clicRBS
Nova busca - outros

leitor-repórter

24 nov17:08

VIDA ÚTIL: Lá vem o Sol...TCHURURURU

Kelly Meller*

Muitos já estão em contagem regressiva para as férias e o verão. Estes podem levantar a mão!  O verão chega, e, junto com ele o nosso rigoroso e perigoso calor, vem o sol, amado por muitos e odiado por outros.

O que temos que concordar, é, que, chegando o sol tudo se modifica, até o humor das pessoas, mas alguns cuidados devem ser observados durante a exposição ao sol, pois as conseqüências podem não ser muito agradáveis, como um simples bronzeado. Então, para os dias de sol não se tornarem um problema, preparamos umas dicas super legais para você se bronzear na medida certa, após conversar com especialistas em dermatologia.

1- Quais são os cuidados para quem ama ficar no sol por mais tempo?

Em primeiro lugar, gostaria de dizer que hoje não podemos fazer mais isso, pois o sol está muito forte e muito perigoso. Um pequeno bronzeado já nos deixa mais bonita e é suficiente. É essencial o uso do protetor solar e a sua reaplicação constante. No bronzeamento há a atuação do ultravioleta, que libera os radicais livres e inicia o processo de degradação das fibras de colágeno, o que acelera o envelhecimento e a pigmentação da pele. Ou seja, o melhor aliado é o protetor solar diário! Também recomenda-se sempre ter uma água termal para borrifar a pele. Pode ser guardada na geladeira para que, após chegar da piscina, do sol, seja aplicada no corpo, recuperando as perdas e dando uma sensação calmante e refrescante.

2- Como cuidar nossa tatuagem?

Na tatuagem, deve-se aplicar filtro solar e proteger bem a área para evitar o desbotamento. Se você fizer uma tatuagem no período de verão, tape o local com curativo e evite a exposição solar nos primeiros dias, porque a pele fica muito sensível.

3- Quais são os cuidados para quem tem acne?

O sol pode piorar a inflamação e causar manchas na acne existente. Ele não piora a acne, mas o uso de um protetor solar oleoso pode agravar seu quadro infeccioso. O melhor é usar protetor oil free ( livre de óleo ). E não acredite que

O sol “vai secar” as espinhas. Momentaneamente, pode parecer que sim, mas o sol, na verdade, resseca a pele, que vai produzir mais sebo para hidratá-la.

4- Quais são os cuidados para quem pratica esportes exposto ao sol?

A pessoa deve usar um protetor solar esportivo, que permanece por mais tempo na pele, mesmo com a transpiração. Ainda assim, é necessário reaplicá-lo a cada duas horas e também usar um chapéu ou boné para barrar os raios solares diretamente do rosto. Procure praticar a atividade até às 10 hou após às 15 h.

Tomar sol é uma delícia, mas é preciso lembrar sempre, que o astro-rei pode ser perigoso de vez em quando, ou quase sempre. Todo mundo sabe que os raios solares são capazes de causar rugas, manchas e até câncer de pele. É importante estar atento à estes cuidados, principalmente não sair de casa sem passar o protetor solar sempre e tomar muita água.

Kelly Meller* – kellymeller@hotmail.com

2 comentários
24 nov15:52

Plantio de árvores alia consciência ecológica e inclusão social em Humaitá

Dieison Groff, leitor-repórter

Na manhã desta quinta-feira, dia 24, uma ação ambiental marcou o Dia do Rio, em Humaitá, no noroeste do Estado. A data foi comemorada com o plantio de 25 mudas de árvores às margens do rio Lajeado Grande, no parque de rodeios do município.

A ação foi idealizada pelo ambientalista Dieison Groff, por meio do projeto “Adote uma Árvore”, e por um grupo de alunos da APAE. O objetivo, segundo Dieison, foi o de conscientizar a população sobre a importância da preservação dos rios.

_Um rio a cada dez já seca em algum período do ano. É preciso que a sociedade tenha conhecimento disso e se mobilize em atitudes conscientes em prol do meio ambiente_alerta.

Para Dieison, o plantio das árvores com estudantes da APAE também simboliza dois grandes desafios da sociedade atual.

_Ações como esta são importantes porque aliam preservação do meio ambiente e inclusão social, dois temas que precisam ser discutidos no nosso dia a dia_ acrescenta.

Comente aqui
23 nov10:06

Leão-baio é suposto autor de ataques no interior de Tuparendi

Felipe Ghellar, leitor-repórter

O povo de São Marcos, interior de Tuparendi, vive momentos de preocupação e, ao mesmo tempo, de satisfação pela natureza que desperta, trazendo de volta ao seu antigo habitat animais que já não ocupavam estes locais.

Entre os animais está o leão-baio  que parece estar passeando novamente por lavouras e matos. Ele é o suposto autor de ataques a  animais. Desde o início de novembro vestígios de um animal não muito conhecido vem aparecendo pelas lavouras e capões desta vila.

Segundo moradores o misterioso animal feriu cachorros apenas no focinho levando-os à morte, ataques comuns desta espécie de leão. Já outro morador relatou que avistou o animal em uma beira de mato à luz do dia.

