Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Reta final de Passione: Fred e Clara fogem e voltam a aplicar golpes juntos

08 de janeiro de 2011 1

Foto: Márcio de Souza, TV Globo

Passione se encaminha para sua última semana e muitos mistérios ainda precisam ser solucionados. O destino do casal de vilões da trama, por exemplo, pode ser diferente do que muitos imaginam.

Quem espera que Clara (Mariana Ximenes) e Fred (Reynaldo Gianecchini) paguem por seus crimes na cadeia ou morram tragicamente no final da novela, pode perder as esperanças. O casal escapará sem castigo, pelo menos é o que revela a revista Minha Novela desta semana.

Fred conseguirá um habeas corpus e ficará livre por algum tempo. Ao descobrir que a ex-amante está fugindo da polícia, o vilão a procura e os dois decidem ir embora do país juntos.

No exterior, a dupla continuará usando seu poder de sedução para aplicar golpes. Mas os dois não darão muito tempo de trégua para a família Gouveia, já que fazem uma promessa de voltarem e destruírem seus inimigos de uma vez por todas.

Caso o autor Sílvio de Abreu decida por um final feliz para os vilões, não será a primeira vez. Em Belíssima, a perigosa Bia Falcão (Fernanda Montenegro) se deu bem e terminou a trama curtindo a vida ao lado de um garotão.

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Sofia diz: 8 de janeiro de 2011

    Espero que seja a ÚLTIMA novela de Silvio de Abreu. O cara perdeu as medidas e a direção da novela ajudou e bastante! Não tem meio termo: ou as personagens são IDIOTAS ou são MAU CARÁTER! De um lado e de outro, personagens HISTÉRICAS! Sem contar nos exageros de PRETENSAS cenas de comédia: os italianos caracterizados como gente histérica, que fala demais, totalmente insuportáveis – Gema, Totó e Berilo, então, nem se fala; um Saulo detestável além da imaginação; o irmão do Danilo (nem consigo lembrar o nome) um bobinho de primeria, agora totalmente histérico, com ciúme da mãe; Brígida, uma presunçosa, preconceituosa e hipócrita, de palhaçada com Giovani e Diógenes (decerto mais uma ‘discussão social’ da Globo – me poupem!) sobre o direito de a terceira idade namorar e amar – é claro que tem direito, mas nem por isto o autor precisaria apelar! Há atores ali que verdadeiramente não merecem ter de desempenhar os papéis que estão tendo de representar. No meio de tanta apelação, ao menos uma coisa boa: há que TIRAR O CHAPÉU para a atuação de Cauã Raymond, que se revelou um ator de primeiríssima categoria.

Envie seu Comentário