Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A Vida da Gente: Vitória diz a Eva que a carreira de Ana acabou

17 de outubro de 2011 2

É impressionante como Vitória (Gisele Fróes) parece não ter sentimentos por ninguém. Além de ignorar as filhas e humilhar o marido, a treinadora se mostra fria diante do estado de saúde de Ana (Fernanda Vasconcellos). Enquanto a família da tenista sofre por não ter esperanças de que ela acorde do coma, Vitória só pensa em como seu “investimento” na jovem deu em nada.

Eva (Ana Beatriz Nogueira) ainda está abalada com o estado da filha, mas decide ser prática e procura Vitória para conversar sobre o futuro da atleta. Como se isso fizesse diferença diante da tragédia que se abateu sobre sua família…

Indiferente ao sofrimento de Eva, Vitória é curta e grossa a respeito da carreira de Ana:

- Lamento dizer isso, Eva, mas não existe mais a ‘nossa’ Ana. Eu deveria ter pulado fora no instante exato em que você se submeteu ao capricho da sua filha de levar a cabo uma gravidez. Graças a isso, nós chegamos aonde chegamos.

Eva se enfurece com as palavras da treinadora e diz que Ana logo estará de volta e retomará sua vida de esportista:

- Pois escreva o que eu vou lhe dizer: a Ana vai sair dessa, vai dar a volta por cima, e você ainda vai engolir toda essa ingratidão e descrença.

Não sei qual das duas é pior: Vitória, que não se comove com a desgraça alheia, ou Eva, que culpa Manuela (Marjorie Estiano) por tudo de ruim que está acontecendo.

As cenas vão ao ar no capítulo desta terça-feira, de acordo com o site da novela.

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • SA AUGUSTO diz: 17 de outubro de 2011

    Aí estao as duas maiores “antagonistas” de A VIDA DA GENTE. Eu acho que Vitória é ainda pior que Eva. Vitória não tem pena de ninguém. Eva não está tão distante dela pois discrimina a outra filha Manu mas gosta muito de Ana. Não está certo. O amor de mãe deveria ser igual. Ambas atrizes estão atuando bem, na minha opinião já que fico irritada quando escuto as duas falando ou gritando… Poderiam juntar-se à Teresa Cristina de FINA ESTAMPA que merece lever muitos tapas…

    Abs.
    SA

  • Miss Sintética diz: 17 de outubro de 2011

    Eita novelinha fraca essa heim, meu Deus do céu!!

    As vilãs são as únicas que se salvam, assim como as imagens muito bem feitas.

    Primeiro, que pai ou mãe hoje em dia coloca o filho adolescente para fora de casa por conta de uma gravidez indesejada (sendo que a família tem recursos), pior ainda…que mãe foge do pais para esconder o filho do mundo, do pai, da mídia? QUE EXAGERO, meu DEUS DO CÉU.

    A culpa de TUDO, mas de tudo mesmo é SIM DA PRÓPRIA Ana, que falta de personalidade.

    Falando em Ana, em Fernanda, em Nanda… que falta de criatividade da autora dar praticamente o mesmo papel para a atriz Fernanda Vasconcelos! Não aguento mais ver a moça como MÃE SOFREDORA. Pelo AMOR DE DEUS.

    Alguém arruma um psicólogo para A MANU, para a Eva. Uma só chora e a outra só massacra. A Eva morre dos nervos até o final da trama.
    Me dá agonia a Manuela vivendo em função dos outros, a sombra dos outros! O que impede ela de produrar um emprego e sair de casa, quanta inutilidade junta meu Deus do céu.

    Que saudade de Cordel Encantado, porque nem encanto salva esse enrredo altamente dramalhão dessa novela.

    O que é o Paulo Betty empresário de sucesso sustentando uma mulher burra feito a personagem da Regiane Alves heim!? Tudo bem que o amor é cego, mas burro? O cara poderia ter a mulher que quisesse, mas não…

Envie seu Comentário