Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

A Vida da Gente: Júlia precisará de um transplante e somente Manu e Eva serão compatíveis

21 de fevereiro de 2012 49

Reviravoltas na última semana de A Vida da Gente. Nos próximos dias, Júlia (Jesuela Moro) começará a passar mal, deixando todos a sua volta muito preocupados. Como contei aqui ontem, a menina não terá leucemia, e sim hepatite.

Porém, a doença comprometerá seriamente o fígado da garotinha, que precisará de um transplante. Logo todos se mobilizam para fazer exames e descobrir se são compatíveis, mas Ana (Fernanda Vasconcellos) é impedida de ajudar a filha, já que tomou muitas medicações enquanto estava em coma.

As únicas pessoas que poderão doar uma parte do fígado à menina serão Eva (Ana Beatriz Nogueira) e Manu (Marjorie Estiano). A autora Lícia Manzo adiantou ao blog da Patrícia Kogut que a doença de Júlia unirá a família:

- Todos eles irão se reunir para salvar Júlia. É nos momentos mais tristes que a vida nos faz crescer. E com eles não será diferente.

A autora conta ainda que muitas mágoas serão superadas por amor a Júlia. É nesse momento que os laços de Ana e Manu podem se refazer, mas será que até mesmo Eva será capaz de se transformar por causa da neta?

Bookmark and Share

Comentários (49)

  • Yone diz: 21 de fevereiro de 2012

    Seria um milagre se Eva AGORA tivesse o bom senso e doasse um pouco de vida à neta. Eu ainda acho que Manuela é quem deve doar pois assim ela estaria dando vida real a uma criança que ela considera filha. De fato Júlia teria duas mães em dois momentos de sua vidinha.

    Só assim para eu perdoar Manuela. rsrs

  • Anjo Colorado – Zé diz: 21 de fevereiro de 2012

    Be, mudou a doença, mas a finalidade dela na novela pemaneceu: unir todos em torno de Júlia.

    Vou comentar aqui algo que não fiz na postagem anterior sobre essa novela.

    Autora do tópico havia perguntado se a Júlia não havia sofrido demais, e não fiquei surpreso quando algumas pessoas achavam que não.

    Eram anistas radicais que viram na recusa (ou na demora) da criança em aceitar Ana como mãe. Pra elas aquele menina confusa e perdida era uma vilã da mais baixa qualidade.

    A novela vai desagradar tanto manuelistas quanto anistas radicais que preferiam que a novela terminasse com as duas de mal e com uma das irmãs humilhada e “desmascarada”. Um final que apresentará as duas como mulheres de boa índole será desagradável para quem considera “A Vida da Gente” como uma história da mocinha contra a vilã, Irmã boa Vs. Irmã má.

    As pessoas não querem ver Eva se regenerando. Elas não querem ver Eva COMPENSANDO as suas maldades espontaneamente. Nada disso. todos querem ver Eva PAGANDO por suas maldades e sofrendo.

    Mas tenho boas novas. A próxima novela terá esses tipos tão comuns de malvados e bonzinhos.

    Ela será uma novela fantasiosa e até com personagens com poderes especiais.

  • Apaixonada diz: 21 de fevereiro de 2012

    ANJO COLORADO
    Assino embaixo mais uma vez, Eu fico impressionada com a necessidade das pessoas de terem vilãs, que até uma criança de sete anos é colocada como tal.

    Torço e muito para Manu e Rodrigo mas sempre digo que gosto dos quatro personagens, justamente por serem humanos, reais, cheios de conflitos.

    No site de Caras tem uma pesquisa para quem você torce e o menos votado é a hipótese de que as duas façam as pazes e fiquem felizes. Fiquem boba.

    Quanto a Eva, não que eu não queira que ela se regenere, mas é que para mim ela tem uma patologia e não é uma doença da neta, que por sinal ela nunca nem se importou que iria fazê-la mudar. Levando para o lado real, eu gostaria que ela fosse internada, tratada e aí sim ela própria compreendesse o que sente por cada uma das filhas, porque ao meu ver ela própria não entende.

  • Rosenira Sann diz: 21 de fevereiro de 2012

    Sinceramente, não gostei da Júlia precisar ficar doente para que a família se unisse e as mágoas fossem perdoadas, enfim.
    Mas, já que é preciso…Sim, a Ana não poderá ser a doadora por causa das medicações e o Rodrigo? Precisa ser muito bem explicado o porque tem que ser a Eva ou a Manu.

    Li em outro post, pessoas insinuando que a Eva morrerá, após o transplante, ai que horror se isso acontecer! Não gostaria que essa personagem morresse. Ela é uma pessoa complicadíssima de se lidar, é problemática, mas, se realmente, for ela a provável doadora, após esse gesto de bondade, ela deveria se tornar mais reflexiva, mais humana. Não uma “boazinha”, pois ninguém muda assim de repente, é um processo, e leva tempo.

  • Thamires diz: 21 de fevereiro de 2012

    Ah, Anjo Colorado.. gostei da sua postagem. Realmente, essa não é uma novela com estereótipos. Não há mocinho e vilão, e sim, conflitos do dia a dia. Essa é uma das poucas novelas que retrata a realidade, e é esse tipo de novela que eu gosto de assistir. Nada exagerado ou fantasioso demais me agrada, poderes especias ou vilões extremamente maléficos. Quem gosta de evr a vida como ela é assiste “A Vida da gente”.
    E nossa, com certeza, numa situação dessas, uma criança doente toda a família se une para ajudar. Imgino isso como se fosse na minha própria família, o que meus tios, primos, pais fariam para ajudar e as diferenças seriam esquecidas. Continuo afirmando: A verdadeira história de amor dessa novela é entre Manu e Ana. Essas irmãs que foram tudo uma pra outra a vida inteira, além do amor, elas tem uma filha em comum. Existe amor maior que esse? Não. Muitas pessoas ainda xingam Manu por ela ter ficado com Rodrigo e até dizem que ela “roubou! a filha de Ana. Nossa, maior absurdo não há! Ana e Rodrigo se apaixonaram, conviveran por anos e encontraram afinidades, apoio mutuo, respeito.. isso é amor. Ana estava em coma e pelos médicos isso não tinha retorno, e foram ANOS assim. Por mais que você ame alguém, sua vida tem que seguir quando ela se vai.. E Manu nunca tirou Júlia de Ana, pelo contrário, além de cuidar com o maior amor do mundo da sobrinha, nuca deixou ela esquecer da “mamãe Ana” e mesmo chateada com Ana, não afastou as duas ou usou Júlia para se vingar de Ana, o que convenhamos seria muito fácil. E Manu, merece SIM, ser chamada de MÃE por Júlia, isso é fato! Penso que as relações amorosas ficam em segundo plano qnd comparadas aos laços que unem as irmãs. Bom, como a novela retrata a realidade.. na vida real Ana e Lúcio terminariam juntos, não sei quanto a Manu e Rodrigo, pois houve traição. Mas, como uma mulher não se apaixonaria por Lúcio? Nossa, o cara só quer uma família. Muitas mulheres ficam sozinhas pq nunca encontraram algm assim. E acho que Lúcio só teria sua felicidade completa ao lado de Ana, pois ele poderia ser PAI. O que com Laura não ocorreria já que ela escolheu ajudar os outros somente. Ana, por sua vez, encontrou o HOMEM ideal.. ama sua filha e ela acima de tudo. Traz segurança, apoio, amor, alegria.. por que rejeitar um homem assim? Só em novela mesmo. Rodrigo tem uma certa obssessão por Ana, mas não acredito numa felicidade plena dele e ana.. é algo tão fantasioso, frustante, cheio de expectativas.. um relacionamento assim não faz bem pra ninguém. Manu e Gabriel.. sem química, impressionante! Manu já deixou claro que não está apaixonada e não é um final assim que ela merece! Porém, do rodrigo ter passado a novela toda batendo na porta da casa da Ana, ele poderia depois dessa doença de Julia ver a Manu como sua mulher, sua felicidade.. e de uma vez por todas deixar Ana de lado. Manu ainda gosta dele,e isso ficou bem claro na briga dela com Ana, pois ela falou de AMOR, um sentimento que Ana não sabe o que é sentir por Rodrigo.. e nisso, concordo com ela. Paixão é uma coisa, ficar loco por alguém, se desestabilizar, perder o rumo.. mas, isso passa e se não passar não traz felicidade pq vira dependência. Amor é se doar por algm, estar junto, apoiar e incentivar o crescimento, respeito, apreciar o companhia.. e aí, quam AMA e quem está apaixonado? Isso já ficou bem claro an novela.

