Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Maratona de dança em Cama de Gato

17 de outubro de 2009 0

Rose e Sólon abalam na pista do clube Esplêndido da Glória/Zé Paulo Cardeal, TV Globo

O professor de dança Sólon (Daniel Boaventura) e as alunas Taís (Heloísa Périssé) e Rose (Camila Pitanga) fazem o chão tremer no clube Esplêndido da Glória. Em Cama de Gato (Globo), não são raras as cenas em que o trio aparece bailando pelo salão. Mas, para chegar ali, os atores tiveram de se preparar. Foram mais de 30 dias de ensaios antes de começarem a gravar a novela. Agora, entre uma cena e outra, eles marcam as coreografias.
Segundo o coreógrafo Jaime Arôxa, a estratégia inicial foi dar aulas básicas sobre dança para que os atores se familiarizassem com o assunto.
Depois que as gravações começaram, tudo ficou mais difícil. Mas, como eles sabem o básico, fica fácil criar na hora. Eles ensaiam pouco por falta de tempo – conta Arôxa, que acompanha as cenas bem de perto.
Sempre precisa de uma adaptação por causa do espaço ou do posicionamento das câmeras – explica ele.
Apesar das mudanças, o professor afirma não ter muito trabalho com a trupe.
Cada ator tem a sua particularidade. A Camila é do tipo dedicada e séria. Ela me inspira para criar – avalia.
De acordo com Camila Pitanga, a dança traz mais cor e fantasia a Rose.
O clube de dança dá certo glamour e fantasia para ela – diz a atriz, que já tem intimidade com a dança.
Fiz balé clássico e dança contemporânea. Não é um universo distante, mas dança de salão é outra coisa. Por causa da minha personagem no filme Noel Rosa (2007), que era uma dançarina de salão, cheguei a fazer umas aulas.

Daniel Boaventura também não está deslocado. Ele conta que aprendeu a dançar para encenar os musicais ao longo da carreira.

Mas, nos musicais, os passos são marcados. É uma dança cenográfica, diferente da novela. Confesso que a dança não é o meu forte – diz o ator, que se inspirou
em
Arôxa para viver Sólon.
E, se o assunto é bom humor, Arôxa logo lembra da dupla Daniel e Heloísa.
O Daniel é focado no trabalho, mas faz todo mundo rir. Ele entende a emoção da música com facilidade. A Heloísa também é muito divertida. Só que, com ela,
trabalhamos a dança de outra forma, desaprendendo a dançar
– conta.
Na trama, Taís não é uma boa dançarina.
Espero que a personagem possa mostrar do que a Heloísa é capaz. Por enquanto, temos de ensaiar para que as trapalhadas dela fiquem naturais – conta.

Postado por Diário Catarinense

Bookmark and Share

Envie seu Comentário