Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Lado a Lado: Jornalista publica matéria contando que Laura é divorciada

27 de novembro de 2012 21

Catarina (Alessandra Negrini) prometeu acabar com a vida da rival, e vai cumprir as ameaças. Nos próximos capítulos, ela arma um plano pra destruir a reputação de Laura (Marjorie Estiano), de acordo com o Extra.

Com a ajuda de Neusinha (Maria Clara Gueiros), a cantora contrata um jornalista para fazer uma matéria sobre Laura. Ele fotografa a professora andando sozinha nas ruas e escreve uma matéria revelando que ela é divorciada.

O escândalo vem à tona e a vida de Laura vira um inferno. A moça é demitida do colégio onde trabalha, expulsa da igreja pelo padre e é até proibida por Eulália (Débora Duarte) de ser madrinha do bebê de Teresa (Susana Ribeiro).

O que será de Laura depois de tantas humilhações? Acredito que nesse momento difícil, Edgar (Thiago Fragoso) seja o único a estender a mão para ajudar a moça… E é exatamente isso que os fãs do casal estão esperando, né?

>>> O Noveleiros também tem um espaço no Facebook. Clique aqui, curta, compartilhe e comente.

Bookmark and Share

Comentários (21)

  • Érika diz: 27 de novembro de 2012

    Aaaaii geente, num eh por nada não, mas eu tou louca pra ver isso! E tou achando q a Laura vai acabar dando aula pras crincinhas do morro! O q eu qro msm eh ver o beijo deles semana q vem *—-*!!

  • cat diz: 27 de novembro de 2012

    finalmente isso vai acontecer…..prometaram essa Laura revolucionaria…mas até agora só tivemos um vislumbre do que seria, té então a luta era mais interna, com a familia….agora sim, enfrentando o preconceito contra a sociedade, a rejeição, a humilhação, tava faltando isso para o personagem mostrar a que veio…esperando essas cenas….
    ah, e claro…..com toda o apoio do amdo….

  • Luiza Rosa Ramos diz: 27 de novembro de 2012

    Acho q essas situações deveriam ficar no passado. Preconceito não pode ser alimentado. Outro dia, meu filho d sete anos falou coisas q viu na novela, tipo q eu era uma sem vergonha pq tinha me separado do pai dele. Que na novela “dizia” q mulher tinha q fazer o q os homens queriam…Bom ai ja viram, tive q me virar nos quatro e explicar o q é uma novela e pra q serve! Acho q alimentar este tipo d histórias só faz as pessoas de descêndencia africana e os machistas d plantão terem subsídios para abastecer os seus repertórios d desculpas esfarrapadas e motivos pra reclamar da vida ou da sociedade. Se quisermos chegar no futuro devemos deixar o passado para trás.

  • Anjo Colorado – Zé diz: 27 de novembro de 2012

    Realmente não tinha pensado nisto.. Dar aulas pras crianças no morro. Vai ser tri. E seria um tiro no pé dado por Catarina, pois está com isto reaproximando Laura de Edgar.

    Mas se eles voltarem… Não será o fim do preconceito da sociedade de que ela sofrerá?

    Afinal de contas o desquite não anulava de fato a união conjugal. A lei se referia apenas a separação de corpos. Somente dizia que não havia mais compromisso, mas se eles quiserem voltar… É como se nunca tivesse tido “divórcio”.

    Mas acho que essa questão fica pros últimos capítulos mesmo.

  • Apaixonada diz: 27 de novembro de 2012

    Cat – Concordo plenamente!!!

    Michelle sobre a sua pergunta, não necessariamente eu quero que o Edgar fique do lado dela e ele já demonstrou que vai ficar. Mas eu quero ver a Laura se levantar sozinha. Enfrentar tudo de peito aberto e ainda abrir caminho para que outras mulheres tenham coragem de se libertar de casamentos que as façam sofrer!
    Sem falar que ela terá a Isabel do seu lado para o que der e vier!
    Quem sabe ela não vai escrever uma coluna no jornal do Guerra??

