Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Vida nova ao pneu velho

28 de junho de 2010 3

A super-aranha que enfeita esta página e a revisteira cheia de charme aí embaixo são obras da ONG Associação dos Recicladores de Viamão (ARV), município da região metropolitana de Porto Alegre.

Fundada em 2005, a ARV resolveu fazer mais do que realizar bem o seu trabalho como congregadora dos catadores. A ONG investe em educação ambiental e cultural a partir da atividade de seus associados.

Joaquim Reis, artesão e presidente da Associação, afirma que, além de fabricar as peças, é preciso compartilhar o conhecimento a respeito da reciclagem, agregando valor ao que normalmente é descartado. Assim, segundo ele, se estará passando adiante a conscientização ambiental, possível e visível na proposta de reutilização de pneus.

Ao apostar no passo seguinte do trabalho do catador - produzir a partir do lixo – a ARV também proporciona uma valorização da atividade, dificilmente dotada de algum glamour.

- A associação conta com 64 famílias associadas compostas por catadores, artesãos, educadores ambientais e voluntários

São quatro os grupos de trabalho da ARV:

- Grupo Inclusão Digital e Tecnológica: Cursos, palestras e fomento da utilização de software livre

- Arte com Sucata: Arte e conscientização ambiental pela valorização e uso de resíduos recicláveis

- Núcleo Organizado Sob Interesse Solidário: Formado dentro da proposta de economia solidária, produz artesanatos e integra as mulheres em grupo de produção em costura, customização, pintura, crochê, trico etc

- Coocavi: Cooperativa formada pelos catadores que integram a associação.  A Cooperativa trabalha com 23 pessoas, que reciclam cerca de 150 quilos por dia.

O pneu não é um material biodegradável e demora cerca de 150 anos para se decompor na natureza

A ONG já recolheu mais de 2,5 mil unidades, que foram transformadas em móveis, peças decorativas, jardineiras e brinquedos nesses cinco anos

As fotos são do Joaquim Reis, divulgação.

Comentários (3)

  • Mariana diz: 28 de junho de 2010

    Boa tarde. Acabei de ler o caderno nosso mundo sustentável do dia 28/06/2010. Fiquei com uma dúvida na reportagem “Para abastecer direto na tomada”. O artigo incentiva o uso de bicicletas elétricas, que demoram 6 h para serem carregadas. Minha dúvida é a seguinte: o processo que produz energia elétrica também polui?? Correto né!! Então se as pessoas começarem a carregar suas bicicletas uma vez ao dia vai gerar um aumento do consumo de energia, que vai fazer as usinas hidrelétricas “produzirem mais”, logo, jogarão mais poluentes na atmosfera. Então até que ponto vale a pena, ambientalmente pensando, o uso diário dessas bicicletas?? O meu pensamento está correto??

    Obrigado pela atenção.

  • BEATRIZ ANTONIETA LOPES diz: 28 de junho de 2010

    Sou uma bióloga que tem “trauma” de aranhas, só de ver fico assustada, hehehe…Mas esta aranha está muito bonita e criativa! Parabéns pelo trabalho lindo!

  • ARV diz: 2 de julho de 2010

    Agradecemos a matéria publicada e ficamos a disposição; Trabalhamos com criação de projetos especiais, praças e playgrounds ecológicos, objetos decorativos, cursos, palestras, mostras e muitos outros serviços e atividades.
    Nosso email arvrgs@gmail.com , Fone: (51) 34933158
    Quem quiser conhecer mais nossa entidade e trabalhos: site: http://www.arvrgs.com.br

Envie seu Comentário