clicRBS
Nova busca - outros

Chuva

03 jun13:02

Domingo será de chuva em grande parte do Estado

A chuva deve vir acompanhada de trovoadas, rajadas de vento e há risco de granizo em áreas isoladas do Norte, segundo alerta do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

A frente fria, responsável pela instabilidade, provoca chuva do Noroeste ao Litoral e também no extremo Sul, onde chove fraco. Em Porto Alegre e Região Metropolitana, também chove fraco.

A temperatura mínima no Estado deve ficar em torno dos 5ºC, no Sul, e a máxima não deve passar dos 20ºC à tarde, no Oeste. As únicas áreas que devem ficar ensolaradas durante o domingo ficam próximas da fronteira com o Uruguai. Ao longo do dia, a temperatura entra em acentuado declínio.

Comente aqui
30 mai13:27

Chuva ainda não ameniza a seca na região

No noroeste do Estado, região mais atingida pela seca, o índice de chuva foi baixo para atingir a expectativa dos agricultores. O plantio do trigo está atrasado em função da falta de umidade. Em Cruz Alta, um dos municípios que mais produz o grão, a precipitação durante a madrugada ficou em torno dos 7 mm.

- No ano passado, nesta mesma época, entre 10% e 15% do trigo da região já estava na terra. Este ano, não temos números oficiais ainda, mas a estimativa que temos é de que o índice, no máximo chegue a 2%. O solo está muito seco para o cultivo e esta chuva não é suficiente – explica Ênio Coelho, técnico agrícola da Emater.

A chuva forte das últimas horas foi uma boa notícia para produtores dos vales do Rio Pardo e Taquari e centro do Estado. A umidade maior do solo deve possibilitar, principalmente, a recuperação de pastagens para o gado. No entanto, o problema da falta de chuva para o cultivo do trigo, que se concentra na região Noroeste, persiste.

Na região de Lajeado, a boa quantidade de chuva trouxe benefícios, principalmente, para as pastagens do gado de leite. Além disso, o cultivo de hortaliças e de árvores frutíferas também foi beneficiado.

- A única ressalva que se faz é devido à distribuição irregular. Temos municípios da região onde foi registrada precipitação de 70 mm. Em outros, 25 mm. Mas de maneira geral foi uma chuva muito boa para as culturas – afirma Martin Wanderer, engenheiro agrônomo da Emater regional de Lajeado.

Na região de Santa Maria, o índice de precipitação beirou os 100 mm, trazendo benefícios para as pastagens do gado de corte. Nas lavouras, ajuda no desenvolvimento das plantas de cobertura de solo, como aveia, ervilhaca e nabo forrageiro.

- Fora o benefício das pastagens e lavouras, a chuva serviu para recuperar o nível de açudes e de algumas vertentes de água usadas no consumo dos animais – aponta o assistente técnico de solos e cultura da Emater regional de Santa Maria, Luiz Antônio Barcellos.

Comente aqui
19 abr14:12

Depois da chuva, onda de frio intenso deve chegar à região

Da Central de Meteorologia da RBS

As áreas de instabilidade associadas a um centro de baixa pressão atmosférica entre a Argentina, sul do Paraguai e Rio Grande do Sul mantém a presença da instabilidade no noroeste gaúcho e devem provocar grandes acumulados de chuva entre esta quinta e sexta-feira.Para os agricultores, a chuva é bem vinda à região que ainda sofre os efeitos da seca desde o mês de novembro.

No sábado, há risco de chuva forte em todas as regiões. A partir desse dia os ventos começam a soprar do quadrante sul alterando a sensação térmica, mas ainda sem causar queda forte das temperaturas.

O domingo será um dia de transição com a gradativa dissipação da instabilidade e o avanço de uma massa de ar seco e frio. A previsão é de uma tarde de baixas temperaturas em grande parte das regiões. A noite será fria antecipando o amanhecer gelado de segunda-feira.

Entre a segunda e a quarta-feira  os prognósticos mais atualizados indicam o avanço do frio intenso devido a chegada de uma massa de ar seco e frio, com a perspectiva do primeiro episódio de zero grau do Estado. As tardes de segunda e terça-feira serão frias e o ar será extremamente seco.  A previsão é de tardes com índices de umidade inferior a 20% em grande parte do Estado, sobretudo, de terça para quarta-feira. O ar seco é favorável à formação nesses dias.

