Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O troca-troca de atores nas novelas

24 de outubro de 2010 4

Fotos: Márcio de Souza e Frederico Rozario, TV Globo

A notícia de maior repercussão da semana aqui no Noveleiros foi o afastamento de Ana Paula Arósio de Insensato Coração, próxima novela das oito. A produção da novela correu contra o tempo para achar uma substituta e muitos nomes foram cogitados. A escolhida para viver a mocinha Marina foi Paola Oliveira, que já começou a gravar em Florianópolis.

Em outras tramas, atores e atrizes também recusaram papéis importantes, vamos relembrar:


Os primeiros nomes cotados para os papéis principais de Araguaia foram Paola Oliveira e Juliana Paes. Paola alegou cansaço, pois havia acabado de participar de Cama de Gato. Juliana engravidou e também precisou ser substituída. Assim, Milena Toscano e Cleo Pires assumiram as personagens Manuela e Estela.

Fotos: João Miguel Júnior e Márcio de Souza, TV Globo


Na minissérie Cinquentinha, duas atrizes desistiram de seus papéis logo que as gravações começaram. Renata Sorrah precisou se dedicar a uma peça de teatro, assim Maria Padilha foi convocada para viver Leonor. Marília Pêra, que seria Rejane, não quis aceitar um papel secundário, já que ficaria à sombra da protagonista Lara Romero (Suzana Vieira). Betty Lago foi chamada às pressas para a função e arrasou na pele da ex-hippie.

Fotos: Fabrício Mota e Thiago Prado Neris, TV Globo

Fotos: Alex Carvalho e Renato Rocha Miranda, TV Globo


Na novela A Favorita, Fábio Assunção foi convidado para viver o mau-caráter Dodi. Na época, o ator passava por um momento difícil em sua vida pessoal e acabou recusando o trabalho. Coube a Murilo Benício a missão de viver o cúmplice de Flora (Patrícia Pillar) e foi muito bem na pele do canalha.

Fotos: Bob Paulino e Frederico Rozário, TV Globo


Em Três Irmãs, Regina Duarte seria a mãe das protagonistas, mas pediu para interpretar uma personagem menos importante e diferente das que costuma viver em novelas. Resultado: Ana Rosa foi a bondosa Virgínia, enquanto Regina surpreendeu como a hilária Valdete.

Fotos: João Miguel Júnior, TV Globo


Miguel Falabella penou até encontrar uma protagonista para Negócio da China. A primeira opção era a apresentadora Angélica, mas a loura recusou o convite do amigo. Flávia Alessandra e Alinne Moraes também disseram não, e fizeram bem, já que em seguida tiveram destaque em Caras & Bocas e Viver a Vida, respectivamente. Restou Grazi Massafera, que apesar do preconceito por ser ex-BBB, interpretou bem a mocinha Lívia.

Fotos: Ique Esteves, Renato Rocha Miranda e João Miguel Júnior, TV Globo


Ao escrever a sinopse de Paraíso Tropical, Gilberto Braga pensou imediatamente em Cláudia Abreu para viver as gêmeas Paula e Taís. Como a atriz ficou grávida na época, restou Alessandra Negrini para os papéis da mocinha e da vilã da trama. Mas a substituição não agradou ao autor, que criticou a atuação de Alessandra e afirmou que Cláudia seria mais bem-sucedida. Cá entre nós, é a pura verdade, não acham?

Fotos: João Miguel Júnior e Márcio de Souza, TV Globo


Ainda em Paraíso Tropical, alguém consegue imaginar outra atriz, que não Camila Pitanga, vivendo a prostituta Bebel? Acreditem, a primeira opção era Mariana Ximenes, mas a moça recusou, pois ainda estava de férias após o final de Cobras & Lagartos. Camila arrasou e virou mania nacional, mas Mariana também poderia ter ganho destaque. Afinal, em Passione, Clara tem muitas semelhanças com Bebel, não é mesmo?

Fotos: João Miguel Júnior e Márcio de Souza, TV Globo


Assim que o remake de Cabocla entrou em fase de produção, Cleo Pires foi convidada para viver o papel que consagrou sua mãe em 1979. Com a recusa de Cleo, a estreante Vanessa Giácomo ganhou uma chance de brilhar na telinha. A caipira Zuca alavancou a carreira da jovem atriz, que durante a novela iniciou um romance com Daniel de Oliveira, com quem acabou se casando, a exemplo do que ocorreu com Glória Pires e Fábio Jr. na primeira versão da trama.

Fotos: João Miguel Júnior, TV Globo

Bookmark and Share

Comentários (4)

  • Michele diz: 24 de outubro de 2010

    Minha xará… não concordo com vc, penso q Alesssandra Negrini fez maravilhosamente bem o papel das gemeas, ela foi brilhante, parecia pessoas diferentes mesmo !!
    bjs

  • David diz: 25 de outubro de 2010

    Particulamente discordo sobre a opnião que Alessandra Negrini não interpretou bem as gemeas. Pelo contrário, ela foi maravilhosa. Me lembro das cenas em que Paula (gemea boa) tinha que se passar pela gemea má (Taís); foi uma bela atuação da Alessandra.

  • Carlos diz: 27 de outubro de 2010

    A Alessandra deu um show de atuação e na época foi aclamada por púlblico e crítica, no entanto depois das baboseiras que o senhor Gilberto Braga disse pelo simples fato dele ter escrito o personagem para outra atriz, alguns jornalistas de quinta seguem esse comentário que foi só dele, basta pesquisar, pra ver que ela agradou geral, sempre em pesquisas feitas em revistas o povo sempre dizia que ela estava arrazando. A quem escreveu essa matéria infeliz veja os comentários abaixo e pesquise e descubra se é mentira (se é que fazem isso)

    Dennis Carvalho (Diretor) sobre Alessandra:
    “A Alessandra Negrini foi mais um presente que eu ganhei nessa novela. Já tinha feito uns trabalhos com ela – “Desejos de Mulher” e a minisérie “Jk”- mas agora ela superou todas as minhas espectativas. Ela venceu o desafio com sutileza e inteligência. Só o talento de uma grande atriz seria capaz disso.”

    Ricardo Linhares (Autor da novela) fala sobre Alessandra:
    Com maestria, ela foi Paula, Taís, falsa Paula e falsa Taís. ”Achei ótimo! Ela conseguia diferenciá-los de maneira sutil uma da outra, pelos olhares, pelo gestual, pela maneira que fala. Às vezes, ela podia estar até vestida de Taís, mas a gente sabia que era a Paula se passando pela irmã apenas por pequenos detalhes. Foi um trabalho superminucioso, ela é supertalentosa. Eu adoro a Alessandra”.

    Ricardo Linhares tmb autor da novela sempre quis Alessandra no papel, já que é fã declarado da atriz e já havia trabalhado com ela em outras produções, ou seja a crítica foi só dele (Gilberto) que queria outra atriz no elenco, a Alessandra arrazou e a novela foi um sucesso basta ver a audiência. Que matéria infeliz, eu como leitor fiquei no mínimo decepcionado com esse site e com a falta de compromisso de quem escreveu essa matéria que só pode ser fã da outra atriz e fica aí querendo queimar a outra que arrazou!

  • Sux diz: 27 de janeiro de 2011

    Concordo com todos os comentários. Alessandra Negrini é uma excelente atriz, adoro ela. Já Paola Oliveira, na minha opinião, não chega nem perto da Ana Paula Arósio.

Envie seu Comentário