  • Carlos diz: 27 de novembro de 2012

    Sempre achei que a laura iria entrar para turma do teatro por eles serem mais modernos e pelo primeiro capitulo a laura está ensaiando uma peça. Iria adorar um enfrentamento da laura e catarina no teatro. Estou morrendo de pena da Laura porém louco para conferir como vai passar por tudo isso e nesse momento apesar de saber que vai ter a ajuda do Edgar e isabel quero que a personagem passe por tudo isso ” sozinha” que mostre o quanto é forte

  • Claudia diz: 27 de novembro de 2012

    Eu preferia a Laura assumindo do que sendo descoberta. É como o Edgar disse, se ela não conta toda a verdade, ela não está enfrentando, está, de qualquer forma vivendo uma mentira. Não seria fácil, mas foi a escolha que ela mesma fez.

  • m_sinistra diz: 27 de novembro de 2012

    Queridas Erika e Cat
    Agora eu só quero ver o recital da Catarina for um fiasco vc já
    pesou depois de tudo que ela fez

  • Érika diz: 27 de novembro de 2012

    Tbm pensei nela escrevendo uma coluna no jornal, mas aí ela vai continuar na frustração de não dar aula.. A não ser q ela consiga fazer os dois.
    Poiseh, neh, Anjo, ia ser legal! Ela na comunidade, rs.
    Luiza, acho q isso soh acontece se a pessoa não entender a msg! Pra criança, talvez seja difícil msm aí vc cai ter q explicar, mas sinceramente, isso eh com qlqr novela! Malhação mostra geral se pegando; Guerra dos Sexos mostra o feminismo e o anti-feminismo exacerbado; Salve Jorge nem se fala acho q ateh Carrossel tem algum tipo d msg ruim.. Vc q vai ter q lidar com isso msm.. A cada dia a TV tah pior :/!
    M-sinistra, tomara q essa mulher se dê muuitoo mal msm, em tudo!! Rs
    Bju

  • Anjo Colorado – Zé diz: 27 de novembro de 2012

    Mas Luiza Rosa Ramos essas coisas estão no passado. É uma novela de época. A trama reflete o que a sociedade pensava de uma mulher que estava separada do marido.

    Poderia ter explicado que aquilo era que se acreditava, mas que as pessoas se tornaram mais conscientes de seus preconceitos e erros e que agora ninguém mais pensa asssim.

    E a gente tem mesmo que sempre dar uma olhada pra trás. Saber como foi que as coisas chegaram até determinado ponto e como era antes. Uma sociedade que no presente ignora seu passado está fadada a não ter futuro.

    Sobre os machistas de plantão… Creio que até perdem argumentos. O machismo está claramente sendo apresentado como uma coisa negativa. Não está pegando bem o machismo se prestar atenção. Só mesmo uma criança, pois tem uma mentalidade infantil, crê que LADO A LADO esta fortalecendo tais idéias.

    E as pessoas de descêndencia africana reclamam com razão do racismo no Brasil. A novela apenas mostra que é algo vem de muito tempo e da dificuldade que sempre tiveram que enfrentar.

    Teu filho pode ter dificuldades de interpretar corretamente a trama, mas tem tu pra ensinar. Manda ele fazer uma pesquisa sobre o assunto ou faça tu mesma e apresente.

    Quando uma novela gera um discussão que pode ser positiva ela está fazendo um bem a sociedade.

    Esquecer das coisas, deixar pra lá, fingir que não aconteceu não amadurece uma sociedade.

    LADO A LADO até ensinou muita coisa importante que geralmente não ensinam ou enfatizam nas escolas.

    Lamento que teu filho tenha tido tais pensamentos, mas pensa no lado bom: tu ensinaste algo a teu filho. Não foi a escola, mas tu mesma. É algo que pode se orgulhar.

