semanas atrás — embora a comprovação da presença do vírus nas vítimas só tenha vindo agora.

— É certo que a gripe A está em curva descendente. Mesmo assim, não vamos abrir a guarda. Chegaram novas vacinas e vamos inocular todas as pessoas que estiverem nos municípios prioritários e mais atingidos pela gripe — comenta o secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni.

A opinião de Simoni é compartilhada por um dos maiores especialistas gaúchos no assunto, o médico Luciano Goldani, infectologista do Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

Ele considera que a propagação do vírus H1N1 está mesmo em declínio, até por não encontrar hospedeiros tão facilmente. O médico ressalta que a vacinação tem sido maciça nos últimos quatro anos e, além disso, algumas pessoas se imunizaram por terem já desenvolvido a gripe A, em invernos anteriores.

Fim do inverno ajuda a diminuir propagação do H1N1

— Quem já sofreu com o vírus fica com algum tipo de imunização. Outros se vacinaram. A realidade é que muita gente esperava uma epidemia como a de 2009, mas não será assim. E o inverno ruma para o fim, o que vai ajudar a diminuir a propagação do vírus. O cenário é positivo, sem dúvida — conclui Goldani.

Na tabela da evolução da gripe A divulgada pela Secretaria Estadual da Saúde, as mortes estão computadas na mesma semana do início dos sintomas da doença — por isso, não há nenhum registro de mortes nas duas últimas semanas.

Uma nova chance de imunização

Chegaram na segunda-feira ao Rio Grande do Sul mais 200 mil vacinas contra a gripe remanejadas de outros Estados pelo Ministério da Saúde. A expectativa é de que até o meio da semana as vacinas estejam à disposição da população.

A Secretaria Estadual da Saúde distribuiu doses às coordenadorias regionais, que irão repassar as vacinas aos municípios. Diferentemente do que ocorreu com os lotes anteriores, a estratégia agora é contemplar regiões que não receberam novas doses nos repasses anteriores. Assim, Porto Alegre, Cruz Alta e Santo Ângelo ficam de fora da distribuição desta remessa.

Na segunda à tarde, 30 mil doses chegaram à 5ª Coordenadoria Regional de Saúde, em Caxias do Sul. As unidades devem ser repassadas até quarta-feira aos 48 municípios de abrangência da coordenadoria.

— Aguardamos retorno das cidades sobre suas necessidades para decidir quantas doses serão encaminhadas para cada. Todas receberão as unidades, a menos que abram mão — explica a coordenadora Solange Sonda.

Cabe às prefeituras de cada município decidir se a imunização estará aberta ao público em geral ou somente para os grupos de risco. A orientação da 5ª Coordenadoria é vacinar somente os grupos mais suscetíveis à doença.

Veja mapa das mortes por gripe A desde 2009

Principais sintomas da gripe A:

- Tosse e espirros
- Fortes dores no corpo, na cabeça e na garganta
- Febre alta,acima de 38°C
- Pode haver náuseas, vômitos e diarreia
- Falta de ar

Para prevenir a contaminação, é aconselhado:

- Higienizar as mãos com frequência, principalmente após tossir ou espirrar
- Utilizar lenço descartável para higiene nasal
- Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir
- Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca
- Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal
- Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social
- Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração
- Ventilar os ambientes

Comente aqui
31 jul12:17

Santa Bárbara do Sul recebe ajuda de 40 militares do Exército e mil cestas básicas

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

Mil cestas básicas devem chegar até o início da tarde desta terça-feira ao município de Santa Bárbara do Sul, no noroeste do Estado. No sábado, a cidade foi atingida por ventos com velocidade superior a 100 km/h – o que faz o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) crer que se trata de um tornado. Dezenas de casas foram completamente destruídas e famílias estão abrigadas nas casas de familiares e amigos.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), cidade pode ter sido atingida por um tornado. Foto: Roberto Witter, Agência RBS.

Os alimentos foram comprados pela Defesa Civil Estadual, que também deve entregar até o final da tarde desta terça-feira os chamados kit dormitórios, formados por colchões, travesseiros, lençóis e cobertores.

O Governo do Estado também deve auxiliar os moradores com a doação de 3 mil telhas. O material será distribuído de acordo com um cadastro, que desde ontem está sendo realizado pela prefeitura. As telhas já foram compradas e devem chegar ao município assim que o forem entregues pelo fornecedor. No final da tarde de segunda-feira a prefeitura pediu auxílio ao Exército, que deve enviar, também nesta terça-feira, cerca de 40 militares para a cidade.

