Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Carminha mata Max, salva Nina e Tufão e se redime no fim de Avenida Brasil

19 de outubro de 2012 23

No jatinho

Santiago e Carminha levaram Tufão e Nina até o jatinho, preparando a fuga e com o objetivo de eliminar os mocinhos. No entanto, a vilã roubou a arma do pai, atirou em um dos capangas e apontou o revólver na direção dele.

Santiago: Minha filha, o que é isso? Devolva essa arma. Você está querendo fugir com a minha grana? Não seja burra, você não tem como escapar sem mim.

Caminha: Não vou fugir.

Santiago: Vai esperar a polícia para te prender? Nós não chegamos até aqui para morrer na praia.

Carminha: Gente como a gente tem que pagar pelo que fez.

Santiago:
eu perdoo esse comportamento, me dá a arma.

Mas a malvada, se redimindo, não se rendeu aos apelos de Santiago e atirou no pé dele.

Santiago:
Você é um lixo. Eu devia ter acabado com a sua raça como acabei com a sua mãe.

Carminha soltou Tufão e Nina e entregou a arma para a inimiga, que mirou na vilã, mas não teve coragem de atirar. A regeneração da personagem foi justificada pelo amor ao jogador de futebol – um amor nunca antes confessado.

Sem perigo, no celular com Jorginho, Nina informou a localização do sequestro e a polícia, ao lado do mocinho, foi até o local.

Antes do cerco, Carminha teve tempo de pedir desculpa a Tufão, mas as sirenes impediram o pedido de perdão a Nina. No entanto rolou um abraço em Jorginho.

Na confusão, após levar um tiro, Santiago simplesmente sumiu.


Na delegacia

Janaína e Lúcio foram à delegacia prestar depoimento sobre a morte do Max. Na sala também estavam presentes Tufão, Muricy, Jorginho, Nina, Ivana e Leleco para uma acareação. Carminha foi chamada para dar sua versão.

Carminha: Delegado, quem matou o Max foi eu!

Delegado: Bom, muito bem, eu chamei todos os suspeitos aqui para evitar uma falsa confissão.

Em um flashback Max aparece apontando uma arma para Nina no lixão, mas ela conseguiu se soltar e, segundos depois, levou uma pancada. Ele ficou com a arma por mais um tempo até que chegou Lúcio. Eles brigaram, Max bateu no comparsa até ele desmaiar.

No entanto, o delegado informa que Max também tomou uma coronhada, mas vinda de outra arma, com as impressões digitais de Ivana e Muricy. A esposa do morto confessa que deu a pancada, mas diz que não matou.

Ivana: Eu confesso que queria ter matado, mas não consegui. Ele correu muito atrás de nós, mas sumiu.

Delegado: Max também foi encontrado com um corte no braço. Nós achamos essa faca na cozinha da casa da Dona Lucinda, com sangue do tipo raro.

Janaína: Eu juro que não fui eu, não encostei nele infelizmente.

De volta ao flashback, Janaína aparece com uma faca ameaçando Max, mas ele a desarma. A empregada corre, ele fica com a faca. Nina acorda, vê o Max com a faca na mão e acha que o vilão vai matá-la. No entanto, ele estava lutando com outra pessoa: Carminha. Ela surge e nocauteia o amante quando esse avança em Nina, ele tenta atirar nela, mas acaba atingido na cabeça. Lucinda vê tudo e pede que Carminha fuja.

Carminha: Nunca tinha matado ninguém, mas era ele ou eu.

Nina: Foi em legítima defesa, delegado, para salvar minha vida.

Tufão: Obrigada, Carminha.


Semanas depois

Nina e Jorginho aparecem juntos ao lado de Lucinda, que é inocentada dos dois homicídios. A mãe do lixão pede para falar com Carminha na prisão.

Lucinda: Minha filha… Me contaram que você salvou a vida do Tufão e da Nina. Carminha, eu sempre soube que, no fundo, você tinha um coração bom. Somos duas vítimas do Santiago. Quero que você saiba que eu vou estar lá fora te esperando.

Carminha: Pra que? Minha vida acabou.