  • André diz: 27 de novembro de 2012

    Luiza, não acho que a novela esteja alimentando nenhum preconceito, muito pelo contrário, o que ela nos faz é refletir sobre o quão absurdos eram os padrões morais de um século atrás. Essa reflexão pode permitir, inclusive, que percebamos que, mesmo nos dias atuais, ainda há muito preconceito a ser superado. Sem dúvida, em muito se evoluiu de 100 anos pra cá, mas ainda há que se deixar muita hipocrisia de lado e se perceber que, ainda nos dias de hoje, há muito julgamento e padrões morais que precisam ser revistos. Acho que o passado não deve ser deixado para trás justamente porque, através dele, podemos aprender muito, se fizermos uma boa análise dele. Aprender com os erros, sabe?

  • Apaixonada diz: 28 de novembro de 2012

    Luiza Rosa Ramos

    Sou educadora e mãe de um menino de 7 anos. Não gosto que ele assiste novelas mas esse horário ele fica ansioso esperando Lado a Lado acabar para mudar para os desenhos dele, então ele fica brincando na sala, um olho no brinquedo e outro na novela. Sabe tudo que está acontecendo. Ele me enche de perguntas e aí eu aproveito para contar para ele como era. Explico que novela é como um teatro, que tudo é uma forma de contar uma história e que essa história é a história do nosso país.

    Ele ficou impressionado com a surra que o Zé Maria levou. Então eu aproveitei para contar a história da escravidão e como os negros eram tratados.
    E que isso nos dias de hoje é crime, que devemos respeitar.. etc etc etc
    Enfim o que eu quero dizer é que o melhor é a criança nessa idade não assistir novelas, mas se assiste aproveita o que você acha “errado” para ensinar o seu filho. Até com o meu adolescente eu trabalho os temas que são discutidos, como a forma de tratar uma mulher por exemplo.
    E não tem para onde fugir, esses dias eu estava assistindo a Liga da Justiça com o meu pequeno e tava o maior clima de romance entre dois super´heróis. Então o melhor remédio é o diálogo!!!
    Afinal a gente tem que educar para o mundo, e o mundo não é perfeito.

  • Claudia diz: 28 de novembro de 2012

    Luiza Rosa Ramos,

    Num ponto eu concordo contigo. Esses dias vi um trecho de uma entrevista do Morgan Freeman na qual ele falou que o racismo só vai ter fim no dia em que não se falar mais em cor. Enquanto continuarmos discutindo isso estaremos ressaltando a diferença. Ele disse algo no sentido de que deveriam ser duas pessoas conversando e não um negro e um branco conversando.

    Surgiu esse tema na entrevista quando ele (Morgan Freeman) resolveu afirmar que não queria um dia do negro questionando o entrevistador (um judeu) se o mesmo gostaria de um dia dos judeus. Se somos todos iguais não precisa ter dia para pontuar isso.

    Sei que foge um pouco da discussão dos personagens da novela, mas achei interessante colocar aqui para refletirmos se, realmente, ficar falando no assunto, buscando relembrar o passado e tentando buscar mecanismos para que as pessoas sejam iguais não estamos na verdade ressaltando as diferenças. As diferenças advindas da escravidão só terão fim quando pararmos de olhar os descendentes dos escravos como diferentes, ainda que para ter benefícios e tentar pagar alguma dívida da sociedade com essas pessoas. Como disse Morgan Freeman, devemos conversar sem ver a cor. Fica aqui minha opinião para reflexão.

  • m_sinistra diz: 28 de novembro de 2012

    Querida Claudia
    Eu concodo com vc Quando vc disse devemos conversar sem ver a cor. .
    Mas as novelas estão abordando os temas que tem que se abodados para as pessoas não cair neles.

  • Anjo Colorado – Zé diz: 28 de novembro de 2012

    Eu concordo em parte. Só não acredito que parar de falar em cor é um elemento importante pra acabar ou mesmo diminuir o racismo. Primeiro temos que acabar ou diminuir com o racismo pra pararmos de falar em cor.

