Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Final feliz: Sangue Bom termina com esperança de reconciliação entre Bento e Amora

01 de novembro de 2013 47
Divulgação, TV Globo

Divulgação, TV Globo

Final de Sangue Bom e a grande expectativa era em torno da identidade do sabotador e da vida amorosa de Malu (Fernanda Vasconcellos). Apesar de todos os mistérios já terem sido revelados pela imprensa, o público ainda esperava se surpreender no último capítulo.

Tito (Rômulo Netto) era mesmo o sabotador que estava incriminando Amora (Sophie Charlotte). Como já era de se esperar, o bad boy fez tudo a mando de Lara Keller (Maria Helena Chira), a grande cabeça da quadrilha, que ainda envolvia Socorro (Tatiana Alvim) e a babá Beta (esta última só foi usada como “laranja” na compra de um celular). É claro que Tito não teria inteligência para armar tudo sozinho e Lara tinha todos os motivos para querer prejudicar Amora. Mas não era apenas esse o objetivo da ruivinha. Ela tentou matar Malu e Giane (Isabelle Drummond) para deixar o caminho livre para os ricaços Maurício (Jayme Matarazzo) e Caio (Tiago Amaral). Porém, apesar de todas as provas contra ela e os testemunhos de seus cúmplices, Lara saiu da delegacia livre, leve e solta, amparada por um bom advogado. Em uma clara crítica à política brasileira, a pilantra ainda recebe um convite para se candidatar a deputada federal.

Damáris (Marisa Orth), surpreendentemente, deixou as loucuras de lado e abraçou a vida de guru espiritual, ao lado de sua discípula e ex-empregada Nice. Lucindo (Joaquim Lopes) voltou a trabalhar de motorista para outra perua, dando a entender que ainda presta outros tipos de serviço.

Achei bem interessante o final de Mel (Carla Salle), que anunciou no Luxury seu casamento com o popstar Manolo (Alejandro Cleveaux). Mas todo mundo sabe que é mais um relacionamento de fachada da “diva latina”, pra encobrir sua verdadeira orientação sexual. Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência…

Só eu achei desnecessário o tal reality show “A que ponto chegamos”? Poderiam ter explorado isso no meio da novela, não ocupar espaço no último capítulo…

Senti falta de mais cenas com Fabinho (Humberto Carrão) e Giane (Isabelle Drummond), que apareceram apenas em suas respectivas profissões e no casamento da Mulher Mangaba (Ellen Roche). O casal queridinho do público merecia mais atenção no desfecho da trama.

Verônica (Letícia Sabatella) voltou da turnê e reencontrou Érico (Armando Babaioff), dando a entender que o romance dos dois prosseguiria a partir dali.

Finalmente, mas não menos importante, a tão esperada decisão de Malu a respeito de seu grande amor. A mocinha chegou a ensaiar cenas românticas com Bento, mas chegou à conclusão de que via o florista apenas como um irmão. Após colocar um ponto final na história que nem chegou a acontecer, Malu correu para os braços de Maurício, seu primeiro e único amor.

O último capítulo foi praticamente uma cópia do primeiro, com um flash mob de boa parte do elenco para atrapalhar a construção do shopping de Bluma (Xuxa Lopes). Assim como no início da trama, a novela encerrou com o reencontro de Bento e Amora, com direito a troca de olhares apaixonados, deixando no ar a chance de uma reconciliação.

No geral, achei o final bonitinho e coerente com a história. Não tinha como ser diferente, Bento e Amora eram o casal central, não tiveram um final feliz fechadinho, mas sim uma possibilidade de acerto no futuro. Depois de tudo o que passaram, foi um bom desfecho. Malu só podia ficar com eu primeiro amor, mesmo tenho ensaiado um romance com Bento, Maurício era “aquele cara” certo pra ela.

E VOCÊS, CURTIRAM O FINAL DE SANGUE BOM?

 

Bookmark and Share

Comentários (47)

  • julio cesar marcondes silva diz: 1 de novembro de 2013

    achei inteligente e corajoso esse final, os autores deviam sempre serem fieis as suas historias e deixar essa mania besta de “casar” os mocinhos da historia, a vida não é assim porque a novela seria.

    nota 10 para novela, trilha sonora, atores, escritores e diretores… quem faz um bom trabalho merece sempre reconhecimento e a todos eles uma salva de palmas.

  • Dora Soares diz: 1 de novembro de 2013

    Final “MEIA BOCA”!!!! Nunca mais assisto tramas desses autores! Ficaram tipo “em cima do muro”! FINAL FRAQUINHO!!!!!!!!!!!!!! Final feliz apenas aos coadjuvantes???? DECEPÇÃO!!!!

  • Marília diz: 1 de novembro de 2013

    Gostei do final.
    Também senti falta de mais cenas da Giane e Fabinho.
    Adorei a Malu com Maurício.
    Já o Bento e Amora…previsível (mas torcia que ficassem sós).
    Vai deixar saudades!!
    Li a pouco que a próxima novela das 7 querem como protagonistas a Isabelle e o Humberto, os mesmos autores de Cheias de Charme. Maravilha.
    Cada dia mais fã dessa bela dupla de jovens e talentosos atores.
    O que achou da ideia, Michele Pradella?

  • Bel A. diz: 1 de novembro de 2013

    Eu detestei! Eu não estava interessada no final dos casais, pois a minha personagem preferida era a Malu e, para mim, nem Bento nem Mau a mereciam. Já a Giane eu gostava tanto com o Fabinho quanto com o Caio.
    .
    O que realmente me interessava era saber se teriam a cara de pau de não punir a Amora no final, e eles não só não a puniram, mas também deram-lhe um final feliz com o Bento.
    .
    Amora era a personificação daquilo que eu considero de pior na cultura brasileira: a futilidade, a falsidade, a falta de empatia, a hipocrisia, a Lei de Gerson. Ela era a personificação da ideia de que o importante é se dar bem, independente de quem se prejudique para isso (exatamente o mesmo pensamento que os tão criticados políticos têm). E não me interessa se a irmã dela morreu – a Amora apronta e a coitada da irmã que paga o pato – ou se o Tito e a Lara fizeram com ela a mesmíssima coisa que ela fez com metade do elenco. Ao contrário de muitos, eu não sofro de amnésia e lembro muito bem do que vi na novela no mês passado.
    .
    Foi o cúmulo do absurdo e da injustiça a Socorro ser punida e a Amora não. Se pelo menos fosse uma crítica social, eu entenderia, mas não é o caso: para a Globo, é certo que os peixes pequenos sejam punidos enquanto os peixes grandes saem incólumes. Isso mostra bem o pensamento da empresa sobre o fato de que, no Brasil, os corruptos talvez sejam punidos, mas os corruptores nunca o são. Sim, pois para a Globo errado é quem se sujeitou a fazer o serviço sujo, e não quem mandou e se beneficiou disso.
    .
    E ainda tiveram a desfaçatez de colocar um discurso hipócrita, através da Giane, sobre o mal triunfar por causa do silêncio dos bons e por que se passa a mão na cabeça dos bandidos, sendo que na novela fizeram exatamente isso. Pregar uma coisa e fazer outra, para mim, é hipocrisia!
    .
    Eu disse em outro comentário que não veria/leria/assistiria/acessaria nada relacionado à Globo se a Amora, depois de tudo o que fez, tivesse um final feliz, e pretendo cumprir. Não adianta eu reclamar e achar esses valores errados se eu dou audiência àqueles que incentivam isso.
    .
    Vejo dorama taiwanês, mas não vejo nada da Globo – o que, infelizmente, inclui esse blog, já que ele é da afiliada da Globo aqui no Sul. Então, esse é meu último comentário aqui.
    .
    Quem sabe um dia, a cultura e os valores desse país mudem, mas, até lá, eu não dou mais audiência para quem quer manter tudo como está, na injustiça em que vivemos.

