Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Começam as gravações do seriado Ó Paí, Ó

23 de junho de 2008 0

Filme é oitavo em que os atores Lázaro Ramos e Wagner Moura atuaram juntos/Divulgação

Seguindo os passos do sucesso Cidade de Deus, a Rede Globo decidiu transformar outro filme em um seriado de sucesso. Começam a ser gravadas nesta semana em Salvador a série Ó Paí, Ó, adaptação para TV do filme estrelado por Lázaro Ramos e com direção de Monique Gardenberg – que deverá dirigir dois dos cinco episódios da produção.

O seriado deve estrear no segundo semestre deste ano e traz no elenco Matheus Nachtergaele, João Miguel, Hermila Guedes, Virginia Cavendish e Daniel Boaventura, segundo a coluna Outro Canal, da Folha. O roteiro foi uma criação coletiva com o Bando de Teatro Olodum.

A série é musical e pretende mostrar uma Bahia pop, contemporânea. O ator Lázaro Ramos terá que soltar a voz e cantará 12 músicas, de Wilson Simonal a Jobim, passando por Caetano, Riachão, Odair José, Luiz Caldas, Dalto, Araketu e Skank, entre outros.

O filme Ó Paí, Ó se passa em um cortiço do centro histórico do Pelourinho, em Salvador, e conta a história dos moradores, apaixonados pelo Carnaval. Os personagens, que sobrevivem à custa de muita criatividade, tentam encontrar um lugar para o último dia da festa, mas a síndica do prédio, Dona Joana, decide puni-los e corta o fornecimento de água.

Pelo menos a Globo conseguiu dar início à empreitada de Ó Paí, Ó. A emissora perdeu a chance de gravar este ano uma série baseada no filme brasileiro com o maior fenômeno de público em 2007: Tropa de Elite. Desde o ano passado especulava-se que o longa-metragem viraria um seriado global. Segundo a Folha, a Globo até ganhou a concorrência da Record e adquiriu os direitos de adaptação. Estavam previstos cinco episódios para primeira temporada, que iria ao ar em 2009.

Infelizmente a parceria entre a Globo e o cineasta José Padilha não deu certo. Padilha disse que estava sobrecarregado de trabalhos e não poderia assumir a tarefa, mas, nos bastidores, a história contada é a de que o diretor queria ter o controle total do seriado, o que a Globo não permitiu. Tomara que eles se acertem, e esta produção também saia do papel.

Postado por Juliana Herling

Bookmark and Share

Envie seu Comentário