    Não assisti essa entrevista, mas não acredito que eliminar o estudo da História fosse uma contribuição válida.

    Eu me lembro, aliás, do meus tempos de guri no Vitorina Fabre em Esteio. O que me ensinaram naqueles distantes tempos?

    Que uma princesa muito boazinha chamada Isabel assinou uma lei que abolia a escravidão no Brasil e todos viveram felizes para sempre.

    O meu conhecimento correto sobre a História foi mais adquirida fora do colégio que dentro dele, em livros que não faziam parte dos didáticos.

    E vc pensam o quê? Que existia menos racismo por pouco que se falava sobre o assunto? Numa época em que se dizia que no Brasil não existia este tipo de coisa como se fossemos a maior democracia recial do mundo?

    Não falar sobre o assunto, não estudar o assunto, sequer mencionar sobre esse assunto só facilitou a existência de uma geração de ignorantes (sobre o racismo e a escravidão) no Brasil.

  • Claudia diz: 28 de novembro de 2012

    Anjo Colorado,

    O racismo está na cabeça das pessoas. Enquanto ressaltarmos as diferenças (negro, branco, índio), elas continuarão sendo diferenças e vão sendo passadas para a próxima geração. A novela é histórica, não questiono a validade, meu comentário foi apartado. Só estava entendendo a colocação da colega acima. Toda vez que nos referimos a uma raça específica, a diferenciamos das outras.

  • Carlos diz: 28 de novembro de 2012

    Luiza ele é apenas uma criança cabe a vc explicar como funciona hoje em dia e os preconceitos que existiam antigamente e aproveitar para tentar acabar com qualquer tipo de preconcento que teu filho possa ter dando esses exemplos. Só olhando para o passado que poderemos entender o presente e fulturo acho extremamente importante novelas de época, filmes e etc. Creio que o dia da consciência negra assim com os outros dias são extremamente importantes é o dia que deixa como reflexão a situação do negro hoje e a do passado e a sua luta para acabar com o preconceito de vez. É um dia de “luta” onde todos ganham vozes para um debate

