Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Novelas inovadoras: uma aposta arriscada, mas que pode dar certo

27 de abril de 2011 11

A safra atual de novelas apresenta algumas inovações importantes no formato. Mas até que ponto isso é válido e como saber os limites dessas “invenções”? Cordel Encantado e Morde & Assopra são exemplos distintos disso. Enquanto a nova trama das 18h mistura o sertão nordestino com a realeza europeia, a novela das sete traz dinossauros robôs dividindo a cena. Porém, enquanto a primeira vem batendo recordes de audiência, a segunda não caiu nas graças do público.

Cordel Encantado é uma fábula, uma história que não tem compromisso com a realidade e nem apresenta uma época distinta. Elementos do passado e do presente convivem em harmonia, sem causar nenhum estranhamento. Duca Rachid e Thelma Guedes contam com leveza a história da princesa que foi criada no sertão nordestino. Entre cangaceiros, reis, batalhas entre reinos distantes e coronéis do sertão, somos fisgados pela história. Enfim, o que parecia uma mistura sem pé nem cabeça agradou desde o primeiro capítulo. Pra completar, as câmeras utilizadas dão a impressão de que assistimos a um filme de época.

A produção de arte e os figurinos são uma atração à parte. Dos trajes elegantes usados pela corte de Seráfia às roupas coloridas dos sertanejos, tudo é  belíssimo. Segundo o site da novela, o folclore brasileiro serviu como inspiração para os cenários, que apresentam uma riqueza de detalhes impressionante. Sem dúvida alguma, esse Cordel é mesmo Encantado.

Já em Morde & Assopra, Walcyr Carrasco também apostou na ousadia, mas sem o mesmo retorno da audiência. A trama vem patinando no ibope, a exemplo de Tempos Modernos, que também tinha um robô como personagem. Na atual novela das 19h, temos androides e fósseis de dinossauros ocupando o mesmo espaço, o que é bem estranho. Sim, porque ao contrário de Cordel Encantado, Morde & Assopra é uma trama contemporânea que tenta passar a ideia de que tudo aquilo é real. Talvez seja esse o maior erro.

Mas nem só de tropeços vive a novela. O elenco é de primeira, com destaque para as sempre ótimas atuações de Ary Fontoura, Elizabeth Savalla e Jandira Martini. Vanessa Giácomo vem surpreendendo como a vilã Celeste, assim como Bárbara Paz e sua dissimulada Virgínia. Marcos Pasquim não muda muito de um personagem para outro, o que salva é o par romântico com Adriana Esteves, que apesar de repetitivo, tem muita química. As cenas da paleontóloga Júlia e seus sonhos com dinossauros são surreais, mas os efeitos especiais estão incríveis, não se pode negar.

E pra vocês, por que Cordel Encantado emplacou e Morde & Assopra está a perigo? Que inovações são válidas na teledramaturgia?

Bookmark and Share

Comentários (11)

  • Carla diz: 27 de abril de 2011

    Em relação a “Morde e Assopra” não tenho como me pronunciar. Nunca assisti, pq no horário não estou em casa, mas tb nunca tive nenhum interesse por horários alternativos… Já “Cordel Encantado” me emocionou desde a primeira chamada… No horário tb estou na faculdade, contudo nunca perdi nenhum capítulo. Assisto assiduamente pelo Youtube.
    Sou da Bahia, adoro a cultura do Sertão… adoro a sonoridade do nome Açucena… e a beleza dessa flor… Sou fanática por histórias da realeza europeia, e achei esse casamento romântico e belo por demais! Ademais, a qualidade da imagem é impressionante!!!
    Enfim, é uma novela maravilhosamente linda, romântica e divertida.
    Abraços.

  • Adriana diz: 27 de abril de 2011

    Cordel Encantado está fantastico, parabéns a toda a equipe e elenco, já não se pode dizer a mesma coisa da novela Morde e Assopra, muito fraca.

  • Luiz Pedro diz: 27 de abril de 2011

    Acho que tá repetitivo a novela das 7. Os vilões pintam e bordam, humilham e só vão se dar mal no final, e a história é cansativa, os robôs sem coerência. Precisam reavaliar a novela e criar algo que não vemos a cada 6 ou 7 meses.

  • Leandro Martins diz: 27 de abril de 2011

    Pois é, a tempos não via uma novela tão bem construída como esta Cordel Encantada..A novela prima pelo bom gosto em tudo, dando uma leveza na alma.. O humor é dos melhores…Espero que continue assím..Já a Morde e Assopra acho que começou errada desde a escolha do nome..A abertura até que é bonitinha, mas falta algo…

  • renan luís diz: 27 de abril de 2011

    Cordel Encantado é chata, não gosto muito. A tempos não vejo uma trama de época boa no horário das seis, “Força de Um Desejo” sim era um novelão e não esse porre de Cordel Encantado. Já Morde e Assopra eu já curto, é ágil e mostra bem a realidade que estamos vivendo, principalmente com a tecnologia. Flávia Alessandra é demais….