Lucinda: Eu também pensava assim. Você é jovem. E daqui a três anos, quando você sair daqui, você ainda vai ser jovem. Vai ter muito tempo para repensar a vida. Eu te amo, Carminha.

Carminha: Como você pode me amar?

Lucinda: Eu sempre vou lembrar de você chegando no lixão, piquititica. Você, para mim, é como a minha filha Clarinha, que o destino levou. Dá um abraço.

As duas, aos prantos, se abraçam e se despedem com um “até breve”.


No aeroporto

Jorginho e Nina se despedem da família e partem para uma viagem.


No bar

Cadinho, deprimido, é cantado por uma mulher bonita. Ele não dá trela e diz que prometeu não se envolver mais com mulher nenhuma.

Cadinho: Vou envelhecer, comprar uma casa, um cachorro e aprender a jogar bingo.

No entanto, as três mulheres, que até então estavam morando com o clone do Cadinho, não dão bola para Jimmy. O bonzão pede que todas façam sexo com ele ao mesmo tempo. Diante da negativa, expulsa o trio de casa.

Verônica, Noemia e Alexia voltam para Cadinho. “Voltamos de corpo e alma e queremos casar de verdade”, anunciam.

Cadinho: Aceito, aceito.


No casamento

Tufão aparece ao lado de Monalisa no casamento de Cadinho e das três mulheres, no Divino. Adauto chega ao lado de Olenka. Todos aplaudem o mulherengo e Alexia, Verônica e Noemia adentram o salão.  As alianças são trocadas, oficializando o marido e as mulheres.

Pilar pega os buquês e começa a festa!


Três anos depois

Chegou o dia da Carminha deixar a cadeia e Nina e Jorginho estão de volta ao Brasil. Na mansão de Tufão, a mocinha conta que está grávida. A família comemora.

Na cadeia, Lucinda vai buscar Carminha.

Carminha: Estou vendo que você vai ficar na minha cola mesmo.

Lucinda: Vou mesmo.

O táxi com as duas chega ao lixão e a vilã faz cara feia.

Carminha: Jurei que nunca mais ia botar os pés aqui.

Lucinda: Logo logo você se ajeita e vai embora.

Carminha: Não quero. Se você deixar é aqui que eu vou ficar. Meu lugar é aqui.


Um ano depois

Ivana e Silas, juntos, comandam o bar no Divino. Eles estão ansiosos pela partida que decidirá se o time subirá para a primeira divisão. Diógenes lamenta que o craque da equipe se machucou, mas resolvem colocar Adauto de ponta-esquerda, mas primeiro o ex-jogador precisa superar o trauma do pênalti errado que o fez largar o futebol. Olenka resolve descobrir o que aconteceu.

Ela encontra Ceará, que também jogava naquele dia e estava perto de Adauto no momento do erro. Ele confessa:

Ceará: Chupetinha! Foi isso que eu disse no ouvido dele. Quando a gente tinha 14, 15 anos, ele ainda chupava chupeta. Ele morria de vergonha e eu falei isso na hora do pênalti.

Olenka vai para casa e pergunta onde está a chupeta de Adauto.

Olenka: Cadê a chupeta? Se acalma, amor, presta atenção: eu te amo, só quero te ajudar. Eu procurei o Ceará, precisava saber. Ele me falou que na hora do pênalti ele te chamou de chupetinha. Não precisa ficar com vergonha. Você nunca parou, não é verdade?

Adauto: Para de falar isso.

Olenka: Amor, onde é que você esconde essa chupeta?

Ela encontra a chupeta no armário.

Adauto: É, é minha chupeta.

O ex-jogador queima a chupeta e se livra do trauma.


No lixão


Carminha pega pesado no trabalho ao lado de muitas crianças. Ela e Lucinda dividem uma casa. Nina, Jorginho e o filhinho deles visitam a vilã regenerada para apresentar o pequeno.

Nina: Essa é sua avó.

Jorginho: Jorge Tufão Neto.

Carminha: Posso pegar? Ele tem as minhas mãos.

Carminha prepara um almoço para os três e Lucinda.  A criança dorme no colo de Jorginho, que elogia a comida. A mais nova avó chora de emoção pela atitude do filho.

Carminha: Você me perdoa, depois de tudo que eu te fiz?

Nina: Estou aqui, não estou?