  • Thamires diz: 21 de fevereiro de 2012

    CORREÇÃO: “MANU e Rodrigo se apaixonaram, conviveran por anos e encontraram afinidades, apoio mutuo, respeito.. isso é amor”

  • Thamires diz: 21 de fevereiro de 2012

    Ana e Rodrigo se apaixonaram, conviveran por anos e encontraram afinidades, apoio mutuo, respeito.. isso é amor.

  • Thamires diz: 21 de fevereiro de 2012

    “MANU e Rodrigo se apaixonaram, conviveran por anos e encontraram afinidades, apoio mutuo, respeito.. isso é amor. “

  • Mila diz: 21 de fevereiro de 2012

    Espero que a Eva seja a doadora, como uma forma de reparar todo o mal que causou para as filhas e principalmente para a neta! Isso representaria um recomeço importante para esta família que já sofreu tanto!!!!!! A Manuela como doadora seria óbvio demais…Por falar nela, fiquei muito decepcionada com a frieza ao se negar a ajudar a irmã em depressão e pelo cinismo ao informar o Lúcio sobre a situação da irmã, numa tentativa clara de que ele não se desligue da Ana! E as cenas com a Nanda, então? Qto veneno….Onde está todo aquele “amor”que ela sempre jurou sentir pela irmã????!!!!A Ana sim ama a Manuela acima de tudo e está desperdiçando tempo em esperar pelo seu perdão. Quer dizer que só no leito de morte da Júlia é que a “mamãe”Manuela vai conseguir se dignar a perdoar a Ana? Por que será que o Rodrigo ela pedoou tão facilmente? Ainda por cima está usando o super gente boa do Gabriel (depois fala da Ana) . Não adianta: durante todos esses meses não consegui me convencer de toda a integridade da personagem Manuela! A mim não engana não….

  • Thamires diz: 21 de fevereiro de 2012

    Alguém assistiu ao capítulo de hoje? Quem tem dúvidas sobre o final da novela agora? rsrs.
    Tá na cara que Rodrigo não esqueceu o sentimento que ele tem por Manu.. e agora isso é a “coisa mais sagrada” que ele já teve. E alguém ainda duvida do amor de Manu por Rodrigo? Ah, Gabriel.. você vai rodar! :D
    O capítulo de hoje se resume em uma só palavra: SAUDADE!

  • nilva diz: 21 de fevereiro de 2012

    meu comentario é muito sinples concordo que tem que aver alguma coiza para os tres juntos rezolverem a vida deles dinovo.mais sem a eva eu sei que todos tem direito de uma chanse mas a eva sem chanse tem que se internar e depois ir de joelho pedir perdão para a manu pq nimgem merese uma mãe daquelas. e eu acho que ta na hora de parar com tanto sofrimento nas novelas.

  • Anamika diz: 21 de fevereiro de 2012

    O Rodrigo não merece ninguém. Ele tem que ficar sozinho ou com a Eva no final da novela.

    hehehehehe…

  • Rita Porto Alegre diz: 21 de fevereiro de 2012

    Olá noveleiros!

    Sei que o post é sobre o transplante da Júlia, mas assistiram à cena da Manu pensando no Rodrigo, ontem (21/02)? Que cena mais linda foi aquela? Pela primeira vez, colocaram a guria pensando no ex marido, até que enfim. Embora não colocassem, era notório que a mesma o ama. O Gabriel é uma ótima pessoa, mas o coração da guria, ainda pertence ao Rodrigo.
    Manuela percebeu que o ex, nutre sim, um sentimento por ela, é muito bom isso, revigora. Que declaração de amor, linda! Depois dessa cena, não tenho mais dúvidas de que os dois se acertarão, e retomarão o casamento.
    Sinto muito para aqueles que ainda torcem pelo contrário, mas Manuela e Rodrigo merecem ficar juntos, pela linda história que contruíram.

  • Apaixonada diz: 21 de fevereiro de 2012

    A novela hoje foi linda, foi um monte de carinhos
    1- A Júlia cuidando da Ana – muito fofo
    2- A alegria saltando aos olhos de Lourenço pela paternidade reconhecida,
    3- O beijo de Lourenço e Celina
    4- O sermão de Nanda no Rodrigo… tudo de bom!
    5- A emoção do Lúcio falando da Júlia
    6- Em último e com certeza o mais importante foi o cafuné que a Lícia resolveu fazer em todos que torcem por Manu e Rodrigo, mesmo que eles não fiquem juntos, porque tudo pode acontecer… mas a cena da Manu pensando nele deu para matar um pouco da saudade. Foi linda e Marjorie mais uma vez brilhou. Quem já não viveu uma situação parecida? Eu sabia que essa frase do Rodrigo ia mexer com ela. Não vou cobrar o fato do Rodrigo pensar na Manu, porque se isso acontecer já fica claro qual será o final, e claro que a escritora não quer. Essa decisão vai acontecer mesmo nos últimos dias.
    Frase da semana eleita por mim:
    “E a minha história com a Manuela eu não admito que nem você e nem ninguém desqualifique porque foi o que eu tive de mais importante de mais sagrado na minha vida!”

  • luiza diz: 22 de fevereiro de 2012

    gostaria muito que as irmãs fizessem as pazes e que finalmente o rodrigo ficasse com seu grande amor que é a ana.

  • sueli diz: 22 de fevereiro de 2012

    Concordo em um final feliz, para todos com muito amor e felicidade, porque todos já sofreram muito. Como comentei anteriormente, a novela foi diferente de todas as outras, por isso as irmãs precisam ficar unidas em família, para provar que isso é possivel mesmo.

