Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Minha novela inesquecível: Que Rei Sou Eu?

19 de setembro de 2010 15

Atendendo aos pedidos dos internautas Lúcia, Raquel, Kátia, André, Dodi, Andreza, Aline e Sandra, a novela inesquecível de hoje é…

QUE REI SOU EU?

Escrita por Cassiano Gabus Mendes e com direção geral de Jorge Fernando, a novela foi ao ar de fevereiro a setembro de 1989.

A história se passava no fictício reino de Avilan, no século 18, um país que sofria com problemas econômicos e políticos. A trama retratava exatamente o que se passava no Brasil, que na época se preparava para escolher o primeiro presidente após a Ditadura Militar. Através do humor característico, o autor retratava os anseios de uma nação que sofria com inúmeros problemas. Avilan era o retrato fiel do Brasil.

A história tem início com a morte do Rei Petrus II (Gianfrancesco Guarnieri). A partir daí, começa uma disputa acirrada pelo trono, já que o monarca não tinha herdeiros legítimos. Porém, há um filho bastardo, Jean Pierre (Edson Celulari), um revolucionário corajoso e destemido.

Para evitar que o verdadeiro herdeiro chegue ao poder, os conselheiros reais decidem coroar o mendigo Pichot (Tato Gabus Mendes). O fato aumenta ainda mais a revolta do povo contra os poderosos da corte.

Além de brigar pelos direitos do povo, Jean Pierre também vivia grandes romances. O herói vivia dividido entre Aline (Giulia Gam), uma das empregadas do palácio, e Suzanne (Natália do Valle), mulher de um dos conselheiros do rei.

Os vilões roubaram a maioria das cenas. O terrível bruxo Ravengar (Antônio Abujamra) e a rainha Valentine (Tereza Rachel) eram capazes de tudo para evitar que o poder caísse nas mãos do filho bastardo do rei.

A trama ficou ainda mais engraçada com a participação especial de Dercy Gonçalves, que durante seis capítulos viveu a baronesa Eknésia, mãe da rainha Valentine.

No final da novela, o povo invade o palácio e acaba com os poderosos. O trono finalmente chega às mãos de quem tem direito, Jean Pierre, o herdeiro da coroa.

Em uma das últimas cenas, Jean Pierre grita para o povo de Avilan:
- Ninguém vai mais explorar o trabalho do pobre, agora quero que gritem comigo: viva o Brasil!

Sim, Brasil! Pela primeira vez o nome do país é citado na trama, deixando claro que Avilan realmente mostrava a nossa realidade.



Que Rei sou Eu?
foi reprisada um mês após seu término, na faixa Sessão Aventura.

Fotos: Divulgação, TV Globo / Fonte: Memória Globo

RELEMBRE OUTRAS NOVELAS INESQUECÍVEIS:

>>> Pedra Sobre Pedra

>>> Por Amor

>>> Vale Tudo

>>> Tieta

>>> Rainha da Sucata

>>> Vamp

>>> Renascer

>>> A Gata Comeu

>>> O Rei do Gado

>>> Roque Santeiro

>>> A Viagem

Bookmark and Share

Comentários (15)

  • rita de cassia diz: 19 de setembro de 2010

    Eu quero muito rever essa novela!!!!!!!!!!

  • Mari diz: 19 de setembro de 2010

    Bah esta novela foi mto show mesmo,corria pra casa pra assistir e não perder nenhum capítulo, adorava o papel do Ravengar e claro o Jean Pierre, Edson Celulari estava maravilhoso!

  • fernando bonilla de araujo diz: 19 de setembro de 2010

    Realmente esta foi uma das melhores novelas da Globo, pena que a esqueceram. Deveriam passar novamente no vale a pena ver de novo. Satiriza a história do Brasil com muito bom humor

  • Rodrigo diz: 19 de setembro de 2010

    É a única novela da globo que se fosse lançada em DVD, eu compraria na hora!!!! Realmente uma trama divertida e inocente, mas com críticas aos fatos reais que acontecem até hoje neste país!

