clicRBS
Nova busca - outros

Tucunduva

29 mar10:22

Sistema que transforma dejetos suínos em biogás implantado em Tucunduva é debatido como modelo para todo o Estado

A experiência de sucesso de conversão de dejetos suínos em biogás desenvolvida na localidade de Campininha, interior de Tucunduva, chamou a atenção da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo.

O encontro que ocorreu em março reuniu os componentes do GT do Biogás, grupo de trabalho formado por várias secretárias estaduais que visa identificar parcerias institucionais para ações de geração energética a partir de biomassa residual.

Foto: Rodrigo Barichello, arquivo pessoal

Destacado pelos participantes da reunião, o condomínio de agroenergia feito em Tucunduva liga, através de um gasoduto, as propriedades do produtor rural e professor titular da Unochapecó, Rodrigo Barichello, com a de seu vizinho.

A energia gerada é utilizada nas granjas de suínos de ambos, o que representa economia de até R$ 2mil ao mês. Ela é garantida com 400 matrizes de uma das propriedades, que produzem um volume diário de dejetos estimado em 18 metros cúbicos. Já na propriedade vizinha são criadas 550 matrizes, responsáveis por 25 metros cúbicos de dejetos por dia.

Barichello, que participou como convidado do GT, comentou que a sua produção diária de biogás é próxima de 0,7 m3 por suíno, apesar de no inverno esse número baixar em torno de 40%. O projeto do condomínio foi premiado pelo Congresso Brasileiro de Energia e pelo Instituto Ideal.

Segundo o produtor, o resíduo sólido resultante do processo de obtenção do biogás é utilizado para adubação da lavoura. Durante o período de estiagem, o efluente líquido foi usado para irrigar as plantações à noite. Além disso, Barichello lembra que o sistema é uma alternativa viável no tratamento de resíduos de suínos e na sustentabilidade da propriedade familiar.

* Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo

>> Clique aqui para saber mais sobre a transformação de dejetos suínos em biogás

Comente aqui
26 fev19:23

Poodle supera diferenças e adota cinco gatinhos em Tucunduva

Foto: Jociane Mazzarro, divulgação

Jociane Mazzarro, leitora-repórter

Em Tucunduva, a cachorrinha Lécka de nove anos demonstra que sua generosidade supera diferenças e  ultrapassa fronteiras de espécies. Ela comprova que a relação entre cão e o gato pode sim ser pacífica e, para além disso, maternal.

Hoje, a poodle da família de Nelci Mazzarro faz o papel de ‘mãe’ de cinco gatinhos.

A relação começou quando a gata de uma amiga morreu envenenada, deixando os cinco filhotinhos com uma semana de vida. Então disse à ela para levar os gatinhos até a minha casa para ver se a “Lécka” adotaria eles.

A ideia surgiu pois anos antes, ela já havia adotado um gatinho, o Mimi, que apareceu em casa. Na época, ela chegou a produzir leite e acolher o bichinho.

Apesar dela ter adotado esse gatinho, eu achei que ela poderia rejeitar os cinco gatinhos, pois “Lécka” tinha filhotes com um mês de vida, mas tentamos mesmo assim.

No entanto, mais uma vez a cachorra mostrou sua generosidade e garantiu o alimento, carinho e sobrevivência dos pequenos felinos. Com sua benevolência, Lécka dá exemplo, até mesmo, a muitos humanos.

Comente aqui
12 fev12:14

Garotas Verão de cinco cidades da região foram escolhidas neste sábado

Humaitá, Novo Machado, Porto Mauá, Tucunduva e Tuparendi escolheram suas representantes para o concurso Garota Verão, na edição em que ele completa 30 anos.

As cinco meninas escolhidas participarão da final regional do concurso, no ginásio de esportes Elias Saffi, em Giruá, no dia 25 de fevereiro.