  • fernando diz: 27 de abril de 2011

    tda vez q uma novela tem um robô a audiência vai pro espaço
    esse tipo de coisa só dava certo no tempo dos jetsons

  • Jenny L♥ve – [Luto J.A.] diz: 28 de abril de 2011

    Estou adorando Cordel Encantado! Espero que não fique ruim…

  • SA AUGUSTO diz: 28 de abril de 2011

    Ambas as novelas estão ótimas, cada uma em seu estilo.

    CORDEL ENCANTADO tem uma fotografia primorosa e uma históra de contos de fadas….

    Não deve-se comparar uma com a outra. Assisto as duas e não entendo o porque da audiência mais baixa de MORDE & ASSOPRA. Tem comédia, romance, amor verdadeiro, drama e inovações como assuntos que já estiveram em vários filmes norte-americanos como dinossauros (JURASSIC PARK) e andróides (BLADE RUNNER – O CAÇADOR DE ANDRÓIDES) os quais foram muito bem recebidos pela crítica, inclusidve no Brasil. E agora só porque fala-se disso em uma novela, muitas pessoasl caem em cima criticando negativamente.

    Vamos abrir nossas mentes e sonhar um pouquinho….sobre fantasia, passado e futuro. A dura realidade e maldada vem depois em INSENSATO CORAÇÃO…

    Abs,
    SA

  • Mary Miranda diz: 28 de abril de 2011

    Olá!

    “Cordel Encantado” é uma das mais primorosas obras novelísticas de todos os tempos!
    Tem tudo para se tornar aquelas novelas que, mesmo passados anos, ainda arde na lembrança seu enredo e cenas maravilhosos!…
    O encanto desta ficção consiste na facilidade com que mostram uma história fantasiosa, com texto tangível ao grande público, fazendo uma dualidade deliciosa: tanto cultos quanto pessoas com pouca escolaridade, a assistem no mesmo ‘pé’, sentindo a vibração e força de seu conteúdo.
    Sem contar o elenco esplendoroso (Carmo Dalla Vecchia está irrepreensível como o Rei Augusto, assim como todo o cast) , fotografia estilo cinematográfico, figurino ímpar e até mesmo a trilha sonora, que nos traz o clima épico.
    Quanto à pergunta, creio que a vontade de inovar é tão sedenta em “Morde e Assopra”, que acaba ficando repetitiva; a inovação passa longe dali…
    É triste pra mim falar de uma novela cujo autor é Walcyr Carrasco (O cara é ótimo! Escreveu “Alma Gêmea”, “O Cravo e a Rosa” e “Chocolate com Pimenta”) mas, infelizmente, ele ainda não encontrou a fórmula para essa novela emplacar!
    Talvez o seu maior erro tenha sido misturar dois assuntos confusos para folhetins…
    Ele deveria escolher robôs ou dinossauros para o desenvolvimento.
    Misturar esses temas, deixou o público meio confuso, creio eu…

    Um abraço,
    Mary:)

  • eduardo diz: 29 de abril de 2011

    eu acho morde e assopra otima, mas o que ta chato mesmo, sao os robos. E cordel encantado eh bem construida, mas nao caiu no meu gosto!

  • Sandra diz: 29 de abril de 2011

    A novela Cordel Encantado está encantando por conta da mistura cangaço com a realeza, acredito que muitos estão cansados de ver novela do cotidiano, marido que trai esposa, e vice versa, eu mesmo já me cansei dessa história, então surge uma idéia como essa dos autores da novela, como também as cenas que parecem ser de um filme e não novela, enfim, não perco um capitulo. Quanto a Morde e Assopra, o que está ruim mesmo são os personagens de Icaro e Naomi, por mais que estamos vivendo no mundo da tecnologia, não agrada a idéia do robô Naomi, é muito irreal. Também personagens como Marcos Paquim e Elizabeth Savalla, parece que sairam de uma novela para entrar em outra com mesmo tipo de comportamento e fala, não agradou, achei “ridiculo” o papel da filha dela, chamando todo mundo pobre de “viralata”. É uma pena mesmo, porque sempre assisti as novelas de Walcyr Carrasco, maravilhosas como Alma Gemea, O Cravo e a Rosa, Chocolate com Pimenta, e outras. Acredito que a mudança tem que ser feita no personagem Naomi.

    Sem mais,

    Sandra

Envie seu Comentário