Carminha: Eu não seria capaz de fazer isso.

Nina: Você me perdoa?

Carminha: Estou colhendo o que eu plantei.

Nina: Perguntei se você me perdoa.

Carminha: Adianta não perdoar?

Nina levanta da mesa, vai em direção a Carminha, as duas se abraçam e choram.

Carminha: Destino caprichoso esse nosso.

Nina: Sempre juntas.


No jogo do Divino

Adauto está fardado para o jogo decisivo que pode levar o time para a primeira divisão. Eles saem na frente com gol de Jorginho. O adversário empata a partida. E chega o grande momento… pênalti para o Divino.

Adauto se prepara para bater, respira fundo e marca! 2 a 1!

Divino Futebol Clube é campeão e sobe para a Série A.


FIM


>>> Agora o Noveleiros também tem um espaço no Facebook. Clique aqui, curta, compartilhe e comente.

Bookmark and Share

Comentários (23)

  • Zilmar Ilha diz: 19 de outubro de 2012

    Sempre as novelas são estragadas no final, mas esta foi o contrário….o final foi muito bom.

  • Rafael diz: 20 de outubro de 2012

    cade o filho da sueli, ow ela ta gravida ainda depois de 3 anos? gostei do final da carminha, fiquei com pena… mas foi o que ela plantou.

  • Mina diz: 20 de outubro de 2012

    A Carminha não matou o Max! Será que ninguém percebeu a inchada inerte em sua mão enquanto Max era golpeado e ainda inerte na mesma posição e sem nenhuma mancha de sangue depois que ele tomba. Mãe Lucinda chega e diz que viu tudo. NINA MATOU O MAX SÓ QUE CONVENIENTEMENTE NÃO SE LEMBRA, CARMINHA ASSUME O CRIME E MÃE LUCINDA A APOIA EM SUA DECISÃO.A REDENÇÃO DE CARMINHA É IR PARA CADEIA NO LUGAR DE NINA, FIM.

  • ASSIS BRASIL STOQUETTI diz: 20 de outubro de 2012

    Foi o final de novela mais sensato que já vi. O final foi o alavancador de toda a trama. Pelo menos por um dia, essa novela teve fundamento, apesar de ser ficção.

  • Jorge Luis diz: 20 de outubro de 2012

    Que ridículo, tem boatos que até a Dilma parou de trabalhar para ver o final da novela…por isto o Brasil é terceiro mundo e vai sempre o ser: gente burra e manipulada por televisão.

  • Carina diz: 20 de outubro de 2012

    Carminha redimida, mas sem perder um toque de “arrogância”, tanto que a Lucinda chama ela na saída da prisão de “Duquesa”, foi bárbaro!! Pq ninguém deixa de ser bruxa e vira fada assim, como mágica. Excelente.

  • Tayla diz: 20 de outubro de 2012

    O autor está de PARABÉNS pelo final da Carminha, muito emocionante foi ver elas se abraçarem e chorarem…melhor final não podia ter! Só o amor constrói !!

  • Simone diz: 20 de outubro de 2012

    Primeiro que o Max nao estava com uma arma de fogo para atirar… Era uma faca! Segundo que qdo a Carminha diz ter matado o Max a filmagem mostra a inchada sem uma gota de sangue e a Nina espantada e dizendo q foi legitima defesa da Carminha! Mais no final da novela a Nina pergunta se a Carminha a perdoou tb e enfatiza a pergunta depois q Carminha diz q colheu o q plantou… A Nina matou o Max e só a Carminha sabe!

  • Anjo Colorado – Zé diz: 20 de outubro de 2012

    Não gostei da Carminha se redimindo. Ela agora pode ser considerada uma das maiores vilãs da história das novelas brasileiras? Como se virou boazinha? Na vida real isto seria admirável, mas não é o caso. Mas as cenas ainda assim foram interessantes. Ao menos assistimos uma partida do Divino FC. Em toda trama apenas treinava.

    O Jorginho jogou de titular e ainda fez um dos gols. Achei que forçaram a barra. Ele nem deveria estar mais na equipe. Quase nunca treinava e chegou a se despedir do clube. Fazia mais lógica que aquele gol tivesse sido marcado por Roni ou Leandro que sempre foram os craques do time. Adauto marcando de penalti foi tri. Deu-lhe uma redenção merecida. Faz sentido, pois se dizia que ele era quase tão bom quanto Tufão e mantivera a forma física.