Confira as vencedoras:

Humaitá


Graziela Schubert Pereira

15 anos

Manequim 36

1,65 alt

Novo Machado


Karine Raquel Muller

15 anos

Manequim 38

1,70 alt

Porto Mauá


Ana Rita Wochnicki

16 anos

Manequim 36

1,70 alt

Tucunduva


Sabrina Langner dos Santos

17 anos

Manequim 38

1,74 alt

Tuparendi


Pamela Cristina Gasparetto

14 anos

Manequim 36

1,72 alt

Comente aqui
02 fev11:32

Escolas da região Noroeste têm até 15 de fevereiro para aderirem ao ensino integral

Escolas públicas urbanas de Três de Maio, Horizontina, Tucunduva e Humaitá pré-selecionadas pelo Ministério da Educação (MEC) para oferecer ensino integral neste ano têm prazo até 15 de fevereiro para aderirem ao programa Mais Educação. Os detalhes dessa ação do Governo Federal direcionada às prefeituras foram tratados em audiência entre o deputado Paulo Pimenta e o secretário-executivo do Ministério da Educação, José Henrique Paim.

Pimenta explica que o Programa Mais Educação aumenta a oferta educativa nas escolas públicas por meio de atividades optativas, como acompanhamento pedagógico, meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e artes, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e educação econômica. Para o desenvolvimento de cada atividade, o governo federal repassa recursos para ressarcimento de monitores, materiais de consumo e de apoio segundo as atividades.

Segundo técnicos do Ministério, a expectativa do MEC é oferecer educação integral em 30 mil estabelecimentos e atender cinco milhões de estudantes em 2012. Esse número compreende cerca de 3,1 milhões de alunos que já estão no programa e os que vão ingressar neste ano no Mais Educação. As unidades de ensino que já estavam no programa em 2011 devem informar o número de alunos a serem atendidos e escolher as atividades a serem desenvolvidas.

Horizontina:

EMEF São José Operário

Humaitá:

Instituto Estadual de Educação Maria Cristina -   CIEP

Três de Maio

Instituto Cardeal Pacelli

Tucunduva

EMEF São José Operário

 Informações: Assessoria de Gabinete do Deputado Paulo Pimenta

Comente aqui
30 jan14:33

Inaugurado acesso asfáltico que liga Novo Machado a Tucunduva

Foto: Diane Dalben, divulgação

A primeira atividade oficial do governador na região será na cidade de Novo Machado, às 9h30min, com a inauguração de 10,2km de acesso asfáltico que liga a cidade à vizinha Tucunduva. A obra iniciada ainda na gestão anterior e concluída pelo atual governo teve investimento total de R$ 8 milhões.

_ Essa é uma obra aguardada há mais de 20 anos e que merece nossa atenção_ destacou o governador Tarso Genro, que participa nesta tarde da primeira reunião do programa de Interiorização em 2012.

A reunião de trabalho da interiorização começou às 14 horas, no Centro Cívico Antônio Carlos Borges, centro de Santa Rosa. O encontro é coordenado pelo governador e terá transmissão ao vivo pela TV Piratini (www.estado.rs.gov.br). Já estão definidos anúncios nas áreas de educação, saúde, esporte, desenvolvimento e promoção do investimento, obras, desenvolvimento rural, habitação, meio ambiente, agricultura e na área da infraestrutura rodoviária. Um balanço das medidas contra a estiagem e do programa RS Mais Igual também integram a pauta da reunião.

2 comentários
27 jan14:26

Dejetos de suínos são convertidos em energia elétrica

O trabalho desenvolvido durante o mestrado de Rodrigo Barichello, de Tucunduva, sob orientação do Professor Ronaldo Hoffmann, foi premiado no concurso Mercosul de Monografias sobre Energias Renováveis e Eficiência Energética, promovido pelo Instituto Ideal. A entrega do prêmio, será em Florianópolis/SC no seminário Seminário Energia Mais Limpa: Conhecimento, Sustentabilidade e Integração que acontece nos dias 24 e 25 de abril.

