Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Manoel Carlos rebate críticas sobre lentidão de suas novelas

28 de fevereiro de 2014 16
João Miguel Júnior, TV Globo

João Miguel Júnior, TV Globo

Quem para na frente da TV para assistir a uma novela de Manoel Carlos já sabe o que esperar. As tramas cotidianas são uma especialidade do autor, com cenas longas e arrastadas, mostrando as personagens na feira, no supermercado, tomando café da manhã, discutindo a relação…

Portanto, não podemos esperar planos de vingança e enredos eletrizantes como nas novelas de João Emanuel Carneiro, ou crimes misteriosos como nas tramas de Gilberto Braga e Sílvio de Abreu. Maneco é o cronista da vida real, não adianta reclamarem.

Aos 80 anos, o autor já está acostumado com os críticos de plantão. Em entrevista ao jornal O Dia, ele declarou:

- Não me incomoda porque é o tipo de novela que eu sei fazer, que sempre fiz. Não posso inventar um novo jeito só para agradar algumas pessoas.

Mas quando o assunto é emoção, Manoel Carlos é expert. Algumas das cenas mais marcantes que já vi na televisão brasileira aconteceram nas novelas dele. Como esquecer da troca de bebês em Por Amor, de Carolina Dieckmann raspando os cabelos em Laços de Família, de Bruna Marquezine se debulhando em lágrimas em Mulheres Apaixonadas, do banho de mar de Miguel (Mateus Solano) e Luciana (Alinne Moraes) em Viver a Vida…? Enfim, são tantos momentos memoráveis criados por Maneco que não sobraria espaço aqui.

Sobre a polêmica das diferenças de idade na novela Em Família, Manoel Carlos encerra de vez o assunto:

- Achei engraçado. Onde estavam essas pessoas e alguns críticos de televisão que gostam de incendiar algumas novelas quando Murilo Benício, de 42 anos, foi pai da Mariana Ximenes, de 32? E a Adriana Esteves, 44, foi mãe de Cauã Reymond, de 33? E a Giovana Antonelli, 37, foi mãe da Mariana Rios, 28? E a Daniela Escobar, 44, foi mãe da Tainá Müller, 31? Onde é que estavam todos que não viram isso?

Ponto pra ele! Depois dessa, nem falo mais nada…

Bookmark and Share

Comentários (16)

  • Nanda diz: 28 de fevereiro de 2014

    Grande Manoel Carlos…. Dando respostas sem perder a classe (ou o respeito, como queiram)…. É por isso que adoro as suas novelas…
    Se a novela vai muito rápido o povo reclama pq não consegue acompanhar e aí perde fo fio da meada, se vai devagar, reclama que dá sono…
    Vai entender esse povo….

  • Clau diz: 28 de fevereiro de 2014

    Verdade. Ele tem razão. Mas no caso de Giovanna e Mariana, cheguei a comentar aqui no blog. Ao longo da trama, Salve Jorge, a personagem de Helô comentava que havia se casado cedo com Stênio, então seu namorado, e por isso havia o desentendimento entre eles.
    O Benício ser pai de Cauã também causa surpresa, assim como Adriana Esteves que na novela Av. Brasil. Ambos, Benício e Adriana, seus personagens não eram tão jovens assim.

    Mas agora Michele me refresque a memória, por favor… Eu tenho uma vaga lembrança de ter visto Mariana Ximenes ser filha de Murilo Benício… Ah! foi em A Favorita, não é mesmo? Ou estou enganada?

    Quanto as palavras de Maneco, ela está certo. Memória boa dele! Também não falarei mais nada. kkkkkkkkkk

  • Ionara diz: 28 de fevereiro de 2014

    Chupa cambada!

    Eu particularmente não sou grande fã de Maneco, mas gosto de alguns elementos de suas novelas, bom texto, cenas marcantes. Uma novela dele que amei foi Por amor. Inesquecível. Pra falar a verdade eu não prefiro esse ou aquele autor, minhas novelas favoritas são de autores diferentes, gosto e desgosto um pouco de cada um. Seja Maneco, Walcyr, Glória, Gilberto, Aguinaldo… todos já fizeram novelas boas e ruins.