  • Márcio diz: 2 de novembro de 2013

    Gostei do final, embora durante um bom tempo tenha torcido pelo casal Bento & Malu ficarem juntos.
    Na minha opinião, o grande destaque da novela foi mesmo a Sophie Charlotte no papel da Amora pois, com a sua brilhante atuação conseguiu fazer os telespectadores odiá-la com as suas maldades, chorar quando ela perdeu a irmã e assumiu os seus sobrinhos e até torcer pra que não tivesse um final assim tão ruim quando virou uma pessoa do bem. Ela estava linda nesse último capítulo e a promessa de reconciliação com o Bento acabou ficando de bom tamanho.

  • Carlos diz: 2 de novembro de 2013

    Não achei sangue bom uma grande novela porém teve um final bem coerente , realmente Bento tem um laço com a Amora inseparável ficando claro que os dois vão reatar e os autores deram para eles a esperança de um futuro juntos o que foi muito bonito. Achei que a Sophie melhorou muito com sua AMORA que no começo achei a interpretação bem artificial e depois melhorou muiiiito ate fiquei em duvidas se artificialidade da interpretação da AMORA no inicio era proposital até hoje não tenho certeza mais ela e os outros protagonistas arrebentaram todos brilharam igual apesar do destaque ser maior e torno e BENTO, AMORA E MALU. A novela foi boa mais sinto que poderia ser melhor e acabou sem trazer nada de realmente novo ao meu ver o grande trunfo de sangue bom não foi nem mostrar o mundo dos artistas ou a brincadeira com a tv no geral e sim ter protagonistas que erram e acertam chegado muitas vezes a serem quase vilões dois deles

  • adri diz: 2 de novembro de 2013

    Eu gostei d+++. Os autores foram d++ no fechamento da novela. Conseguiram trazer a tona o que realmente demonstraram em toda a novela…e essa possibilidade de reconciliação entre Bento e Amora…tinha que acontecer, se não, não tinha sentido a novela. Afinal de contas…foi o início de tudo, assim como o amor da Malu pelo Maurício..e outros amores que nasceram durante o desenvolvimento da novela. Parabéns para os autores. Gostei muito deste desfecho. Foi muito emocionante acompanhar esta novela com vocês! Um grande abraço.

  • K diz: 2 de novembro de 2013

    Não sei o que dói mais… ver uma personagem mau caráter como a Amora se dando bem no final, ou ler comentários de pessoas que defendem tudo o que ela fez, e ainda achando que ela merecia um final feliz.
    Parem o mundo que eu quero descer!!

  • Apaixonada diz: 2 de novembro de 2013

    Oi galera!
    Pois é… na verdade apesar de ter apaixonado com os protagonistas dessa novela e com a história também, eu não acompanhei desde o inicio. Só via algumas cenas, mas no último mês acompanhei diariamente.
    Se eu não estou enganada a Amora não cometeu nenhum crime que merecesse cadeia salvo a troca de exames e colocar fogo na loja do Bento, ou sim? Ela era problemática, orgulhosa, egoísta, mimada e passava por cima de qualquer um para se dar bem, mas crime que gera prisão acho que ela não cometia. Percebi que ela foi castigada sim, afinal terminou tendo uma vida classe média, pegando ônibus etc. Ela descobriu que a felicidade não estava nas coisas fúteis e aprendeu amar de verdade, a irmã e os filhos dela. Porque nem o Bento ela conseguiu amar sem interesse e agora ela terminou batalhando para sustentar os sobrinhos com dignidade. Amei o final dela.
    Talvez a única coisa que faltou, seria o resultado do processo da troca de exames, Aliás fato que está chato em novela, se eu tivesse um laboratório eu processaria a globo. Mudar resultado de exames nas novelas é tão fácil como comprar uma dúzia de banana.

    Como não segui o tempo todo e os três personagens eram fofos não torci nem para o Mauricio e nem para o Bento, mas amei como os autores lidaram com a situação. O final do “relacionamento” de Bento e Malu foi muito gostoso de assistir, sem traumas sem sofrimento.

    A Socorro além de trabalhos voluntários tinha que ter um tratamento psicológico porque esse amor doentio pelo ídolo é sério e acontece na vida real, faltou fechar melhor esse tema.

    O sabotador foi um boa jogada, deu um ar de mistério na novela que já estava sem assunto e foi mais um motivo para a retenção da Amora. Mas não gostei do Tito ser o homem misterioso, não só porque o dublê que o fez era bem menor, parecia uma mulher vestida de homem, mas também porque não vi motivo real para a Lara fazer isso tudo, foi mais um mistério que os autores inventam sem saber o que vão mostrar no final. Não convenceu.

    Quanto a Isabele e o Carrão amo os dois, mas acho que colocá-los como protagonista de uma próxima novela, depois de duas juntos… é bem complicado. Eles conseguiram fazer personagens e romance diferentes de Cheias de Charme… mas outra??? Acho que deveria dar um tempo.

    Enfim… não foi uma Ti Ti Ti , mas gostei da novela.

