Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Passione: Gerson revela que sofreu abuso sexual na infância

05 de outubro de 2010 5

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Apesar do crescente mistério (entre tantos outros) do personagem Gerson (Marcello Antony), em Passione, algumas revelações sobre o passado dele serão divulgadas nos próximos capítulos.

Segundo o Extra, o piloto estará em mais uma consulta com o psiquiatra Flávio Gikovate, que ainda não conseguiu arrancar do piloto nenhuma informação sobre suas neuroses.

O psiquiatra pede que Gerson conte como foi sua iniciação sexual, mas se surpreende com a resposta:

- Foi quando eu tinha uns 6 ou 7 anos. Eu fui abusado, doutor, abusado!

A partir daí, o rapaz toma coragem e conta sobre o trauma que carrega desde a infância. Ele revela que uma antiga empregada da família foi responsável pelo abuso:

- Seu corpo exalava um cheiro forte. Quando ela me beijava eu sentia o meu rosto molhado de saliva. Um dia ela me levou para o quarto dela, ficou nua na minha frente e pediu para que eu a tocasse.

Gerson diz que os abusos se repetiram muitas vezes, mas que ele era muito criança para entender o que estava havendo. A situação teria deixado marcas irreparáveis:

– Perdi a inocência muito cedo, ganhei uma malícia que nenhuma criança deve experimentar.

Isso confirma que a tara de Gerson é realmente algo relacionado a sexualidade. Por ter sido iniciado muito cedo, ele desenvolveu distúrbios de comportamento, mas o que será? O segredo do rapaz ainda ficará guardado a sete chaves durante alguns capítulos.

>>> Envie NOVELAS para 46956 e receba os resumos da sua novela preferida diariamente no seu celular. O custo por mensagem recebida é R$ 0,31 para todas as operadoras.

Bookmark and Share

Comentários (5)

  • rodolfo diz: 5 de outubro de 2010

    eu acho que ele faz o mesmo com criança oque a empregada fazia com ele eu acho isso
    bjssssss!

  • josi diz: 5 de outubro de 2010

    Isso vai ser a justificativa para ter engravidado a Felicia ….

  • Anjo Colorado diz: 6 de outubro de 2010

    Tá ficando muito confuso. O último capítulo que assisti derrubou minha tese que a Diana era a autora das cartas anônimas, pois defendeu-o quando a amiga levantou a possibilidade do Gerson ser o assassino de Eugênio.

    Então o que ela viu no pc do Gerson e se enojou não era nada relacionado ao assassinato.

    O autor pegou leve no tema sobre pedofilia. Em geral existe uma certa tendência machista de ver nisto até algo positivo como “Desde criancinha eu já comia as empregadinhas da casa”. Creio que muitos verão nisto não tão grave se fosse um homem abusando de uma menininha.

    Entretanto pedofilia praticado por mulheres contra rapazes menores de idade quase nem é abordado pela sociedade.

    Se eu fosse meio paranóico iria continuar sugerindo que Gerson contou os abusos ao pai na verdade pagou a empregada pela precose iniciação sexual. Recebeu um carão e talvez um insulto a sua falta de masculidade ao choramingar reclamando de tudo que lhe aconteceu… Talvez até uma ameaça de nunca contar a ninguém o que houve.

    Aí a autora das cartas poderia ser esta tal empregada.

    Mas aí existem muitas falhas lógicas…

    Só porque ele morreu… Não daria pra ela deduzir que teria sido assassinado e pelo Gerson. Não poderia ter certeza. E aparecer alguém assim, do nada, seria uma baita sacanagem no melhor estio Aghata Christie. Só se fosse alguém do elenco.

    Quem teria cara de velha empregada tarada por crianças?

    A avó de Clara?

    Ridículo se fosse assim.

    Agora tô sem ideias.

  • deeh diz: 8 de novembro de 2010

    eu acho q foi a safada da vó de clara

  • deeh diz: 8 de novembro de 2010

    eu tenho quase certeza q foi a vó de clara q abusou sexualmente de gerson na infancia

Envie seu Comentário