O município já decretou situação de emergência e a Defesa Civil realiza um levantamento para avaliar as reais necessidades dos moradores. Com o documento em mãos, o coordenador da Defesa Civil no Estado, tenente-coronel Oscar Moiano, pretende agilizar o processo de homologação do decreto por parte do Estado e acelerar o reconhecimento do governo Federal. Assim, o processo que poderia durar até 15 dias deve estar concluído até o final da semana.

Na segunda-feira o Banrisul também anunciou a criação de uma linha de crédito emergencial para as vítimas do temporal reconstruírem as residências e prédios comerciais. As solicitações devem ser feitas na agência do município.

COMO AJUDAR

O que pode ser doado?

- Cobertores
- Colchões
- Materiais de higiene
- Alimentos não perecíveis

Onde podem ser entregues as doações?

Na capital
- Central de Doações, no Centro Administrativo Fernando Ferrari, em Porto Alegre, das 8h às 18h30min, inclusive aos fins de semana. Endereço: Av. Borges de Medeiros, 1501.

Em Santa Bárbara do Sul
- Pavilhão Morada do Sol, bairro Morada do Sol
- Salão Paroquial da Igreja Matriz
- Centro de Referência de Assistência Social (Cras)

Doações em dinheiro
- Valores podem ser depositados na conta do da Defesa Civil de Santa Bárbara do Sul: Banrisul, agência 0341, conta nº 04 01 08 42 00.

Comente aqui
27 jul15:47

Escolas preparam volta às aulas atentas aos cuidados contra Gripe A

Municípios que haviam antecipado ou ampliado o período de férias escolares se preparam para o retorno dos alunos às salas de aula. Apesar da redução na escalada de vítimas e da diminuição da circulação do vírus, a reabertura das escolas, marcada para segunda-feira, será cercada de cuidados.

O município de Salto do Jacuí soma seis casos confirmados da doença, sendo que um evoluiu para óbito. Além disso, 158 pessoas foram ou estão sendo medicadas com Tamiflú. Por isso, os cuidados são intensos.

Antes mesmo das férias escolares, que foram antecipadas e ampliadas em uma semana, pais e alunos já haviam sido recomendados a seguir os métodos de prevenção. Panfletos educativos foram distribuídos e os estudantes são orientados a levar garrafas de água individuais para a sala de aula.

A secretaria de Educação do município comprou dezenas de frascos de álcool gel, para disponibilizar nas 11 escolas do município. Os bebedouros foram lacrados e o setor de vigilância epidemiológica da prefeitura esteve reunido com todos os diretores de escola para repassar orientações, como deixar salas de aula com as janelas abertas, para tornar os ambientes arejados.

Em Cruz Alta, a secretaria municipal de Educação também optou por antecipar em uma semana e ampliar o período de férias – exceto as escolas infantis, que não pararam para não causar transtorno aos pais, que trabalham e dependem do serviço. Os alunos estavam em recesso desde o dia 9 de julho.

- À época, a decisão foi tomada em conjunto com a coordenadoria regional de educação, já que muitos alunos do interior utilizam o mesmo transporte escolar. Então, o retorno da rede municipal será alinhado à volta das escolas estaduais. Neste período, todas as crianças da educação infantil foram imunizadas, assim como os educadores. Fora isso, uma série de outras recomendações foi feita a diretores e professores, que devem reforçar isto com os alunos - explica Odete Capelesso, coordenadora pedagógica da secretaria municipal de educação.

Nas escolas de educação infantil o cardápio também foi modificado, priorizando alimentos com maior teor de vitaminas, para fortalecer o sistema imunológico das crianças.

Em toda a rede estadual as aulas também recomeçam nesta segunda-feira.

Comente aqui
27 jul11:44

Seca nos Estados Unidos beneficia venda futura de grãos

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

A maior seca dos últimos 50 anos nos Estados Unidos tem provocado forte alta nos preços da soja e do milho, o que beneficia futuras vendas de produtores brasileiros. Especialistas, porém, alertam: o mercado não deve suportar esse nível de preços nos próximos meses.

Produção de milho terá 46 milhões de toneladas a menos do que o previsto. Foto: Scott Olson / Getty Images, AFP

Nesta quinta-feira, os valores recuaram na Bolsa de Chicago, que regula os preços das commodities, ficando abaixo de US$ 17 o bushel (equivalente a 27, 2 quilos). Foi o resultado da chuva prevista para Estados americanos atingidos pela seca. Faltando cerca de 15 dias para a colheita, o milho tem perdas irreversíveis. Segundo o relatório deste mês do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, a produção terá 46 milhões de toneladas a menos do que o previsto. A soja enfrenta problema semelhante: com prognóstico de colheita de 87 milhões de toneladas em junho, que agora caiu para 83 milhões de toneladas.