  • Yasmin diz: 2 de novembro de 2013

    Meu comentário anterior não foi publicado, mas faço questão de dizer a Bel A. que eu aplaudo de pé tudo o que ela disse! É tudo o que eu penso e mais um pouco.
    É triste ver que no país da impunidade até as vilãs de novela se dão bem. A Carminha que era bem melhor que a Amora terminou no lixão!! Pq essa demônia não foi castigada?? Pelo contrário, deu-se a entender que o IDIOTA do Bento iria voltar pra ela.
    Ou seja: fazer o mal compensa, basta fazer carinha de arrependida que no final tudo será perdoado.
    Essa foi a mensagem FAIL que os autores quiseram passar.
    Esse Vincent Villari deve ter se inspirado em si mesmo ao criar essa personagem, pq ele manipulou os telespectadores durante MESES, nos iludindo com a possibilidade de um final Benlu, para no final nos fazer engolir esse final podre. Parabéns Villari, se vc queria se vingar do público que rejeitou a sua criatura sórdida, vc conseguiu.
    Lamento que a Maria Adelaide tenha se deixado influenciar por alguém assim, com valores tão deturpados.

  • m_sinistra diz: 2 de novembro de 2013

    Fabinho mudou porque a amora não podia mudar
    Vcs esqueceram que a amora foi para a cadeia e ficou la ate acharem quem era os culpados pela sabotagem
    Nem tudo e preto e Branco
    Eu gostei do fim os autores teve criatividade no fim
    deu a entender muito bem que a amora e o Bento vao ter uma reconciliação muito boa

  • Paula diz: 2 de novembro de 2013

    Fiquei indignada com a impunidade: Lara não só ficou impune como vai sair candidata (qualquer semelhança com a realidade, né…), e a Amora ficou impune e feliz da vida ainda. Presa, na delegacia, mostrou sua verdadeira face ao ameaçar uma colega de cela, mas a cara de boazinha e as lágrimas de crocodilo prevaleceram. Só pelo incêndio na ONG ela pegaria 10 anos de cadeia, e a pena podia ser aumentada por se tratar de ONG de crianças!!! E no fim, só a Socorro é punida, sendo que a troca de DNA beneficiou claramente Amora, e ela nem como mandante foi punida. Ah, mas pobre das crianças, sobrinhos dela… é, coitados mesmo, sendo criados por uma pessoa como ela!
    E o final provou que o Bento realmente é um babaca, panaca, tonto, burro de dar dó, afinal, deu a entender que eles reatarão. Sinceramente, não gostei do Bento.
    Incrível como as participações especiais arrasaram: O Manolo, em 2 dias, roubou as cenas!!! E a Simone em pouco menos de 1 mês também. Destaque para Xuxa Lopes, a Bluma, que abandonou a trama por sofrer de Síndrome do Pânico. Que bom que está melhor, pois era personagem importante e sumiu devido a doença da atriz. Enfim, o balanço da novela é negativo.

  • dksj;lk diz: 2 de novembro de 2013

    Apaixonada, A Amora também incendiou uma ong infantil, o que dá uns 10 anos de cadeia.

  • m_sinistra diz: 2 de novembro de 2013

    eu acho que as pessoas não entenderam bem o final

    Nada como um amor de infância para vencer todas as
    barreiras! Parece que Amora (Sophie Charlotte) e Bento (Marco Pigossi) nasceram mesmo um para o outro. Depois de muitos altos e baixos, a eterna it-girl sofreu na pele todas as armações que aprontou. Esquecida e sem nenhum prestígio, ela não se deu por vencida e foi à luta! A gata deu adeus ao mundo de luxo e glamour, e assumiu o cuidado dos sobrinhos como se fosse a mãe deles. Ganhando a vida como professora de inglês, encarando ônibus todo dia e se tratando com psicóloga, Amora rompeu de vez com Bárbara Ellen (Giulia Gam) e provou que se arrependeu de suas maldades.

    Bento bem que tentou retomar seu romance com Malu (Fernanda Vasconcellos), mas a relação dos dois virou amizade de irmãos, e a gata ainda estava com o coração ligado a Maurício (Jayme Matarazzo). Em paz com Wilson (Marco Ricca), seu pai, mas sozinho, o florista seguiu sua vida, trabalhando na Acácia Amarela e deixando bem claro para Amora que tudo que eles viveram estava acabado para sempre. Será mesmo?

    Tudo recomeçou mais uma vez em um flashmob! Bento mobilizou os amigos da Casa Verde para protestar contra Bluma (Xuxa Lopes) de novo. No meio da manifestação, dois olhares apaixonados e sozinhos se cruzam! Bento e Amora trocam sorrisos e dão a entender que esse amor vai ter uma nova oportunidade. Viva o amor!

    Na enquete que perguntou com quem seria o final de Bento, Malu recebeu mais votos e Amora

  • Natalia diz: 2 de novembro de 2013

    A novela é realidade, vocês queriam um final de conto de fadas porque, se na vida não é assim.
    Teve críticas:
    1. Às celebridades que fazem de tudo pela fama, a decadente Bárbara,
    2. A política, Lara se tornando deputada mesmo tendo problemas com a justiça
    3. Aos fãs que fazem tudo pelos artistas, Socorro
    4. E mostrou que todo mundo pode se redimir dos erros.

    Amora não ficou impune foi processada, assim como os outros, porém cometeram crimes piores.
    A novela tem que mostrar a realidade, não o príncipe encantado. Hoje a mocinha tem que ser forte, a vila não é totalmente ruim. A vida ê assim ninguém é perfeito, ninguém é totalmente bom ou totalmente mal.
    O final foi perfeito, a Malu sempre amou o Maurício, teve uma paixão pelo bento, já bento e amora sempre estiveram ligados de alguma forma.
    Temos que ter os pés no chão, a vida é assim vemos todos os dias coisas erradas acontecendo, ao invés de ficarem revoltados com o final da novela que é ficção, vocês deveriam se indignar quando uma pessoa fica impune na vida real!!!!!!
    Prestem atenção no significado da novela como os autores nos fizeram refletir.

  • Márcio diz: 2 de novembro de 2013

    Acho curioso como de um modo geral o público feminino rejeitou a redenção da Amora e aceitou bem a regeneração do personagem Fabinho que no início da novela fez muitas maldades, como roubar e deixar a mãe adotiva ser presa no seu lugar. Vandalizou a floricultura do Bento em mais de uma oportunidade, chantageou a Amora e armou golpes pra se dar bem e que acabaram falhando em algum momento. Além disso, ele nunca deu pista que poderia ter uma queda pela Giane, nem essa por ele pois, a vida dela era a paixão enrustida pelo Bento, a floricultura e o Corinthians. Aí, de uma hora pra outra, como os autores viram que não ia dar tempo pra desenvolver um relacionamento dela com o Bento (depois de sua transformação ficando mais Gata), resolveram pegar carona na química que os atores Humberto Carrão e Isabelle Drummond tiveram na novela Cheias de Charme, e trataram de artificialmente criarem um improvável envolvimento do personagem deles. O revoltado Fabinho passou a ser coitadinho e a Giane, com peninha, passou a vê-lo com outros olhos.
    A Amora era uma personagem, criada pela Mayara sob influência da Bárbara Ellen para vencer na vida a qualquer custo (diferente do Fabinho que era egoísta por natureza pois, tinha sido adotado por pessoas boas).
    A Amora voltou a ser Mayara quando se entendeu com a já doente irmã Simone. O processo de redenção teve algumas semelhanças com o Fabinho. Ela foi perseguida e acusada de coisas que não fez mas, a mudança definitiva foi quando assumiu a criação dos sobrinhos após perder a irmã de sangue e não teve o apoio da mãe adotiva.
    A falha que teve neste final da novela, foi a aparente impunidade da Amora pois, ela foi a autora intelectual da troca de exames e ainda colocou fogo na Toca do Saci e não foi mostrado ela sendo julgada e condenada por esses crimes mas se tivesse sido presa, ficaria comprometida a história da redenção dela perante o público assumido a nova vida simples de classe média, como uma professora que pega ônibus, vai a Psicóloga e ainda cria os sobrinhos.
    Obs: Só pra recordar, o Fabinho também passou impune pelos crimes que cometeu ao longo da trama.

