clicRBS
Nova busca - outros

curiosidade

04 mai09:55

Super Lua dará o ar da graça neste sábado

Foto: Marcos Nagelstein

Neste sábado, dia 5 de maio, haverá um motivo em especial para que o céu seja observado. O perigeu, também conhecido como super lua, permitirá uma melhor visibilidade do satélite natural da Terra. O fenômeno, ocorre uma vez por ano quando o satélite natural passa pelo ponto da sua órbita mais próximo da Terra e permite a visualização da lua maior e mais brilhante.

No ano passado, o perigeu ocorreu no dia 19 de março.

>> Observe a super lua e envie seu registro! Para fazer parte da galeria de fotos do clicRBS Noroeste Missões, basta enviar sua contribuição para o e-mail participe@clcirbsnoroestemissoes.com.br

Comente aqui
02 mai08:03

Vespeiro gigante é construído no interior de Porto Mauá

Vilson Winkler, leitor-repórter

Com aproximadamente três metros de comprimento por três de altura, um vespeiro impressiona pela sua dimensão no forro de um galpão abandonado, na localidade de Volta Grande, interior de Porto Mauá.

Na propriedade rural de Luis Engers Ribeiro da Silva, o vespeiro já é atração.

Existem vespas que vivem sozinhas e aquelas que vivem em sociedade (formadas por machos, fêmeas e operárias estéreis).

Cada colônia dura somente um ano. As rainhas que nascem na sociedade enfrentam o inverno  e na primavera seguinte, cada uma delas forma uma nova comunidade. Os machos e as operárias morrem, no final do outono.

O tamanho das vespas varia muito de acordo com cada espécie, as maiores podem medir até 5 cm e a picada do inseto pode ser fatal para pessoas com sensibilidade ao seu veneno.

Comente aqui
25 abr11:06

Feito cão e gato?

É comum pessoas referirem-se aos semelhantes que costumam se desentender com frequência,com a expressão “brigam feito cão e gato”. No entanto, toda a regra tem sua exceção.

O cachorro Bad e o gato Miu estabeleceram fortes laços de amizade e proteção. Uma relação quase familiar. Eles dividem água e comida e, ainda, se aquecem nos dia de frio.

A jovem Renata, dona da dupla, diz que além de brincarem e dormirem juntos, Bad carrega Miu sempre que este se mete em encrencas. É um verdadeiro “pai adotivo”.

>> Clique aqui e confira em imagens as peripécias da dupla no Portela Online

Comente aqui
11 abr12:50

Veado é resgatado no Rio Uruguai e recebe cuidados de família de Porto Mauá

Vilson Winkler, leitor-repórter

Com o baixo nível do rio Uruguai no noroeste gaúcho, cenas inusitadas começam a ser observadas. Em Porto Mauá, um filhote de veado foi resgatado quando tentava fazer a travessia entre Brasil e Argentina.

Alertada pela filha, a pescadora profissional Maristela da Rosa Schuller visualizou que um animal parecia estar sendo levado pelas corredeiras. Diante disso, acompanhada do marido Aris Vlademir, foram resgatá-lo.

Ao se aproximar, o casal constatou de que se tratava de um filhote de veado. Como não conseguiram contato no sábado com os órgãos ambientais competentes levaram-no para casa e cuidaram de seus ferimentos. Durante os três dias que permaneceu com a família recebeu um nome, “Bambi”, muito carinho e leite.

Na terça-feira, a Patrulha Ambiental recolheu o animal e realizou a soltura em seu hábitat natural.

Comente aqui
10 abr15:56

Com escassez de chuva, travessia de trecho do Rio Uruguai pode ser feita a pé

Foto: Vilson Winkler, divulgação

Vilson Winkler, leitor-repórter

Enquanto balsas e embarcações são normalmente necessárias para a travessia do Rio Uruguai em Porto Mauá, brasileiros e argentinos tem a possibilidade de fazê-la a pé, se assim desejarem.

Com a escassez de chuva, o nível do rio Uruguai está significativamente abaixo do normal. Na Comunidade de Volta Grande, a largura do rio em linha reta é de 770 metros, sendo possível atravessar caminhando transversalmente em torno de 1.000 metros por cima das pedras do leito do rio. O único obstáculo de travessia a pé é o canalão, que possui aproximadamente 15 metros de largura.

O baixo nível do rio também favoreceu o surgimento de pequenas piscinas naturais e formação de córregos com quedas de água. Na água quase transparente, é possível visualizar caramujos e alevinos que ficaram presos às poças de água nas rochas.

Também é comum a presença de diversas garças se alimentando dos que ficaram ilhados.

Além da estiagem, o que pode estar contribuindo com o baixo nível do rio Uruguai é a retenção de águas junto a barragem do Foz do Chapecó. A travessia de balsas continua normalmente, pois o trajeto é realizado onde o nível das águas é mais profundo.

