Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Joia Rara: Monges confirmam que Pérola é a reencarnação de Ananda

16 de outubro de 2013 8
Divulgação, TV Globo

Divulgação, TV Globo

Depois de testarem vários meninos do Rio de Janeiro, os monges budistas estavam quase perdendo a esperança de encontrarem a reencarnação de Ananda (Nélson Xavier). Mal eles podiam imaginar que a criança estava bem perto.

Sonan (Caio Blat) sentiu desde o primeiro momento que tinha uma ligação muito forte com Pérola (Mel Maia). Aos poucos, as peças foram se encaixando e ele começou a perceber que a menina poderia ser a reencarnação de seu mestre.

Para ter a confirmação, os monges fazem o mesmo teste com a pequena, segundo o site da novela. Eles colocam vários objetos diante dela e explicam:

- Você deverá escolher os objetos que pertenceram a sua encarnação como Ananda Rinpoche.

Pérola nem hesita e começa a selecionar todos os objetos que pertenceram ao líder espiritual. Emocionado, Sonan exclama:

- Não há mais dúvidas! Pérola é a reencarnação de Ananda Rinpoche

Franz (Bruno Gagliasso) e Amélia (Bianca Bin) ficam desconfiados, mas acabam se rendendo à animação da filha. Porém, quando os monges anunciam que a menina terá que passar por um treinamento espiritual nos Himalaias, Franz não quer saber de conversa:

- Apesar do grande respeito que tenho pela religião de vocês, não acredito em reencarnação. Desculpem, mas essa história foi longe demais! E não vou permitir que ela faça esta viagem! Isso tudo é uma loucura!

Vocês acham que Franz deve deixar Pérola viajar e seguir sua missão nos Himalaias?

Bookmark and Share

Comentários (8)

  • Ana diz: 16 de outubro de 2013

    Eu acredito em reencarnação mas não deixaria minha filha de 9 anos ir pros Himalaias sozinha com vários monges nem se ela tivesse sido Buda.

  • Anjo Coorado – Zé diz: 16 de outubro de 2013

    Eu tenho acompanhado um pouco essa novela. É difícil pra mim porque gosto de novelas de época, mas não novelas espíritas.

    Cada um acredite no que quiser e no que puder, mas pra mim todas as novelas deveria ser laicas. Poderia abordar temas religiosos, mas sem forçar uma verdade teológica.

    Eu sei que quando um Dalai Lama (líder máximo da religião budista, considerado a reencarnação de Buda) morre, se usa aqueles métodos pra descobrir em que corpo sua alma foi abrigar. Até aí tudo bem. No entanto a novela não deixa para os telespectadores espaço pra dúvidas. Existem coisas que os personagens não sabem, mas que acompanha está ciente. Aquela menina é a reencarnação do mestre deles e fim de papo. Não é assim na vida real.

    Não creio em Buda. Os seus métodos e tudo mais que fazem pra descobrir onde a alma de alguém foi parar pra mim não é uma verdade absoluta. Não creio na reencarnação. Pra mim não é uma verdade absoluta.

    Eu sou católico. Pra mim Jesus é o salvador do mundo e creio na Ressurreição dos Mortos e na Vida Eterna. Pra mim essas são as verdades absolutas. No entanto eu mesmo acharia estranho uma novela baseada somente em conceitos católicos.

    Fico imaginando como seria uma novela com um personagem com uma doença incurável se recuperando após uma novena a algum santo da Igreja e sem nenhuma explicação científica. Sim, existe casos assim, mas me refiro, logicamente, o autor “criando” um milagre ficcional somente para resolver uma situação e firma a crença católica sobre santos e santas.

    Ou como seria uma novela onde um personagem se curasse desta mesma maneira somente depois de se converter as crenças evangélicas.

    Acho que as novelas tem mesmo que abordar temáticas religiosas, mas sem consagrar determinadas crenças.

    Neste caso nem é exatamente o budismo que está sendo consagrado, mas a crença na reencarnação que a Globo adora explorar porque as pessoas de uma maneira geral são fascinadas pelo tema mesmo quando não acreditam.

  • Cristina diz: 17 de outubro de 2013

    Concordo com você, Anjo Colorado. Sou católica e penso exatamente como você. Essa apologia da Globo a crenças reencarnacionistas é forçado demais.

  • NIVEA MARTINS RIBEIRO BUENO diz: 17 de outubro de 2013

    Olá queridos amigos, Eu ( NIVEA ), não acredito na Reencarnação. Posso acreditar sim, que após a morte as almas, passam por uma purificação, e após este período elas poderão ser SANTAS, e juntamente com TODOS OS OUTROS SANTOS, em COMUNHÃO, intercederem por nós aqui na TERRA. Mas Eu admiro muito o Budismo !!!!!!!!! Inclusive à +/- 19 anos atrás Eu fiz YOGA, no Sesc Pompéia em SP por 1 ano e meio. Uma vez o professor pediu que todos nós ficássemos deitados e imaginássemos, que estávamos descendo uma gruta através de uma escadaria de pedra. Ele usava uma voz, bem mansa e suave !!! De repente uma moça deu um GRITO, e Eu me ví desesperada tentando sair daquela gruta, subindo rapidamente aquela escada. O professor dizia, muita calma, subam devagar, senão vocês irão se machucar. Eu só sei que quando ele conseguiu fazer a gente acordar daquele transe, Eu estava com uma forte DOR NO JOELHO ESQUERDO. Então depois deste episódio Eu nunca mais fiz YOGA. Espero tê-los ajudado !!!!!!!!!