  • Gigiana Souza diz: 2 de novembro de 2013

    Socorro, Lara e Tito devem serão punidos…

    Amora rejeita a Bárbara Ellen, e também Fabinho e Plinio atacam a mãe adotiva de eterna it girl

    Todos acreditam culpados de Lara e Tito… Porque o Fabinho agride a Lara foi verdadeira mandante do crime e outro vilão foi cúmplice de Lara

    Terá a esperança de reconciliação entre Bento e Amora que há muitos tempos

  • m_sinistra diz: 2 de novembro de 2013

    O que eu entendi que eles precisava da um tempo O Bento precisava volta o que ela feliz e a amora precisava refletir o que ela fez com a sua vida e se afastar da Barbara e depois quando eles se recuperam O Bento e a Amora estavam prontos uma para o outro para viver esse amor

  • Marcelo José Duarte diz: 2 de novembro de 2013

    Torcia por Bento e Malu, mas não dá para se reclamar do desfecho dos dois, pois os autores erraram a mão em vários pontos, ao longo da trama. O final da novela não foi lá aquelas coisas, mas também pode-se dizer que não foi ruim. Quanto a novela retratar a realidade, coisa que se tornou praxe, desde sua evolução, nada muito a acrescentar, apenas lamentar que as coisas mudaram muito com o passar dos anos, e muitas delas para pior – ao contrário dos pensamentos de Gilberto Braga, quando fechou sua trilogia da corrupção escrevendo “Pátria Minha” (1994), parece que não vale a pena ser honesto no Brasil (situação ontem bem mostrada na cena em que Lara Keller aceita ser candidata a deputada, mesmo com as falcatruas que cometeu, além de Fabinho e Amora, que fizeram o que fizeram (e olhe que Amora não foi manipulada por Bárbara Ellen para fazer o que fez), e terminaram impunes.
    Com relação a atuações, é óbvio que Humberto Carrão e Isabele Drummond saem da novela mais valorizados pelos grandes papéis que interpretaram – o primeiro mostrou uma evolução impressionante – não a toa muitos torceram por ele – a segunda tem tudo para ser uma atriz de primeiro escalão, pois ela arrebenta em tudo que faz (desde quano estreou no Sítio, fazendo a Emília). Fico triste em ver a Malu Mader se conformando com um papel de coadjuvante, ela esteve insossa a novela inteira – ao contrário de Edwin Luisi (Tio Lili), Yoná Magalhães (Glória), Letícia Sabatella (Verônica) e Marco Ricca (Wilson), que estiveram bem do início ao fim. Há de se ressaltar também a emocionante interpretação de Andréia Horta, como Simone, a irmã de Amora. Mas ninguém brilhou mais que Giulia Gam, como Bárbara Ellen – sua última fala na novela (no reality show) já diz tudo (não só na novela, mas no ano inteiro quanto a atuações de atrizes) : eles podem tentar, mas a verdade é que eu já ganhei…

  • Luciana diz: 2 de novembro de 2013

    O final de Sangue Bom foi uma ode à impunidade!
    Afinal, os únicos que terminaram a novela mais ou menos mal foram o Tito e a Socorro, enquanto Amora, Lara, Brenda, Fabinho, Bárbara, Natan, Perácio, Edu e tantos outros que derraparam bonito ao longo da novela terminaram super bem).
    Mostrou tb:
    Uma psicopata que se “regenera” após ser presa por crimes que não cometeu.
    A volubilidade do amor dos jovens, que ora amam um, ora outro, ora voltam a amar o primeiro…
    Personagens cômicos histéricos e cansativos.
    Que é “chato” ser politicamente correto.
    Que todo mundo tem que terminar “casalzinho”. (Até a Emília se arranjou com o Bolívar! Só a Renata que terminou sozinha, embora esperasse que voltasse com o Vinny)
    Um monte de casal gay “do bem” e nenhum beijinho.
    Um Manolo maravilhoso que foi desperdiçado a novela inteira.
    Uffa! Que bom que acabou.

  • Ana diz: 2 de novembro de 2013

    Eu gostei, o final de Bento e Amora foi bonito.. a cena

  • Loisy diz: 3 de novembro de 2013

    penso exatamente como uma das pessoas que comentaram nesse site,acho que o nome dele e marcio…..

    no início da Novela, Mostrou Uma Amora Fútil, Egoísta entre outras coisas….
    mas… poucas pessoas Foram Capazes de ver Os motivos que a Levaram a Isso….

    Adotada por uma doida, que nunca cuidou nem da filha de sangue……
    Não tinha Bons exemplos e nem Uma Figura de Pai, já que o Plinio Se separou da Barbara, e evidentemente só cuidou da filha dele….
    Amora tinha uma imensidão de traumas, Perdeu os pais muito cedo,não tinha a proteção de ninguém, foi menina de rua, foi Abandonada pela Irmã…. entre muitas outras coisas….
    e foi muito mal influenciada pelo carácter da barbara Ellem…..

