Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Marcos Schechtman fala sobre Caminho das Índias

28 de janeiro de 2009 8

Globo, reprodução

O diretor artístico e geral da nova novela das 21h, Marcos Schechtman, falou com um olhar minucioso sobre a trama Caminho das Índias em entrevista à Globo.com.
Segundo
Marcos, a novela tem uma consistência nos temas abordados, sem perder o humor, a vitalidade, a fantasia e o romance. Ele afirmou que a preparação para abordar esse universo foi trabalhosa, mas no fim valeu à pena.
— Fui para a Índia três vezes em 2008 e esta incursão no país foi fundamental. Montamos logo no início uma oficina de vivência hindu para que elenco e equipe pudessem acompanhar palestras, aulas e participar de mesas redondas sobre o tema. Trabalhamos também com consultores brasileiros e indianos e figurante algum entra em cena sem passar por um workshop. Os orientais se portam e veem o mundo de uma forma muito diferente da nossa e, sem este mergulho profundo, não estaríamos conseguindo retratar a Índia de uma forma tão bacana — disse ele na entrevista.
Sobre o contraponto existente em todas as novelas de Glória Perez, Marcos fala que a trama traz duas histórias independentes, a brasileira e a indiana. Essas duas linhas retratam as cenas como se fossem espelhos, mostrando situações iguais, mas resolvidas de formas completamente diferente.
Para finalizar, o diretor geral falou um pouco sobre a sua parceria com Glória Perez.
— Maravilhoso. A Glória é uma grande contadora de histórias e escreve belos folhetins. Estamos muito unidos em todo o processo. Busco a estética adequada para contar da melhor forma a história que a Glória escreve e pensamos juntos a escalação e a trilha sonora — completou ele.

Postado por Renata C. Moreira

Bookmark and Share

Comentários (8)

  • elizandra evelyn diz: 8 de fevereiro de 2009

    bom eu discordo de todos vc. sem querer puchar saco de ninguém mais marcos schechtman é um diretor exelente.eu posso falar isso por que ser atriz é o meu sonho e ficará mais completo quando eu fizer uma novela dele.eu já fiz teatro já fiz curso pra atriz já passei agora só falta uma oportunidade pra u realmente mostrar o que eu sei fazer.sei atuar super bem e quero falar que qualquer coisa entra em contato comigo meu número é 098 88488050 e meu msn é
    evelyn09rbd2007@hotmail.com

  • Sabrina diz: 28 de janeiro de 2009

    Essa novela vai bater o recorde de audencia
    vamos conhecer os costumes indianos,apreciar ariqueza dos detalhes. Da gloria só podia ser
    essa maravilha

  • Samanta diz: 29 de janeiro de 2009

    Apesar de estar no inicio de Caminho das Indias,Já deu pra notar que o trabalho do Marcos será um sucesso

  • Bruna diz: 30 de janeiro de 2009

    Nino eu detesto Calypso,mas podia ser qualquer outra música que não fosse tão esparafatosa e assustasse seus telespectadores!
    rsrsr

  • Bruna diz: 28 de janeiro de 2009

    Por favor a trilha sonora é péssima…
    Toda a vez que a novela volta do comercial levo um susto com akela mulher gritando!
    Parece que estão nos xingando………

  • Nino da Silva diz: 29 de janeiro de 2009

    É isso aí, BRUNA de POA. Pra quem só conhece BANDA CALPYSO, e CONJUNTO FARROPILHA quem é que vc gostaria que cantasse a trilha sonora da novela? Maria Rita abrindo uma cena que se passa na Índia cantando GAROTA DE IPANEMA?

  • ESPANTALHO diz: 30 de janeiro de 2009

    HAHAHAHAHAHA PQ SERA QUE AQUELA MULHER GRITA NA ABERTURA DA NOVELA? HAHAHAHAHAHAHA IMAGINA ENTÃO RIO NEGRO E SOLIMOES CANTANDO UM SERTANEJO NA ABERTURA? FICARIA 10!

  • elizandra evelyn diz: 8 de fevereiro de 2009

    Não quero imitar,Deus ou coisa assim só quero encontrar,O que é melhor em mim
    Ser mais do que alguém,Que sai num jornal
    Mais do que um rosto num comercial.E não é fácil,Viver Assim.Se eu quiser chorar
    Não ter que fingir,Sei que posso errar
    E é humano se ferir,Parece absurdo Mas tento aceitar Que os heróis também
    Podem sangra Posso estar confusa Mas vou me lembrar Que os heróis também podem sonhar E não é fácil Viver assim

Envie seu Comentário