Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Revelação em Passione: Saulo era cúmplice de Fred e Clara

02 de dezembro de 2010 2

Fotos: Alex Carvalho e Blenda Gomes, TV Globo

Desde o início de Passione, o autor Sílvio de Abreu afirma que Fred (Reynaldo Gianecchini) e Clara (Mariana Ximenes) não agiam sozinhos e que havia alguém comandando os dois. O mistério será desvendado na reta final da novela.

De acordo com a revista Minha Novela, o mentor do casal era ninguém menos que Saulo (Werner Schünemann). Disposto a tudo para se tornar presidente da metalúrgica, o empresário armou um plano para matar o próprio pai, Eugênio (Mauro Mendonça).

Assim, Saulo colocou Clara para trabalhar na mansão e envenenar Eugênio. Enquanto isso, ele esperava contar com a ajuda de Fred para se apossar da empresa. Porém, os planos do filho de Bete (Fernanda Montenegro) não saíram como ele havia planejado, já que Fred e Clara resolveram dar um golpe em Totó (Tony Ramos).

Ao perceber que a dupla de pilantras lhe passou a perna, Saulo passou a chantageá-los, ameaçando contar à polícia que eles foram responsáveis pelo assassinato de Eugênio. A dupla resolveu então acabar com Saulo: Clara o atraiu até o motel e Fred desferiu as facadas.

Mas quem imagina que a morte de Saulo acabou com os planos iniciais da quadrilha, se engana. Utilizando uma caderneta do falecido, onde ele detalhava cada passo do que pretendia fazer para prejudicar a família, Fred continua seguindo tudo à risca. Mesmo depois de morto, Saulo continua guiando os passos de seu aprendiz.


>>> Envie NOVELAS para 46956 e receba os resumos da sua novela preferida diariamente no seu celular. O custo por mensagem recebida é R$ 0,31 para todas as operadoras.

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • Diana diz: 2 de dezembro de 2010

    Não gostei dessa “revelação”, espero que seja só fofoca de revista. Acho que na vida, todo mundo tem seus momentos “bonzinho” e “vilão”, desse jeito toda a culpa por todos os crimes caem em cima dos personagens mais óbvios. Seria bem mais surpreendente se o assassino fosse alguém que o público nem imagina. E fora que, se este for o final da novela, caracteriza-se que quem é “vilão” reúne todas as qualidades mais podres do ser humano e quem é “bonzinho” é tapado, corno, etc.

  • Eduardo diz: 3 de dezembro de 2010

    Tá, mas e não é assim que funciona? Vilão=coisa ruim. Bonzinho=babaca, corno e etc…

Envie seu Comentário