    ela estava muito bem com o Mauricio, porem depois que a Malu conheceu o Bento, viu nele a oportunidade que ela Precisava Pra separa a amora e o Mauricio, uma vez que ele era o amor da Vida dela, mais nunca teve capacidade para Conquista-lo, então se Aproveitou do sentimento do bento pela amora Pra tentar conseguir uma Chance com o Mauricio, quem assistiu o começo da Novela, sabe muito bem disso…….
    porem quando a Amora se Reencontrou com o Bento de Pois de Muitos Anos, ela ficou Confusa, Porque Reacendeu O seu grande amor de Infância, que alias foram O Próprio Bento e Malu que fizeram de tudo Pra isso acontecer…..
    ate ai tava tudo bem, as expectativas era que Amora ia se decidir pelo bento e eles iriam viver Um grande amor……
    Mas a Autora da Novela que se perdeu no meio do caminho, Decidiu de uma hora pra outra que a Amora ia ser a Vilã, mesmo depois de tudo o que ela Sofreu na Infância….
    Embora não tenha conseguido, por muitas pessoas já tinham comprado a imagem dela de Mocinha, e que a Mudança dela seria por causa do Bento, sem Precisar de nada daquilo de troca de exames e Incêndio…….
    Quanto ao Fabinho, que realmente era ruim de nascença, porque foi muito bem adotado, por pessoas de bem, e só aprontou, e depois dos exames terem sido trocados, ficou posando de coitadinho, dizendo que passou fome e frio, que so passou porque quis, porque a mãe adotiva dele sempre esteve disposta a recebe-lo e cuidar dele, e até pagar por seus crimes….. dai a redenção dele todo mundo comprou bem Bonitinho, dai depois vem um Monte de Cara de Pau querendo que a amora Pagasse pelo que fez, Então pra ser Justo, todos Teriam que ter pago Pelo que fizeram de Não correto……..
    A amora ainda pagou Foi Muito, Perdoou a irmã dela e ainda gastou O dinheiro que economizou a vida toda, Pagando o tratamento caríssimo pra Irmã…..Sofreu Com a Perca da Irmã, Alem de Responder ao Processo do que fez de errado,e Ainda Assumiu um Papel de Mãe Prematuramente, Coisa que não e fácil….entre muitas outras coisas…..

    eu Torcia pelo Final feliz !!!,pra ela,sim…. todo Mundo tem o direito de Mudar e se arrepender e de Ser feliz…..
    queria que tivesse passado eles Voltando, e ela gravida, depois com filhos e com uma família feliz de comercial de margarina……………..

  • edith fenix diz: 3 de novembro de 2013

    não vou assistir a proxima, pareçe ruim

  • Juliana N diz: 4 de novembro de 2013

    Eu não entendo porque as pessoas queriam que a Amora terminasse infeliz mas ficaram satisfeitas com a volta por cima do Fabinho. Os dois eram os maiores mau caráter da novela. Qual a diferença meu povo?
    Fabinho se redimiu dos seus erros, terminou feliz e respondendo a processos criminais.
    Amora teve exatamente o mesmo fim e ninguém aceitou. Pra quem quer dar uma de justiceiro, falta coerência ai não?

    Sobre o fim da novela, eu fiquei satisfeita. Achei o final satisfatório para uma novela das 19h. A única coisa que não gostei foi do Érico e Verônica juntos. Não acho que ele a merecia, mas enfim…
    E Amora e Bento, me desculpem mas foi lindo… Da mesma forma que a Malu e o Mauricio, os dois foram o primeiro amor um do outro. Como a própria Amora disse pro Bento, ela aprendeu com seus erros e estava pronta pra ser a mulher que ele queria, sem mentiras e armações. Achei coerente.

  • Juliana N diz: 4 de novembro de 2013

    Loisy, amei seu comentário!!! Eu amei a virada do Fabinho, mas não entendo as pessoas ficarem a favor dele e contra a Amora se os dois eram farinha do mesmo saco!!

  • Nanda diz: 4 de novembro de 2013

    Gostei do final. O que eu não entendo é esse pessoal que vive falando mal da Malu por ela ser uma pessoa correta e honesta. A Amora, o Fabinho entre outros eram mal caráter e falavam mal tbm. O que querem então: uma novela só com gente boa ou só com gente ruim? Na vida real é a mesma coisa: gente honesta é chamada de sonsa, de falsa, de “picolé de chuchu”. Gostei na Malu ter ficado com o Maurício e o Bento e Amora dando a entender que voltariam. Alguns criticam que Amora não foi punida, mas quem garante que aquela terapia que ela estava fazendo não foi a mando de um juiz? Apesar de ter cometido alguns crimes (fogo na toca do Saci etroca de exames de DNA), Amora era réu primário e pode ser que a condenação dela tenha sido o tratamento. Não dá para saber ao certo o que aconteceu com ela, assim como aconteceu com Fabinho pois ele tbm não foi julgado. Quem diz que Malu “roubou” alguma coisa de Amora está viajando pois ela sempre amou Maurício mas pelo caráter que ela tinha nunca se declarou para ele, ficou amando em segredo. Quando ela conheceu Bento e começou a crescer um sentimento por ele foi que Amora viu que estava perdendo mais uma e como ela mesmo disse “não gostava de abrir mão do que era dela”, ela resolveu investir no Bento. O que aconteceu com a Lara pode ser muito bem acompanhado pelos telejornais de qualquer canal: se vc tem dinheiro pra contratar um bom advogado nada te acontece. Por fim achei num modo geral que o final ficou bem legal, Malu e Mauricio, Giane e Fabinho juntos, Amora e Bento sozinhos amadurecendo e dando a entender que um dia voltariam.

  • m_sinistra diz: 4 de novembro de 2013

    Da uma olha nesse comentário que eu li no outro Blog que eu adorei
    e da para entender a Sangue Bom
    Muito bom esse seu texto. Concordo com tudo que você disse. Parabéns pelas criticas sempre construtivas e coerentes. Nesse debate eu vou adicionar duas coisas que eu percebi no capítulo final. Primeiro, a cena em que a Amora da aula de inglês. Não sei se você reparou, mais no quadro estava escrito My name is Mayara. Essa mensagem expôs claramente a transformação interna de Amora para Mayara. A segunda cena foi o reencontro de Bento e Amora. A cena teve foi muito importante porque primeiro o Bento viu a sobrinha Mayara. Repare que os autores quiseram demonstrar a volta da pureza, da simplicidade e do amor de infância de Bento e Amora através da sobrinha dela. Para mim ficou muito claro isso. Depois eles se olham, ambos se dando conta que se amam e que o amou renasceu dentro deles. Ali começa o recomeço para eles, despidos de todas as suas camadas e apenas com uma certeza, o amor deles durar para sempre. Essa cena é pontapé inicial para redescobrimento deles, mas sem perder a essência do amor que eles descobriram na infância. No fim, Bento e Mayara reiniciaram uma nova história, que agora será escrita de maneira diferente. A única coisa que eu não gostei nesse capítulo final foi que não tocou De Janeiro a Janeiro. Mas pelo belo desfecho, isso foi um mero detalhe. Parabéns aos autores por nos brindarem com uma novela incrível, do inicio até o fim.

