Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Giovanna Antonelli: a mais cômica das irmãs

29 de janeiro de 2009 3

Giovanna Antoneli faz papel cômico em Três Irmãs/Divulgação/TV Globo

Ninguém duvida da capacidade de Giovanna Antonelli de roubar a cena. Foi assim em sua primeira aparição de destaque na TV, quando deu vida à prostituta Capitu, de Laços de Família (2000). De lá saiu direto para protagonizar O Clone (2001), na pele da heroína Jade. Em Da Cor do Pecado (2004), Bárbara também conseguiu conquistar a ira dos telespectadores, quando exibia os cabelos bem curtos e loiros.

Prestes a completar 33 anos, Giovanna volta a surpreender: agora como a destrambelhada e divertida Alma, da novela das sete da Globo, Três Irmãs. Apesar de contracenar com atrizes de peso, como Carolina Dieckmann e Cláudia Abreu, as outras duas irmãs do título, ela tem se destacado na trama de Antonio Calmon.

– Fico feliz que a personagem está agradando, mas acho que a Carolina e a Cacau são maravilhosas. A novela não se chama Três Irmãs à toa, são três mulheres com personalidades fortes que se destacam cada uma a sua maneira – diz a atriz.

Alma não é apenas cômica, tem um lado dramático e deve ganhar mais destaque agora que herdou a mediunidade da mãe, Virgínia (Ana Rosa). A intuição aguçada já tem rendido cenas engraçadas à médica, assim como suas aparições ao lado do namorado, Gregg (Rodrigo Hilbert). Na verdade, os dois se casaram secretamente, justamente por conta de um trauma da personagem, que não tinha sorte com os homens.

– Ela e o Gregg formam um casal maravilhoso. Até onde eu sei, o autor pretende manter o amor dos dois. O que anima a relação são as confusões.

Dennis Carvalho, que dirige Três Irmãs, atribui à atriz o sucesso de Alma.

– Giovanna é ótima atriz, mas ainda não tinha feito comédia. Ela surpreendeu a todos e acertou imediatamente o tom da personagem.

Mesmo com as trapalhadas da médica, o público verá cada vez mais Alma prevendo o que irá acontecer, principalmente agora que Virgínia deixará a cidade. Aliás, a primeira premonição que Alma terá é a de que, apesar de a mãe não dar notícias, ela está bem.

A boa notícia é que, mesmo com mais espaço e poder, o telespectador pode ficar tranquilo, porque a personagem de Giovanna não deixará o humor de lado por conta das premonições.

– O tom cômico é a marca da personagem – encerra Giovanna.

Postado por Segundo Caderno

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • maira diz: 29 de janeiro de 2009

    Concordo plenamente na minha opinião ela tá levando esta novela nas costas, cada vez mais se firmando como uma das grandes atrizes do Brasil.

  • Jéssica Ariella diz: 30 de janeiro de 2009

    A única coisa de bom que tem nessa novela é o casal Alma e Gregg porque o resto
    Pelamordedeus….
    é uma droga..

  • Flavio diz: 29 de janeiro de 2009

    Quem viu o filme “Avassaladoras” sabe que ela tem a veia cômica, é uma excelente atriz, olhos que passam emoção e linda.

Envie seu Comentário