  • Kicka- São Paulo diz: 28 de novembro de 2012

    Boa noite queridos!
    Eu vi esta entrevista do Morgan Freeman, muito boa
    Acredito que o que ele e a Claudia tentaram mostrar não é que não se deve falar de racismo ou de preconceito, porque infelizmente eles estão aí, estão presentes na vida dos negros, mas que não temos que levar em consideração a cor ou a origem da pessoa (que é o que a nossa sociedade de modo geral faz, alguns por preconceito mesmo, mas outros fazem por costume, puro e simples) os judeus também são duramente discriminados e acreditem em pleno século XXI, ainda existem pessoas que nos olham com desprezo (pessoas negras como eu), algumas até com nojo, por nos considerarem sujos e fétidos, pessoas que nos seguem quando entramos em determinadas lojas, achando que vamos roubar alguma coisa, se temos filhos brancos ou somos netos, filhos, parentes de pessoas brancas as pessoas não acham que temos laços de sangue com elas, acham acreditem, que no caso dos filhos somos babás, empregadas, e no caso de um avô, ou pai ou mãe brancos acham que somos filhos da empregada, da babá, ou que somos adotados (minha bisavó era branca de olhos azuis, minha família é toda misturada, e quando ela dizia que éramos bisnetinhos dela, as pessoas achavam que éramos adotados!
    Ainda tem o receio das pessoas em nos chamar de negros, achando que vamos ficar ofendidos, preferem nos chamar de morenos, moreninhos, de cor (quem tem cor é lapis, rss) escurinho, esse eu quase morro de rir (se percebe que a maioria das pessoas se sentem desconfortáveis em dizer a palavra negro, algumas pessoas nem fazem por mal, é só medo, porque acham que nos chamando de negros vão nos ofender) nos chamar de negros não nos ofende, é o que somos, o que ofende é a forma como é dito é nos chamar de negros com désdem, com pouco caso, com nojo, como se fossemos inferiores,(sentir isso na palavra negro nos ofende!) quando você é descriminado por uma coisa que você fez, é doloroso, mas com boas atitudes, e uma mudança sincera de pensamento e de comportamento com o tempo isto pode ser mudado, agora quando você é descriminado por uma coisa que você é, é humilhante demais gente, dói na alma, porque você não tem como mudar aquilo, você está sendo excluído por uma coisa que você é, e só por este motivo, você não fez nada de mal pra merecer aquela agressão, você está sendo agredido simplesmente por ser você mesmo, mas graças a Deus melhorou muito, hoje nós negros não olhamos ações preconceituosas dos outros (porque acreditem ou não, esse tipo de coisa ainda vai perdurar por muitos e muitos anos ainda, com algumas significativas melhoras não podemos esquecer), hoje em dia valorizamos nossas conquistas a evolução que estamos conseguindo no caminho para a completa igualdade de direitos.
    Brancos e negros não são iguais, temos muitas diferenças, em vários sentidos mas isto deve ser motivo para aprendermos uns com os outros, acrescentarmos mais ainda a vida uns dos outros, somos iguais nesta questão que citei acima em capacidade, igualdade de oportunidade, de direitos e de deveres perante o próximo e a sociedade em que vivemos.
    Mas devagar a gente vai chegando lá!
    Foi deste jeito que as gerações anteriores (de negros e de brancos sim, pois muitas pessoas brancas ao redor do mundo, inclusive aqui no Brasil, sofreram e ainda sofrem, assim como os negros, humilhações, discriminações e preconceitos) por lutarem junto conosco para garantirem uma vida mais igual e com mais direitos para todos nós, pessoas.
    Porque antes da raça, da posição social, da origem, da cor, antes de qualquer coisa é isto que somos e o que é mais importante PESSOAS.
    Um beijo carinhoso no coração de todos
    Boa noite!

  • m_sinistra diz: 29 de novembro de 2012

    Eu Só quero ver o Que a catarina e o Fernando vão fazer quando ver que o Edgar anda vai está do Lado da Laura.
    Porque foi seis messes ou anos para a catarina conquistar o Edgar e nada.

  • Mich diz: 29 de novembro de 2012

    Realmente muito boa a entrevista do Morgan Freeman…

    Porque tem que existir dia do Negro? porque não existe também o dia do branco?

    Como a Kicka disse em suas sábias palavras, brancos e negros são iguais, diferenças de personalidade todos temos mas a cor não muda nada em nosso caráter, nem na nossa inteligência…
    Sou contra politica de cotas…
    o Negro não precisa entrar em uma universidade porque tem uma cota( o que me parece que é uma obrigação, ter um numero de negros ou uma multa!) e sim pela sua inteligência e pelo seu merecimento…
    Não gosto disso, pra mim isso é preconceito inrustido de uma sociedade que vai sempre excluir o negro…
    Gente o Barack Obama, o ministro Joaquim Barbosa e muitos outros que não vou comentar por falta de espaço,não chegaram onde estão hoje por causa de uma politica de cotas e sim por merecimento, por esforço, por dedicação.
    Venho de uma familia de negros e com muito orgulho digo isso, e já vi muita gente olhando torto pro meu pai!
    Já ouvi comentários do tipo: Nossa, esse é teu pai? eu dizia é sim, porque? não por nada!
    A gente precisa acabar com o preconceito não colocando raças e cotas e sim dizendo, somos todos iguais!!!!!

  • Mich diz: 29 de novembro de 2012

    Gente entrei no site da globo agora e vou comentar duas coisas: Primeiro, o André vem para o núcleo do teatro, tudo leva a crer que realmente ele vai ser o par da Neuzinha!!! e para as Isabertistas a enquete está com54% a favor do Alberto!!! só passei pra fazer a fofoca heheh boa noite a todos!!!

Envie seu Comentário