  • Amanda diz: 4 de novembro de 2013

    Não gostei do final.Óbvio.Vou postar um texto q diz tudo o q penso de uma maneira bem melhor q eu poderia escrever–> Sangue Bom
    Frustrante é a palavra que define o final de Sangue Bom.
    Quão decepcionante é ver Malu (Fernanda Vasconcellos) terminar ao lado da personagem mais infantil da novela? Maurício (Jayme Matarazzo) foi do começo ao fim a criança mimada que queria tudo do seu jeito. Ele duvidou do amor de Malu até o último minuto.
    Aliás, Malu era mulher demais tanto para Bento (Marco Pigossi) quanto para Maurício, mas pelo menos com o florista a relação era mais leve, mais bonita. Bento nunca duvidou do amor de Malu, o amor deles foi interrompido e no final menosprezado.
    Tinha tudo pra ser uma bela história, um amor que foi sendo construído e não idealizado, nasceu de uma amizade. E não tem história de amor mais crível do que as que nascem de uma amizade.

    Temos Fabinho e Giane, brilhantemente interpretados por Humberto Carrão e Isabelle Drummond, para provar isso. Eles se tornaram, indiscutivelmente, o casal mais bem construído, interpretado e aceito pelo público. Casal, aliás que poderia ter rendido muitos outros momentos bons para a novela, ao invés de intermináveis e cansativas cenas de mulheres frutas, seriados fracassados, Felipinho, Perácio, demais figurantes de luxo e cia.

    Voltando para Malu, que triste ter que vê-la correr atrás de Maurício mais uma vez. Triste aguardar tanto tempo para ver ela e Bento viverem o amor pelo qual a maioria do público esperou, e no final esse casal nos ser negado. Mais triste e desprezível do que isso, só mesmo o fato de a novela se encerrar com a idéia de que Bento vai voltar para Amora, confirmando assim que Bento foi transformado do personagem sangue bom da trama para um completo idiota, sem amor próprio, sem palavra (ele afirmou que não voltaria com ela), e sem graça. Não sei se essa era a idéia, mas acredito que a mensagem final foi: Quanto mais Sangue Bom você for, mais burrice você fará.

    E o Sabotador?
    Desde a revelação até os motivos para fazer as armações contra Amora foram fracos, aliás, criar um sabotador para forçar uma regeneração da personagem, por si só, já foi fraco e apelativo. Ninguém muda com a morte de uma irmã, ainda mais por uma irmã que é desprezada. As pessoas só mudam por si mesmas.
    Amora foi odiosa a novela inteira, perdeu o carisma, a ironia, o sarcasmo, perdeu a graça. Sophie foi muito bem nas cenas que exigiam uma Amora fria, egoísta e egocêntrica, mas não soube passar emoção. E aqui entra o trabalho primoroso de Humberto Carrão, que deu a Fabinho o tom certo em carisma e emoção.

    Desde o início Fabinho foi arrogante, ganancioso, aproveitador e.. frágil. Sim, eu disse frágil. Sempre ficou evidente a fragilidade de Fabinho, sua instabilidade emocional. Ele claramente se sentia injustiçado pela vida, foi abandonado pelos pais, preterido na Casa Verde (O próprio Érico, filho legítimo de Salma e Gilson, em determinado momento afirmou que Bento sempre foi o preferido de todos), e depois ainda passou pela falência dos pais adotivos. Justifica os pequenos crimes que cometeu e deixar a mãe pagar por alguns? Não, não justifica, mas ele foi denunciado e responde a processos por seus delitos. O que o movia era a raiva e o que o fez mudar foi a consequência de seus próprios atos, e uma ajudinha da Amora com a falsificação dos exames de DNA.

    O jeito de bad boy nunca foi suficiente pra esconder a carência que Fabinho deixava transbordar através dos olhos. Novamente, mérito de Humberto Carrão que soube conduzir essa linha tênue entre o bad boy revoltado e o menino frágil de maneira brilhante. A cena em que o resultado do exame de DNA é trocado mostra muito bem isso. Plínio (Herson Capri) faz questão de afirmar o quanto está aliviado por não ter nenhum laço com Fabinho. Ser desprezado pelo pai traz a tona toda a fragilidade da personagem que tenta, sem sucesso, demonstrar com gritos de “eu quero o meu dinheiro”, que a atenção dos pais não o interessa, porém os olhos cheios de lágrimas mostravam o quanto ele queria ter sido aceito. A mágoa pela rejeição do pai transborda nos olhos em cada segundo da cena e fica ainda mais evidente ao ir embora dizendo “Vocês tão me jogando no lixo de novo”.
    Ele sempre foi óbvio e até previsível, ao contrário de Amora que sempre foi fria, sem emoção nenhuma. Não é difícil entender porque Fabinho foi tão bem aceito e Amora tão rejeitada

    Ele foi desprezado, rejeitado, abandonado, foi parar nas ruas, dormindo nas praças e procurando comida em lixeiras. Giane deu à ele a chance que precisava e ele aproveitou. Aproveitou pra se entender com a mãe adotiva, pra não fazer nada que o fizesse ser abandonado de novo, mudou por ele, pra não passar novamente pelos dias infernais nas ruas. Se permitiu tirar a armadura de bad boy e mostrar o menino inseguro que era, se deixou amar pela mãe. Mostrou o lado que a gente antes só via pelos olhos. E se apaixonou. E nós nos apaixonamos por ele de volta. Ninguém teve que morrer pra essa mudança acontecer. Ele foi acusado e crucificado por crimes que nem sequer cometeu (incêndio na ONG, pichação, causar um aborto) e mesmo depois de tudo o que passou, ninguém teve pena, ninguém perdoou seus delitos. Mas quando os mesmos crimes e até outros foram creditados à Amora, ninguém os julgou grave, tudo é perdoável, afinal a irmã dela morreu.

    Então é isso? É essa a lógica que devemos aceitar?
    Se um crime fosse cometido por Fabinho: Cadeia pro marginal.
    Se fosse cometido por Amora: Ela já está pagando o suficiente com a morte da irmã, tadinha.

    Então vem gente, VAMOS PRA RUA, vamos com placas e cartazes..
    Vamos exigir a libertação de cada presidiário que tiver uma irmã ou familiar morto, ainda que seja um parente distante e desprezado. Esses pobres coitados não merecem estar presos, eles já estão pagando o suficiente com a morte de seus entes queridos.

    Coerência pra quê né?