O aluno da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), hoje Doutorando pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), analisou um condomínio de agroenergia, formado pela propriedade da família e de um vizinho, na localidade de Campininha, interior de Tucunduva, onde foi construído um gasoduto para interligar o biogás gerado a partir de dejetos suínos. A energia representa economia de até R$ 2mil ao mês.

Esse curioso sistema foi implantado na propriedade do pai, Elton Barichello, em contraponto ao alto potencial poluidor da suinocultura, devido aos excrementos gerados pelos suínos. Além de tratar os dejetos, é possível transformá-los em energia elétrica e biofertilizante.

Dos dejetos ao biogás

Como forma de minimização dos efeitos nocivos, foram implantados biodigestores em duas propriedades de porte médio criadoras de suínos, comandadas pelos agricultores Elton Barichello e Marcos Roberto Barichello.

_Um gasoduto as interliga, com o intuito de geração de energia elétrica isolada utilizando biogás como combustível em um motor a combustão interna, instalado em uma das propriedades_ explica Rodrigo, em seu estudo.

A planta de geração consiste de um motor estacionário adaptado para operar com biogás. A digestão anaeróbica é um processo de tratamento de materiais orgânicos que se desenvolve na ausência de oxigênio.

_Um dos benefícios do processo, que logo contribuiu para um crescente interesse por esta tecnologia, reside na conversão da maior parte da carga poluente do efluente em uma fonte de energia: o biogás_esclarece o estudioso.

Conversão do Biogás em Energia Elétrica

Nas propriedades no interior de Tucunduva o biogás obtido por meio dos dejetos suínos é utilizado para geração de energia elétrica em um pequeno condomínio de Agroenergia.

A energia é garantida com 400 matrizes de uma das propriedades, que produzem um volume diário de dejetos estimado em 18 metros cúbicos. Já na propriedade vizinha são criadas 550 matrizes, responsáveis por 25 metros cúbicos de dejetos por dia.

O processo de tratamento dos dejetos suínos até a fase de geração de energia elétrica isolada, passou pelas seguintes fases:

1. Instalação do biodigestor e implantação de unidades coletoras.

2. Todo o dejeto produzido na propriedade é destinado para dentro do biodigestor, onde o mesmo passa por um tempo de residência hidráulica estimado em 30 dias.

3. Além do próprio biodigestor, a propriedade instalou um sistema de armazenamento de biogás.

4. Após o processo de biodigestão, o biogás é enviado para um balão de armazenamento, para posteriormente ser usado como combustível no conjunto motor-gerador.

5. Depois o biogás é enviado através de tubulação até o Conjunto Motor-Gerador instalado na propriedade, que consiste em um motor de combustão interna (diesel) adaptado para o uso do biogás como combustível, acoplado a um gerador de eletricidade, gerando energia dentro da propriedade com um sistema de distribuição interno e isolado, onde existe uma caixa de comando.

6. Na caixa de comando, encontram-se a energia gerada pelo grupo gerador a biogás e a provinda da concessionária local. Por meio do acionamento de uma chave central o proprietário criador escolhe qual energia utilizar.

Vantagens

Em propriedades suinocultoras, a instalação de biodigestores contribui principalmente na solução de problemas ambientais e de disponibilidade de energia, além de incentivar a permanência do trabalhador no meio rural, através de uma produção sustentável.

De acordo com Rodrigo, que é doutorando em Engenharia de Produção pela UFSC, a tecnologia da digestão anaeróbica em biodigestores é uma das possibilidades para o combate da poluição gerada por esta atividade e que ao mesmo tempo, agrega valor as propriedades rurais.

Além disso, os condomínios de agroenergia podem proporcionar uma economia em escala altamente viável para os produtores. Em Tucunduva, por exemplo, a geração de energia por mês representa em uma economia de aproximadamente R$ 2.000,00/mês.

_ Sempre digo, nada adiantaria meus estudos, se meu pai, um exímio empreendedor, não acreditasse na potencialidade do projeto_finaliza Rodrigo.