    Vida longa ao Rei Jean Pierre!

  • sebastiao cardoso diz: 19 de setembro de 2010

    esta novela representou bem claro a situação do brasil, contudo uma ressalva nosso pais estga governado por bandidos e mentiorosos.

  • Andersn Gaucho diz: 19 de setembro de 2010

    Lembro como se fosse hoje…. OTIMA novela! so uma duvida: porque sera que a Globo nao reprisa ela em Vale a PENA ver denovo??? muita gente iria ADORAR!

  • ana paula brum diz: 19 de setembro de 2010

    por favor reprissem ela……

  • Luiz Oliveira diz: 19 de setembro de 2010

    Esta é sem duvida a melhor que já vi. Com um humor sarcastico e denuncias de corrupção que estavam acontecendo na epoca e leis vergonhosas como a do selo do automovel que eles colocavma nos cavalos !!! A melhor de todos !!!!! Não sei como a Globo até hpje não reprisou esta novela

  • Ronaldo Costa diz: 19 de setembro de 2010

    D. Michele, não sei se a senhora é uma grande gozadora ou apenas aposta na falta de conhecimento e informação de grande parte da população brasileira. A novela que a senhora selecionou contituiu o mais infame caso de merchandysing politico ja ocorrido no Brasil, ao criar uma dicotomia ficcional na qual o bem estava claramente identificado com o Sr. Collor de Mello (lembra do bode collorido?) e o mal com seu oponente politico, no caso o nosso atual presidente. Lembro-me dessa e de outras participações ativas do sistema Globo na ânsia de desmerecer um projeto político que as pesquisas indicavam seria vencedor se as “providências cabíveis” não fossem tomadas e assim todas, inclusive as não cabíveis foram providenciadas conseguindo assim postergar por alguns anos aquele que seria o melhor governo que o país já teve. Consola-me o fato de que o “Império” da comunicação no Brasil já tem seus dias contados e esta sendo ultrapassado exatamente pelo menos profissional de seus concorrentes, dispondo entretando de muito dinheiro, a provar que em tal segmento todos os valores se curvam ao financeiro, ou seja, basta ter grana para ser grande. Assim o futuro da midia brasileira é evangélico e provavelmente medíocre, mas, ainda assim fará o favor ao país de colocar em seu devido lugar a pretensão dos globais.

  • Ani diz: 19 de setembro de 2010

    Quando será que a Globo começará a passar novelas boas, como essa, novamente?
    Porque vamos combinar, que tirando essa Tititi (que é remake), as novelas da Globo estão insuportáveis…por favor.
    Amei essa novela…boa d+!

  • JOSE diz: 19 de setembro de 2010

    TIRANDO O LADO PODRE DA POLITICA DESSA NOVELA ELA ERA UMA PIADA , EU GOSTA DO BIDE LAMBER , JA FALECIDO NAO ME LEMBRO O NOME DO ATOR,

  • Alexsandro Luiz Julio diz: 19 de setembro de 2010

    Pena que daquela ápoca para cá o povo não aprendeu e vai votar em um Ravengar para ocupar “o trono” que um impostor ocupou por 8 anos.

  • Valéria diz: 20 de setembro de 2010

    Minha família adorava esta novela! A Globo reprisa novelas muito recentes! Esta poderia reprisar!! Muito engraçada!!

  • Vini_Frota@hotmail.com diz: 4 de novembro de 2010

    Que Rei Sou Eu foiii uma otimaaaaa novelaaaaa
    Tereza Rachel,Edson Celulari e Natalia do Vale brilharammmm

  • ANDRÉ LEONARDO diz: 3 de outubro de 2012

    Parabéns pelo Blog. Só um acorreção: não são os conselheiros da rainha quem decidem coroar o Pichot, e sim Havengar, que convence a rainha Valentin da ideia. Os conselheiros nem sabiam que Pichot não era o herdeiro verdaderio.

Envie seu Comentário