Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Cordel Encantado: conheça os desfechos para o vilão Timóteo

15 de setembro de 2011 11


Depois de muito tramar para se tornar Rei, o vilão Timóteo (Bruno Gagliasso) terá o castigo que merece nos capítulos finais de Cordel Encantado.

O destino do coronelzinho é mantido em segredo nos bastidores da trama, escrita por Duca Rachid e Thelma Guedes. A revista Tititi aponta que Timóteo tem dois finais reservados: morte ou loucura.

Em um deles, o vilão tenta sequestrar Açucena (Bianca Bin) mais uma vez, mas é impedido por Jesuíno (Cauã Reymond). Na hora da fuga, ele se atrapalha e cai de um precipício.

A outra possibilidade é o coronelzinho enlouquecer. Ele pode ser trancado num hospício, dando descanso aos moradores.

Qual desfecho você prefere para o vilão Timóteo?

Bookmark and Share

Comentários (11)

  • Francisco diz: 15 de setembro de 2011

    Para mim o pior castigo para o Timóteo será casar com a açucena, pois não conheço no mundo mulher mais chata que ela, que mulherzinha que incomodou a novela inteira. Olha, pela experiência que tenho, ela e o jesuíno, não ficam juntos 6 meses , depois de casados. Eles vão encher tanto o saco um do outro que tornarão a relação insuportável.
    È aquela velha história do “happy end” “E foram felizes para sempre”, “pano rápido, termina a novela ou o filme.

  • Juliana diz: 16 de setembro de 2011

    Outras épocas,sr Francisco,outros tempos . . .
    Mais compreensão,mais diálogo,mais conversa e bom senso .
    Sem televisão ,computador,MSN,ORKUT,etc.

  • Ana diz: 16 de setembro de 2011

    Concordo com o Francisco. A Bianca Bin foi muito infeliz no papel da princesa, muito enjoativo. a novela tava bem gostosa e emocionante enquanto era o Jesuino com a Dora no cangaço. Depois que se definiram os casais e a Dora ficou com o sem sal do principe, até ela ficou chatinha e sem graça. nao combinou nada com nada. Ja o Timoteo, é melhor que morra pra nao incomodar nunca mais.

  • joão carlos diz: 16 de setembro de 2011

    ETA NOVELINHA CHATA,AINDA BEM QUE VAI TERMINAR.

  • Alexandre diz: 16 de setembro de 2011

    Eu queria mesmo ver o “Timotinho Cabral” ocupando um cargo público em Brasília, era o melhor lugar para ele se esconder, com tanta gente igual, ia passar desapercebido, hehehe…

  • Maria diz: 16 de setembro de 2011

    Bruno é um grande artista, e matar Timoteo seria um desperdicio e um final previsto para a maioria dos persoangens “maus”. Timoteo deveria enloquecer, ficar louco e vestido de rei(papel que le tem nos feito viajar nas loucuras).Esse artista deu mais uma vez um show de interpretação.

  • Otávio diz: 16 de setembro de 2011

    Uma novela água com açúcar. Pedeu a graça quando o Timóteo, mandou e desmandou em todo mundo, amarrando seus prisioneiros com fita de algodão. E olha que eles faziam força pra se livrar dessa armadura. kkkkkk

  • Tony Lony diz: 16 de setembro de 2011

    Essa novelinha está ha 2 meses repetindo as mesmas coisas. Parece filme de gato e rato. Não acontece nada de novo. SACO.

  • Fabiana diz: 16 de setembro de 2011

    A novela começou boa, mas ficou repetitiva… Timóteo pega Açucena, Jesuíno e cangaceiros roubam Açucena, sequestram Açucena… O o capitçao Herculano teve chance de acabar com a vida de timoteo e zoio furado, é cão que só ladra, mas não morde. Quero que Herculano e Bemvinda fiquem juntos, torci por Dora e Jesuíno juntos, mas não vai acontecer. A açucena é uma chata.

  • Fabio Destri Acosta diz: 16 de setembro de 2011

    Deveria ser nomeado professor da rede pública, e ficar a mercê dos alunos… Aí sim, o mesmo saberia o que é o inferno….

  • ekiane diz: 17 de setembro de 2011

    Esta novelinha é muito chata. O prende, sequestra solta repetitivo. Açucena/Aurora uma purgante. Já deu o que tinha que dar. Deviam colocar numa carroça. Timóteo, Úrsula, Zóio Furado, Ternurinha e o mordomo e jogar todos no precipício. Para ver se sobra um pouco de paz e e põe fim na novela. Se colocar no hospício é capaz de fugir ou alguém ficar com pena e soltar.

Envie seu Comentário