  • Amanda diz: 4 de novembro de 2013

    Postei o texto mas esqueci da fonte,sorry. O link pro texto é esse aqui–> http://cirandadeincertezas.tumblr.com/post/65748676917/sangue-bom

  • m_sinistra diz: 5 de novembro de 2013

    Querida Amanda
    Não e bem a sim vc não esta sendo muito radical
    Ser o Fabinho tem direito de ser redimir a amora também tem
    Quem falou que a amora n~~ao pagou pelo crime dela.
    Sim o Bento e era merecia uma outra Chance mais desta vez ia ser diferente sem mentira A terapia podia muito bem ser um castigo imposto pelo juiz mais diferente da socorro que não tinha ser arrependido tanto que ser alio ao sabotador contra a amora

  • Maria Luisa Guimarães diz: 6 de novembro de 2013

    Bom eu amei o final, foi exatamente como eu gostaria que fosse. Agora eu não entendo como algumas pessoas podem ficar tão loucas por conta de um NOVELA, affff. A Amora não foi presa pela pichação na toca, pelo incêndio e pela troca de exames por que ela não foi denunciada gente, como ela seria presa sendo que não houve uma denuncia? E quem garante que o tratamento com psiquiatra não faz parte de algum processo? A Amora não matou ninguém, ela fez coisas horríveis sim, e se ARREPENDEU do que fez, ela tem sim o direito de ter uma nova chance, o Fabinho teve, esse que tratava a mãe como uma cachorra, que roubou e fez ela ir presa em seu lugar, que queria ficar rico pra acabar com a vida de todos que o ajudou quando criança, que fez um site difamando a Amora por que ela não quis se casar com ele. A Amora assim como o Fabinho teve uma infância difícil, foi criada por uma louca sem escrúpulos que não deu bons exemplos, queriam que ela fosse como? Ela foi abandonada pela irmã e depois é adota por uma louca, motivos pra ter dupla personalidade ela tinha de sobra, ao contrário do Fabinho, que teve uma boa mãe mais mesmo assim quis ir pro caminho errado. É muito exagero falar que temos que ir pra ruas pedir a liberação dos presos, radicalismo total, não é assim que a banda toca, a Amora não matou ninguém e pera aí a Lara por exemplo cometeu crimes muito mais graves que a Amora e não tô vendo ninguém revoltado com o fato dela não ter sido presa e ainda por cima ter virado politica. A Amora aprendeu da forma mais amarga que dinheiro não é tudo, ela assumiu a guarda dos sobrinhos e cuidou da irmã em seu leito de morte, ela se mostrou o que era no começo da novela, antes ela era fútil e mimada, mais não era má, ela teve atitudes que demonstravam isso, porém a Amora era um escudo que ela criou pra se proteger, e na cabeça dela agir como a Mayara seria como voltar a ser aquela criança indefesa e frágil. Quem assistiu a novela sem se apegar a casais entendeu muito bem isso.O tema da novela girou em torno de Amora e Bento o tempo todo, não tinha nada a ver a Malu ficar com ele, e o Mauricio era infantil no começo da novela, mais o personagem dele cresceu muito no decorrer da trama, e agora no final ele duvidou do amor da Malu com toda razão, uma vez que ela “amava” o Bento e se separou dele de maneira brutal, é mais que normal ele achar que ela queria reviver esse sentimento. Bento que por sua vez tbm foi infantil alguma vezes, pois amava a Amora, depois queria namorar a Malu, ai encontrou com a Amora no meio do caminho, teve sua primeira noite e amor com ela, depois namorou a Malu e dizia que a amava, sentia ciumes da Giane com o Caio, terminou com a Malu por conta da troca dos exames, em uma passe de mágica se casou com a Amora e a amava de novo, aí sentia ciumes da Giane com o Fabinho..ufaaaaaaaa…parecia um adolescente. Então pra finalizar, eu adorei o final, o amor de infância prevaleceu, a Malu ficou com o cara que ela sempre amou e o Bento e Amora poderão recomeçar sua história. Não se pode agradar a todos, a vida é assim gente, temos que ter paciência. Beijos

  • Ana diz: 7 de novembro de 2013

    Muito Triste o Final de Renata … Sozinha. Até pq ela só ficou com Érico no momento de crítico dele,e não como ele realmente era. Érico era apaixonado por Verônica e só. Se era um amor de infância eles também mereciam ficar juntos!

  • Mary diz: 10 de novembro de 2013

    Sangue Bom, bem… foi uma ótima novela, pena que o final foi tão corrido, açodado e raso. Sim, raso. Tito e Lara como os sabotadores? Ficou evidente que os autores não tinham ideia de quem seria o real sabotador e colocaram uma história qualquer e que alguns acreditaram… a novela foi ótima e merecia um final digno. Nem questiono Malu ter ficado com Mau, só questiono ela ter procurado o Bento, depois dispensado ele e ido pro Mau, fiquei pensando “ele foi sua segunda opção?”, pois foi isso que ficou parecendo. Bento e Amora? Agora sim faz jus ao apelido “Lento”. Amora merecia perdão, merecia se redimir, é claro. Mas ela ficar com Bento, já é demais para engolir, né?
    Damáris como guru? Foi engraçado, mas preferiria ela sendo fiel ao Lucindo e ele a ela. Sei lá, séria como: ela foi a única que conseguiu muda-lo, porque ela era seu verdadeiro amor…
    Acho que o final que mais amei foi da Rê, eu simplesmente a-m-e-i. Ela estava radiante e feliz, havia revivido.
    Isabelle e Humberto como protagonistas da nova novela será perfeito, mas temo que eles fiquem clichê juntos, fazendo muito enjoarem desse casal.

  • m_sinistra diz: 10 de novembro de 2013

    pois eu gostei do final de sangue Bom
    Eu Adorei o Wilson tomando a iniciativa de fazer as pazes com o Bento
    E dando a entender no fim que ele e a Amora podia ter outra chance

  • Mary diz: 11 de novembro de 2013

    Desculpe, mas não me contento com pouco como você, não desceu esse final raso, sem nexo. Algumas coisas sim batem, mas devemos usar a coerência, e de acordo com o mundo real Bento e Amora não reatariam.

  • m_sinistra diz: 11 de novembro de 2013

    Querida Mary
    Como vc pode ter tanta certeza que não aconteceria
    1 Toda historia era baseada no Bento e a amora
    2 se o Bento terminassem com outra pessoa a malu não ia fazer sentido nenhum

  • Mary diz: 11 de novembro de 2013

    Não se refira a mim como querida, soa falso. e.e
    E como você tem certeza de que aconteceria?
    1- A História podia sim ser baseada em Amora e Bento, mas a relação deles estava tão desgastada que se fosse de verdade ele já teria caído fora só para não poder se magoar mais. Por mais que o amor seja forte e intenso, quando nos cansamos de nós decepcionar com a pessoa amada, tentamos esquecer. Vamos embora para não nos magoarmos mais.
    2 – Quando eu disse no comentário acima que Bento deveria ter ficado com a Malu? Preferia ele sozinho, para reconstruir sua vida e conhecer alguém que lhe desse valor desdo início, assim como a Rê ficou sozinha e feliz.
    Saiba interpretar um texto antes de cometar algo sem contexto.

