clicRBS
Nova busca - outros

Emater

02 mai11:13

Cursos gratuitos de receitas na Fenasoja procuram incentivar consumo diário da soja

Diariamente os visitantes da 19ª Feira Nacional da Soja (Fenasoja), que será realizada em Santa Rosa até o próximo domingo, podem participar de cursos rápidos de receitas a base de soja. O produto é usado na alimentação humana desde a sua chegada à Santa Rosa na década de 20. O pastor Albert Lehenbauer distribuiu cinco sementes do grão entre os fiéis da Igreja onde pregava. No início, o grão era usado em moinhos, para a produção de farinha.

Hoje, juntamente com a economia, a gastronomia da soja evoluiu e o grão faz parte de variados – e aprimorados – cardápios.

Os cursos são ministrados gratuitamente três vezes ao dia, na “Cozinha da Soja”, montada com envolvimento da Prefeitura de Santa Rosa, Coopermil e Emater/RS-Ascar.

_As pessoas podem participar dos cursos às 10h30min; 14h e 16h. É apresentada uma receita a base de soja por dia_ explica a extensionista da Emater/RS-Ascar, Marlise Diel, que acompanhada da agricultora Lori Friske, apresentará o passo a passo da receita de cuca de soja.

A Fenasoja é realizada no Parque Municipal de Exposições Leandro Alfredo Carlson e prevê comercialização de R$ 42 milhões até o final da feira.

Receita de Cuquinha de Soja


Produtora responsável: Lori Friske

Ingredientes da Massa

1 ovo

3 colheres de açúcar

1 colher de nata

3 colheres de óleo de soja

½ xícara de leite de soja

1 xícara de farinha de soja

1 pitada de sal

1 xícara de mandioca cozida e amassada

1 xícara de água morna

1 colher de fermento de pão

Farinha de trigo até dar o ponto de massa mole

Modo de preparo da massa

1- Misturar todos os ingredientes

2- Colocar farinha de trigo até dar ponto de sovar

3- Deixar a massa crescer até dobrar de volume

4- Abrir com o rolo, colocar na forma e cobrir com o recheio e farofa

5- Deixar crescer e depois assar

Ingredientes do Recheio

1 pacote de coco ralado hidratado

1 xícara de leite condensado

1 colher de amido de milho

1 xícara de leite de soja

Modo de preparo do Recheio

1 – Colocar todos os ingredientes numa panela

2 – Cozinhar até formar um creme e deixar esfriar. Reservar

Obs: Pode-se usar outros recheios de sua preferência

Ingredientes da farofa

1 xícara de açúcar

2 colheres de nata

Raspas de casca de laranja ou limão

Modo de preparo da farofa

Misturar todos os ingredientes, colocar farinha até o ponto da farofa

Comente aqui
24 abr14:04

Em 33 cenários e mais de 2 mil peças de Museu, história da agricultura familiar será apresentada na Fenasoja

Os mais de 200 mil visitantes aguardados durante a 19ª Feira Nacional da Soja (Fenasoja) em Santa Rosa poderão conferir, entre as atrações da Exporural, 33 cenários que contarão a história da agricultura familiar e da soja na região.

Nos “Caminhos da Agricultura Familiar e da Soja”, organizados pela Emater/RS-Ascar estarão expostas fotografias e mais de duas mil peças de museus que revelam os hábitos, costumes e evolução das organizações familiares e comunitárias.

Agroindústrias

Um dos espaços que integram a exposição é a mostra das agroindústrias, artesanato e turismo rural, alternativas de renda que se fortalecem na região.

_Será uma vitrine de centenas de produtos industrializados por mais de 650 agroindústrias que produzem e comercializam na região_ explica o o presidente da Comissão Soja e Derivados e extensionista da Emater/RS-Ascar, Jorge João Lunardi, um dos espaços consiste na mostra das agroindústrias, artesanato e turismo rural.

Jogos Rurais

Entre os 33 cenários, recebe destaque o resgate de um dos principais eventos esportivos do meio rural. São 30 anos de integração , por meio do Jogos Rurais Sol a Sol, que integram mais de 20mil atletas nas 50 modalidades esportivas.

_ O evento envolve ainda mais de 400 comunidades rurais, todos os anos, de forma ininterrupta desde 1982_revela Lunardi.