  • Day diz: 22 de fevereiro de 2012

    Apaixonada,

    Que bom que voltou antes do previsto, 04 de março!

    Concordo contigo! Foram lindas as cenas!

    Adoro seus comentários, e de outras noveleiras também (Dani, Cláudia, Anjo Colorado, Andréa… desculpe os que eu não lembro os nomes agora! rs)

    Eu gosto muito de ler os comentários desses noveleiros que citei, por isso nem comento nada! Assino embaixo de todos, pois dizem exatamente o que eu gostaria!

    Um abração em todos!

  • Gabriela diz: 22 de fevereiro de 2012

    É, uma doença sempre une uma família, ainda mais quando realmente há amor. Só não gostaria que a Eva fosse a doadora…, mas fazer o que né…
    Claro que mais cedo ou mais tarde a mágoa da Manu iria passar e ela voltaria as boas com a irmã (mesmo que ainda reste um pouco de rancor, das tua partes, pois as duas falaram coisas horríveis, a Ana falou barbaridades e inverdades e mostrou bem quem é de verdade, e a Manu conseguiu enfim dizer as verdades que a Ana precisava ouvir – mesmo que verdades pesadas).
    Deixo claro que não considero a Ana uma vilã, apenas não gosto da personagem, acho chata, chorona, sempre se fazendo de vitima e tentando colocar nos outros as responsabilidades que são dela, nunca assumindo seus erros, e mesmo quando o faz tenta justificar dizendo que foi pelo bem de outra pessoa (que casualmente sai magoado/a).

    Quanto a cena da Manu pensado no Rodrigo, é claro que foi lindo, e fico com pena em não conseguir mair torcer por este casal, a Manu não merece ficar com alguém que não a respeitou. Torci por eles, mesmo depois da volta da Ana, mas com a traição não há mais o que esperar deles dois…
    Já a frase do Rodrigo sobre a relação dele com a Manu, concordo que foi o que ele teve de mais sagrado e importante, pena que não pensou nisso antes de trair ela com a Ana…
    Não sei com quem todos irão terminar, mas espero que a novela tenha um fim coerente e de respeito…

  • Carol diz: 22 de fevereiro de 2012

    Além dos pontos citados pela Apaixonada, ainda teve a Dona Iná dizendo que a Ana contou que a JULIA fez a árvore genealógica com os 4…dando a entender que como uma referência dessas pra uma criança pode ser tão equivocada?!
    Os 4 têm que se unir pra serem felizes…essas irmãs precisam se acertar, seja pelo transplante ou simplesmente por amor!

  • Morena diz: 22 de fevereiro de 2012

    Olha esse não é meu comentário. Foi tirado de uma comunidade do orkut sobre a novela. Isso foi colocado em resposta a um topico em que disseram que não ve Rodrigo mostrando sentimento por Manu

    ———
    Renata
    acredito que o que o rodrigo sente pela ana é paixão. e quando sentimos paixão por alguém este sentimento fica tão à flor da pele que precisa ser colocado pra fora a todo segundo, pois ele se expande, ele fere muito e necessita ser compartilhado para não nos machucar ainda mais….
    já o que o rodrigo sente pela manu é algo mais racional que não precisa ser discutido toda hora pra ser entendido. o rodrigo já sabe que ama a manu… o que ele não entende é o que acontece com relação a ana. muitas pessoas, aliás quase todo mundo, confunde paixão com amor. a paixão é uma química feroz, uma ânsia que tira a nossa paz, que causa dúvida, sentimento de angústia e posse, que é o que o rodrigo sente pela ana e que por isso ele precisa a todo momento verbalizar, já que não cabe dentro dele….
    e o que o rodrigo sente pela manu é amor… um sentimento que só soma, que transmite paz e que sempre é lembrado como os melhores anos das nossas vidas ( como ele sempre fala, que os anos que ele passou com a manu foram os mais felizes que teve). por isso ele não precisa verbalizar o tempo todo, pois está bem resolvido, é parte dele, já está inserido em seu contexto de vida e não o deixa atribulado, nem confuso…o faz bem e portanto não precisa, quase nunca ser discutido como um problema, como acontece com aquilo que ele sente pela ana.
    ou seja, não há mais necessidade de discussão. o rodrigo ama a manu, que é quem o faz bem e quem o ajudou a crescer e de quem ele só tem boas lembranças e uma saudade saúdavel, nada doentio como é a paixão que ele sente pela ana.

  • Rosenira Sann diz: 22 de fevereiro de 2012

    Oi, gente.

    Bem, li alguns comentários nesse post, e em outro também, alguns noveleiros comentam a respeito da frase dita pelo Rodrigo, no capítulo de ontem (21/02), onde o mesmo se refere que a relação dele e de Manu, foi muito importante e também sagrado. Não resistir e resolvi dar o meu ponto de vista sobre esse acontecimento.

    A relação desse casal foi muito importante sim, para ambos. Manuela trouxe equilíbrio, apoio, segurança, caminho, um rumo, uma estrutura de vida, amor, carinho, afeto, paz. Esses “ítens” são imprescindíveis para um relacionamento a dois, se tornar algo saudável. Quando Rodrigo fala da questão do sagrado, levei para o lado daquilo que é respeitável para mim. Entendi que o que eles construíram juntos foi algo conquistado e que valeu a pena.

    Sinceramente, não vi nessa frase, Rodrigo assumindo indiretamente que ama a Manu, que está com saudades da relação, se arrependeu, ou coisa parecida. Manuela sim, ficou mexida, e qualquer mulher ficaria. Ouvir o seu ex admitindo que a relação entre os dois, foi algo importante, ficou e ficará marcado, é gratificante demais. A Manu merecia ouvir esse reconhecimento.

    O que me chamou mais atenção nessa cena foi ela comparando os dois, através do pensamento e a realidade…rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrs… De um lado, o Rodrigo todo sem jeito, meio perdido, precisando das orientações da Manu para agir de forma correta. Do outro lado, o Gabriel seguro, centrado e decidido.

    Com qual dos dois ficar? Não precisariamos nem pensar, pois o mais conveniente seria pelo Gabriel, porém, a Manuela ainda nutre pelo Rodrigo um grande amor, que eu acabo de concordar com a afirmação da Yone: esse sentimento já existia desde “lá trás”.

    Óbvio que no início ainda não era amor, nem tão pouco, esse sentimento foi gerado intencionalmente, mas, a partir do momento em que as circunstâncias conspiraram para uma aproximação mais íntima entre os dois, o sentimento de afeto, admiração, atração, foi evoluindo para algo mais forte, concreto.

    Tenho muitas dúvidas, quanto a autora reaproximá-los afetivamente e não é porque torço pelo Rodrigo e Ana que afirmo isso. Pelo que foi nos passado, o Rodrigo já fez sua escolha e, em nenhum momento, mostrou-se arrependido de sua decisão, mesmo a Ana fazendo-o sofrer com atitudes “insanas”.

