Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Polêmica em Fina Estampa: você colocaria seu casamento em risco em nome do desejo de ser mãe?

19 de outubro de 2011 24

Em Fina Estampa, Esther (Júlia Lemmertz) sentiu seu relógio biológico apitar e resolveu que precisava urgentemente de um filho. Casada há 18 anos com Paulo (Dan Stulbach), que é estéril, ela recorreu à Dra. Danielle Fraser (Renata Sorrah) para tentar fazer uma fertilização in vitro.

Mas o desejo de engravidar começou a destruir o casamento de Esther. Paulo não aceitou a ideia de ver a mulher ter um filho de dois doadores desconhecidos e as brigas do casal se acirraram. A gota d’água para o fim do relacionamento foi a traição do empresário, que foi pra cama com a jornalista Marcela (Suzana Pires).

Mesmo sabendo que perderá o marido para sempre, Esther levou adiante os planos de ter um bebê e já se prepara para a inseminação artificial. A questão principal é que ela decidiu tudo praticamente sozinha, sem se preocupar com a opinião de Paulo sobre o assunto, no que deveria ser uma decisão conjunta, não é mesmo?

Mas será que ela está certa em acabar com o casamento por causa do sonho de ser mãe? No lugar dela, o que você faria?

Bookmark and Share

Comentários (24)

  • rosi diz: 19 de outubro de 2011

    é uma situação complicada, pois o único erro dela, foi ter deixado o tempo passar, pois se fosse antes poderia ter usado seu próprio ovulo, agora acho que ela fez bem, pois ai estava entrando o querer dele, e o dela como fica, um filho por mais que seja doação, vai ser gerado por ela,(uma unica chance) agora marido o relacionamento pode dar certo com ou sem a fertilização, ele sim estava sendo egoista e pensando somente nele, pois a atenção dela seria dividida, e ai na primeira oportunidade ele vai pra cama com uma oportunista e ai isso é compreensivo!!!!!!!acho que realmente se o amor for sincero e sem cobranças, vai existir a compreenção para a felicidade do caasal.

  • rosane diz: 19 de outubro de 2011

    sim eu colocaria porque um filho vale mais que um casamento

  • Gláu diz: 19 de outubro de 2011

    Penso exatamente como a Rosi. Ele na primeira oportunidade foi pra cama com outra. E ela passou a vida respeitando a opinião dele, e ele nunca se preocupou com o que ela queria. Acho que ela fez certo! Meu marido não queria filhos no inicio do casamento, mas graças a Deus, ele mudou de ideia e hj ama a nossa filha de 2 anos…e desde que soube da minha gravidez, esteve sempre presente e querendo a filha. Mas se fosse ao contrário eu teria minha filha do mesmo jeito.

  • manu diz: 19 de outubro de 2011

    Casamento p/ mim ja significa ‘CONSTRUIR UMA FAMÍLIA”, ter filhos…agora se não quer ter filhos não se case…

  • R diz: 19 de outubro de 2011

    Olha o assunto é delicado!Quer um exemplo,o meu.Estou em relacionamento a 7 anos e ainda não somos casados,ele tem alguns problemas genéticos,que não gostaria de passar para nosso filho.Já falamos sobre usarmos um doador de semem,escolhido em um banco confiavel, para termos a segurança de gerarmos uma criança o mais saldavel possivel. Mas sei que se realmente isso acontecer,não quero que ninguem da família saiba,pois temo pelo preconceito de todos e não quero que esta criança seja rejeitada ou descriminada em hipótese alguma!!!

  • Priscila diz: 19 de outubro de 2011

    Acho que a questão da gravidez poderia ser melhor trabalhado pelo casal para quem sabe concordarem, mas ele não deu a mínima chance e ainda por cima na primeira crise real vai para cama com outra! Agora sim, com toda certeza, ela deve abrir de um casamento com traição pelo filho. O marido já demonstrou que é capaz de tal coisa quando se sente ameaçado, então, não mais o que pensar!

  • Dani diz: 19 de outubro de 2011

    Manu, é exatamente assim que penso!!! E se todos pensassem assim também, não haveriam tantos casamentos desfeitos e tantas crianças infelizes nesse mundo!!!!!!!!!!!!!

  • R diz: 19 de outubro de 2011

    Concluindo meu comentário acima!
    Se meu futuro marido não aceitasse um doador eu adotaria uma criança,ele concordando ou não,e se meu casamento acabasse é porque tinha de ser.Nunca me imaginei mãe,mas com a idade vi que gostaria mais que tudo!

