Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Fina Estampa: Baltazar vira empresário de Solange

26 de outubro de 2011 4

Após muitas agressões a Celeste (Dira Paes) e Solange (Carol Macedo), Baltazar (Alexandre Nero) sofrerá algumas mudanças nos próximos capítulos de Fina Estampa.

Com a ajuda de Tereza Cristina (Christiane Torloni), o valentão consegue sair da cadeia e volta a atormentar a mulher e a filha. Ele também planeja se vingar de Crô (Marcelo Serrado), que o enfrentou para defender Celeste.

O motorista vai atrás de Solange em um baile funk e acaba encontrando Crodoaldo Valério. O mordomo diz que Baltazar deveria empresariar a filha, pois a garota tem um futuro promissor como cantora e dançarina.

Pensando nos lucros que a carreira da filha pode lhe render, Baltazar pede conselhos a Crô sobre como lançar Solange na vida artística, segundo a colunista Patrícia Kogut.

Será que Baltazar mudará mesmo de atitude para tentar se dar bem às custas de Solange?

Bookmark and Share

Comentários (4)

  • Bruh diz: 26 de outubro de 2011

    Putz, que palhaçada! Sempre odiou o que a filha faz e agora vai ajudar? Muito criativo…

  • Elis diz: 26 de outubro de 2011

    Tão querendo acabar com o personagem, o cara nunca aceitou a filha dançar funk (alia´s de muito mau gosto essa dança) e agora vai agenciar???? Esses autores de novela pedem pra serem xingados.

  • Edson Teodoro diz: 26 de outubro de 2011

    É MUITA PALHAÇADA. PRIMEIRO MOSTRAM TODO O TIPO DE AGRESSÃO: MARIDO BATENDO EM MULHER, PAI BATENDO NA FILHA. FILHA DESREGRADA SE SECUDINDO NUMA PISTA DE BAILE FUNK E CANTANDO APOLOGIAS CONTRA O APRENDIZADO NA ESCOLA E DIZENDO QUE NO BUMBUM TIRA 10 (ISSO TAMBÉM É AGRESSÃO, VIOLÊNCIA À CULTURA E À EDUCAÇÃO – NA VERDADE UMA CONTRACULTURA). AGORA A PRÓXIMA AGRESSÃO É O PAI TIRAR VANTAGENS COM OS MAUS MODOS DA FILHA. ATÉ QUANDO A REDE GLOBO VAI INVESTIR NESSO CULTO À FALTA DE PERSONALIDADE? CONVENHAMOS! ACABEM COM ISSO ANTES QUE ISSO ACABE COM A NOSSA JUVENTUDE.

  • Tamara diz: 26 de outubro de 2011

    É o futebol de quarta-feira ninguém critica. Não é cultura e nem educação.

Envie seu Comentário