    O casamento a três de Cadinho e suas mulheres não foi uma cerimônia oficial. Melhor assim já que o Estado não aceita (ainda) este tipo de união. Inventar uma religião maluca como foi o caso de Dolores com Diógenes tambem seria demais.

    Não gostei de algumas uniões de última hora como foi o caso de Ivana e Silas. Nunca trocaram um “oi” durante o resto da trama e terminam juntos? E a Bervely e aquele rapaz? Jamais sequer trocaram olhares antes. E ainda engataram uma relação futura do Diogenes com a mãe da Alexia.

    E não gostei especialmente do preconceito, arrogância e molecagem que ocorreu por certa gente.

    Eu assisto novelas, mas tambem documentários, reportagens, filmes, gosto de ler, navego na Internet, ganho minha vida honestamente. Sou uma pessoa como outra qualquer. Nem melhor e nem pior.

    Todavia existe quem entre aqui no Blog pregando o conceito estereótipado de quem assiste novelas são pessoas ignorantes e alienadas.

    Isto, sim, é uma verdaderia alienação, coisa de gente limitada mentalmente e ignorante. às vezes penso que se trata de um ou dois moleques bobos se fazendo passar por gente.

    Seja como for usam conceitos dos anos 70 pra falar de novelas e noveleiros, um papo ultrpassado e tão tolo quanto as pessoas que as expressam.

    Se aAlguem realmente acredita que pessoas que assistem novelas não tem nenhuma outra atividade ou não tem interesse pela política no país ou não se preocupa com a cultura só posso definir com uma palavra: estúpido.

    Desculpe se pareço ofender alguem, mas tenho certeza que tais postagens são feitas por moleques desocupados que gostam de “trollar” como a gurizada diz hoje em dia.

  • Valdemir diz: 20 de outubro de 2012

    O engraçado é que todo mundo, mais ou menos, sabia como iria ser o desfecho da trama, mas foi colocado de uma forma impecável, com riqueza de detalhes. Mais uma novela que entra para a história como uma das mais bem elaboradas. Parabéns a todos os responsáveis!

  • Lea diz: 20 de outubro de 2012

    Acho que podia ter sido melhor porque em muitas das cenas eu me sentia vendo um capítulo comum, não o último; mas todas as cenas em que a Carminha esteve presente foram maravilhosas. A novela realmente foi dela.

  • Marcel Marques diz: 20 de outubro de 2012

    Olá, preciso da tua opinião, assistindo ontém e quero rever hoje, mas tive a impressão de que a enxada da Carminha ficou limpa, sem sangue, me deu a entender que quem teria matado o Max poderia ter sido ou a Nina ou o Jorginho e a Carminha teria assumido, e esse seria o fundamento para a Lucinda falar pra ela que sempre soube que ela tinha um coração bom, e se por um acaso foi o Jorginho teria ainda mais motivos para assumir. Quando eles chegam com a criança no lixão, a troca de olhares entre Jorginho e Carminha me passou a impressão de que teria alguma coisa por trás, o que achaste?!

  • Soní diz: 20 de outubro de 2012

    O Santiago sumiu e a irma da Nina também, pelo menos eu nao lembro da última cena dela (voltou para a Argentina ?) A assassina sendo a Carminha nao foi um final surpreendente, na minha opiniao. Muita gente apostava que seria ela. Aquele jogo como cena de encerramento? Enfim, os finais normalmente deixam a desejar.

  • Rodrigo Ximenes diz: 20 de outubro de 2012

    Tenho a mesma impressão que foi a baixo…
    Não foi a carminha que matou o MAX com certeza… ou foi a Nina ou o Jorginho!
    Só olhar a Cena!

  • juçânia Facchin diz: 20 de outubro de 2012

    Eu concordo com os comentaristas que afirmam não ter sido a Carminha a assassina de Max. Acho que isso o autor deixou subentendido.Acho que ela assumiu a culpa, para salvar Jorginho ou Nina. Para mim um dos dois é o verdadeiro assassino de Max. Tanto é que a mãe de Max teve uma reação que nenhuma mãe teria, ao acolher a assassina de seu filho.

