Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Com procuração em mãos, Aline planeja vingança: "César vai depender de mim"

09 de novembro de 2013 4
Estevam Avellar, TV Globo

Estevam Avellar, TV Globo

O plano de vingança de Aline (Vanessa Giácomo) está cada vez mais perto de ser consumado. Segundo a colunista Patrícia Kogut, depois de conseguir se casar com César (Antonio Fagundes), a vilã convence o marido a lhe dar uma procuração de plenos poderes.

Aconselhado por seus advogados, César decide deixar Aline com uma procuração apenas para movimentações financeiras, mas ela se revolta e ameaça se separar:

- A procuração é só um papel, que eu pedi para proteger os interesses do nosso filho. Mas você sabe que eu não tenho interesses materiais. Eu acho melhor ir embora, a gente conversa depois. Eu tenho parentes no interior, posso ir para a casa deles com o bebê.

César se desespera e, por medo de perder a moça, acaba concordando em fazer uma procuração de plenos poderes. Com o papel em mãos, a pilantra comemora ao lado da tia Mariah (Lúcia Veríssimo):

- Quando eu mudar para aquela casa isolada, eu vou deixar o César numa tal situação que tudo, tudo vai depender de mim. Aí eu posso tirar o que eu quiser. Só tem um problema que eu ainda tenho que resolver: afastar a Paloma. Eu não quero que ela apareça para visitar o César. Você entende, né, tia?

Mariah se preocupa com a filha biológica, mas Aline garante:

- Calma, tia, eu já prometi que não vou fazer mal para ela. Mas eu vou afastar a Paloma tendo um caso com o marido dela. O Bruno.

Ah, tá! Não vai fazer mal a Paloma, só vai ter um caso com o marido dela! Como assim, gente? É claro que Bruno, honesto como é, não vai cair nas garras da vilã. Mas já prevejo que Aline vai armar para que pareça que é Bruno quem está dando em cima dela, não o contrário. Assim, Paloma ficaria ao lado do marido e culparia Aline. César, por sua vez, acreditaria na inocência de Aline e ficaria contra o genro, entrando em guerra com a filha. Previsível, seu Walcyr, previsível…

Bookmark and Share

Comentários (4)

  • kelly diz: 9 de novembro de 2013

    Ta forçado demais a justificativa da Aline p/ conseguir a procuração. Sem contar que é uma justificativa sem lógica partindo do princípio em q,o bb sendo herdeiro de cesar, sempre terá herança independente do césar morrer ou ñ. E se eu fico o tempo todo enchendo p meu marido me dar uma procuração por medo dele morrer, imagina o q meu marido vai pensar q eu vou fazer c ele depois q tiver c essa procuração, néeee?! Impossível o Cesar ñ perceber isso, o autor monta um personagem milionário inteligente, médico, empresário, e subestima a inteligencia dele depois. Sem contar q o relacionamento deles já está é muito artificial.

  • Clau diz: 9 de novembro de 2013

    Exatamente Kelly! É o que me pergunto o tempo todo: como pode César não desconfiar com tanta insistência da moça???? Que tanto amor, paixão ou tesão esses homem tem por essa mulher para ter medo de perdê-la e fazer tudo o que ela quiser? Como assim o bebe vai ficar sem nada? Há outros meios legais de assegurar à criança toda segurança. César sabe disso pois tanto Rafael quanto Eron já falaram isso. Se César aceita dar a ela a procuração total, e sendo alertado, nem deu ouvidos, é sinal de burrice completa. Daí se entenderá a burrice da filha também.

  • fernando diz: 9 de novembro de 2013

    sabe oq precisa urgentemente de uma “procuração”? o sentido nesse plano, q só aline consegue enxergar!

  • kelly diz: 10 de novembro de 2013

    Obrigada Clau, penso assim também

Envie seu Comentário