clicRBS
Nova busca - outros

seca

01 fev17:18

Pelo menos 31 municípios do noroeste estão entre os beneficiados com os R$ 10,9 milhões liberados para ações de combate à seca

O Governo do Estado, por meio da Sala de Situação criada para concentrar as ações de combate à seca, divulgou nesta quarta-feira um ranking, em ordem de prioridade, dos municípios aptos receber R$ 10,9 milhões em recursos para a perfuração de poços e a ampliação de rede de água encanada, até um total de R$ 80 mil por município.

Jóia é o quinto do ranking, contabilizando 90% de perda nas lavouras de milho.

Também compõem a lista pelo menos outros 30 municípios do noroeste gaúcho:Coronel Bicaco (14º); Nova Ramada (22º); Entre-Ijuís (27º); Redentora (32º); Crissiumal (35º); Erval Seco (36º); Esperança do Sul (47º); Alecrim (53); Tiradentes do Sul (54º); Boa Vista do Cadeado (62º) ; Tupanciretã (67º); Quinze de Novembro (72º); Boa Vista do Incra (78º); Chiapetta (79º); Ajuricaba (82º); Bozano (85º); Humaitá (88º), Selbach (89º); Santo Augusto (90º); Panambi (91º); São Paulo das Missões (101º); Augusto Pestana (102º); Santo Ângelo (103); Ijuí (110º); Bossoroca (117º); Vitória das Missões (118º); Três Passos (119º); Alegria (121º); São Nicolau (123º) e Barra do Guarita (127º).

Para estipular a ordem de necessidade dos municípios afetados pela seca, foi estabelecida uma pontuação que levou em conta o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese), número de estabelecimentos da agricultura familiar e percentual de perdas na cultura do milho.

>> Clique aqui para conferir o ranking completo em zerohora.com

Comente aqui
01 fev15:57

Manifestantes bloqueiam rodovia em São Luiz Gonzaga

Juliana Gomes/juliana.gomes@zerohora.com.br

Cerca de 300 integrantes do MST que fazem manifestação em São Luiz Gonzaga nesta quarta-feira bloquearam a BR-285 no início da tarde, no trevo de acesso ao município. Por cerca de meia hora, os manifestantes impediram a passagem de veículos. Em seguida, entraram no pátio da Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa), onde aguardam resultados das negociações dos movimentos ligados ao campo e os governos estadual e federal que acontem em Porto Alegre.

Os manifestantes representam 25 assentamentos da região noroeste e reivindicam agilidade na assistência aos pequenos produtores rurais, bolsa estiagem, alimentação para os animais e renegociação das dívidas da agricultura familiar.

A manifestação teve início às 7h30min em frente aos portões da Cesa e deve se estender durante todo o dia.

Comente aqui
31 jan16:06

Tuparendi garante recursos para perfuração de poços

Em situação de emergência decorrente da seca, o município de Tuparendi comemora a assinatura de contratos para perfuração de poços artesianos.

Dois dos contratos assinados na primeira incursão do governador Tarso Genro ao interior em 2012, por meio do projeto de interiorização do governo do Estado, contemplaram o município.

Um deles na localidade de Lajeado Estiva, que beneficiará pelo menos 30 famílias. O outro poço será perfurado na localidade de Dez de Maio, onde será construída a fábrica da Lac Lelo.

Os serviços de perfuração serão executados por máquinas do estado, através de convênio com a Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado do Rio Grande do Sul.

Comente aqui
27 jan08:38

Mais de 730 agricultores serão beneficiados com anistia em Santa Rosa

O anúncio do Governo Tarso da anistia de R$ 24 milhões do programa Troca-Troca de Sementes de Milho, também beneficiará agricultores da região. Os valores do Troca-Troca da Safra deveriam ser pagos pelos produtores até 30 de abril e os da Safrinha até 20 de junho.