Aos 25 anos, Rodrigo Barichello é doutorando na UFSC

Comente aqui
16 jan14:55

Seca motiva decreto de situação de emergência em Tucunduva

Mais um município do noroeste está na lista dos que decretaram situação de emergência devido ao baixo índice de chuvas e suas implicações nas lavouras e no abastecimento de água.

Tucunduva decretou situação de emergência na manhã desta segunda-feira, 16, depois da apresentação de relatório de avaliação de danos elaborado pela comissão de Defesa Civil, Emater e Sindicato dos Trabalhadores Rurais da cidade. De acordo com o documento, estima-se que os prejuízos com a estiagem no município chega a R$ 13, 378milhões até o momento.

A soja é a cultura mais afetada com a falta de chuva. De acordo com o parecer técnico divulgado nesta segunda, as perdas na produção atingem 45%, gerando um prejuízo de R$ 7.020 milhões. Nas lavouras de milho, a perda foi de 30%, representando um prejuízo de R$ 3.120.000,00.

A pecuária leiteira sofre um reflexo direto com a perda na produção de milho e das pastagens, com uma queda de 30% na produção de leite, o que gera um prejuízo de R$ 2.230 milhões. Em média, o rebanho de bovino de corte sofreu queda de 15% no peso, com perdas estimadas em R$ mais de 1 milhão.

A Secretaria da Agricultura já realizou a abertura de mais de 50 bebedouros de água para animais.

Comente aqui
01 jan17:15

Tucunduva deve receber R$ 100mil para calçar estrada que liga Esquina Batista à Cascata do Lajeado Batista

O município de Tucunduva deve receber recursos para melhorias em estradas do interior. O deputado federal Osmar Terra (PMDB/RS) manteve audiência no Ministério do Turismo, pleiteando a emissão da nota de empenho de R$ 100mil, para o calçamento da estrada que liga Esquina Batista à Cascata do Lajeado Batista.

A Prefeitura de Tucunduva, acolheu a demanda dos vereadores do PMDB – Ivo Balsan, Nelson Rafalski, Nair Guarienti e Valter Anderle –, cadastrou a proposta no portal de convênios do governo federal, que foi analisada pelo Ministério do Turismo e aprovada. Agora, o Município irá firmar o convênio de nº765658/2011, junto à Caixa Econômica Federal, e irá ajustar o projeto técnico para receber a autorização das obras, assim que disponibilizado o recurso pelo Governo Federal.

Tucunduva está inserida na região da Rota Turística do Rio Uruguai. O investimento na estrada que liga Esquina Batista à Cascata do Lajeado Batista, melhora a infraestrutura de acesso à Cascata do Lajeado Batista, e aos atrativos turísticos do município – Museu da colonização, Casa do Artesão e o eco-turismo junto ao Rio Santa Rosa.

Informações: Assessoria de Imprensa do deputado federal Osmar Terra (PMDB/RS)

Comente aqui
31 dez11:30

Quase mil pessoas conferiram colheita da uva em Tucunduva na 2ª edição da Vendimia

Produtores de uva e vinho – de Tucunduva, Tuparendi, Porto Mauá e Três de Maio – associados à Coopervino celebraram a colheita com a realização da 2ª Vendimia.

Com 35 hectares da cultura plantados em Tucunduva, a expectativa é de uma produção superior a do ano passado. A celebração da colheita é chamada pelos italianos de vendimia, termo que deu nome ao evento que, em sua segunda edição contou com público de quase mil pessoas nas últimas quinta e sexta-feira de 2011 (29 e 30/12).

Segundo o engenheiro agrônomo e assistente técnico regional (ATR) de Fruticultura, Gilmar Vione, Tucunduva é o maior produtor de uva e vinho entre os municípios de abrangência do escritório regional da Emater/RS-Ascar Santa Rosa, com um total de 40 produtores e produção de 525 toneladas em uma área de 35 hectares, gerando uma média de 13t/ha.