  • Eu diz: 22 de fevereiro de 2012

    Não duvido o quanto foi importante o casamento do Rodrigo com a Manuela, mas como ficar com alguém que simplesmente ENLOUQUECEU quando a Ana acordou, a cena dele implorando para ela não casar com o Lúcio foi o que? Ele indo na casa da Iná?
    Em nenhum momento o Rodrigo caminhou em direção a Manuela, depois da briga entre as irmãs em que a Manuela se fez e muito de vitima( quem pegava a cena da metade dava a entender que a Ana simplesmente entrou na casa da Manu e despejou todo o rancor que sentia da irmã)e a Manuela ficou ali parada. Ele foi procurar quem? o certo seria se ele sentisse algo sentimento de paixão e amor ele iria atrás dela.
    Não torço para esse casal ficar junto, porque em primeiro lugar como mulher que quero ser a primeira opção e a Manuela nunca foi.(o que o rodrigo sente pela Manuela é que ela é seu porto seguro, uma segunda mãe a irmã madura que ele não teve). Segundo o teu marido termina o casamento por causa da tua irmã, vive um tempo com ela e depois tu simplesmente aceita de volta? Porque depois da milésima vez a tua irmã disse que não ia ficar com ele?
    a Manuela apesar de tudo merece um pouco mais. As pessoas esquecem que na mesma cena ele conseguiu falar na Ana.
    Eu tenho quase certeza que não vai ser a Manuela a doadora da Júlia e sim a Eva.

  • Neide Azevêdo diz: 22 de fevereiro de 2012

    Diante da história mostrada,acredito que a pessoa ideal para doação seria EVA, a irmazinha , coitadinha MALU sempre se fez de vítima durante toda a história. Se vef vê quando passou a viver a vida de ANA (tornou-se mãe da filha de ANA e esposa do grande amor da mesma). Já EVA foi muito transparente em suas atitudes,não media respostas, fossem elas duras ou não, não fingia sentimentos, escancarava seu amor incondicional pelça filha a qual ela dedicou-se 05 anos de sua vida a um leito de hospital. As vezes as pessoa por serem francas ainda nos assustam, mas devemos temer aqueles com fala mansa, que não externaliza seus piores sentimentos, estes sim é que devemos temer.

  • Yone diz: 22 de fevereiro de 2012

    De minha parte ANJO COLORADO, quero MESMO que Eva se dane. Afinal a maior culpada de toda essa encrenca entra as irmãs é Eva. Além dela passar a vida destruindo a autoestima de Manuela, passou a vida fazendo de Ana um marionete. Ela, já que ficou sem a renda de Ana e de Manuela vai pegar a netinha para tirar fotos e embolsar a grana. Eva é doente? Ok, ela é. Mas então está mais que na hora da autora colocar essa louca numa clínica ou fazer que ela sofra mesmo pela primeira vez. Pois se nem o que ocorreu com Ana fez amolecer o coração dessa mulher, não vejo mais o que possa amolecer, já que ela nunca ligou pra neta.

    SIM quero mesmo que Eva se dane e bem “danada”! kkkkkkkkk… Alguém tem que servir de JUDAS nessa novela e Eva nunca foi boa coisa. Vitória é fria, calculista, até inclemente com suas filhas, mas depois de destruir ela se afasta. Já Eva mesmo destruindo, ela gruda. No caso e Manuela passou anos culpando a filha pelo acidente e arrancando-lhe dinheiro para esta sustentar o tratamento de Ana, mas TAMBÉM a sustentar os LUXOS de Eva. Depois, Ana começou a trabalhar e se sentir CULPADA pois Eva vivia jogando na cara de Ana sua OBRIGAÇÃO COMO MÃE, que foi ficar ao lado da filha no hospital. Ana então insistiu em sustentar a mãe, talvez compensando-a pelos anos perdidos a seu lado no hospital. Quer dizer, Eva é mesmo uma PREDADORA como Iná a qualificou pra Ana. Eva não quer saber o que os outros sentem e sim somente o que ELA sente. Por isso acho absurdo se Eva for doadora de Júlia. Ela não merece esse posto. E nem a guria merece tamanha CRUZ.

    Agora, falando sério, não gosto quando as novelas ficam “achatadas’ no final, assim o mau vira bom, o pecador vira santo, num piscar de mágica. Essa novela é boa por não ser assim. Por fazer os acontecimentos virem com o tempo. Por isso não gostaria que Eva fosse doadora. Pra mim, não teria lógica alguma. Um mulher fria, má, desequilibrada que vai passar o resto da vida jogando na cara da neta que ela, Eva lhe salvou a vida. NÃO! CHEGA! Eva fez o mesmo com Ana, sempre jogando-lhe na cara que ficou à cabeceira da cama de Ana. E Lúcio sabendo que ele precisou interferir para que Manu e Iná tivessem contato com Ana pois Eva não deixava, pois este doutor e incapaz de mostrar isso à essa louca.

    Manuela é que tem que ser doadora para Júlia. Aí sim a aproximaria mais de Ana e da menina. AS 3 JUNTAS! Unidas, como as irmãs sempre foram. ESSE AMOR é que tem que prevalecer na novela. Muito mais do que qualquer outro amor entre homem e mulher.

  • Yone diz: 22 de fevereiro de 2012

    ERRATA: Agora, falando sério, não gosto quando as novelas ficam \”achatadas\’ no final, assim o mau vira bom, o pecador vira santo, num piscar de mágica.

    Num PISCAR DE MÁGICA tá bom, né? Desculpem, Misturei NUM PISCAR DE OLHOS com NUM PASSE DE MÁGICA.

  • Claudia diz: 22 de fevereiro de 2012

    Meninas, Rodrigo vem escolhendo Ana em todas as situações até esse momento. Desde que Ana voltou e a Manu viu os dois juntos, ele não fez qualquer movimento para recuperar o relacionamento, ao contrário vem investindo na relação com a Ana.

    Quando a Nanda contou que as irmãs brigaram a reação imediata dele foi ir até a Ana pediu para ela não se casar e ver o que ocorreu. Em nenhum momento, mesmo a Nanda dizendo que a Manu estava arrasada e colocando toda a culpa na Ana, ele cogitou ir ver como a Manu estava.

    Acho que seria incoerente após tudo isso ele descobrir que ama a Manu e não a Ana. Ele não está demonstrando dúvida entre as irmãs, ele sempre procura a Ana. Acho que a Manu não deve ficar com ele após ter sido preterida todo esse tempo. Afinal, ele ficaria com ela porque a Ana não o quis já que em todo o relacionamento entre Ana e Lúcio ele permaneceu esperando por uma definição da Ana.

    Gostaria de mais cenas entre a Manu e o Gabriel. Ela tá quietinha esperando o que vai acontecer. Deixando Rodrigo e Ana se decidirem para ver o que vai ser da vida dela? Esperava muito mais de um personagem tão forte.

  • Morena diz: 22 de fevereiro de 2012

    Yone,
    também detesto isso. não vejo qualquer motivo para Eva se regenerar a não ser um tratamento médico, o que não acontecerá. Se reconciliciar com Manu? vai cair em si apenas porque virou doadora?se fosse ela quem precisasse até poderia acontecer, pois ela estaria na posição em que Manu esteve, alguém com uma deficiência.