  • m_sinistra diz: 12 de novembro de 2013

    Nada como um amor de infância para vencer todas as barreiras! Parece que Amora (Sophie Charlotte) e Bento (Marco Pigossi) nasceram mesmo um para o outro. Depois de muitos altos e baixos, a eterna it-girl sofreu na pele todas as armações que aprontou. Esquecida e sem nenhum prestígio, ela não se deu por vencida e foi à luta! A gata deu adeus ao mundo de luxo e glamour, e assumiu o cuidado dos sobrinhos como se fosse a mãe deles. Ganhando a vida como professora de inglês, encarando ônibus todo dia e se tratando com psicóloga, Amora rompeu de vez com Bárbara Ellen (Giulia Gam) e provou que se arrependeu de suas maldades.

    Bento bem que tentou retomar seu romance com Malu (Fernanda Vasconcellos), mas a relação dos dois virou amizade de irmãos, e a gata ainda estava com o coração ligado a Maurício (Jayme Matarazzo). Em paz com Wilson (Marco Ricca), seu pai, mas sozinho, o florista seguiu sua vida, trabalhando na Acácia Amarela e deixando bem claro para Amora que tudo que eles viveram estava acabado para sempre. Será mesmo?

    Tudo recomeçou mais uma vez em um flashmob! Bento mobilizou os amigos da Casa Verde para protestar contra Bluma (Xuxa Lopes) de novo. No meio da manifestação, dois olhares apaixonados e sozinhos se cruzam! Bento e Amora trocam sorrisos e dão a entender que esse amor vai ter uma nova oportunidade. Viva o amor!

  • Mary diz: 13 de novembro de 2013

    Quando lhe faltam argumentos você copia e cola uma matéria de uma blogueira formada em jornalismo para me rebater? Que foi, não tem capacidade de rebater a altura e procura um texto já pronto?
    Você vem sempre com os mesmo argumentos sem nem ao menos mudar as palavras ou os erros de português, e ao invés de se calar que ganha mais, pegue e cola um texto já pronto de outra pessoa. Isso é patético. Demostra que não tem capacidade de criar argumentos novos e rebater um simples comentário.
    Aprenda a se defender sozinha, com suas palavras.

  • Maria Luisa Guimarães diz: 13 de novembro de 2013

    Oi Mary, concordo com quase tudo que você disse. Só discordo da parte em que você fala que ficou parecendo que o Mau foi a segunda opção da Malu. Na verdade ao meu ver, a Malu foi tirar a dúvida do que ela sentia pelo Bento, como o Mau mesmo tinha pedido, chegando lá eles se beijaram e quando iam para cama ela percebeu que não o amava como antes (ou as vezes ele nem amou, pode ter confundido os sentimentos), aí sim ela se viu pronta pra ficar com aquele que na minha opinião ela sempre amou. E em relação a Bento e Amora, eu acho que se eles não ficassem juntos, teriam que ficar sozinhos, a história da novela girou em torno do amor dois dois, amor doentio da parte da Amora sim, mais era amor, a única verdade da personagem era esse sentimento, ela pagou sim pelas coisas que fez,de uma forma ou de outra ela sofreu também, ela não foi presa por que a Malu não a denunciou e o Plínio me parece que também não. Ela foi presa por coisas que não fez, mais foi justo ela passar aqueles perrengues. Na verdade a Mayara que existia dentro dela voltou, e assim ela pode seguir feliz, a final o Fabinho também não foi um santo e teve sua redenção, acredito que a da Amora tenha demorado a acontecer, por isso muitas pessoas não concordaram. Beijos

  • Mary diz: 13 de novembro de 2013

    Oi Maria Luisa, eu concordou com isso, mas só achei que a Malu deveria ter ido direto procurar o Mau (sei que ela o procurou antes, mas me refiro no último capítulo), ao invés disso ela só teve a certeza de que amava o Mau quando beijou outro… Mau é um cara legal, e eu entendo sim que o mais coerente era ele ficar com a Malu.
    Em relação a Amora, eu concordo com que disse sobre a redenção dela ter sido tão demorada, e por isso desagradou boa parte do público. Acho que se a novela tivesse tido mais um mês, teria “descido” não só a questão de Amora e Bento, mas várias outras. Não gostei da Malu e do Plínio não terem denunciado a Amora, ela devia ter pagado pelos crimes que fez perante a “justiça”, entendo sim que ela foi para cadeia acusada de um crime que não cometeu, mas isso não justifica nada.
    Eu preferia que Amora e Bento tivessem ficado sozinho, assim como a Rê ficou…
    A novela em si foi ótima, e acho que esperei um final grandioso, digamos.

  • m_sinistra diz: 19 de novembro de 2013

    o Bento representava o ser e a amora o ter da novela sangue Bom
    O comentário que eu tinha feito ai e para vc ver o que eu encontrei no site sobre o final da novela o comentário está no site da Globo sobre a reconciliação do Bento e a Amora

  • Mary diz: 19 de novembro de 2013

    Como eu disse antes: Você se defende melhor ficando quieta. Fala coisas sem cabimento como esta de “ser e ter”. Talvez seja por isso que usa palavras de outras pessoas ao invés das suas, pois não sabe transcreve-las em seus comentários.

  • m_sinistra diz: 20 de novembro de 2013

    há eu pensei que as pessoas poderia comentar aqui o assuntos de outros blog que outras pessoas escreveram que achamos interessantes

  • Mary diz: 23 de novembro de 2013

    Vai aprender a escrever primeiro, por favor. Ai depois você vem e comenta algo descente e que faça sentido no planeta Terra. Pode até mesmo discordar de mim, mas sem erros tão banais na língua portuguesa.
    Não é proibido usar palavras de outras pessoas, porém isso só demostra que não tem inteligência suficiente para rebater um simples comentário.
    Como eu disse nos últimos dois comentários: Você se defende melhor ficando quieta. (;
    Faça um favor a si mesma e se cale, pois quanto mais você comenta, mais você se complica com seus erros e comentários rasos.
    P.s.: “Há” vem do verbo HAVER. E “Ah” demostra EMOÇÃO, SURPRESA. e.e

  • Iago Ourique Jr. diz: 5 de dezembro de 2013

    Aos que não entenderam o final, explico: as vilãs saíram ilesas – uma delas até se candidatando à deputada federal – pois o autor quis denotar a realidade brasileira atual. Tudo funciona assim nesse país. O Genoíno e Zé Dirceu não exerciam seus “cargos” até pouco tempo, renunciando deles para não serem cassados? No Brasil sempre funcionou assim. É tom de indignação com dose de crítica do autor.

Envie seu Comentário