Comente aqui
12 abr17:31

Chuva forte pode atingir noroeste gaúcho nesta sexta-feira

Amanhã, sexta-feira, as condições meteorológicas serão favoráveis à ocorrência de chuva moderada a forte, rajadas de vento, descargas elétricas e queda de granizo em áreas isoladas do noroeste.

A chuva deve chegar da tarde para a noite, a partir do oeste do Estado. Há chances de trovoadas com ventanias e temporais.

No sábado, a frente fria domina o estado mantendo as pancadas de chuva. A chuva com maior intensidade deve ocorrer em áreas isoladas do estado.

O tempo abre no domingo, com a atuação de uma massa de ar frio e seco que traz o sol de volta, mas provoca declínio na temperatura.

Comente aqui
06 abr09:57

Após vendaval, sexta-feira será de reparos em Boa Vista do Buricá

Luciano Goettems, divulgação

Luciano Goettems, leitor-repórter*

Durante esta sexta-feira, muitos moradores de Boa Vista do Buricá terão trabalho extra para dar conta dos reparos necessários em função do vento forte que atingiu o município ontem.

Na localidade de Linha Bom Princípio, propriedade de Marcos e Jaqueline Blatt, o vento destruiu um galpão, que caiu sobre o trator da família e também sobre dois terneiros que se abrigavam no local. Felizmente a família e os animais nada sofreram. Segundo Marcos, o vento foi muito rápido, parecia uma espécie de tufão.

Já no Bairro Palmeiras, dois postes de luz caíram e um deles acabou atingindo a propriedade de Protásio Schmitz, mas felizmente ninguém se feriu. Atá as 18 horas, ainda não havia luz no local e os postes continuavam caídos, enquanto os moradores buscavam uma solução por parte da empresa RGE.

* Luciano é assessor de imprensa da prefeitura de Boa Vista do Buricá

Luciano Goettems, divulgação

Luciano Goettems, divulgação

Luciano Goettems, divulgação

Luciano Goettems, divulgação

Comente aqui
05 abr15:20

Temporal provoca estragos nas Missões

Juliana Gomes, Agência RBS

Juliana Gomes/juliana.gomes@zerohora.com.br

O corpo de bombeiros de Santo Ângelo atendeu 25 ocorrências na manhã de hoje. Em sua maioria, casas parcialmente destelhadas. Os locais mais atingidos foram a localidade de Barra do São João e os bairros Ditz e Dido. Outros oito chamados foram para remover árvores derrubadas pelo vendo em via pública.

Juliana Gomes, Agência RBS

Juliana Gomes, Agência RBS

Comente aqui
05 abr13:05

Leitores-repórteres registram o clima em diferentes pontos do noroeste

Contribuições de leitores-repórteres de diferentes pontos do noroeste gaúcho registraram as mudanças climáticas desta quinta-feira. Nuvens escuras tomam conta da região que podem registrar temporais ao longo do dia. O vento forte registrado nesta manhã em Santa Rosa derrubou árvores, cobriu ruas de folhas e destelhou parcialmente algumas casas. Uma grande nuvem de poeira tomou conta da cidade, conforme registro da leitora-repórter Talita Preschadt.

Foto: Talita Preschadt, divulgação

O céu esteve encoberto desde as primeiras horas da manhã, como mostra a foto de Felipe Saraiva.

Felipe Saraiva, divulgação

Por volta das 9h30min, as nuvens escuras deram lugar à chuva intensa no centro de Santa Rosa, conforme registrado por Marquili Sigolin.

Marquieli Sigolin, divulgação

Na vila Santos, em Santa Rosa, as frutas despencaram da árvore com a força do vento conforme registro de Luciana Timm.

Luciana Timm, divulgação

Vanderlei Henchen flagrou o céu encoberto na RS-305, entre Tucunduva e Tuparendi.

Vanderlei Henchen, divulgação

Em Ijuí, a leitora-repórter Ceres Avila registrou o tempo encoberto com vista a partir da Rua Siqueira Couto em direção a FIDENE e Campus Unijuí.

Ceres Avila, divulgação

Santo Ângelo também teve chuva forte nesta manhã. Os Bombeiros atenderam algumas ocorrências de destelhamento de casas e árvores caídas, mas o número de atingidos ainda não foi estimado.