Soja Orgânica

Hermes Bezerra, Agencia RBS

Haverá ainda exposição de soja orgânica, amostragem de diversos produtos comercializados e de centenas de outros tipos de sementes. O rural sob o olhar de uma criança é tema do projeto de Novo Machado, que consiste na apresentação do resultado do trabalho feito pelos alunos de três escolas do município, mostrando sua visão do meio rural por meio da fotografia.

Receitas de Soja

Oficinas promovidas na Cozinha da Soja apresentarão as diversas aplicabilidades do grão na gastronomia. A inscrição é gratuita e cada participante, ao final da oficina, receberá um livro de receitas de pratos à base de soja.

-O livro é composto pelos 1º e 2º lugares das categorias doce e salgado dos concursos municipais realizados em 40 cidades da região_explica a extensionista de bem-estar social do escritório regional da Emater/RS-Ascar, Vanessa Gnoatto.

O evento ocorre de 27 de abril a 6 de maio, no Parque de Exposições Alfredo Leandro Carlson.

>> Com informações da Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar Regional Santa Rosa

Comente aqui
27 mar11:34

Apesar da perspectiva de chuva, agricultores temem mais perdas com a chegada do frio

Marielise Ferreira/marielise.ferreira@zerohora.com.br

A chuva não adianta mais para recuperar a safra frustrada e as perdas bilionárias na economia gaúcha. Mas a perspectiva de precipitações regulares e bem distribuídas até a primavera anima o campo — e exige cautela. Especialistas alertam que a redenção para os problemas no verão não deve ocorrer completamente no inverno.

— Não se pode querer compensar tudo no ciclo de inverno. É preciso manter o planejamento de rotatividade e prazos para plantio — observa Alencar Rugeri, engenheiro agrônomo da Emater.

A corrida por informações sobre novas culturas já foi deflagrada. A linhaça e a canola surgem como alternativas ao trigo em algumas

Foto: Roberto Witter/ Efeitos da seca ainda são percebidos no noroeste

regiões. Entre os agricultores do Noroeste, uma das regiões mais castigadas pela seca, a maior preocupação é com a cobertura de solo, o que indica um aumento no cultivo de aveia.

Antes da chuva, porém, a preocupação é que o frio provoque outro revés na safra de verão. Segundo a Emater, as baixas temperaturas previstas para os próximos dias podem prejudicar as lavouras remanescentes de milho e soja. Rugeri destaca que a variação extrema de temperatura é um risco para a planta.

O consultor Jorge Vargas observa que o objetivo deve ser reter o máximo de água no solo para tentar evitar perdas maiores na safra de verão. Se depender do clima, há esperança de sobra. Além da chuva mais frequente a partir de abril, a previsão é de volumes considerados bons até mesmo na primavera, quando começa a safra de verão.

— Tudo dependerá de como o solo vai absorver a água, mas se a primavera for mesmo chuvosa, há boas perspectivas de safras melhores — salienta Julio Renato Marques, professor da Faculdade de Meteorologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

>> Clique aqui para ler a matéria na íntegra em zerohora.com

Comente aqui
16 fev15:57

Na contramão da seca, Doutor Maurício Cardoso registra safra de milho acima da média

Enquanto o noroeste sofre com 47% de perdas na safra de milho e 53,2% nas lavouras de soja, um município comprova que alternativas diferenciadas – e simples – podem levar a um resultado satisfatório, mesmo em épocas de seca. Apesar da escassez de chuva no último trimestre, agricultores de Doutor Maurício Cardoso comemoram a colheita de milho, que chegou à média de 125 sacas/ha.

O número é  superior, até mesmo, que a média das safras dos últimos cinco anos, que foi de 83,93 sacas/ha no município. O plantio antecipado do milho é o maior motivo para o alto índice, de acordo com o chefe do Escritório Municipal da Emater, Alcides Arend.

_Em torno de 80% dos produtores realizaram o plantio entre 20 de julho e 15 de agosto, assim que abriu a janela do plantio. Quando a seca atingiu a região, a cultura já estava em fase avançada de formação de grãos e a falta de chuvas não interferiu significativamente nos números_ explica Arend.

Foto: Alcides Arend, divulgação// Os irmãos Vilseu e Vilson Gazzola na lavoura de soja safrinha após colheita de 164 sacas de milho por ha

Além de cultivar no início da fase do plantio, os agricultores de Doutor Maurício Cardoso mantém outras práticas importantes para o sucesso da safra.

