clicRBS
Nova busca - outros

estiagem

09 jan15:43

Com prejuízo de cerca de R$ 18 milhões nas lavouras, Três de Maio decreta situação de emergência

A escassez de água para consumo humano e para a criação de animais, além do montante de em torno de R$ 18 milhões de prejuízo no setor primário, levou o prefeito Olívio José Casali a anunciar o decreto de situação de emergência em Três de Maio.

O anúncio ocorreu na manhã desta segunda-feira, durante reunião entre o prefeito Olivio José Casali, a secretária interina da agricultura Lucia Weisman Nascimento ,presidente do Legislativo Fernando Tragge , gerente regional da Emater Nelci Recalcati, presidente do Sindicatos dos Trabalhadores Rurais Pedrinho Signore, técnico agrícola Clecio Antônio Schu  e o presidente do Conselho Municipal da Agropecuária Eugênio Kolz .

Na oportunidade, o técnico agrícola da Emater Nelci Recalcati apresentou os números apurados em todo o município dos prejuízos causados pela seca.

Prejuízo milionário

De acordo com o levantamento apresentado pelo técnico, o prejuízo na lavoura de milho chega a 25% . Na lavoura de soja, os prejuízos já chegam a 30% , o equivalente a R$ 14, 175 milhões, e na produção leiteira são estimadas perdas de 15% , alcançando a cifra de R$ 5, 250 milhões.

No total, conforme o levantamento, apresentado os prejuízos no setor primário do município ultrapassam a casa dos R$ 18 milhões. A situação é grave em todo o interior do município, que também sofre com a falta de água em muitos locais, inclusive para o consumo humano.

Nas localidades de Nossa Senhora Auxiliadora e Esquina União, a situação foi agravada com o temporal de granizo e o vendaval do último final de semana

Comente aqui
09 jan08:07

Joia deve iniciar racionamento de água nesta segunda-feira

Roberto Witter / roberto.witter@zerohora.com.br

A partir de segunda-feira, os pouco mais de 8 mil habitantes de Joia, no noroeste do Estado, terão de conviver com períodos de torneiras secas durante o dia. Os seis poços artesianos que abastecem a cidade estão com níveis muito baixos e a prefeitura decidiu nesta sexta-feira pelo racionamento.

De acordo com Jorge Abreu, secretário de Administração do município, os cortes no abastecimento deverão ocorrer entre 15h e 17h e após a meia-noite. Além disso, campanhas de conscientização já estão sendo lançadas entre os moradores.

— Estamos alertando para o risco de ações como lavar carros e calçados, irrigar gramados e encher piscinas. Os poços estão com o nível muito abaixo e se o município não economizar água, corremos o risco de ficar sem abastecimento caso a seca se agrave — explica.

Além dos seis poços que ficam na cidade, outros 204 garantem o abastecimento na zona rural, destes, 84 são administrados pela prefeitura.

— Destes poços que a prefeitura administra no interior, oito já estão praticamente secos. Com isso a gente precisa fazer adaptações na rede para resolver estes problemas de abastecimento — afirma o prefeito Jânio Andreatta.

Comente aqui
08 jan10:25

Corsan monitora situação do abastecimento nos municípios atingidos pela seca

Foto: Diego Vara

O baixo nível dos rios em função da escassez de chuva tem exigido medidas especiais do Poder Público e da população. Os efeitos da seca levaram mais de 100 municípios gaúchos a decretarem situação de emergência na última semana.

Entre os municípios abastecidos pela Corsan econsiderados em estado de emergência pelo Estado, sete (quatro só no Noroeste) enfrentam um quadro crítico de abastecimento de água, apesar de não estar interrompido o fornecimento para consumo humano.

A Corsan garante que está realizando uma série de melhorias operacionais para minimizar os efeitos da seca no fornecimento humano de água nas zonas urbanas, pelas quais a Corsan é responsável.

Municípios com quadro crítico

Agudo – região central

Medidas operacionais: Utilizando fonte alternativa de captação, reserva aproximada de 45 dias.

Vila Nova do Sul - região central

Medidas operacionais: Implantação de Estação de Tratamento Compacta em andamento, a companhia está complementado o abastecimento com caminhões pipas

Barra do Guarita - Região Noroeste

Medidas operacionais: Aquisição de reservatório de 50m³ e implementação de 500m de rede de distribuição

Boa Vista do Buricá – Região Noroeste

Medidas operacionais: Agilização relativa as adequações da barragem de captação

Bom Progresso - Região Noroeste

Medidas operacionais: Realizada a perfuração de poço artesiano

Miraguaí – Região Noroeste

Medidas operacionais: Realizada a perfuração de dois poços artesianos

São Valentim – Alto e médio Vale do Uruguai

Medidas operacionais: o abastecimento está sendo complementado, quando necessário com caminhões pipas que descarregam na Estação de Tratamento