  • Anjo Colorado – Zé diz: 17 de outubro de 2013

    Nivea, eu gostei do seu relato. Não sei como explicar essa experiência, mas o teu professor pediu pra “subirem” devagar, não é mesmo? Aí a culpa não me parece ser da Yoga ou do teu professor. Pelo o que entendi foi um acidente.

    Eu até que admiro o pouco que sei sobre o budismo. Na verdade eu pouco tenho contra outras religiões. As pessoas atendem as “verdades” que são capazes de aceitar. Sou só contra forçar sistematicamente uma crença só pra ter audiência. Religião é um assunto sério.

    Pois, Cristina. o que Globo faz é mesmo uma Apologia nem creio que seja por conta uma instrução religiosa. Creio mesmo seja porque o tema reencarnação é algo que fascina muito e isso prende atenção dos telespectadores.

    A novela poderia mesmo ter essa história. Ela é como a história dos Dalai Lamas que sempre foram eleitos a partir de investigações como os monges da novela fizeram com Pérola. E isso ocorre há séculos. Até aí não vejo problema.

    No entanto existem cenas que forçam demais como casal se iluminando logo após a concepção da filha que “coincidiu” com a morte do mestre deles.

    Essa cenas não deixam espaço pra dúvidas ou discussão. É apologia pura. Não do budismo da crença sobre a reencarnação.

    Ana, eu não entendi. Se eu fosse o pai dela e estivesse convencido que minha filha de nove anos fosse um líder reencarnado de uma grande e bela religião eu daria meu total apoio. Iria junto, mas eu permitiria que fosse criada e educada pelos monges, pois isso seria o destino dela, aquilo que veio ao mundo para cumprir.

  • NIVEA MARTINS RIBEIRO BUENO diz: 17 de outubro de 2013

    Anjo Colorado – Zé,
    Gostei do seu comentário !!!
    Eu não tenho NADA CONTRA OS BUDISTAS, e nem CONTRA O EXERCÍCIO FÍSICO DA YOGA. Com certeza se Eu tivesse oportunidade faria a Yoga ( Exercício Físico ) novamente. Mas O QUE Eu CREIO MESMO É NA REVELAÇÃO DE DEUS, FEITA ATRAVÉS DO ESPÍRITO SANTO. Um beijão

  • Cristina diz: 18 de outubro de 2013

    Nesse ponto eu concordo com você, Anjo Colorado, é isso que eu quis dizer. É uma apologia, não porque a Globo seja budista ou espírita, ainda que tenha atores budistas e espíritas entre seus funcionários. A Globo faz essa apologia justamente porque dá audiência. É esse o ponto: a audiência. Tudo em nome da audiência. Também não tenho nada contra os budistas ou qualquer pessoa de outra religião. Só não tenho a mesma crença destas pessoas. Eu sou cristã, acredito na revelação de Deus através de Jesus Cristo. Não sou contra o budismo, mas também não simpatizo, porque é incompatível com a minha crença cristã. Mas enfim, também não tenho nada contra ioga, porque é apenas uma técnica que faz parte da cultura oriental e nem tudo da cultura vem necessariamente da religião, embora a religião seja parte da cultura também.

  • Clau diz: 21 de outubro de 2013

    Falar de crenças é sempre muito difícil, cada um tem a sua. Sou espírita e gosto de novelas espíritas. Acredito na reencarnação como uma evolução. Na Doutrina Espírita as reencarnações podem somente evoluir. Já no Budismo, um ser humano pode numa próxima vida encarnar em um animal. Enfim, o Budismo é muito amplo e não vou debater sobre religiões. Mas sinceramente não acredito que a Globo pretenda ter uma audiência usando o Budismo. Não sei se todos entenderão o que isso quer dizer na novela. O que mostra, não é somente a reencarnação em uma menina, mas que esta menina possa fazer o milagre. Um milagre ela já fez, o de AMAR um homem tirano como o avô dela é. E com o tempo, mudar a maneira de ser deste homem.
    Quanto ao fato dela ter que ir para os montes tibetanos viver com os budistas, eu como mãe também não daria meu aval, a não ser que eu fosse junto e ficasse um longo tempo observando e por que não? aprendendo também.

    O que penso que as autoras poderiam fazer é se focarem mais nas tramas paralelas e falarem mais sobre a política da época. O papel de Pérola é de um serzinho que venho pra trazer o amor dentro de uma família que vive sem amor. Seria mais interessante em vez dela ir tão longe, ficar ali mesmo na cidade, aprendendo sobre Budismo. Mas a época é outra… O que sei é que gosto muito dessa novela, e nem é pelo Budismo. E sim por todo encanto da época. A luta dos trabalhadores como Mundo, o sofrimento de Iolanda, o amor de Franz e Amália sendo vigiado por Manfred e Sílvia. A ave de rapina que atende pelo nome de Gertrud… O cabaré e sua alegria… Estou gostando demais da novela para me ater somente a uma questão de reencarnação. Talvez seja isso que as autoras queriam mostrar na novela. Através de Pérola, a ensinar a compaixão, numa época de guerra e preconceito exacerbado. Como elas farão isso? não sei.

Envie seu Comentário