  • Mari diz: 22 de fevereiro de 2012

    É um absurdo se Manuela terminar c Rodrigo… ela tomou posse da vida de Ana ficou c raiva de Ana n conseguiu de forma alguma perdoar a irmã q ela dizia amar tanto e q perdoou e ela mesmo sabendo q ela tinha casado c o grande amor da vida de Ana, mesmo sabendo q a filha dela tva chamando a tia de mae, n acreditando na volta de Ana… mas Ana perdoou, depois ainda ficou rastejando atrás de Manu implorando pelo perdão de Manu, q n deu e ainda por cima gritou e disse muita coisa c Ana e qndo a coitada abriu a boca p se defender Manu saiu dizendo a tdo mundo q Ana disse coisas horriveis p ela… tenha santa paciencia… a pobre de Ana é p sofrer e sofrer calada… desculpa Lucio q é tudo de bom mas o final tem q ser ANA, RODRIGO E JÚLIA!!!

  • Dina diz: 22 de fevereiro de 2012

    Fantasia vai ser todos juntos e felizes depois de tudo que aconteceu. Infelizmente a realidade não é assim.

  • meire diz: 22 de fevereiro de 2012

    gostaria muito que as irmãs fizessem as pazes e que finalmente o rodrigo ficasse com seu grande amor que é a ana

  • Rita Porto Alegre diz: 23 de fevereiro de 2012

    Rosenira Sann e Claudia,

    Gurias, sei que torces por Ana e Rodrigo, até aí, tudo bem. Mas quando se reportam para a Manuela, é incrível como vcs acham argumentos que na consepçao de quem lê o comentário de vcs, é impossível a Manuela retomar o casamneto com o Rodrigo.
    Que comentário excelente, a Morena nos trouxe, da Renata. É exatamnete isso o que acontece com o Rodrigo. Disseste tudo.
    Claudia, incoerente ele descobrir que ama a Manu? Ela sendo 2ª opção porque a Ana não o quis? Perdão, mas esse seu argumento é um tanto fraco.
    Rosenira Sann, baseada em que vc afirma que a Manuela já nutria uma paixão pelo Rodrigo? Guria, vc torce tanto, mais tanto para que ele fique com a Ana, que seus argumentos tornam-se absurdos e sem noção.
    Desde já, se vcs se sentiram ofendidas pelo meu desabafo, me perdoem, mas eu precisava escrever isso, depois que li seus comentários.

  • maria de lourdes guimaraes diz: 23 de fevereiro de 2012

    Paixão é o que o Rodrigo sente pala Ana “PAIXAO DE ADOLESCENTE “. Amor de verdade é o que ele sente pela Manu.

  • Luciana Domingues diz: 23 de fevereiro de 2012

    Olha prá mim a grande heroína nessa novela foi e será a Manu, ela é forte, teve que conviver com a mãe a expulsando de casa, a culpando pelo acidente da irmã, e depois de muitos anos relutando e se casando com o Rodrigo por amor, um amor maduro, depois vem a irmã e destroi a vida dela por puro capricho, e ela grande como é, dá a volta por cima e continua tocando a via e os negócios, sempre rejeitada e culpada pela mãe, daí vem a irmã novamente com a palhaçada do casamento com o coitado do Dr. Lucio, tem uma discussão em que nada do que a ana disse justifica, pois ela sempre durane todos esses anos tomou conta da filha da irma, e ainda assim ela Manuela chora, limpa as lágrimas e toca a vida, e a fraca da Ana se derrama em lágrimas, termina um casamento que não aconteceu e deita na cama depressiva, como se o mundo para ela acabasse, é uma fraca essa Ana, não amadureceu, caprichosa e mimada pela mãe, manipula as pessoas, e agora vai fazer todos terem pena dela com a depressão.

  • Anjo Colorado – Zé diz: 23 de fevereiro de 2012

    Apaixonada, eu também gosto muito dos teus comentários. Pena que tu não os fazia no começo da novela, mas eles são muito precisos.

    Thamires, excelente postagem tua. ninguém percebeu que essa história também fala do amor entre Ana e Manu. O tamanho da mágoa que ambas sentem é o tamanho do amor que nutrem. Somente quem sentiu mágoa e amor, ou seja, viveum um tipo de amor sabe o que é isso.

    Um abraço também pra ti, Day! O importante mesmo é saber assistir uma novela. As pessoas que cistastes sabe. Que bom tu me colocar no meio delas.

    E pelo visto muita gente quer que Eva se ferre de alguma maneira. Bem, ela foi uma mala sem alça a novela inteira. Não é pra menos que a maioria prefere a punição que seu regeneração. Não tem como censurar esse sentimento. Todavia é algo que pode acontecer e vejo nisso como algo positivo, embora seja estranho virar boazinha perto do final da história.

    Acho que ela mudará um pouco seu caráter e por causa disto se oferecer como doadora e não o contrário, mas Eva recém está explorando a Júlia, o que fica meio esquisito como uma futura regenerada. Só se no processoe de exploração a crianã cativá-la mesmo.

    Mas o que me espanta mesmo é o radicalismo.

    Havia manuelistas que ficaram felizes por Júlia recusar Ana como mãe vendo naquilo algo postivo.

    E agora leio um comentário dizendo que:
    “Diante da história mostrada,acredito que a pessoa ideal para doação seria EVA, a irmazinha , coitadinha MALU sempre se fez de vítima durante toda a história. Se vef vê quando passou a viver a vida de ANA (tornou-se mãe da filha de ANA e esposa do grande amor da mesma). Já EVA foi muito transparente em suas atitudes,não media respostas, fossem elas duras ou não, não fingia sentimentos, escancarava seu amor incondicional pelça filha a qual ela dedicou-se 05 anos de sua vida a um leito de hospital. As vezes as pessoa por serem francas ainda nos assustam, mas devemos temer aqueles com fala mansa, que não externaliza seus piores sentimentos, estes sim é que devemos temer.”

    Desculpe, mas tu tem certeza que está comentando a novela correta?????????

    Sinto em dizer, mas Manu não se finge de boazinha. A autora da novela a fez boazinha.

    Eva não é sincera. O fato dela não medir palavras não a torna sincera. Eva é arrogante. Desculpe, mas tu precisa aprender a diferenciar as duas coisas.

    Não sei se tu sabe, mas foi Eva quem dificultou a aceitação de Júlia por Ana. Ela envenenava a cabeça da criança enquanto naquele momento Manu fazia tudo para que a filha postiça aceitasse a mãe biológica.

    Eva nunca quis saber da neta enquanto Manu criou Júlia como uma filha.

    E é claro que Eva passou 5 anos se dedicando a Ana. Ela não tinha outra atividade na vida. Eva sempre explorou Ana. A filha tenista representava sucesso e grana por anos a fio. Ela se realizava sempre em Ana.