Dicas de Uso Responsável da Água

- Conserte qualquer vazamento de água;

- Feche bem todas as torneiras, certificando-se de que não há goteiras;

- Elimine a prática de lavar calçadas, quintais ou o carro com mangueira;

- Mantenha a torneira fechada quando não estiver usando a água, como ao lavar a roupa e a louça ou ao escovar os dentes;

- Deixe a roupa acumular e só ligue a máquina de lavar quando estiver cheia;

- Na hora do banho, procure se ensaboar com o chuveiro desligado e tomar banho rápido;

- Antes de lavar pratos e panelas, limpe bem os restos de comida jogando-os no lixo;

- Utilize regador em vez de mangueira para regar as plantas;

- Guarde a água da chuva e regue plantas e jardins sempre de manhã cedo: você evita que a água evapore com o calor do dia e a planta absorve melhor o líquido.

Informações: Secom/RS

Comente aqui
08 jan08:55

100% dos municípios da Celeiro decretarão situação de emergência em função da seca

Pricila Aita, divulgação

Em grande parte dos municípios do noroeste gaúcho são mais de dois meses sem chuva. A seca dá sinais nas lavouras, com o precário desenvolvimento da soja, perdas no milho e baixa qualidade da pastagem. Em muitos lugares, a produção leiteira também apresenta significativa queda.

Esta situação levou os prefeitos da Associação dos Municipios da Região Celeiro (Amuceleiro) a se reunirem e optar por decretar situação de emergência unânime até a próxima sexta-feira, dia 13.

O presidente da Amuceleiro, Clairton Carboni, afirma que os efeitos da seca nos 21 municípios da região vão para além dos prejuízos na agricultura.

_Em muitos dos municípios de nossa região, de forma emergencial, está se levando água, tanto potável para consumo da população, como para consumo dos animais_ afirmou Carboni.

A Associação irá elaborar documentos aos Governos Federal e Estadual, solicitando medidas de urgência para atenuar os impactos da estiagem.

Municípios em situação de emergência até o dia 7

Alegria, Anta Gorda, Aratiba, Arroio do Meio, Arroio do Tigre, Aurea, Barra Funda, Barros Cassal, Boa Vista das Missões, Boa Vista do Buricá, Boa Vista do Cadeado, Boa Vista do Incra, Bom Retiro do Sul, Bozano, Braga, Capão do Cipó, Cerro Branco, Cerro Grande, Chiapetta, Colorado, Constantina, Coronel Bicaco, Crissiumal, Cristal do Sul, Cruzeiro do Sul, Doutor Ricardo, Encruzilhada do Sul, Engenho Velho, Ernestina, Erval Seco, Estrela Velha, Fazenda Vilanova, Fontoura Xavier, Fortaleza dos Valos, Frederico Westphalen, Gramado Xavier, Humaitá, Ibirapuitã, Ibirubá, Ilópolis, Inhacorá, Jaboticaba, Jacuizinho, Jari, Jóia, Lagoão, Lajeado do Bugre, Liberato Salzano, Mato Leitão, Montauri, Mormaço, Nova Boa Vista, Nova Palma, Novo Tiradentes, Novo Xingu, Palmeira das Missões, Panambi, Passo do Sobrado, Pejuçara, Pinhal, Pinhal Grande, Pontão, Pouso Novo, Progresso, Quinze de Novembro, Redentora, Rodeio Bonito, Ronda Alta, Rondinha, Salto do Jacuí, Santa Cruz do Sul, Santo Augusto, Santo Cristo, Seberi, Segredo, Selbach, Sinimbu, Soledade, São José das Missões, São José do Herval, São Paulo das Missões, São Pedro das Missões, São Valério do Sul, Tio Hugo, Toropi, Travesseiro, Três Palmeiras, Tunas, Tupanciretã, União da Serra, Vale do Sol, Vera Cruz e Vila Maria.

Municípios que enviaram notificação de desastre

Agudo, Alecrim, Alto Alegre, Amaral Ferrador, Augusto Pestana, Boqueirão do Leão, Cachoeira do Sul, Caibaté, Campos Borges, Canudos do Vale, Catuípe, Coqueiros do Sul, Dilermano de Aguiar, Faxinal do Soturno, Getúlio Vargas, Gramado dos Loureiros, Herveiras, Itacurubi, Itapuca, Lagoa dos Três Cantos, Mato Queimado, Nova Alvorada, Nova Candelária, Novo Cabrais, Não-me-Toque, Palmitinho, Pantano Grande, Paraíso do Sul, Quevedos, Restinga Seca, Saldanha Marinho, Sarandi, Sede Nova, Serafina Corrêa, Sobradinho, São Valentim do Sul, Tapera, Trindade do Sul e Victor Graeff.