_Desde a década de 90 incentivamos os produtores à conservação do solo e rotação de culturas que contribuem para um bom resultado, além da aplicação de tecnologia de ponta_afirma o chefe do escritório municipal da Emater.

A 47 km de Doutor Maurício Cardoso, o município de Santa Rosa contabilizou média de 71 sacas/ha nesta safra, a segunda melhor da região. Entretanto, a situação é crítica nos demais municípios da região, especialmente em Porto Xavier e Ubiretama. O primeiro, onde o plantio ocorreu em agosto, registrou uma média de 23,4 sacas/ha e em, Ubiretama, de 25,83 sacas/ha, nos últimos cinco anos.

De acordo com engenheiro agrônomo do escritório municipal da Emater de Porto Xavier, Leandro Seger, choveu 105mm durante todo o mês de novembro e 94mm em dezembro no município. No entanto, essas precipitações foram rápidas e isoladas.

_A quantidade de chuva foi menor do que o esperado e as altas temperaturas impediram o efeito desejado. As precipitações, em sua maioria, ocorreram em forma de pancadas e foram bastante esparsas, justamente em um período considerado crítico, que é o de enchimento de grãos_ explica Seger.

A preocupação agora é com a safra de soja, cuja colheita começa nos próximos meses. As perdas na área plantada já chegam a 53,2% na região.

Dados atualizados da safra de milho e soja nos municípios de abrangência da Emater/RS- Ascar Regional de Santa Rosa

Milho

Perdas – 47%

Área da região: 161.310 hectares.

Área plantada: 92%

Expectativa inicial de colheita – 4.310kg/ha, ou seja, 71,83 sacas/ha

Expectativa atual (com estiagem) – 2.537kg/ha – 42,28 sacas/ha

Soja

Perdas – 53,2%

Área da região: 653.570 hectares.

Área plantada: 100%

Expectativa inicial de colheita – 2393kg/ha, ou seja, 39,88 sacas/ha

Expectativa atual (com estiagem) – 1172kg/ha, ou seja, 19,53 sacas/ha

Perda: 53,2%

Médias históricas dos últimos cinco anos na região

Milho – 145.888 kg/ha em toda a região

Média – 1.963 kg/ha na região (kg/ha por município)

Média – 32,72 sacas/ha

Soja - 145.888 kg/ha em toda a região

Média – 3.241 kg/ha (por município – são 45 municípios)

Média – 54,03 sacas/ha

Comente aqui
16 fev08:19

Concurso de pratos à base de soja será promovido em Porto Mauá

Quem utiliza a soja em seu cardápio terá a oportunidade de mostrar seu talento e destreza na cozinha no Concurso Municipal de Pratos à Base de Soja, que será promovido em Porto Mauá.

O concurso, promovido pelo Escritório Municipal da Emater, escolherá os melhores pratos em evento no dia 15 de março, às 14h30min, no Ginásio de Esportes.

O primeiro classificado na categoria prato doce e o melhor prato salgado representarão o município no Concurso Regional de Pratos à Base de Soja na 19° Fenasoja, em Santa Rosa, no dia 2 de maio deste ano.

Interessados em participar deverão entrar em contato com a extensionista da EMATER até o final do mês de fevereiro pelo telefone (55) 3545-1137.

Comente aqui
17 jan14:13

Divulgado gabarito preliminar do processo seletivo da Emater/RS-Ascar

A Objetiva Concursos, empresa responsável pela aplicação das provas do processo seletivo, divulgou nesta terça-feira o gabarito preliminar do concurso.

As provas foram aplicadas para mais de 12mil candidatos, no campus da ULBRA, em Canoas. O gabarito está disponível no site www.objetivas.com. Os candidatos interessados em interpor recursos poderão fazê-lo de 18 a 20 de janeiro.

Os recursos deverão ser protocolados na sede da Objetiva Concursos Ltda., localizada na Rua Casemiro de Abreu, 347, Bairro Rio Branco, em Porto Alegre, no horário das 9h às 11h e das 14h às 17h.

Os recursos deverão ser protocolados na sede da Objetiva Concursos Ltda., localizada na Rua Casemiro de Abreu, 347, Bairro Rio Branco, em Porto Alegre/RS, no horário das 9h às 11h e das 14h às 17h.

Cerca de 18% dos 14.612 candidatos inscritos para o concurso não compareceram para realizar as provas teóricas.

Comente aqui
17 jan10:14

Concurso da Emater/RS-Ascar teve 18% de abstenção

Dezenas de ônibus partiram do noroeste gaúcho no último final de semana em direção a Canoas, onde foi aplicada a prova do processo seletivo da Emater/RS-Ascar.

