Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Bonifácio flagra Albertinho e Esther aos beijos na sala de casa

26 de dezembro de 2012 11


Albertinho (Rafael Cardoso) quer convencer Esther (Rhaisa Batista) que tem as melhores intenções. E para conseguir dobrar a moça, ele passa a tarde ouvindo a conversa entediante dela. Margarida (Bia Seidl), que não desgruda da prima um só minuto, tenta entreter o rapaz e pergunta sobre futebol:

“Substituir as noitadas pelo exercício físico me parece bastante saudável.”

Albertinho sente a ironia dela e concorda.


Bonifácio (Cássio Gabus Mendes) aparece na sala e pede a ajuda da esposa para encontrar suas abotoaduras. Quando eles saem, Albertinho corre para o lado de Esther e lhe dá um beijo de tirar o fôlego. Porém, Bonifácio volta para a sala e dá de cara com os dois, na maior empolgação. Sem jeito, Albertinho tenta se explicar, mas o ex-senador diz que já é hora do rapaz ir embora.

Quando ele sai, Esther toma coragem e pede que Bonifácio não conte nada para Margarida.

Será que ele não vai contar mesmo? A cena vai na próxima quinta-feira, dia 27.

Bookmark and Share

Comentários (11)

  • Rita Porto Algre diz: 27 de dezembro de 2012

    Vou repetir aqui, o que comentei no post anterior.
    Em relação ao Alberto e suas conquistas amorosas atuais, para mim tanto faz.
    Nem a Esther nem a Gilda tiveram com ele a mesma química como a Isabel (isso já se tornou um clichê, rsrsrsrs).

    A Gilda ser uma conquista através de uma aposta? Novamente esse artifício? Por isso, talvez, excluiu-se aí, uma possibilidade de encanto, com a personagem.

    O Alberto está repetitivo, aliás as cenas dos amigos não mudam. As mesmas conversas, as mesmas atitudes, ô, rapazes que não evoluem, salvo o Fernando que vem mostrando o quanto é vingativo e mau.

    Os autores conseguiram que pelo menos eu, deixasse de lado o Alberto. São cenas que não empolgam mais. Nem a música tema do personagem, que gosto muito, não soa como antes.
    É isso.

  • Apaixonada diz: 27 de dezembro de 2012

    Oi Rita!!!

    Que pena, o Albertinho perdeu uma fã. Eu continuo gostando muito dele. O beijo em Esther foi quente, mas a atriz não ajuda é fraca e a personagem dela também.

    Gostei das cenas dele com a Gilda. Ainda não teve aposta, só aquela brincadeira do Fernando no primeiro encontro. Quem sabe não era só isso?

    Como eu imaginei o Fernando está envolvendo o Albertinho na sua trama contra o pai. Ele não faz a menor ideia do que seja. Mais uma vez está sendo manipulado.

    Rita, sou brasileira e não desisto nunca, ainda esperando uma mudança do personagem kkk

  • Marta diz: 27 de dezembro de 2012

    Eu acho que com quem o Albertinho tem que ficar é com a Esther,acho que os dois combinam mais.O Albertinho não combina muito nem com a Isabel e principalmente com a Gilda.Logo que eu vi a Gilda eu não gostei dela,achei ela feia.

  • Rita Porto Alegre diz: 27 de dezembro de 2012

    Oi, Apaixonada.

    O Alberto está repetitivo. Foi ficando tão “gurizão mimado”, manipulável, que de certa forma, já perdeu a graça, e o encanto.

    As duas moças que formam um certo” triângulo amoroso” com o janota, não me empolgaram. Para mim tanto faz uma, como a outra.

    Gostei sim, do personagem, mas no momento está com uma função desinteressante. Engana uma, de olho em outra, muito água com açúcar. Achei um desperdício de talento desse ator, que tinha potencial para fazer o personagem crescer. Aliás, era isso que queríamos ver, e de certa forma, era que estava acontecendo.

    Mas como já foi citado aqui, o personagem principal é o Zé Maria. De modo algum, os autores iriam permitir que outro personagem suplantasse a” glória” dele.

    Torço também, para haja mudanças no personagem. Porém se isso ocorrer, não terá a mesma emoção, o mesmo “sabor se fosse por amor àquela que agradou desde o início.
    Abraços para ti.

  • Anjo Colorado – Zé diz: 27 de dezembro de 2012

    A cena foi interessante, mas sem muita fuinção na trama. Bonifácio não se importa com a relação entre o casal. Só agiu daquela maneira pra impôr respeito, afinal a casa era a dela.

    Até que enfim o Albertinho está perdendo fãs. Um dia a imaturidade dele teria fazer isso. Pena que a bravura do Zé Maria não arrecade admiradores.

    Mas até agora não tenho visto nenhum triângulo amoroso. Só uns beijinhos na Esther, uma mulher que nem o agrada, e sequer um um aperto de mão amigável com Gilda.

    Acho que a única mudança do Albertinho será aquela que ele terá que fazer quando tiver a própria casa.

