Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

As mamães que deram o que falar em Salve Jorge

12 de maio de 2013 1

Neste Dia das Mães, o Noveleiros não poderia deixar de prestar uma homenagem às mamães que fazem sucesso na telinha. Em Salve Jorge, há mães de todos os tipos, mas algumas delas deram o que falar, positiva ou negativamente. Confiram!


Morena


Mãe aos 14 anos, Morena (Nanda Costa) engravidou do primeiro namorado, o traficante Beto (Sacha Bali). Abandonada pelo rapaz, ela criou sozinha o pequeno Junior (Luiz Felipe Mello) e foi pensando em dar um vida melhor ao menino que acabou sendo traficada. Em meio a todas as ameaças da quadrilha de Lívia (Claudia Raia), Morena deu à luz a pequena Jéssica Vitória, fruto de seu romance com Théo (Rodrigo Lombardi). Corajosa e determinada, a mocinha enfrentou um tiroteio para proteger a filha dos bandidos.


Lucimar


Lucimar (Dira Paes) também foi mãe muito jovem e assim como a filha Morena, também não teve marido para ajudá-la. Batalhadora, ela sempre trabalhou de diarista em vários empregos para sustentar a filha. Agora, a avó guerreira banca a mãe de Junior e Jéssica, enquanto Morena está na Turquia para ajudar a Polícia Federal.


Áurea


Dona Áurea (Suzana Faini) é a típica “mãe mala” e a sogra dos pesadelos de qualquer mulher. Ela sempre protegeu demais o filho Théo, tanto que até hoje o Capitão vive debaixo das asas da mamãe. Dona Áurea acha que nenhuma mulher é boa o suficiente para seu filhinho e já azedou o relacionamento do rapaz com Morena e Érica (Flávia Alessandra).


Berna


Em nome do desejo de ser mãe, Berna (Zezé Polessa) foi cúmplice de um terrível crime ao ajudar no sequestro de Aisha (Dani Morena). Apesar de ter dado todo amor e conforto para a filha adotiva, nada justifica ela ter tirado de Delzuíte (Solange Badim) o direito de conviver com a menina.


Helô


Se em seu trabalho como delegada Helô (Giovanna ANtonelli) esbanja eficiência e dedicação, como mãe ela deixa muito a desejar. Omissa e negligente, ela permitiu que Drika (Mariana Rios) fosse morar com o pai desde criança e nunca se envolveu na educação da jovem. Graças a isso, Drika cresceu sem limites e sem a menor noção do que é certo ou errado.

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Clau diz: 13 de maio de 2013

    Berna não é mãe. Ela quis é brincar de boneca. Não vejo maternidade alguma nessa personagem. Áurea é chata sim. Insuportável, mas como mãe, até se engole. Ficou sozinha com Theo e se grudou no filho. Não teve vida própria. Muitas mães são assim. Mas se sentiu culpada quando Júnior sumiu e ficou desaparecido num período da novela. Fez um almoço para o guri depois que Theo o encontrou, mais para sossegar sua consciência que estava pesada. Tentou conviver com Érica, que sempre preferiu como nora do que Morena. É chata, metida, mas não a considero de todo ruim. Tem muita mãe assim até hoje.

    Helô também não tem culpa pelo o que ocorreu com Drika. Ela não poderia ser páreo pra Stênio Lingua-Grande, pois este sim foi culpado. Acho que deve ter feito com Drika o que Celso faz com Raíssa. Mas claro, como bom advogado, não entra na histeria de Celso. Stênio CONVENCE as pessoas e convenceu Drika de que Helô não foi boa mãe e não lutou por ela. Não gostaria de ver Stênio com Helô no final, pois ele não mudou em nada sua maneira de ser e a filha continua mimada e insuportável. Sem comentar o vagabundo do genro que nada faz o dia todo. Este poderia abrir um negócio com Pescoço. Ambos são vagabundos. Mas Pescoço pelo menos é mais divertido. Pepeu é nojento!

    Morena é boa mãe, assim como Lucimar. Guerreiras! Embora Morena tenha pisado na bola algumas vezes quando pensava mais em Theo do que nos filhos.

    Berna é pior! Mimada, nojenta, pedante… Não foi capaz de ser humilde na presença de Delzuite, nem pediu desculpas de coração pra coitada do Alemão. Até o fim Berna acusa Helô por ter se separado de Mustafá. Berna não está nem aí para o mundo! Ela só quer o Mustafá dela e ponto final. Helô é um carrasco, como Berna diz. Mas se enxerga! Não é capaz de olhar o que fez? da maneira que fez? com frieza? Nada justifica este erro. Deixou Aisha sofrendo durante anos querendo saber sobre sua família. Preferia que a guria jamais soubesse a ter ela, Berna, que enfrentar a justiça. Mulher individualista. Não gostei de saber que Mustafá vai perdoá-la e Aisha voltar para a Turquia. Mas entendo o que Glória Perez quis dizer com isso. Aisha no fundo é turca e cheia de coisinha, como Berna. Mas de todas essas mães a PIOR pra mim, é Berna.

Envie seu Comentário