Esses fatos vem sendo confirmados pois a cada dia surgem novas evidências e fatos, confirmando ainda mais que existe mesmo esta espécie nesta região. Resta a nós ficarmos atentos e apreciar esta espécie que não é comum para nós!

>> Participe você também! Seja nosso leitor-repórter. Encaminhe sua sugestão de texto e fotos para participe@clicrbssantarosa.com.br. O material será devidamente creditado.

Comente aqui
22 nov16:20

Opinião: Por que as monitoras se mobilizam?

Jaqueline G. Schneider Goulart, leitora-repórter

No próximo sábado, dia 26 de novembro, haverá uma mobilização na Praça da Bandeira para chamar a atenção à luta das monitoras de escola. Portanto, mais do que nunca, se faz necessário um texto que seja direcionado à comunidade, aos pais e profissionais ligados à educação, sem linguagem formal, para que todos compreendam a seriedade, a urgência, e o caráter legítimo da mobilização das monitoras.

No surgimento do cargo de monitor a exigência era somente ter o ensino médio completo. As atribuições de um monitor eram auxiliar um professor ou executar um trabalho estritamente assistencialista, conforme o estatuto dos servidores monitores de Santa Rosa: “… cuidar, higienizar, ministrar medicamento com receita”.

Visivelmente esta não é a realidade, pois as “profes” das escolinhas infantis, as “profes” do CAS (centros de atendimento Social) inclusive as coordenadoras, maçante maioria delas, não são professoras. São monitoras, desempenhando função de professoras, brilhantemente por sinal e qualificadas para isso, mas recebendo um salário fracassante.

Desde 1995 com a vigência da nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação que rege a educação de todo país, osmunicípios tiveram que se adequar às creches se tornando escolas para receber fundos da educação básica (FUNDEB), que alcançam mensalmente cifras de um milhão e meio recebido pela prefeitura. O contraturno escolar (CAS) teve de perder o caráter assistencialista e trabalhar como apoio à escola. Em contrapartida, tiveram de mudar toda dinâmica de atendimento devendo estimular e avaliar o desenvolvimento dos alunos desde o berçário fazendo inclusive a iniciação à alfabetização.

Mas o que mudou afinal? Contratou-se professores visto que é isto que a lei prevê (… ”todo profissional que trabalha diretamente com crianças precisa ser professor tendo como formação mínima curso normal, magistério”. Parâmetros Nacionais de Educação)? Não! O que mudou em Santa Rosa foi que a partir do concurso do ano de 2000, para ser MONITOR era preciso ter no mínimo magistério ou curso superior em educação e desempenhar função de professor, ou seja, mão de obra qualificada e barata. Mas o que automaticamente deveria mudar junto a estas alterações, o salário da categoria, não mudou.

Um monitor recebe para trabalhar 40 horas semanais, R$ 861,86, enquanto um professor recebe por 20 horas semanais, R$ 1.028,39. Os monitores estão querendo se igualar aos professores? Não!Eles SÃO professores, só não recebem por isso e ninguém quer executar o trabalho deles.

Se não bastasse estão criando um novo cargo previsto no novo plano de carreira do magistério, em vias de ser aprovado, o cargo de professor de Educação Infantil, com os seguintes requisitos: magistério; salário de R$ 1500,00 para 40horas semanais, ou curso superior em educação; salário de R$ 2mil para 40 horas, ou seja, nosso cargo! Porém valorizado como deveríamos ter sido desde que mudaram as exigências e as atribuições dos monitores.

Vai então o apelo apóie esta categoria minorizada, explorada há tantos anos, que já luta a outros tantos em vem agindo com diplomacia e respeito, mas não está sendo ouvida, foi retalhada por paralisar um dia para chamar atenção do Poder Público, e precisa de apoio.

>> Qual sua opinião sobre as reivindicações das monitoras? Deixe seu comentário e participe do debate

Comente aqui
22 nov13:18

Guirlanda de Natal serve como ninho para sabiás

Anelise Fronza, leitora-repórter

Uma bela surpresa na proximidade do Natal. O recanto escolhido por um casal de sabiá é no mínimo curioso. Na ausência dos moradores da residência em Tucunduva, no noroeste, os pássaros construíram seu ninho em uma guirlanda de Natal, que enfeita a porta principal.

E o casal sentiu-se à vontade no local. Em quatro dias, a fêmea já havia colocado sete ovos verde-azulados.

A curiosidade é que toda vez que chega alguém nesta residência a fêmea corajosamente defendendo sua ninhada, repele qualquer pessoa que por perto passar. Quer espantar os visitantes. Agora é só aguardar de 12 a 14 dias para ver o resultado.

4 comentários
22 nov12:18

Clube de Desbravadores Sirius ajudam a lançar "Sementes da Esperança"

Odair Basso, leitor-repórter


Jovens de Santo Ângelo, Santa Rosa, Giruá, Palmeira das Missões e Ijuí reuniram-se de 18 a 20 de novembro durante o evento “Campori e Aventuri”.

Entre eles, estavam os membros do Clube de Desbravadores Sírius de Santa Rosa, que participaram de atividades espirituais e recreativas no Parque Wanderley Burmann.

>> Participe você também! Seja nosso leitor-repórter. Encaminhe sua sugestão de texto e fotos para participe@clicrbssantarosa.com.br. O material será devidamente creditado.

Comente aqui