  • Rita Porto Alegre diz: 28 de dezembro de 2012

    Olá Anjo Colorado…

    A piorada proposital do personagem Alberto, contribuiu para que houvesse desinteresse pelas atitudes dele no momento.

    Me referi a “um certo triângulo amoroso”, devido ao envolvimento dos três personagens. Alberto-Esther-Gilda. A Esther não o agrada, mas é mantida uma relação. A Gilda está na esfera da conquista, e já demonstrou interesse pelo janota.

    Porém no meu caso, sem preferência, nem torcida, pois nenhuma das duas chamaram a minha atenção.

    Quanto ao Zé Maria, seus ideais são louváveis. Mas o que estragou foi a escolha do seu par romântico. Pior que isso, é ver que os argumentos que os mantém separados são insuficientes para quem assiste.

    Confesso para ti que agora, tenho dúvidas quanto à mudanças no comportamento do Alberto. Quem sabe o Elias lhe dê um certo sentido de maturidade. É para aguardar.
    Abraços para ti.

  • Cris diz: 28 de dezembro de 2012

    Rita, concordo contigo. Tá muito chata essa enrolação do Zé e da Isabel. Não acho que o Albertinho tenha perdido fãs, pois personagens não tem fãs, acho que a novela perdeu audiência quando as pessoas perceberam que as coisas não vão acontecer. O Albertinho é apenas a maior das frustrações por ter gerado tantas expectativas, pois nada justifica ficar estagnado com aquele grupo e nada justifica não ter tido as esperadas cenas com a Isabel.

  • Anjo Colorado – Zé diz: 28 de dezembro de 2012

    Pioradas do Albertinho, Rita? Mas ele não piorou em nada. Ele apenas permanceu o mesmo. RSRSRS.

    O Albertinho vai mudar quando certos fatos vierem á tona, especialmente aqueles que envolvem Constância. Quando souber das relações que teve com Bonifácio e Umberto e ainda mais sobre o que realmente aconteceu com seu filho, certamente terá o seu mundo revirado.

  • Rita Porto Alegre diz: 29 de dezembro de 2012

    RSRSRSRS…pra ti também Anjo Colorado.

    Bem, o Alberto foi piorado, para que deixássemos de torcer para que tivesse uma nova chance com a Isabel (quem torcia por isso, é claro).

    Como um rapaz passa 6 anos da vida no exército, e sai de lá mais inconsequente que nunca? Um tremendo exagero dos autores. No mínimo, noção de disciplina e responsabilidade, traria consigo para fora do quartel.

    Ele chegou a adquirir patente de tenente por méritos próprios! Se continuasse um tolo, irresponsável e mimado da maneira como entrou, jamais chegaria a tanto.

    Como ele vai reagir ao descobrir certas verdades é que me causa certas dúvidas.

    Desejo a todos os noveleiros, um FELIZ ANO NOVO!!!
    Muita paz, saúde, e prosperidade. FELIZ 2013!!!

  • Anjo Colorado – Zé diz: 30 de dezembro de 2012

    Bem, Rita… Aí que tá…

    Na minha opinião ele voltou o mesmo. Nem melhor (isso ficou claro) e nem pior.

    E a falta de lógica dele não ter amadurecido na escolar militar é algo absurdo.

    Albertinho não foi expulso ou reprovado. Ele se formou. Tudo bem que falou ter se aproveitado do uniforme pra conquistar umas gatinhas, mas até aí não tem nada demais. Não era um convento. Se escapava pra paquerar, mas permaneceu lá seis anos significa que nunca foi apanhado. Mas de toda forma viveu num regime duro e altamente disciplinado.

    Voltar como o mesmo meninão não faz sentido algum. A gente nota que sequer afetou a personalidade dele.

    E o que me espanta é que o personagem Albertinho é carioca! E a escola militar era no RS. Antes de 1910 gente do “centro” do Brasil não era muito bem quista! A pressão sobre um não gaúcho era muito maior!

    Mas parece que ele voltou de uma colônia de férias.

    Falhou feio mesmo os autores de LADO A LADO.

    E Feliz 2013 pra todo os noveleiros e não noveleiros!!!!

  • Anjo Colorado – Zé diz: 1 de janeiro de 2013

    Bem, sou obrigado a admitir que errei. Albertinho piorou mesmo. Ele já está ciente que Feranando tomará do pai a empresa.

    Como Albertinho pode se sujeitar a um plano tão vil? Tudo bem que Bonifácio é mau e somente o aceitou a empresa porque Constância se deitou com o pilantra, mas o janota não sabe disto.

    O que Albertinho sabe é que Bonifácio lhe ofereceu um emprego quando ninguém o faria e ainda não dedurou aquela beijação com Esther. Todavia será baixo o bastante pra trair a confiança e a boa-vontade que acredita existir em seu patrão.

    Agora, sim, Albertinho se firmou com um canalha.

Envie seu Comentário