  • Gabriel diz: 20 de outubro de 2012

    LOL
    O primeiro ponta-esquerda q bate de perna direita que eu ja vi… XD

  • Apaixonada diz: 21 de outubro de 2012

    Não resisto vou comentar. Quando vocês dizem que não foi a Carminha que matou o Max justificam a redenção da vilã, só esquecem que essa decisão não dependeria só dela mas da outra parte interessada. Não acho que a personalidade da Nina permitiria que outra pessoa pagasse por um crime que ela cometeu e o Jorginho então? Além de deixar a amada caída no chão desmaiada ainda deixaria a mãe ir para a cadeia no seu lugar?

    Duas observações se eu tiver errada me corrijam eu não segui a novela como a maioria: O Adauto não era analfabeto, então como o trauma da chupeta aconteceu em um colégio interno?
    E tem lógica a Lucinda chegar ver a Carminha matando o Max, ajudá-la fugir e deixar a Nina desmaiada no chão?? Não seria natural ela ajudar a Nina a se levantar e aí assumir o crime como ela fez depois?? Acho que ficou esse furo, na minha opinião.

    Mas o autor está de parabéns, foi a novela de maior audiência e a mais rentável dos últimos dez anos. Tiro meu chapéu para a Adriana Esteves também PERFEITA! Mesmo se redimindo, sem vaidade com roupas simples a gente percebia a empáfia e o orgulho da Carminha, não perdeu a essência da personalidade da personagem.

  • Bruno diz: 21 de outubro de 2012

    Na última cena na mesa da casa da familia Tufão, logo após Nina e Jorginho retornarem da cena do lixão, aparece uma criança ao lado da Débora, quem é esta criança? Filho da Debora que nunca soubemos estar grávida ou o filho da Suellen que não apareceu e estava no núcleo errado?

  • Ricardo diz: 22 de outubro de 2012

    Olha, apesar de ter enrolado demais nessa trama da vinganca da Nina com a Carminha, o final foi muito bom, gostei do final da Carminha, pois na vida uma pessoa nao muda o seu jeito de ser, mas pode optar entre fazer o bem ou o mal, a Carminha continuou com seu jeitinho arrogante e engraçado mas é a personalidade dela, isso nao muda. Parabens autor, humilhou o final da novela anterior Fina Estampa, jurei nunca mais assistir novela desse autor, mas acreditei em avenida brasil e nao me decepcionei. PARABENS, nota 10.

  • Priscila diz: 22 de outubro de 2012

    Faço a mesma pergunta? Quem era a criança ao lado da Debora ? Alguem sabe dizer?

  • rita de cacia rolim diz: 22 de outubro de 2012

    Eu n vi a filha da carminha,morreu ou esqueceram dela,logico que foi a carminha que matou o max,tentou uma vez n consequiu,a outra n podia falhar,o autor foi impecavel,deixou furos de proposito,para os detetives de plantao(nos)para comentar mais a novela.

  • Geórgia Venturini diz: 22 de outubro de 2012

    Não entendo o frisson causado por Avenida Brasil nas mídias e redes sociais. A novela não foi das melhores: roteiro cansativo, personagens chatos ou superficiais. Quem carregou a novela nas costas foi a magnífica Adriana Esteves, com as caretas e frases de Carminha. Outro personagem que valeu é o impagável Adauto, embora tenha sido avacalhado no final. O nítido constrangimento do ótimo Juliano Cazarré ao fazer as cenas relativas ao segredo da “chupetinha” causou pena no telespectador. O autor sacaneou totalmente o Adauto.
    Novela em que todos brilharam e envolveram o Brasil foi Cheias de Charme, e Cláudia Abreu só não ganha prêmio de melhor atriz do ano pelo azar de disputar com Adriana Esteves. Seria até plausível um empate entre Carminha e Chayene.

  • estefania domingos diz: 29 de março de 2013

    Amei a novela, desde as músicas as personagens! Espetacular
    So sinto pena da opinião de algumas pessoas criticarem. Mas respeito :)

Envie seu Comentário