Comente aqui
06 abr13:43

Fora de seu habitát, urubus vivem no centro de Santa Rosa

Eliseu Holz, arquivo pessoal/Urubus no 12º andar de um prédio no centro da cidade

Eliseu Holz, leitor-repórter

O processo de urbanização gera alterações no comportamento humano bem como do ecossistema. No centro de Santa Rosa está se tornando comum visualizar aves exóticas e fora de seu habitát natural.

Nos últimos dias observamos o comportamento de cinco urubus, que não são aves que tem como parte de seu hábito a caça de sua alimentação, e sim, se aproveitam das carcaças e carnes em decomposição.

Mas, neste caso, entendemos que em vista de estarem morando em prédios da Rua Minas Gerais e dois prédios próximos (que estão em reforma) na Rua Santos Dumont, e completamente fora de seu habitat (campos e florestas), foram forçados, diante da necessidade de alimentar-se, a caçar as pombas da cidade.

Estes urubus, na parte da manhã, trazem as pombas para cima da caixa de ar condicionado, que fica no 12º andar do Edifício Panorâmico. Após a caça, se alimentam ali mesmo.

O lugar escolhido é estratégico, pois é o lado oeste do prédio onde bate sol forte a tarde inteira. Isso faz com que as pombas mortas tenham a ação do sol e causa rápido odor de apodrecimento.

Assim, no fim do dia, eles vêm se alimentar do que de manhã cedo lá deixaram. E não sobra nada.

Eliseu Holz, arquivo pessoal/ Sobre o ar condicionado, o urubu se alimenta de pombas, resultado da caça do dia

Comente aqui
28 mar15:57

Pica pau dá o ar da graça em Horizontina e encanta moradores

Danusa Widz, divulgação

Danusa Widz, leitora-repórter

A paisagem horizontinense ficou mais bonita na manhã desta quarta-feira quando um pica pau resolveu se exibir nas proximidades da prefeitura. A foto é da jornalista Danusa Widz, que teve o privilégio de clicar o ilustre visitante.

Coisas que só em pequenas cidades podem ser vistas. Em meio a tantos problemas, tantas coisas ruins acontecendo, prejudicando a natureza, poder ver esta cena e torná-la eterna é realmente emocionante.

Comente aqui
26 mar14:15

Cão opta por travesseiro inusitado em Tenente Portela

Portela Online

O travesseiro recomendado por especialistas é aquele que mantém o alinhamento do pescoço e do tronco. Em Tenente Portela, um cão parece compreender essa recomendação.

Na noite do sábado, dia 24, ele foi flagrado utilizando um curioso travesseiro na praça do Centro Cultural. Nem mesmo a movimentação dos populares assustou o cão, que tirava sua soneca sossegado.

>> Clique aqui e confira outras fotos no Portela Online

Comente aqui
22 mar17:30

Aparecimento de curioso objeto intriga Cerro Largo

Eduardo Rotta, arquivo pessoal

A caminho da Universidade Federal Fronteira Sul, em Cerro Largo, dois estudantes depararam-se com um curioso objeto que destacava-se entre o lixo colocado na calçada no centro da cidade. Um objeto metálico, “do tamanho de uma lata de tinta grande”, com a inscrição de uma suástica – símbolo utilizado por diferentes culturas como asteca, celta e hindu, e mais tarde, pelo nazismo – causou estranheza.

_Passou pela cabeça a ideia de recolher e mostrar para alguém que conheça um pouco mais de história, mas ela estava toda enferrujada e dificultaria o transporte_ comenta o estudante Eduardo Rotta.

Ainda na manhã daquele dia 8 de março, após a aula, ao retornar ao local, a misteriosa lata não estava mais lá. Desde então as imagens que comprovam a existência do objeto causam controvérsias entre moradores do município de Cerro Largo, com aproximadamente 13.200 habitantes.

De acordo com a Polícia Civil não há registro policial de desaparecimento do objeto.

2 comentários
20 mar14:52

E o João-de-barro branco, nos deu o prazer de sua companhia

Foto: Marciane Cornely, divulgação

Marciane Cornely, leitora-repórter

Já querendo desistir de ver o bichano, olho para o lado, e lá está ele, lindo, diferente, encantador, se alimentando e protegendo contra os perigos da vida. De um lado para outro da rua ele vai, desconfiado com a minha presença, mas continua, a buscar suas caças.

O nosso encontro em Santa Rosa foi tão especial que me emocionei, e certamente será uma lembrança que a memória se encarregará de guardar na coleção dos presentes da vida, das pequenas coisas, que fazem o mundo ser por si tão especial, que acalentam nossos corações e fazem o amor florescer a cada dia.

A espécie registrada com tanta sutileza é um João-de-barro (Furnarius rufus) com leucismo. Indivíduo apresentando a plumagem branca, ocasionada por uma particularidade genética.

É importante preservar para que possamos apreciar as belezas e diferenças que a natureza nos proporciona.

3 comentários