Cerca de 18% dos 14.612 candidatos inscritos para o concurso não compareceram para realizar as provas teóricas, aplicadas neste domingo (15/01), na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). No período da manhã, quando foram avaliados candidatos de nível médio, a abstenção ficou em 24,83%, e, à tarde, para cargos de nível superior, o índice foi de 11,79%. A seleção se destina à formação de cadastro reserva para 41 cargos de níveis fundamental, médio, técnico e superior.

De acordo com Isaura Tonello, supervisora administrativa da Objetivas Concursos – empresa que organizou a seleção – esse índice de abstenção está dentro da média, que costuma ser de 20%. O cargo de nível médio que apresentou o maior número de candidatos inscritos – 2.635 – foi também o que registrou maior abstenção – 30,55%. Os cargos de nível superior com mais inscritos – engenheiro agrônomo e veterinário/zootecnista – apresentaram, respectivamente, 8,5% e 11,6% de abstenção.

O gabarito das provas será divulgado nesta terça-feira (17/01), no site da Objetivas concursos: www.objetivas.com.

Informações: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar

Comente aqui
12 jan16:36

Perdas significativas nas lavouras levam Santo Ângelo a decretar situação de emergência

Juliana Gomes, Zero Hora

Santo Ângelo, nas Missões, decretou situação de emergência na tarde desta quinta-feira em razão dos prejuízos com a seca. Levantamento feito pela Emater aponta perdas de 45% na produção de soja e 70% nas lavouras de milho da primeira safra. Na produção de leite, a estimativa é de 40% de prejuízos, além de 30% de perdas na produção de gado de corte e 40% na produção de hortigranjeiros.

Por enquanto, o município não enfrenta dificuldades de abastecimento de água na cidade. Para o meio rural, a água para consumo animal começa a se mostrar escassa. Bebedouros têm sido abertos em algumas propriedades para amenizar o problema. Em outras, caminhões-pipa levam água para as criações.

Comente aqui
05 jan17:23

Estiagem: Região de Santa Rosa está entre as mais afetadas do Estado

A estiagem que afeta o Rio Grande do Sul levou a Emater/RS-Ascar a reavaliar, nesta quinta-feira a estimativa inicial para a safra dos grãos de verão – milho, feijão e soja. O maior impacto, até o momento, se dá sobre as lavouras de milho. Dados coletados na segunda quinzena de dezembro indicam que a cultura já registra uma perda consolidada de 25,17% em relação à previsão inicial. Com isso, a produção do grão não deverá ultrapassar 3.969.297 toneladas em 2011, número 31,29% menor que o do ano anterior, quando chegou a 5.776.51 toneladas no Estado.

O feijão da 1ª safra já apresenta queda de 11,43% em relação à estimativa inicial. Caso as condições climáticas adversas persistam, a tendência é de que estes percentuais aumentem. Os primeiros dados coletados neste início de janeiro, que deverão ser divulgados na próxima semana, começam a confirmar essas tendências.

O diretor técnico da Emater/RS Gervásio Paulus explica que o milho e o feijão foram os mais atingidos pela estiagem até o momento, já que o percentual de lavouras em fases de floração e enchimento de grãos foi expressivo durante o mês de dezembro, o que “afetou seriamente a produtividade dessas culturas em algumas regiões”. O maior impacto é nas regiões administrativas da Emater/RS-Ascar de Ijuí (com expectativa de redução no rendimento médio no milho de 37%), Passo Fundo (-35%), Lajeado (-30%), Santa Rosa (-25%) e Erechim (-24%).

Caso o cenário de estiagem persista, os danos devem se estender de forma mais grave também às lavouras de soja.

_____________________________________________________________________________________

Informações: Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar

Municípios que decretaram situação de emergência (55): Áurea, Cruzeiro do Sul, Fontoura Xavier, Engenho Velho, Novo Xingu, Liberato Salzano, Barra Funda, Fortaleza dos Valos, Putinga, Cerro Branco, Crissiumal,São Pedro das Missões, Constantina, Rodeio Bonito, Ilópolis, Coronel Bicaco, Passo do Sobrado, Chiapetta, Santa Cruz do Sul, Frederico Westphalen, Ibirubá, Lagoão, Vila Maria, São José das Missões, Jóia, Pinhal Grande, Palmeira das Missões, Arroio do Meio, São José do Herval, Cristal do Sul, Pinhal, Jaboticaba, Boa Vista das Missões, Nova Palma, Pouso Novo, Segredo, Seberi, Doutor Ricardo, Arroio do Tigre, Colorado, Santo Augusto, Bozano, Boa Vista do Cadeado, Selbach, Pejuçara, Quinze de Novembro, Capão do Cipó, Boa Vista do Buricá, Redentora, Tupanciretã, São Paulo das Missões, Travesseiro, Boa Vista do Incra, Toropi e Nova Boa Vista.