    Esqueceu que Eva tentou que Ana abordasse e depois doasse Júlia??? Esqueceu que Eva sempre foi o empecilho principal entre Rodrigo e Ana??? Esqueceu que ela queria que Ana não treinasse Sofia????

    Não me leve a mal, mas se tu considera Eva uma sincera, é melhor reconsiderar teus conceitos.

    Admirar a Eva somente porque ela se contrapõe a Manu é muito radicalismo.

  • Claudia diz: 23 de fevereiro de 2012

    Rita,

    Cada uma avaliar a novela segundo sua visão de vida. Se ele ficar com a Manu porque a Ana não o quis, na minha visão, ela é segunda opção sim e acho isso lamentável e triste. Por que esse raciocínio é incoerente? Ele está desde a separação voltado só para a Ana, nunca tentou se reconciliar com a Manu e foi atrás da Ana diversas vezes e atrás da Manu nenhuma.

    Não torço para o Rodrigo ficar com a Ana. Torço para um final coerente e esse é um deles. A Ana pode terminar sozinha, se descobrindo, crescendo, também seria coerente já que está tão confusa em relação aos seus sentimentos. A única certeza que ela tem é que ama a Júlia e faz tudo pela filha.

    Agora, o Rodrigo, após passar todo o período no qual a Ana namorou com o Lúcio se lamentando e esperando por ela, implorar para ela não se casar e se descobrir apaixonado pela Manu não é coerente, não me convence. A Manu está ali, aguardando algo acontecer… Acho isso triste para um personagem tão forte. Queria mais cenas dela com o Gabriel. Queria ela seguindo em frente. Não sou uma pessoa conformista.

    Como já disse antes, não acho que a irmã que ficar com o Rodrigo seja a vencedora como se isso fosse um concurso. Não vejo a novela assim porque são duas pessoas boas, então não temos contra quem torcer. Só que nessa altura da novela, após todo esse esforço dele em reatar com a Ana, porque razão a Manu o aceitaria de volta? Eu como mulher, no lugar da Manu jamais aceitaria. O cara precisou de mais de 1 ano e vários foras da Ana para descobrir que a Manu é a mulher certa? Acho que qualquer mulher tem que ter amor próprio para depois amar um homem.

  • Rosenira Sann diz: 23 de fevereiro de 2012

    RITA PORTO ALEGRE!

    O blog da novela foi feito, para aqueles que o acessa, possa comentar a respeito dos posts e também opinar. Cada um tem um ponto de vista, argumentações, interpretações sobre aquilo que vê. Fica a critério de quem lê, concordar ou não e respeitar comentários alheios.

    Bem, a senhora diz que meu comentário a respeito de um possível sentimento pré existente da Manu pelo Rodrigo é sem noção e absurdo, ok.

    O que me fez atentar para esse fato, foi a intensidade do amor da Manu pelo Rodrigo. Na cena da briga com a Ana, pude perceber isso. A possível atração do início, se consolidou em amor unilateral, com o envolvimento de ambos. Claro que não foi nada intensional, eu estaria sendo leviana ao afirmar que sim. Esse sentimento estava guardado no inconsciente, nem ela se deu conta. Rodrigo é um rapaz lindo, sensível, romântico. É difícil não se apaixonar por um cara assim. E as circunstâncias se encarregaram de uní-los.

    Agora RITA, a senhora torce tanto para que esse casal fique junto no final, que acaba se contrariando com quem opina e torce ao contrário.

    Olha, como vc, acompanho a novela e baseada na minha visão do mundo “A vida gente”, posso afirmar que Rodrigo ama a Ana. A paixão que alguns afirmam que esses dois nutrem um pelo outro, deixou de existir há muito tempo. Já se consolidou em amor.

    Me diga, que tipo de paixão é essa que não acaba nunca? Que foi capaz de suplantar momentos de intensa felicidade, harmonia e alegria vividos ao lado da Manu? Só por um sentimento muito forte e sólido para “abandonar” uma relação assim, não acha?

    Rodrigo nunca pode retribuir da mesma forma, o sentimento que a Manu doou a ele, isso é fato. Infelizmente, anos de amor, carinho, afeto, dedicação, renuncia, apoio, respeito, compreensão, não foram suficientes para fazê-lo esquecer Ana.

    O erro da Manu nessa história foi assumir esse sentimento, essa relação. Seu sofrimento, é consequencia desse ato, que poderia sim, ter sido evitado. Mas, não desejo ficar aqui julgando-a. Afinal, a Ana havia sido desenganada pelos médicos, não voltaria mais, enfim.

    Voltando ao Rodrigo, concordo com a CLAUDIA. Ele descobrir agora, que sempre amou a Manu seria incoerente demais. Que espécie de amor é esse, que sempre o faz caminhar na direção contrária?

    Na minha concepção, quando se ama, sempre se quer estar perto da pessoa amada. Não importa as circunstâncias. A quem Rodrigo procura? A quem se humilha, implora?

    Para exemplificar, quero lhe lembrar da cena entre Nanda e Rodrigo, quando ela traz a notícia a respeito da briga entre as irmãs. Nanda praticamente joga a culpa na Ana, afirmando que ela havia dito coisas horríveis à Manu, e que esta estava arrasada. A senhora lembra quem ele foi socorrer?

    É por esses argumentos RITA, que torço pelo casal contrário ao da senhora. Espero que tenha ficado claro que não é pelo fato de os achar lindos juntos em cena, que é por causa da química, ou porque eu odeio a Manuela por ela ter tido um envolvimento com o cunhado.

    Manuela merece bem mais que admiração, carinho, bem querência. Gabriel pode proporcionar-lhe muito mais que isso.

  • Mi diz: 23 de fevereiro de 2012

    Acho estranha essa diferença entre amor e paixão que as pessoas estão fazendo. Se o Rodrigo sente amor pela Manu e paixão pela Ana como dizem, a paixão é muito mais forte e esse amor é fraquinho pois em todas as situações ele escolhe a Ana.
    Como disse a Rosenira, depois de Nanda contar sobre a briga falando que a culpa foi toda da Ana Rodrigo ainda assim foi atrás dela implorando para ela não se casar. Se amasse a a Manu deveria ter procurado ela, consolado ela. Que amor é esse que ele sente pela Manu que sempre o leva em direção à Ana, que o faz implorar para a Ana não se casar. Olha gente, um amor desses não me serve… Nenhuma mulher merece isso.
    Talvez algumas pessoas achem que é uma vitória ficar com o Rodrigo e que a novela se resume a quem fica com o mocinho. Mas o Rodrigo está sendo mocinho para a Ana, tendo paciência, esperando, ajudando… Mas para Manu que resolveu a vida dele e empurrou ele para frente ele além de trair só traz preocupações com a Júlia, “na hora do vamos ver” como no caso da briga entre as irmãs ele não foi ver como a Manu estava, foi ver com a Ana se sentia. Isso mostra a prioridade dele.