Segundo a Secretaria Municipal de Agropecuária e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Rosa serão perdoadas 1.467 sacas de milhos, uma média de duas sacas por agricultores o que daria uma estimativa de mais de 730 agricultores beneficiados com a medida no município, gerando uma economia total de mais de R$ 93 mil.

Beneficiados - A anistia atende aos agricultores que adquiriram milho nos períodos da safra e safrinha 2011/2012. No período da safra, foram liberadas no Rio Grande do Sul 327.358 sacas de milho ao preço de R$ 88,00 a saca, totalizando R$ 28.798.916,00.

Na etapa Safrinha, foram beneficiados 21mil agricultores, com 35.202 sacas de milho que  foram adquiridas ao preço de R$88,00, a saca. Muitos que adquiriram milho no período da safra, também, solicitaram o produto na safrinha.

Novas medidas – A anistia foi uma das várias iniciativas para amenizar os efeitos da estiagem para os agricultores. Também foram anunciadas pelo governo do Estado contratações emergenciais de servidores para acelerar a emissão de licenças ambientais para construção de açudes e cisternas. Por outro lado, conselheiros ligados ao setor primário manifestaram suas necessidades e posições sobre as alterações climáticas e os apoios necessários do poder público.

>>Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Santa Rosa

Comente aqui
26 jan09:33

Especialistas demonstram esperança na safra de soja

Marielise Ferreira/marielise.ferreira@zerohora.com.br

Aguardada com expectativa, a chuva dos últimos dias foi insuficiente para reduzir prejuízos nas lavouras de verão, como as de milho e de feijão, embora tenha amenizado perdas na soja.

Zero Hora ouviu especialistas de algumas das principais entidades vinculadas ao campo para saber de que forma a perspectiva de chuva abaixo da média nos próximos meses afetará agricultores que sofrem com a seca. A avaliação do grupo não é animadora.

Quem perdeu com as lavouras de milho e feijão acumula um prejuízo que não pode mais ser reparado. Tentativas de replantio das culturas estão sendo feitas por produtores em todo o Estado, mas a expectativa de minimizar as perdas pode ser novamente frustrada pela falta de chuva.

— Já na soja, houve recuperação significativa nas lavouras e, à medida que voltar a chover, a lavoura mais tardia vai continuar desenvolvendo — avalia Iberê de Mesquita Orsi, coordenador da Área de Agricultura da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

Clique aqui e leia mais em zerohora.com

Comente aqui
25 jan13:55

Chuva dos últimos dias beneficia soja plantada até novembro

Roberto Witter, Agência RBS

A chuva significativa dos últimos dias deu ânimo novo aos agricultores que plantaram soja até o fim de novembro. Às vésperas da fase de florescimento na maioria das lavouras, a projeção de técnicos e produtores é de que a planta cresça entre 15 e 20 centímetros em, no máximo, uma semana.

O salto na estatura significa esperança renovada para quem já projetava perdas de até 100%. Nos 1.080 hectares do agricultor Ricardo Brum, a chuva foi vasta e desigual. Em parte da área, a precipitação foi próxima dos 70 mm. Em outros locais, ultrapassou os 150 mm, em um período de apenas quatro dias.

— Até quinta, eu já imaginava perder tudo o que havia plantado. Mas essa chuva dos últimos dias deu um ânimo novo — conta Brum, com as canelas encharcadas pela água que atingia suas lavouras na terça-feira, em Cruz Alta.

>> Clique aqui para continuar lendo em zerohora.com

Comente aqui
24 jan16:19

Seca leva prefeitura de Tuparendi a encerrar turno único

A partir desta semana, a prefeitura de Tuparendi volta a atender em horário normal. Até sexta-feira, dia 20 de janeiro, os servidores trabalharam em turno único, das 7h às 13 h, como medida de economia.

A decisão por retomar o expediente das 7h30min às 12h e das 13h30min às 17h30min ocorreu, segundo o prefeito Olavo Pawlak, em função da situação de emergência vivida pelo município.