Juliana Gomes, Agencia RBS

Na região Celeiro, houve destelhamento parcial de casas em Humaitá. Em São Martinho, os moradores ficaram sem abastecimento de energia elétrica.

Pelo menos dez casas e duas escolas municípios de Horizontina foram parcialmente destelhadas, de acordo com os Bombeiros de Horizontina. O vento, que atingiu áreas isoladas, também derrubou galhos e árvores em via pública.

O leitor-repórter Rafael Hübner registrou a aproximação do temporal em Horizontina:

Rafael Hübner, divulgação

>> Como está o tempo em sua cidade?  Envie fotos para a gente! Basta encaminhar o material para participe@clicrbsnoroestemissões.com.br

* Leia também: Chuva e vento forte mudam cenário do noroeste

Comente aqui
29 fev18:09

Chuva forte pode chegar à região nas próximas horas

Por volta das 17h30min desta quarta-feira, pancadas de chuva intensas caíram sobre Santa Rosa, no noroeste do Estado. Aos poucos, o volume de chuva dá trégua, mas novas nuvens escuras aparecem e deixam o céu encoberto.

O cenário climático anuncia a chuva forte que deve chegar no noroeste, nas próximas horas. Na quinta-feira a frente fria segue atuando no Rio Grande do Sul e mantém a chuva ao longo de grande parte do dia. Ainda irá chover forte em algumas áreas aumentando ainda mais os acumulados gerados na quarta-feira.

O risco de temporais diminui, porém ainda podem ocorrer de forma isolada. Em conseqüência do tempo fechado as temperaturas irão variar pouco. No noroeste, a máxima deve girar em torno dos 30ºC.

Comente aqui
27 fev12:50

Chuvas intensas devem ser registradas entre quarta e quinta-feira

Da Central de Meteorologia da RBS

O tempo começa a mudar em grande parte do Estado a partir desta terça-feira. Os ventos voltam a circular do quadrante norte/noroeste transportando calor e umidade da Amazônia trazendo de volta o abafamento.

Apesar do sol predominar em maior parte do dia, até o final da tarde uma combinação de umidade e calor vai provocar pancadas isoladas de chuva, sobretudo, em áreas da metade norte e oeste do Rio Grande do Sul. Os prognósticos indicam o risco de temporais em áreas isoladas.

As chuvas intensas devem chegar à região entre a quarta e quinta-feira, com o avanço de uma frente. Grandes acumulados devem ser registrados num intervalo de 24 horas.

Além da chuva, há risco de temporais com previsão de alta incidência de raios e ventos fortes na metade norte do Estado com rajadas acima de 70 km/h e não se exclui o risco de granizo em pontos isolados. Devido aos altos volumes de chuva gerados num curto espaço de tempo há risco de transtornos como alagamentos e transbordamentos de rios.

Na quinta-feira a frente fria segue atuando no Rio Grande do Sul e mantém a chuva ao longo de grande parte do dia. Ainda irá chover forte em algumas áreas aumentando ainda mais os acumulados gerados na quarta-feira. O risco de temporais diminui, porém ainda podem ocorrer de forma isolada. Em conseqüência do tempo fechado as temperaturas irão variar pouco. No noroeste, a máxima deve girar em torno dos 30ºC.

Comente aqui
21 fev18:37

Vento deixa mais de 30 casas destelhadas em Cruz Alta

Foto: Roberto Witter, Agencia RBS

Roberto Witter/ roberto.witter@zerohora.com.br

Em Cruz Alta, um dos municípios mais castigados pela estiagem e que há cerca de um mês não experimentava uma chuva significativa, a frente fria chegou com a força de um temporal. Rajadas de vento de 82,1 km/h, segundo a estação meteorológica da Central RBS, foram registradas por volta das 14h30min desta terça-feira. As precipitações atingiram um acumulado de 15 milímetros.

Os bombeiros atenderam a mais de 30 ocorrências de casas destelhadas, além de árvores caídas. Em uma delas, na Avenida Venâncio Aires, centro da cidade, o vento derrubou diversos galhos de uma árvore. Um deles atingiu o telhado de uma residência. Na Rua Voluntários da Pátria, o tapume da construção de um centro comercial foi derrubado pelo vento. Uma escola também teve parte do telhado arrancado.

>> Leia também em zerohora.com: Chuva se espalha pelo Estado e reduz o calor

Comente aqui