  • Juju diz: 23 de fevereiro de 2012

    Luciana Domingues, achei interessante quando você diz que a Ana destruiu a relação da irmã por capricho. As mulheres sempre culpam a outra mulher porque é conveniente. A Ana nunca foi atrás do Rodrigo, aliás, ela ia para os EUA para ficar longe do casal e o Rodrigo foi impedir ela pedindo para ela assumir os sentimentos deles. Ela não destruiu nada, o Rodrigo que ficou tentando reatar com ela e voltar ao passado desde que ela saiu do coma. Não há duvidas quanto a isso, a novela foi bem clara. É cômodo culpar a Ana que ia se mudar para quem quer Rodrigo e Manu juntos fingindo que tudo foi culpa da Ana.
    Agora o Rodrigo procurava a Ana e depois dava colar de presente para a Manu. Ele puxava conversas sobre os relacionamentos, quis se aproximar dela e ela sempre fugindo. Cada um torce pelo casal que quiser, mas não precisa torcer os fatos.

  • Morena diz: 23 de fevereiro de 2012

    Rita,
    um outro post que acredito gostará muito também.

    Flowerzitta:
    Interessante que para reafirmar o “amor” do Rodrigo pela Ana a maioria (eu disse maioria, ou seja, existem exceções) desqualifica o que Manu e Rodrigo construíram, negando o sentimento lindo, o companheirismo, a dedicação, o cuidado, o amor existente entre os dois. Um amor lapidado pelo tempo que eu ainda hei de ver renascer das cinzas, já que a novela fala de relações humanas, de vitória e de renascimento.
    Viva o amor que constrói algo de bom e que nos faz melhores e aptos a encarar os percalços da vida. Que nos dá o vigor para o enfrentamento das batalhas diárias. Que nos dá o alento nos piores momentos de nossas vidas e que está presente nos melhores.
    Com Manu o Rodrigo foi o pai excelente, ia bem no trabalho, mantinha relações estáveis. O que é Rodrigo agora?
    Enfim, veremos o rumo que a novela irá tomar. Mas desde já, essa novela nos trouxe questionamentos interessantes. Vamos fugir do lugar-comum de que o amor verdadeiro é aquele estilo Romeu e Julieta.

  • Eu diz: 24 de fevereiro de 2012

    Morena, também acho que o relacionamento do Rodrigo e da Manu só trouxe benefícios para os dois. O problema é que quando a Ana voltou o Rodrigo deixou tudo isso de lado e só pensou em se acertar com ela. Isso já faz muito tempo, não foi um errinho de uns dias, uma confusão passageira… Não entendo quem gosta da Manu torcer para ela ficar com um homem desses, simplesmente não entendo.

  • Rita Porto Alegre diz: 24 de fevereiro de 2012

    Morena,

    Obrigada por nos trazer comentários saudáveis, na torcida pelo lindo relacionamento que nasceu entre a Manuela e o Rodrigo. Assino em baixo o que essa guria, a Flowerzitta, escreveu.
    Há pessoas que insistem em afirmar que essa relação não trouxe nada de bom para a Manuela, que ela foi usada, que ela merece outra pessoa, mas ela ama o Rodrigo independente do que aconteceu. Manuela tem saudades daquilo que vivenciou, que construiu e que foi gratificante.
    Ana e Rodrigo juntos, não poderão resistir as adversidades da vida, e seus obstáculos. Vamos analisar a mulher Ana. Nunca assumiu nada, sempre manipulada, insegura, apoiada na irmã, que era, quem lhe dava estabilidade. Quando finalmente conseguiu tomar as rédeas da sua vida, não resistiu a primeira onda mais forte. Não conseguiu sequer, ter paciência, para conquistar e ganhar o amor da filha, abandonou tudo. Não considerou a “prova de amor” oferecida pelo Rodrigo, de deixar um casamneto estável e feliz, por ela.
    Numa relação à dois, a mulher tem um papel imprescindível na vida do homem. Podemos perceber, que Rodrigo é um rapaz inseguro, precisa de alguém ali, para direcioná-lo, para dar-lhe apoio, para incentivá-lo. Para isso, ele tem que ter ao seu lado uma mulher forte, equilibrada, sensata e decidida. Ora, se a Ana não consegue controlar suas próprias emoções, é uma confusão de sentimentos e atitudes, como poderá vir a ser porto seguro, um ponto de equilíbrio para alguém?
    Eles poderiam até, ficar juntos, mas essa relação já estaria fadada ao fracasso com o passar do tempo. Tanto um, quanto o outro, precisam de pessoas maduras ao lado. Responsáveis, fortes e decididas.

  • Morena diz: 24 de fevereiro de 2012

    Luciana, nenhuma das duas atrapalhou a outra por capricho ou intenção. Nenhuma delas agiu por mesquinhez.
    Manu foi para Floripa para curar suas feridas, mas não achou que sua partida fosse desestabilizar tanto Julia, até porque estaria sendo cuidada por pais que a amavam em sua ausência e na medida do possível estava sempre presente, entretando foi isso o que aconteceu, pois Julia não entendeu, viu Ana como alguém que estava ali para substituir sua mãe Manu e não mais uma mãe que estava ganhando, sem precisar perder a outra como agora percebe. E isso é claro é culpa de Eva, pois foi o que ela deu a entender a Julia aconteceria.
    Ana não foi caprichosa ao beijar Rodrigo, ela apenas não sabia lidar com um sentimento que permanecia igual ao de antes do acidente, ainda que tivesse passado 5 anos cronologicamente, sem falar que mesmo sendo já uma adulta, era ainda emocionalmente a adolescente de quando sofreu o acidente.
    Esse tempo que Ana está lá na cama é necessário para ela parar e se olhar, tentar entender seus sentimentos, se a sua necessidade, sua paixão por Rodrigo era também medo de perder a sua única referencia que tinha antes do acidente acontecer, era a única coisa que parecia ser imutável. Talvez o medo de dar adeus a essa relação seja o medo de dar adeus a uma Ana que parecia conhecida e ir de encontro ao desconhecido.
    Quem é ela agora?Ana como disse não se conhece. Acredito que sairá desse período mais forte, tendo uma visão mais clara dos seus sentimentos, dos seus desejos, dela própria.

  • Luciana Domingues diz: 24 de fevereiro de 2012

    Oi Juju, não estou torcendo nem distorcendo os fatos…não quis falar do Rodrigo pois acho que ele foi mesmo um canalha, infiel, e bastou a Ana abrir os olhos para ele mudar de opinião. Tudo bem que eles eram apaixonados quando adolescentes, mas os anos passaram (não prá Ana é claro), mas pro Rodrigo sim, e ele nem sequer levou isso em conta, bom mas o fato é que cada um tem sua opinião, e realmente acho que a Ana é uma pessoa muito fraca, voce acha que o que aconteceu é motivo prá ela ficar na cama?? A Manu tá lá, levando a vida e trabalhando, e a Ana, todos que esperam por ela, literalmente esperam mesmo, olha a Sofia? Coitada daquela menina agora que começou a carreira foi lá e a mulher tá lá na cama como se tivesse uma doença ruim. Bom já expus minha opinião, Acho a Ana uma pessoa fraca e pelo que aconteceu com ela (em coma tantos anos), ela bem que poderia ser uma pessoa mais forte. Bjus

  • Juju diz: 24 de fevereiro de 2012

    Rita, discordo de você justamente pelos seus argumentos. Se o Rodrigo precisa de uma mulher para direcionar e ajudar o problema é dele. A Manu merece um homem completo e forte e não um filhão. Eu não gostaria de um Rodrigo na minha vida. Minha vocação maternal se resume aos filhos que gerei, jamais adotaria um homem.
    Se ele e a Ana vão ficar juntos ou não (sinceramente não sei se isso seria bom para eles) o problema é deles. Agora, a Manu ficar eternamente ensinando um homem é para acabar. Não entendo alguém querer ver esse final.