_A região toda conta com uma área total de 79,10 hectares que, na última safra, produziu cerca de 1,1 mil toneladas_ destacou. Enquanto que a produtividade média do Estado ficou em 18t/ha e 16t/ha para a uva de indústria e mesa, respectivamente; os 129 produtores da região conquistaram uma média satisfatória para parreiras recém iniciadas, que não atingiram o auge de produtividade: 13,5t/ha (uma de indústria) e 10,8t/ha (uva de mesa).

“Colhe e pague”

A festa conta com exposição e degustação de geléias, sucos, vinhos, vinhos doces (caldo que ainda não completou a fermentação) e outros produtos coloniais. “Além dos visitantes poderem comprar uvas no sistema ‘colhe e pague’, destacou o engenheiro agrônomo e chefe do escritório municipal da Emater/RS-Ascar de Tucunduva, Jonas da Silveira. O evento busca ainda mostrar a importância de agregar valor à produção por meio de produtos agroindustrializados e incentivar a produção diversificada com o objetivo de implementação da renda.

Com a palavra, quem entende de uva

_Em algumas propriedades, a produtividade de determinadas espécies chegará de 18 a 20 t/há_comemora o pequeno produtor e presidente da Coopervino, Lauro José Grando.

____________________________________________________________________________________________

_Hoje em dia não se esmaga mais a uva com os pés, mas sim com o pensamento e a inteligência. É preciso muito estudo e conhecimento, aperfeiçoamento e assistência técnicos, qualificação tecnológica para a elaboração de um bom vinho, levando em conta o aspecto da uva, como grau da doçura e correção da acidez_ enfatiza o presidente da Prodemirs e vice-presidente da cooperativa, Djalma Turra.

_____________________________________________________________________________________________

_ A estiagem não é condição favorável a nenhuma cultura, mas no caso da uva, a não ocorrência de chuvas neste período de maturação favorece a sanidade e aumenta o teor de açúcar. O que reflete em melhor qualidade, tanto da fruta fresca quanto dos seus derivados (vinhos, sucos, geléias)_ avalia o engenheiro agrônomo e assistente técnico regional (ATR) de Fruticultura, Gilmar Vione

Informações: Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar Regional de Santa Rosa

Comente aqui
29 dez07:57

Dos parreirais à mesa: Festa mostrará potencial da produção de uva em Tucunduva

A uva e os sabores de seus derivados poderão ser apreciados nestas quinta e sexta-feira, na 2ª edição da Vendimia, em Tucunduva. Geléias, sucos, vinhos e outros produtos coloniais serão comercializados das 9h às 18h, na propriedade de Roque Cembranel.

O evento também visa demonstrar os avanços que já foram inseridos e que hoje beneficiam os produtores de uva e seus derivados no município. O termo “Vendimia”– de origem italiana e que dá nome à festa – refere-se ao curto período de colheita da uva e também pode ser chamado de “vindima” ou somente “vindimi”.

Segundo o engenheiro agrônomo do escritório municipal da Emater/RS-Ascar, Jonas da Silveira, os visitantes também poderão comprar uvas no sistema “colhe e pague”, além de suco e vinho doce (aquele que ainda não completou a fermentação).

_É uma oportunidade para divulgar a cultura da parreira que se adapta muito bem ao nosso clima. Enquanto outras culturas, como soja e milho, estão tendo perdas significativas com a estiagem, a videira está com a colheita garantida, com uma safra de qualidade em função da pouca chuva_destaca Silveira.

Como chegar

A propriedade de Roque Cembranel está localizada na localidade de Esquina Tucunduva, a três quilômetros da cidade, em direção a Horizontina.

Haverá sinalização especial no acostamento da rodovia para que os visitantes consigam localizar o evento.

Informações

Emater de Tucunduva – (55) 3542-1013

Roque Cembranel – (55) 3542-1316

Comente aqui