Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Os furos de Duas Caras

29 de maio de 2008 13

Toda novela deixa furos. É normal, afinal, o autor e os co-autores precisam lidar com centenas de personagens, encaminhar destinos, cruzar fatos. Não há na história da teledramaturgia uma trama sequer que não tenha derrapado em algum capítulo. Mas o problema se agrava quando as novelas assumem a responsabilidade de, mesmo sendo ficção, aproximar-se da realidade.

Duas Caras - a novela das oito que começa às nove na Globo – é uma novela real. Por mais cadeirudos e sufocadores, a trama apresenta personagens comuns a qualquer cidadão brasileiro. Acentuadas as características boas ou más, mas ainda assim pessoas normais. E aí é necessário tomar ainda mais cuidado para, em uma narrativa real, a ficção não atravessar o enredo.

Separei aqui alguns furos de Duas Caras. Concordam? Alguém lembra de outros?

- Cirurgia ou barbearia: Adalberto Rangel se submete a uma cirurgia plástica drástica. Sai da sala de operação com o rosto recoberto de bandagens e ataduras. A revelação do novo rosto do agora Marconi Ferraço foi dramática, misteriosa. E, pasmem: retiradas as faixas, o personagem tinha apenas perdido o bigode e cortado o cabelo. Não seria melhor Dalton Vigh ter vivido um Adalberto com recursos de maquiagem, “voltando ao normal” com mais diferenças além de uma aparada na barbearia?

- Juvenal Anterminator: Ele manda em uma favela carioca, mas não trafica, nem é bicheiro. Juvenal Justamente Antena é um homem do bem. Vive apenas da administração imobiliária da Portelinha, que lhe pertence. Aí eu pergunto: de onde saiu aquele mostruário bélico escondido sob um alçapão nos capítulos da “Batalha da Portelinha”? Mais: em meio ao Arsenal, Justamente saca uma bazuca. Bazuca? Ele não é criminoso, a Portelinha não é comandada por uma quadrilha, e Justamente tem um armamento de dar inveja ao Stalone e ao Schwarzeneger juntos. Menos, Justamente.

- Nem na creche: conheço poucas creches com menos de 5 professores. Mas na Universidade Pessoa de Moraes (UPM), da intragável dupla Suzana Vieira-Renata Sorrah, existem apenas 4 professores. Os três opositores, liderados pelo Paulo Goulart; e o boa-gente que sempre tenta abafar os motins. São estes únicos 4 professores que dão aulas em todos os cursos, participam de todas as reuniões de cúpula da UPM, envolvem-se em todas as rebeliões estudantis, escutam todas as fofocas atrás das portas, e tomam café na sala dos professores. Bem, em uma universidade com apenas 20 alunos, acho que 4 professores bastam.

Postado por Eduardo Cecconi

Bookmark and Share

Comentários (13)

  • Andressa diz: 29 de maio de 2008

    Mas o nariz do Ferraço ta beeeeem diferente! e fora que tirou uma pinta horrivel que ele tinha no rosto, não achei tão mal feito assim

  • paula diz: 30 de maio de 2008

    GENTE!!! o Ferraço no hospital pq levou um tiro no ombro direito, aí revolve dar uns pegas na Maria Louca, eis que dou de cara com uma cena onde ele não tem marca de curativo ou de bala no ombro e mais, ela está mordendo e arranhando o local… por isso que dizem que beijinho cura?

  • Paulo diz: 29 de maio de 2008

    No caso da Sílvia (Aline Moraes), ela passou sua parte na herança do pai de livre e espontânea vontade em cartório. Não teve investigação de partenidade nem inventário para habilitar a personagem da Barbara Borges como herdeira. Então se trata de mera doação, que não é anulável em face de não ser Barbara Borges filha do falecido. Nem poderia, pois foi Silvia quem falsificou o exame, não podendo ela anular ato que deu causa. Então, Barbara Borges devolve o que lhe foi doado somente se quiser.

  • Daniel diz: 29 de maio de 2008

    A coisa mais estranha desta novela é ver o Juvenal, que criou-se em uma favela típica dos morros cariocas, falando com sotaque de caipira do interior mineiro

  • tatiana diz: 29 de maio de 2008

    Quanto à gravidez da personagem da Debora Falabela… Ela engravidou, estava ja com uma barriga de uns cinco meses… teve uma passagem de tempo de 06 meses na novela e ela ainda estava grávida. Quando foi para o parto, falaram que o filho iria nascer prematuro… Afinal.. com quantos meses nasceu esta criança?

  • C. Clegg diz: 29 de maio de 2008

    A Maria Paula passou todos os bens pro Adalberto com assinaturas não reconhecidas em cartório.

    Para achar o suposto Adalberto era só perguntar de quem as pessoas que compraram a casa dela, por exemplo, compraram. se fosse de um laranja era só apertar o laranja. O cara que gostava da Maria paula na época dito advogado poderia facilmente barrar a venda afirmando que a assinatura não tinha firma reconhecida.

  • MÁRCIO diz: 29 de maio de 2008

    EM RELAÇÃO AO FERRAÇO,NO QUE DIZ RESPEITO AS MUDANÇAS EXISTE A QUESTÃO DO NARIZ!!

  • C. Clegg diz: 29 de maio de 2008

    … o tiro de bazuca que o juvenal deu nos bandidos que invadiram a portelinha nao machucou ninguem !! impossível ter mira tão ruim.

    o gesto de enxugar a lágrima que o filho do Ferraço é dado a entender que passou de pai para filho pelo genes. o que é uma suposição ainda mais absurda !

    isto que não olhei 20 capítulos desta novela !

  • cecconi diz: 29 de maio de 2008

    Olá Juão, obrigado pelo contato. É exatamente por isso que o post abre a possibilidade da interatividade com a pergunta “concordam? lembram de outros?”, para que os leitores ajudem na construção do texto do blogueiro (a). Não é uma competição.

    Paula – também agradeço pelo contato – acompanho sim a novela. Mesmo que seja fã, não há motivo para condescendência – uma plástica radical teria resultados muito maiores que um nariz pouco diferente, a barba feita e o cabelo cortado.

    Sobre as armas, aguardo uma explicação convincente para justificar um arsenal tão grande e poderoso (com bazuca e tudo) escondido por um administrador imobiliário que não faz uso das armas em nenhum outro momento da novela.

    Abraços.

  • Natalia diz: 29 de maio de 2008

    Também teve o caso da família da Maria
    “louca” Paula e do Claudius: cadê a Jandira?? e a filha ou filho do Claudius…se perderam entre os capítulos!!!!

  • Juão diz: 29 de maio de 2008

    A observação da Tatiana é muito melhor que do blogueiro(a)!

  • Marilia diz: 30 de maio de 2008

    E quanto a mãe de Ferraço, ele tão rico e ela continua lá naquela pobreza, achei que ele iria trazer ela junto, dar um conforto, uma vida melhor, era o que qualquer filho faria!

  • Paula diz: 29 de maio de 2008

    acho que tu não acompanha a novela, pois tem muita diferença entre o Adalberto e o ferraço, e sobre as armas do Juvenal ele esplicou de onde vinham.

Envie seu Comentário