  • Juju diz: 24 de fevereiro de 2012

    Luciana, te entendi mal. Pelo seu comentário achei que você era uma daquelas pessoas que achavam o Rodrigo e a Manu perfeitos juntos e tudo de errado é culpa da Ana.
    Acho que a Ana é fraca sim, muito confusa e não deveria estar na cama, não após a aceitação da Júlia. Se fosse na época da rejeição da filha eu entenderia. Só que também acho a Ana uma boa pessoa, tanto que quis viajar para não estragar o casamento da irmã.
    Acho a Manu mais forte e mais madura que a Ana e também boa pessoa (claro que a Ana tem a desvantagem do coma) e por isso queria a Manu com um homem melhor que o Rodrigo. Não consigo engolir tudo que ele fez para ela como um acontecimento da vida. Achei muiiiiita falta de respeito, muiiiiiita falta de consideração e se isso é amor, longe de mim por favor. Perdoar sim, querer de volta um homem desses, NUNCA.

  • Rita Porto Alegre diz: 24 de fevereiro de 2012

    Juju,

    Guria, diseste bem, se fosse vc, não voltaria com o Rodrigo. Porém esqueceste de que me referi a Manuela e ela ama o ex marido ainda. Ela está tão disposta a voltar com ele que não quis se associar financeiramente ao Gabriel, construindo assim, uma relação mais sólida, ou não percebeste? Ela está ali, quietinha, observando tudo e esperando o que vai acontecer. Mulher inteligente, maravilhosa.

  • Estrelinha diz: 25 de fevereiro de 2012

    Acho engraçado as pessoas falarem em segunda opção, pois a Manuela seria isso caso aceitasse Rodrigo. Acho engraçado tbm comentários de que Eva que fala a realidade, é sincera. E acho mais engraçado ainda esse apoio voraz a rivalidade entre irmãs.

    Nunca comentei, mas vou me dar o direito de expressar a minha opinião (sem querer ofender ng):

    1) não acho que exista primeira, segunda opção. Vai dizer que ng nunca viveu um relacionamento de indas e vindas? Ng nunca perdoou traição? Nem quis voltar com um (a) ex que estava namorando outra pessoa e agora quer retomar? quem por acaso sabe a fórmula exata dos sentimentos? Pq tanto radicalismo? Tem certos sentimentos que são inexplicáveis e vc pode afirmar que ama alguém que depois vai descobrir que nem era tanto assim…logo, pra mim não existe primeira nem segunda opção.

    2) O fato de uma pessoa ser sincera não dá o direito de passar por cima das pessoas e nem falar coisas desrespeitando o outro. Isso não é sinceridade, é prepotência e falta de educação. A Eva não é sincera, é desiquilibrada, bem diferente.

    3) O que eu mais torço nessa novela, não é para ana-lucio, ana-rodrigo, manu-gabriel ou manu-rodrigo. Pra mim, tanto faz. O que torço é por ana-manu. Pelo amor entre as irmãs. Isso sim é algo sagrado, bonito e que a autora em alguns momentos deixou a desejar. No meu ponto de vista, elas jamais brigariam tanto pelo Rodrigo, pois acabariam deixando ele de lado, em busca do seu relacionamento de irmãs. Mas ainda acho que se é verdadeira essa fraternidade entre as duas, pode ser restabelecida, mesmo com tantas ofensas.

    Digo isso pq tenho uma irmã, que amo acima de qq coisa. Somos bem diferentes e, se for comparar (com todas as ressalvas do mundo) talvez ela fosse a Manu (a mais madura, centrada, racional) e eu, a Ana (que droga, rs – mais inconsequente, impulsiva, indecisa, que sempre precisou dos conselhos dela). Sei como a Ana se sente sem a Manu, pq seria eu sem a minha irmã, que é meu alicerce. Meu exemplo. E é claro que tivemos brigas, já senti ciúmes dela. Já ficamos sem nos falar. Mas sempre conseguimos reconstruir tudo isso. E hj, mais maduras ainda (eu, principalmente), podemos ver nosso mundo, temos lembranças só nossas. Uma vida inteira compartilhada, que nem nossos maridos conseguem ultrapassar. E é isso que eu desejo a Ana e Manu, que se superem!!!

  • Viviane Schade diz: 25 de fevereiro de 2012

    Eu vi a maioria dos capitulos e com certeza absoluta a Ana só padeceu nessa novela, na minha opinião passou da conta…Manu foi quem criou a menina, mas em circunstancias totalmente arbitrarias a vontade da Ana, sinceramente…naum acho saudavel Manu ter deixado a Julia chama-la de mãe, pois a mãe estava VIVA, e o amor naum precisa de titulos…ainda mais um “titulo” colocado errado, a conselho de psicólogos q acham q sabem TUDO…Mãe Manu naum era, era TIA pq a mãe dela estava no hospital viva e Julia sabia…fizeram uma confusão na cabeça da menina isso sim e tornou-se uma menina cheia de vontades, mimada, malcriadinha as vezes…
    Vejo q Ana perdeu anos de convivencia com os seus, perdeu a filha e o amor dela, perdeu o amor da vida dela para a irmã e Manu sai ainda de boazinha sem mácula alguma?? Tenha dó…alguém aqui gostaria q sua irmã ficasse com seu amor enquanto vc estava em coma no hospital? Sejam sinceros pessoal…só na Globo mesmo, q Manu ainda sairá de Santa, como se Ana fosse a malvada e vilã…se coloquem no lugar e vejam o qto dói o q Ana passou…

    Obs. A novela se passa em Gramado e eles mostram em pekenas ceninhas da matriz e do Parque Knorr q é em Canela, moro em Gramado e tem tanta coisa pra mostrar…

  • Juju diz: 27 de fevereiro de 2012

    Rita,
    Interpretei diferente de você. Acho que a Manu não quis misturar negócios com prazer, como ela mesma disse. Não vejo o fato dela não se associar a Gabriel como uma desistência da relação. Acho a Manu forte e decidida demais para aceitar o Rodrigo de volta, sendo que ele e Ana não terminaram sua história, interromperam.
    Estrelinha,
    acho que se pode perdoar uma traição sim, mas tudo tem limites… O cara ficar meses correndo atrás de outra e depois pedir perdão porque a outra não o quis fica difícil de aceitar. Ainda mais sendo a outra a sua irmã que irá conviver com ele. Toda mulher quer ser escolhida e não ser prêmio de consolação.

Envie seu Comentário