Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Isabelle Drummond comemora sucesso da empreguete Cida em Cheias de Charme

19 de maio de 2012 3


Aos 18 anos, Isabelle Drummond já tem um currículo de dar inveja.  Com apenas seis anos, fez uma participação em Laços de Família (2000). Depois, entre 2001 a 2007 foi a Emília no Sítio do Pica Pau Amarelo. Seguiu em Os Maias (2001), Eterna Magia (2007) e Caras & Bocas (2009), em que popularizou a esperta Bianca com o bordão “É a treva!”. Em 2011, viveu Rosa em Cordel Encantado.

A intérprete de Cida em Cheias de Charme dá show como protagonista na pele da jovem que acha que vive um conto de fadas, se decepciona e depois dá a volta por cima ao lado das parceiras Penha (Taís Araújo) e Rosário (Leandra Leal). Com a maturidade de quem está há muito tempo no ar, Isabelle fala sobre a preparação para o personagem, os namorados de Cida e a responsabilidade de interpretar uma protagonista.


Como foi a preparação para cantar em Cheias de Charme?
Adorei! As aulas foram uma das coisas que mais gostei de fazer ao me preparar para uma novela. A gente até gravou uma música! Fiquei meio assustada quando ouvi a gravação, pois é bem diferente. Um pouco estranho.

Precisou aprender os afazeres domésticos?
Mal lavo uma louça e dou uma varridinha em casa! Neste quesito, não aprendi nada com a Cida.

Você tem empregadas?
Tenho duas como se fossem da família. Rola uma ligação muito forte e é muito bom fazer um trabalho focado a elas. Penso tudo com mais emoção do que se não as tivesse na minha vida. Gosto muito delas.

A Cida despertou alguma característica em você?
Eu nunca fui cantora. E, nessa novela, tive que realmente me dedicar a isso. Descobri um novo lado. Cada personagem é uma deliciosa descoberta.


Como tem sido contracenar com os gatinhos que são seus namorados na ficção?
Sou sortuda! (risos) Terei três namorados na novela, todos lindos e queridíssimos. O Jonatas Faro é um grande parceiro, superconcentrado. Ainda não gravei muitas cenas com o Humberto Carrão, mas será um prazer, com certeza. Já o Jayminho Matarazzo nem se fala, é meu amigo.

O sofrimento da Cida vai durar muito?
Ah, ela ainda vai sofrer! Trabalha na casa do doutor Sarmento (Tato Gabus Mendes) e considera a família, mas se decepcionará ainda muito mais. Eles nunca gostaram da Cida como ela gostava e ainda gosta deles…

A responsabilidade de interpretar um papel tão importante pesa?
É um presente, uma oportunidade maravilhosa e única. Com certeza é um momento muito especial na minha carreira. Estou tendo um grande carinho com essa personagem, assim como tive com todos os outros, não faço distinção.

Como é ser protagonista ao lado de Taís e Leandra?
Muito legal. Nunca tinha trabalhado com as duas, mas a história é linda. Estamos apaixonadas por essas empregadas e pela relação que há entre elas. É uma amizade e parceria muito bonitas, que vão ajudá-las a superar todas as dificuldades.

Com informações da revista Tititi.

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Silvia diz: 20 de maio de 2012

    Adoro esta menina!

  • maria clara diz: 5 de julho de 2012

    linda

  • maria clara ribeiro diz: 5 de julho de 2012

    maravilhosa

Envie seu Comentário