Nopreds (29): Pontão, São Valentim do Sul, Novo Tiradentes, Herveiras, Progresso, Tapera, Rondinha, Lagoa dos Três Cantos, Serafina Corrêa, Barros Cassal, Anta Gorda, Cachoeira do Sul, São Valério do Sul, Campos Borges, Restinga Seca, Novo Cabrais, Humaitá, Trindade do Sul, Amaral Ferrador, Catuípe, Jari, Quevedos, Braga, Agudo, Alto Alegre, Ronda Alta, Victor Graeff, Itacurubi e Faxinal do Soturno.

Comente aqui
31 dez11:30

Quase mil pessoas conferiram colheita da uva em Tucunduva na 2ª edição da Vendimia

Produtores de uva e vinho – de Tucunduva, Tuparendi, Porto Mauá e Três de Maio – associados à Coopervino celebraram a colheita com a realização da 2ª Vendimia.

Com 35 hectares da cultura plantados em Tucunduva, a expectativa é de uma produção superior a do ano passado. A celebração da colheita é chamada pelos italianos de vendimia, termo que deu nome ao evento que, em sua segunda edição contou com público de quase mil pessoas nas últimas quinta e sexta-feira de 2011 (29 e 30/12).

Segundo o engenheiro agrônomo e assistente técnico regional (ATR) de Fruticultura, Gilmar Vione, Tucunduva é o maior produtor de uva e vinho entre os municípios de abrangência do escritório regional da Emater/RS-Ascar Santa Rosa, com um total de 40 produtores e produção de 525 toneladas em uma área de 35 hectares, gerando uma média de 13t/ha.

_A região toda conta com uma área total de 79,10 hectares que, na última safra, produziu cerca de 1,1 mil toneladas_ destacou. Enquanto que a produtividade média do Estado ficou em 18t/ha e 16t/ha para a uva de indústria e mesa, respectivamente; os 129 produtores da região conquistaram uma média satisfatória para parreiras recém iniciadas, que não atingiram o auge de produtividade: 13,5t/ha (uma de indústria) e 10,8t/ha (uva de mesa).

“Colhe e pague”

A festa conta com exposição e degustação de geléias, sucos, vinhos, vinhos doces (caldo que ainda não completou a fermentação) e outros produtos coloniais. “Além dos visitantes poderem comprar uvas no sistema ‘colhe e pague’, destacou o engenheiro agrônomo e chefe do escritório municipal da Emater/RS-Ascar de Tucunduva, Jonas da Silveira. O evento busca ainda mostrar a importância de agregar valor à produção por meio de produtos agroindustrializados e incentivar a produção diversificada com o objetivo de implementação da renda.

Com a palavra, quem entende de uva

_Em algumas propriedades, a produtividade de determinadas espécies chegará de 18 a 20 t/há_comemora o pequeno produtor e presidente da Coopervino, Lauro José Grando.

____________________________________________________________________________________________

_Hoje em dia não se esmaga mais a uva com os pés, mas sim com o pensamento e a inteligência. É preciso muito estudo e conhecimento, aperfeiçoamento e assistência técnicos, qualificação tecnológica para a elaboração de um bom vinho, levando em conta o aspecto da uva, como grau da doçura e correção da acidez_ enfatiza o presidente da Prodemirs e vice-presidente da cooperativa, Djalma Turra.

_____________________________________________________________________________________________

_ A estiagem não é condição favorável a nenhuma cultura, mas no caso da uva, a não ocorrência de chuvas neste período de maturação favorece a sanidade e aumenta o teor de açúcar. O que reflete em melhor qualidade, tanto da fruta fresca quanto dos seus derivados (vinhos, sucos, geléias)_ avalia o engenheiro agrônomo e assistente técnico regional (ATR) de Fruticultura, Gilmar Vione

Informações: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar Regional de Santa Rosa

Comente aqui