Comente aqui
06 jan12:28

Aumenta o número de municípios em situação de emergência no Noroeste

Juliana Gomes, Zero Hora

Foto: Gilberto Luís Junges, divulgação


Em Alegria, foi decretada situação de emergência ontem, depois do diagnóstico de 30% de perdas na produção de soja, 40% na produção de leite e 30% na de milho.

Problemas de abastecimento estão sendo enfrentados pelas comunidades da zona urbana e do interior. Na cidade, a água está sendo racionada diariamente das 14h às 17h e das 23h às 4h. Na zona rural, caminhões-pipa levam água para população e os animais.

Em Santo Cristo, o decreto foi assinado hoje, devido a perdas de 40% na produção de milho, 30% na de leite e 10% na de suínos. No distrito de Vila Sírio, caminhões transportam água para o consumo de animais e até das pessoas.

Comente aqui
06 jan12:13

Efeitos da estiagem levam prefeito de Santo Cristo a assinar decreto de situação de emergência

Foto: Gilberto Luís Junges, divulgação

Desde novembro, Santo Cristo, a 23 km de Santa Rosa, não registra volumes significativos de chuva. De 1º de dezembro a 5 de janeiro a precipitação pluviométrica acumulada foi de apenas 42mm, menos da metade da média prevista para o mês de dezembro.

A estiagem é sinalizada em prejuízos nas lavouras e levou o prefeito José Seger a decretar situação de emergência no final da tarde desta quinta-feira, dia 5.

A assinatura ocorreu após o recebimento da ata da coordenadoria da Defesa Civil municipal e levantamentos técnicos efetuados pela Emater, cooperativas e entidades.

A notificação preliminar de danos e o decreto de situação de emergência foram encaminhados à Coordenadoria Regional da Defesa Civil.

Santo Cristo já sofre com a escassez de água para o abastecimento e consumo humano em toda a área rural do município. Com a queda da vazão dos poços artesianos e redução significativa da água em açudes, fontes e bebedouros, há necessidade de transporte de água com caminhão tanque para o consumo humano em algumas localidades.

Nas lavouras há queda de em torno de 40% na produção de milho, de 30% a 40% na produção leiteira e 30% de comprometimento no desenvolvimento da soja. Também são registrados prejuízos na horticultura, de fruticultura, de fumo, de gado de corte, de mandioca, de hortigranjeiros, de cana-de-açúcar, de pastagens e de outras culturas.

_Nós pedimos ajuda da população no sentido de economizar e racionar água para evitar maiores transtornos. O jeito é evitar lavar calçadas e molhar a grama. A água deve ser somente para consumo humano e para a criação de animais_destaca o prefeito José Luís Seger.

>> Leia também: Estiagem: Região de Santa Rosa está entre as mais afetadas do Estado

Comente aqui
05 jan17:23

Estiagem: Região de Santa Rosa está entre as mais afetadas do Estado

A estiagem que afeta o Rio Grande do Sul levou a Emater/RS-Ascar a reavaliar, nesta quinta-feira a estimativa inicial para a safra dos grãos de verão – milho, feijão e soja. O maior impacto, até o momento, se dá sobre as lavouras de milho. Dados coletados na segunda quinzena de dezembro indicam que a cultura já registra uma perda consolidada de 25,17% em relação à previsão inicial. Com isso, a produção do grão não deverá ultrapassar 3.969.297 toneladas em 2011, número 31,29% menor que o do ano anterior, quando chegou a 5.776.51 toneladas no Estado.

O feijão da 1ª safra já apresenta queda de 11,43% em relação à estimativa inicial. Caso as condições climáticas adversas persistam, a tendência é de que estes percentuais aumentem. Os primeiros dados coletados neste início de janeiro, que deverão ser divulgados na próxima semana, começam a confirmar essas tendências.

O diretor técnico da Emater/RS Gervásio Paulus explica que o milho e o feijão foram os mais atingidos pela estiagem até o momento, já que o percentual de lavouras em fases de floração e enchimento de grãos foi expressivo durante o mês de dezembro, o que “afetou seriamente a produtividade dessas culturas em algumas regiões”. O maior impacto é nas regiões administrativas da Emater/RS-Ascar de Ijuí (com expectativa de redução no rendimento médio no milho de 37%), Passo Fundo (-35%), Lajeado (-30%), Santa Rosa (-25%) e Erechim (-24%).

Caso o cenário de estiagem persista, os danos devem se estender de forma mais grave também às lavouras de soja.

