Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Os "santinhos do pau oco" da ficção

05 de dezembro de 2010 0

Foto: Marcio Nunes, TV Globo

Em Passione, Clara (Mariana Ximenes) enganou muita gente ao fingir que havia ficado boazinha. Porém, esta semana, a loira revelou que tudo não passava de um plano para reconquistar a confiança de Totó (Tony Ramos) e colocar as mãos na fortuna do marido. O italiano que se cuide, pois a vilã está de volta e ainda mais perigosa do que nunca.


Na telinha, não faltam personagens que se fingem de bonzinhos para conquistarem seus objetivos. Muitas vezes até mesmo os telespectadores caem na lábia desses vilões. Vamos ver alguns deles:


Em Ti-Ti-Ti, Luisa (Guilhermina Guinle) é capaz de tudo para impedir o amor de Edgar (Caio Castro) e Marcela (Ísis Valverde). Graças a ela, a mocinha foi obrigada a se casar com Renato (Guilherme Winter) para impedir que Giancarlo (Mauro Mendonça) destruísse a família Sampaio. A ex-modelo continua se fazendo de amiga do sócio, mas ele nem imagina que ela está por trás de sua infelicidade.

Foto: Alex Carvalho, TV Globo


Na novela Escrito nas Estrelas, Gilmar (Alexandre Nero) fingia ser um funcionário exemplar que acatava sem discutir as ordens do patrão, Ricardo (Humberto Martins). O médico nem desconfiava que mantinha por perto um vilão da pior espécie, que tramava para acabar com a vida do patrão.

Foto: Alex Carvalho, TV Globo


No seriado A Cura, Otto (Juca de Oliveira) foi dado como morto durante muitos anos, mas na verdade vivia escondido. A principal dúvida da história era se ele era um curandeiro ou não passava de um charlatão. No final da série, Otto revelou-se um vilão sanguinário, capaz de matar quem atravessasse seu caminho. Nem o filho dele, Dimas (Selton Mello) escapou das armações do picareta.

Foto: Alex Carvalho, TV Globo


Yvone (Letícia Sabatella) fingia ser a melhor amiga de Sílvia (Deborah Bloch) e enganava muita gente em Caminho das Índias. Apesar da carinha de anjo, a moça era uma golpista de mão cheia, que não media esforços para se dar bem na vida.

Foto: Thiago Prado Neris, TV Globo


Flora (Patrícia Pillar) entrou para a história como uma das piores vilãs da teledramaturgia. Porém, no início de A Favorita, todos pensavam que ela era uma mulher injustiçada, que foi para a cadeia por um crime que não cometera. Muita gente pensava que a vilã da história era Donatela (Claudia Raia), já que Flora convenceu até os telespectadores de que era uma verdadeira santa.

Foto: Frederico Rozario, TV Globo


Em Senhora do Destino, Nazaré (Renata Sorrah) foi casada com José Carlos (Tarcísio Meira) durante muitos anos, até que ele descobriu a farsa da megera. A máscara de esposa e mãe exemplar caiu e o milionário percebeu que vivia ao lado de um verdadeiro monstro. Com medo de ser desmascarada, a vilã provocou a morte do marido, e muitas outras ao longo da trama.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo


Cristina (Flávia Alessandra) passava uma imagem de boa moça em Alma Gêmea. Rafael (Eduardo Moscovis) admirava a mulher que havia abdicado de sua própria vida para cuidar dele e do filho, Felipe (Sidney Sampaio). Mas o que a loira realmente queria era dar o golpe do baú no ricaço e ocupar o lugar de sua falecida prima Luna (Liliana Castro).

Foto: Kiko Cabral, TV Globo


Na trama de Belíssima, a vilã-mor era Bia Falcão (Fernanda Montenegro). Mas a megera não trabalhava sozinha, tinha um cúmplice fiel que seguia todas as suas ordens. Era André (Marcello Antony), que se aproximou de Júlia (Glória Pires) com o intuito de seduzí-la e afastá-la do comando da empresa. No último capítulo, à beira da morte, o vilão se arrependeu de seus pecados e confessou ter se apaixonado de verdade pela esposa.

Foto: Zé Paulo Cardeal, TV Globo

Bookmark and Share

Envie seu Comentário