  • Natalia diz: 19 de outubro de 2011

    Olha.. eu assisto a novela e acho um absurdo a forma como ele ignora o desejo dela, e a forma como ele trata este assunto.
    Primeiro acho que ela esta casada com ele á 18 anos e alem de saber que ele é estéril.. deveria saber que ele “odeia” crianças.. pelo menos á isso que me parece.. e segundo.. acho que ela não pode simplesmente abrir mão de um sonho que ela tem assim como a maioria das mulheres que é de ser mãe.
    Acho que eles chegaram num ponto onde não tem muita solução.. pois um quer muito um filho e o outro não aceita, e ai.. o que fazer .. ter um filho e o pai odiar.. ou ter seu filho e se separar??? é complicado..
    Eu tenho 2 filhos.. marido.. amo tds.. mas jamais abro mão dos meus sonhos .. assim como ele tbm não!! Amar é dividir e compartilhar os mesmos sonhos.. e não impedir o outro de realiza-los.. e sim ajudar nesta conquista.

  • Estela diz: 19 de outubro de 2011

    Achei totalmente errada a decisao dela pois estamos falando de um casamento de muitos anos e que estava indo muito bem com o amor que sentiam um pelo outro. Agora ela insiste na idéia de quer engravidar e nem se preocupou em saber o que o marido pensa. Depois de tantos anos juntos e felizes ela nao respeitou a opinião dele, foi egoísta, pensou só nela e passou por cima de tudo que tinham construido juntos ao longo dos anos…

  • Maira diz: 19 de outubro de 2011

    Ué, como assim “se não quer ter filhos não se case” ? Agora todo mundo que casa tem que ter filhos obrigatoriamente? A felicidade deve vir de dentro e não de algo externo, acho que no caso da novela ela quer então deve seguir o seu desejo, porém falar que quem casa tem que obrigatoriamente ter filhos é o fim… Muitos casamentos acabam por causa dos filhos, outros são felizes com filhos e tem os que sem filhos são muito felizes também, oq eu não existe é essa generalização ridícula que algumas pessoas pregam… Nunca generalize…

  • Maria diz: 19 de outubro de 2011

    Na minha opinião o maior egoísta é ele, ela tem que respeitar a decisão que ele tomou, mas ele não pode aceitar o maior desejo dela…uma relação onde só um decide, onde só um determina e só um cede não dá certo, é preciso haver entendimento e respeito pelo desejo dos dois e não só de um. Aí vai ter gente dizendo que se seguir a vontade dela tb é seguir só de um, porém ela abriu mão do maior sonho da vida por causa dele e por muitos anos, então estava mais do que na hora dele ceder por ela agora dessa vez. O que a novela está mostrando aos poucos que ele não quer pq é egoísta demais e não aceita dividir o amor dela com outra pessoa, isso na minha opinião chega a ser doentio.

  • Maira diz: 19 de outubro de 2011

    Nada a ver Maria, na realidade o que parece é que ela precisa de um filho para ser feliz? Então o amor dele já não é suficiente? Os momentos especiais e tudo mais? Além disso eu acho que as pessoas deveriam adotar crianças, já tem tantas no mundo, para que ter uma? Qual a diferença só porque vai parir e daí? Adotar sim é um gesto de amor, tantas crianças abandonadas por seres “humanos” irresponsáveis o melhor seria a adoção sim, mãe e pai é quem cria e não quem pari… Espero que não censurem meu comentário…

  • npa diz: 19 de outubro de 2011

    qd ela casou cm ele ela sabia q ele era esterio, pq ela ñ pensou em ter um filho antes so agora deu vontade,qd era mais jovem ñ quiz.

  • Neuza Maria Green diz: 19 de outubro de 2011

    Assistindo a novela, fico indignada com esta estória mau elaborada.
    Primeiro: ele é egoista, pq coloca a sua vontade acima da dela, e infantil, por ter ciúmes da relação q a mulher terá com o filho, lembrem da vez q ele falou q não queria dividir ela com ninguem???? Arrumem uma atriz mais velha…tipo uns 60 e façam o novo caso dele, o q ele precisa é d uma mãe…ou vira gay…é uma boa solução…
    Segundo: ela, com certeza ja devia ter sentido desejo d ser mãe antes…não é d agora. devia ter tomado suas providências antes. Inseminação não é um assunto deste ano, tem pelo menos 20 anos q ouço sobre…mas ja q bobeou…fica com o filho q será mais feliz, ninguém precisa d um marido egoista e egocentrico e como pai ele não serve pq chamou o filho dela d “coisa”…
    Concluindo: O autor deveria rever a questão.

  • selma diz diz: 19 de outubro de 2011

    Eu acho que ela esta certa, muitas vezes nao conhecemos nosso companheiro.só assim para eles botarem as manguinhas de fora. e dizer que isto é amor é mentira, o casamento deles era só em função dos negócios, agora todos verão a verdade. muitas vezes temos que escutar nosso coração sozinho.