_____________________________________________________________________________________

Informações: Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar

Municípios que decretaram situação de emergência (55): Áurea, Cruzeiro do Sul, Fontoura Xavier, Engenho Velho, Novo Xingu, Liberato Salzano, Barra Funda, Fortaleza dos Valos, Putinga, Cerro Branco, Crissiumal,São Pedro das Missões, Constantina, Rodeio Bonito, Ilópolis, Coronel Bicaco, Passo do Sobrado, Chiapetta, Santa Cruz do Sul, Frederico Westphalen, Ibirubá, Lagoão, Vila Maria, São José das Missões, Jóia, Pinhal Grande, Palmeira das Missões, Arroio do Meio, São José do Herval, Cristal do Sul, Pinhal, Jaboticaba, Boa Vista das Missões, Nova Palma, Pouso Novo, Segredo, Seberi, Doutor Ricardo, Arroio do Tigre, Colorado, Santo Augusto, Bozano, Boa Vista do Cadeado, Selbach, Pejuçara, Quinze de Novembro, Capão do Cipó, Boa Vista do Buricá, Redentora, Tupanciretã, São Paulo das Missões, Travesseiro, Boa Vista do Incra, Toropi e Nova Boa Vista.

Nopreds (29): Pontão, São Valentim do Sul, Novo Tiradentes, Herveiras, Progresso, Tapera, Rondinha, Lagoa dos Três Cantos, Serafina Corrêa, Barros Cassal, Anta Gorda, Cachoeira do Sul, São Valério do Sul, Campos Borges, Restinga Seca, Novo Cabrais, Humaitá, Trindade do Sul, Amaral Ferrador, Catuípe, Jari, Quevedos, Braga, Agudo, Alto Alegre, Ronda Alta, Victor Graeff, Itacurubi e Faxinal do Soturno.

Comente aqui
05 jan09:34

Estiagem será tema de fórum técnico em Santo Ângelo nesta tarde

Diante da atual situação climática, com perdas de mais de 50% na cultura de milho e baixo desenvolvimento das pastagens em função da estiagem, será realizado nesta tarde um fórum técnico em Santo Ângelo.

Para avaliar a situação e buscar alternativas estarão reunidos representantes da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagri), Emater, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Cotrisa, Banco do Brasil e Associação Missioneira de Engenheiros Agrônomos (AMEA).

A reunião será a partir das 13h30min na Semagri.

Comente aqui
03 jan16:14

Falta de chuva leva Santo Augusto a decretar situação de emergência

Pricila Aita, divulgação

O último registro significativo de chuva no dia 20 de novembro do ano passado motivou o decreto de situação de emergência em Santo Augusto, na região Celeiro. O Conselho Municipal de Agropecuária estima que o prejuízo na lavoura de milho pode ser de 75% a 90%. Em algumas propriedades as perdas chegam à totalidade da produção.

Também apresenta redução significativa na produtividade, a pecuária leiteria, com queda de 40%. A soja e as culturas de subsistência também sofrem com a estiagem e já apresentam perdas de 30%.

Os dados apresentados pelo Conselho levaram ao Decreto de Emergência, assinado pelo prefeito em exercício Ageu Gaspar Ozorio, nesta terça-feira. Este decreto servirá como um amparo para os produtores que sofrem com os efeitos da estiagem.

Além de Santo Augusto, já decretaram situação de emergência no noroeste, Boa Vista do Buricá, Chiapetta, Coronel Bicaco, Crissiumal, Fortaleza dos Valos, Ibirubá e Jóia.

Pricila Aita, divulgação

Pricila Aita, divulgação

Comente aqui
02 jan10:44

Chiapetta sofre com falta de chuva há dois meses

Enquanto a chuva trouxe alívio aos outros 19 municípios gaúchos que decretaram situação de emergência neste final de semana, em Chiapetta não há volumes significativos há dois meses.

Os prejuízos nas lavouras e na produção leiteria levaram o município da região Celeiro a decretar situação de emergência no dia 28 de dezembro. De acordo com o levantamento do Conselho Agropecuário da Secretaria Municipal de Agricultura, 80% das lavouras de milho e 20% da produção de soja foram prejudicadas.

Além disso, houve uma queda de 30%  na produção de leite, em função da falta de pastagem.

_A situação se torna ainda mais preocupante porque a próxima chuva prevista para o nosso município é para o dia 14 de janeiro. Até lá, os prejuízos serão ainda maiores_afirma o Secretário de Agricultura Jaldyr Cabral da Silva.

Na região, também decretaram situação de emergência, Coronel Bicaco e Crissiumal.

No município de Coronel Bicaco, as lavouras de milho já apresentam perdas acima dos 80%, ou seja, cerca de 3,500 hectares. Nas lavouras de soja, a falta de chuva já prejudicou 10% do total plantado. A produção de leite registrou queda de 40%, em virtude da falta de pastagens. O feijão, também com cerca de 300 hectares perdidos, aponta perdas de 70%.

Em Crissiumal, o acumulado de chuva em todo o mês de dezembro foi de 45,5mm. Neste final de semana, a precipitação de 0,9mm é considerada insuficiente para impedir o agravamento dos danos na agricultura.

Comente aqui