O efeito é a alta de preços. No Rio Grande do Sul, a soja chegou a ser embarcada por R$ 85 a saca no porto de Rio Grande, lembra o analista de mercado Farias Toigo. Como o estoque do grão é de 6 milhões de toneladas no país, devido à seca que atingiu a safra de verão, as atenções se voltam à venda futura.

– Hoje, o preço é definido em meio a especulações de quebra de safra americana. À medida que tivermos números concretos da safra nos EUA e a confirmação de ampliação de áreas de cultivo na América do Sul, a tendência é de que o preço baixe – alerta o consultor Carlos Cogo.

Produtores de gado de corte, suínos, aves e leite, porém, sofrem com a alta. O farelo de soja, um dos principais ingredientes das rações, subiu 110% no último ano, com consequente impacto nos custos de produção.

Comente aqui
27 jul11:40

Brigada Militar apreende quase 1 kg de crack em Cruz Alta

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

Um homem foi preso na madrugada desta sexta-feira pela Brigada Militar (BM) portando 967 gramas de crack, na rodoviária de Cruz Alta, no noroeste do Estado.

Segundo a Polícia Civil, Vilmar dos Santos Okaszeski, 27 anos, havia saído de Santa Maria em um ônibus que partiu por volta da 1h. Às 3h40min, ele desembarcou em Cruz Alta para pegar outro ônibus para ir até a cidade de Ijuí, também no Noroeste.

A BM chegou até Okaszeski após uma denúncia anônima. Ele foi preso em flagrante e encaminhado para o Presídio Estadual de Cruz Alta. O suspeito possui antecedentes criminais por roubo e tentativa de homicídio.

A Polícia Civil deverá prosseguir as investigações para saber se Okaszeski tem ligação com alguma quadrilha desses municípios. Além da droga, a BM apreendeu com ele R$ 290 em dinheiro, uma passagem de ônibus para Ijuí e um telefone celular.

Comente aqui
24 jul11:48

Projeto Cantinho da Alegria inaugura horta educativa

O projeto Cantinho da Alegria, mantido pela Unimed Missões/RS, inaugurou uma horta educativa destinada às crianças da Escola Municipal de Educação Infantil Ludovico Rigoti, de Santo Ângelo.

A parceria entre a cooperativa de saúde, a prefeitura e empresários possibilitou a construção da escola, oferecendo melhores condições para o desenvolvimento das crianças. Atualmente, o local atende mais de 90 crianças dos Bairros Nova, Piratini e adjacências. O projeto propicia a realização de diversas atividades com as crianças, entre elas comemorações em datas festivas, doação de material, consultas pediátricas, exames gratuitos, envolvimento dos pais em palestras, desenvolvimento de projetos sociais e ambientais, entre outros.

Crianças são incentivas no envolvimento com o plantio, irrigação, cuidados e colheitas das verduras. Foto: Unimed, divulgação.

A horta entregue à escola tem o objetivo de despertar e conscientizar as crianças quanto à importância do meio ambiente, além do respeito à natureza e consumo de alimentos saudáveis.

- Queremos que as crianças sejam os amiguinhos da terra e ajudem a disseminar essa prática em casa, com seus pais e familiares. Nossa intenção é despertar para a importância dessa atividade socioeducativa e ambiental com os alunos – observa a coordenadora do time, Carlene Brum Traichel.

A horta é composta por uma grande variedade de verduras, legumes e hortaliças, entre elas brócolis, rúcula, alface, salsinha, manjerona, rabanete, radite, couve, alecrim, manjericão, entre outros temperos. A produção já está gerando resultados. Crianças são incentivas no envolvimento com o plantio, irrigação, cuidados e colheitas das verduras o que pode ser considerado como uma atividade pedagógica na construção do conhecimento no espaço escolar. Todo o material colhido e plantado é utilizado na alimentação das crianças.

Além dos alunos, os pais, os professores e os funcionários serão envolvidos na manutenção do espaço para que, em uma ação conjunta com a Unimed, a horta seja mantida e possa ser um empreendimento de caráter solidário e cooperativo.

A horta foi construída em parceria com a Floricultura Avenida, que também realiza os primeiros acompanhamentos e orientações sobre o projeto, e faz parte do Programa de Responsabilidade Socioambiental da cooperativa.