  • Mariza diz: 19 de outubro de 2011

    Não tenho duvida nenhuma, um filho é para toda a vida, marido a gente nuca sabe. Os casamentos hoje não são duradouros. Fiquei muitos anos casada e sem filhos porque ele não queria, quando engravidei ele não gostou da idéia. Minha filha é minha companheira, hoje com 14 anos, e o pai dela é meu ex, mal lembrando que tem uma filha.

  • Caroline diz: 19 de outubro de 2011

    Primeiro de tudo: Casamento é algo que não se sabe até quando vai durar. Já um filho é um elo eterno e forte. Acho que toda mulher deve sentir a sensação de ser mãe. Não sou grande fã de novelas, mas acompanhei esse caso e para mim o Paulo foi absolutamente egoísta pensando só nele, no desejo dele e ignorando a vontade dela de ser mãe. Se ele realmente AMA ela como diz que ama, agiria totalmente diferente. Daria apoio. Afinal, qual a diferença de ter um filho assim e um filho adotado? As pessoas que acham que ela estava errada são no minimo preconceituosas demais ao ponto de entender o desejo dela de ser mãe. Estão levando em consideração apenas o fato do “CASAMENTO”. São mulheres que acham que casar é tudo na vida. Casar é insignificante quando se pensar na complexidade da vida. Falam isso por que nunca tiveram filhos e tem aquela idéia fixa de casamento. Nada mais que isso.
    Agora quem observar pelo ponto de vista lógico vai notar que o Paulo é que esta sendo egoísta e que o amor dele por ele não é se quer verdadeiro, se fosse ele tentaria ver o lado e conversar, se fosse ele não teria ido pra cama com outra na primeira oportunidade.
    Esther está certíssima em querer ter o filho dela. Por que essa sim vai ser a melhor coisa na vida dela.

  • boriz diz: 19 de outubro de 2011

    Filhos só natural.
    Filhos aranjados, é como doênça se você procura acha.Por isto se a naureza não me permitir ter os meus, é porque não devor ter capacidade de cria-los.
    Boriz

  • Josi diz: 19 de outubro de 2011

    Sim, um filho é para a vida inteira, mais marido é uma loteria, ninguém tem o direito de interromper esse momento unico, que nós mulheres podemos ter, é um momento só nosso.Um egoísmo doentiu da parte dele..

  • Gabi diz: 20 de outubro de 2011

    Bem…é uma questão delicada, eu acredito que a vontade do Paulo não querer ter filhos, não é uam questão de egoísmo, nasceu do fato dele saber que não pode ter filhos e ela sempre soube disso e aceitou até agora, eu acho que a egoísta dessa história toda é a Esther. Eu acredito que a novela em vez de incertivar o que a Esther está fazendo, gerando um filho que não é dela e nem dele, e além do mais, colocando mais uma criança no mundo sendo que a novela poderia abordar o tema da adoção e toda a questão de aceitação do Paulo, tenho certeza que seria muito mais emocionante.

  • cristiane diz: 20 de outubro de 2011

    eu acho que por mais insensivel que seje toda mulher tem esse direito! filhos e o complemento de um casamento, tudo que pode aver de mas abençoado! meu sonho e ter filhos e não sei doque seria capaz para te-los acho que tudo.

    JA NA ATITUDE DELE EU SEI BEM O QUE FARIA, UM TRATO, EU COM O PE, ELE COM A BUNDA, PARA DEIXAR DE SER MOLEQUE E PROCURAR COLO EM OUTRA MULHER!
    ela esta certa em levar a gravidez tão sonhada a diante, não vejo nem um tipo de traição nisso……

  • raquel diz: 20 de outubro de 2011

    nao.ela poderia deixar a poeira baixar e depois da outras alternativas para ele. paulo nao precisava trair sua mulher por causa dessa situaçao,nao tem justificativa.

  • Mara diz: 21 de outubro de 2011

    É um assunto bem complicado.
    Acho que ela deve sim ir atras do sonho dela em ser mãe. Se essa é a vontade dela, não deve se privar. Ele nem deixou ela falar ja foi cortando todas as hipoteses….
    O problema dele não é so em não poder ter filho, como foi falado em outros comentarios, acho que ele realmente não gosta de crianças. Mas se ele é contra a inseminação desse outras alternativas pra ela como por exemplo uma adoção, ele nem parou pra conversar com ela, tentarem chegar num acordo……..
    No meu caso, se meu marido não pudesse ter filho e meu eu precisasse de um ovulo eu não faria a inseminação, acho estranho carregar uma criança que não tem nada dos meus traços, tentaria uma adoção , mas se ela esta disposta, acho que tem sim que seguir com o desejo dela. Se ele não quer ficar com ela é porque não a ama tanto assim e não a respeita..

Envie seu Comentário