_Estamos vivendo um período de exceção devido à estiagem, então precisamos concentrar esforços e priorizar os trabalhos que visem amenizar os efeitos da seca, e por este motivo entendemos que precisamos aumentar a carga horária para podermos atender a toda comunidade_ justificou o prefeito.

>> Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Tuparendi

Comente aqui
21 jan15:39

Maquinário da prefeitura de Três de Maio se concentra na abertura de bebedouros e valas de silagem

A escassez de água para consumo humano e para a criação de animais, além do montante estimado de R$ 18 milhões de prejuízo no setor primário, levou o prefeito Olívio José Casali a anunciar o decreto de situação de emergência em Três de Maio na semana passada. Desde então diversas estratégias são adotadas para amenizar os efeitos da seca no município.

A Secretaria de Obras, Transporte e Viação de Três de Maio, paralisou temporariamente as atividades de recuperação das estradas no interior para ceder o maquinário à Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, que está realizando serviços emergenciais para os agricultores, como abertura de bebedouros e valas para silagem.

Segundo o secretário de Agricultura Valdir Ortiz até o momento foram realizadas cerca de 200 valas e abertos mais de 120 bebedouros para animais. O caminhão pipa da prefeitura está realizando o abastecimento de água de moradores nos distritos de Progresso e Barrinha.

Comente aqui
21 jan08:34

Barragens serão construídas na região para evitar prejuízos à soja e ao milho

Caio Cigana/caio.cigana@zerohora.com.br

Região mais castigada pela seca, o Noroeste gaúcho será a prioridade para a construção de novas barragens. Os locais, o número de projetos e os cronogramas, no entanto, serão definidos por um plano diretor que começará ser montado a partir de fevereiro, com um prazo de seis meses para ser concluído, conforme o acordado entre a Secretaria Estadual de Obras Públicas e Irrigação (SOP) e o Ministério da Integração Nacional.

– No mapa da estiagem, a situação é mais grave onde se concentra a produção de soja e do milho no Estado – explica o diretor do Departamento de Irrigação da SOP, Paulo Paim.

Além das barragens de Taquarembó e Jaguari, em construção na Campanha, a secretaria tem outros 22 projetos, mas à exceção de uma em Sarandi, no Norte, todas são na Metade Sul, região que produz pouca soja e milho e é essencialmente voltada para o arroz, cultura que já é irrigada. Por isso, a ordem é dar continuidade a apenas mais quatro projetos de barragens incluídas no PAC 2 e depois obedecer às prioridades definidas pelo plano diretor do Plano Estadual de Irrigação.

– Destas outras 18, nenhuma era naquela região (Noroeste) – completa Paim.

Apesar da intenção de dar atenção especial ao Noroeste por ser vítima recorrente de estiagem e grande produtora de grãos, a prioridade terá de ser confirmada como uma conclusão do plano diretor, que será elaborado com a participação dos comitês das 25 bacias hidrográficas do Estado, Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), produtores e secretarias do Estado.

Possíveis locais

Locais que poderão receber barragens na Região Noroeste

- Bacia dos rios Turvo/Santa Rosa/Santo Cristo

- Bacia do Rio Ijuí

- Bacia do Rio Piratini

- Bacia do Alto Jacuí

- Nascente do Rio Vacacaí

Com informações de zerohora.com

Comente aqui
20 jan11:22

Chuva forte com ventania é registrada no interior de Santo Cristo

Foto: Gilberto Junges, divulgação

No final da tarde desta quinta-feira um forte vento, acompanhado de pancadas de chuva, atingiu o interior de Santo Cristo, no noroeste gaúcho.

Casas e galpões foram destelhados e árvores arrancadas durante a ventania na linha Vênus. Até mesmo um refriador de leite a granel foi deslocado do lugar.

Nesta manhã, máquinas da Secretaria Municipal de Obras trabalham na remoção de árvores que caíram com a força do vento.

O acumulado de chuva foi de em torno de 20mm na linha Vênus e em linha Rolador Baixo. No centro da cidade,não houve registro de chuva.

Comente aqui