Fonte: Assessoria de imprensa da Unimed

Comente aqui
24 jul11:12

Piratini oficializa decisão de não renovar contratos de pedágio

Carlos Rollsing / carlos.rollsing@zerohora.com.br

A assinatura do governador Tarso Genro em uma notificação extrajudicial, em ato hoje no Piratini, definitivamente dará início à guerra jurídica entre o Estado e as empresas do programa de concessões de rodovias.

O documento oficializará a decisão de não prorrogar os atuais contratos e comunicará a antecipação do término das concessões do segundo para o primeiro semestre de 2013.

As concessionárias ingressarão na Justiça não somente para cobrar o suposto passivo, mas para garantir o alegado direito de explorar os pedágios até o final de 2013.

— Se a antecipação se confirmar, o que cabe é uma interposição judicial por descumprimento de contrato. Isso deve ser um equívoco. É um erro muito gritante — diz o presidente da Associação Gaúcha de Concessionárias de Rodovias, Egon Schunk Júnior.

Ele diz que o prazo de 15 anos das concessões passou a correr após a emissão da ordem de início de operações, o que levaria os contratos a serem encerrados no segundo semestre de 2013. Mas a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) está se baseando na data de assinatura dos mesmos.

Daer reconhece dificuldade em cumprir novos prazos

A intenção do governo é manter 11 praças existentes hoje sob supervisão da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). As outras 16, incluindo a de Farroupilha, terão as cancelas levantadas. O problema é que o Piratini está atrasado. Com a aceleração do fim dos contratos, estradas terão de ser assumidas em março, e não mais em julho.

— Isso dificulta. A EGR vai ter de atuar antes e ainda é preciso organizá-la em vários aspectos — afirma Cleber Domingues, diretor de Operação Rodoviária do Daer.

Outro entrave é a contratação da Dynatest-SD. A consultoria indicará fatores fundamentais, como o valor das tarifas a serem cobradas pela EGR. No entanto, a empresa não assinou contrato porque o governo não empenhou os R$ 7,4 milhões cobrados pelo serviço. Há dificuldade em disponibilizar a verba. Já é admitida a possibilidade de também serem erguidas as cancelas nas estradas estaduais se a EGR não estiver operando até março.

1 comentário
24 jul11:10

Técnicos russos ganham tapete vermelho na chegada ao RS

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

Tapete vermelho no desembarque em Porto Alegre é apenas um dos detalhes da recepção à comitiva russa que a partir de terça-feira visita frigoríficos e um dos laboratórios do Ministério da Agricultura no Estado. Os cuidados especiais se justificam. Uma boa impressão dos visitantes pode significar o final do embargo à carne brasileira.

Técnicos da Rússia se reuniram com representantes gaúchos no desembarque. Foto: Jean Schwarz / Agencia RBS

— Queremos recebê-los bem e mostrar que estamos preparados — afirma Francisco Signor, superintendente do Ministério da Agricultura no Estado.

Pelo roteiro inicial, seriam sete frigoríficos avaliados nesta semana. Mas, segundo Signor, os três técnicos que inspecionariam o Frigorífico Silva, em Santa Maria, e o Frigorífico Marfrig, em Alegrete, de abate de bovinos, devem chegar na próxima semana.

Os seis técnicos irão se dividir a partir de terça-feira em duas equipes, com três pessoas cada. A primeira parada será em Lajeado, nos dois frigoríficos da Brasil Foods. No final do dia, uma equipe segue até Garibaldi, onde visita o Frigorífico Frinal na quarta-feira. Outra irá para Santo Ângelo, onde ficará hospedada durante a vistoria às duas plantas do Alibem (veja o roteiro no quadro ao lado).

— O Ministério da Agricultura organiza tudo, mas não temos detalhes. Imagino que a visita dure cerca de quatro horas, nas quais analisam toda a documentação, os procedimentos de higienização e de abate do frigorífico — explica Luiz Fernando Roman Ross, diretor comercial do Frigorífico Frinal.

A preocupação da comitiva é com condições de higiene, documentação e controle da produção.

O novo roteiro

Terça-feira
Brasil Foods, abate de aves, Lajeado
Brasil Foods, abate de suínos, Lajeado

Quarta-feira
Frigorífico Alibem, abate de suínos, Santa Rosa
Frigorífico Frinal, abate de aves, Garibaldi

Quinta-feira
Frigorífico Alibem, abate de suínos, Santo Ângelo
Laboratório do Ministério da Agricultura em Porto Alegre

Comente aqui