  • Paula diz: 28 de fevereiro de 2014

    O problema é que, fora Mariana Rios e Giovana Antonelli, todos os outros casos o “filho” aparenta ter menos idade. Mariana Ximenes passa por vinte e poucos, Cauã também. Agora a Julia Lemmertz APARENTA a idade que tem, 50 anos, e a Natália do Vale NÃO PARECE ter 60 anos, pelo contrário, aparenta ter bem menos idade.

  • Clau diz: 28 de fevereiro de 2014

    Paula tem razão. Sim, tem alguns atores e atrizes que representam ter menos idade que têm. Assim como Mariana Ximenes, que tem jeito de menina. Débora Falabella, Bianca Comparato, Bianca Bin, Deborah Secco…. E os atores Daniel Oliveira, Caio Blat, Selton Mello, o já citado Cauã Reymond… Enfim, há como driblar uma situação entre família pegando os artistas certos. Mas como Paula também falou acima, e já foi amplamente debatido por aqui no blog, Julia Lemmertz não tem como representar ser filha de Natália do Valle. Esta última parece ter uns 50 anos, dez a menos do que na realidade tem. Já Beatriz Nogueira pode fazer o papel de mãe de Gabriel Braga Nunes pois este não representa já ter mais de 40 anos. É questão de estética mesmo. Tanto é importante a estética para ESTE CASO parentesco, que Susana Vieira fez papel de filha de Nathalia Timberg e convenceu. Apesar de somente ter 14 anos a menos que Nathalia Timberg. Mas convenceu.

    A saída para Maneco, para explicar a razão de Julia ser filha de Natália, está nas personagens. Helena depois da morte do pai, foi a cabeça da família. Se envolve com os problemas de todos na família, até do irmão bêbado que tem. Com esses problemas e mais o sofrimento do passado, ela envelheceu mais depressa que sua mãe, Chica, que parece que vive num mundo de Alice e nada lhe afeta. Nem mesmo o filho doente. ELA que é a MÃE, a MATRIARCA da família e que deveria ter pulso firme com seu filho, que deveria tomar as rédeas do leilão, que deveria dar apoio à Helena…, Faz mais um papel de IRMÃ de Helena do que de mãe. Aí sim, até que as atrizes podem fazer papel de mãe e filha. Explicaria a maturidade precoce de Helena.

  • Nana diz: 28 de fevereiro de 2014

    Concordo com Maneco, todo mundo sabe que as novelas dele são assim. Ele não pode inventar uma historia que não tem nada com ele. Mas ainda bem que não vai ser longo. Eu realmente ja não vejo a novela, não por ser lenta mas porque a historia em si nao me cativou. Duas das minhas novelas favo. são dele. Em relacão as idades de pais e filhos das novelas anteriores, é verdade muitos criticos não comentaram nada. Secalhar porque os atores que fizeram os filhos tem aparencia de mais jovem. Da pra desfarçar, agora nessa não.

  • Mônica diz: 28 de fevereiro de 2014

    A diferença de idade da Júlia com a Natália se deve ao fato de que a Chica tem vaidade. Ela tem tempo de se maquiar para esconder as marcas de idade, tem tempo de fazer uma plástica. Já a Helena nunca tem tempo para cuidar de si mesma como mulher. Ela praticamente faz tudo naquela família, ela cuida do irmão bêbado, da família da irmã que não tem um centavo no bolso e nem se mexe pra arrumar um emprego, até mesmo da tia Juliana é a Helena quem impõe limites nas loucuras dela e agora tem que aguentar a filha se aproximar do cara que lhe fez mal no passado. Tudo isso faz de Helena uma mulher desleixada que não tem tempo para pensar em vaidade, por isso essa aparência mais velha. Agora a Chica é livre e não tem preocupações, já que ela também é sustentada pela Helena.

  • inho diz: 1 de março de 2014

    O povo infelizmente prefere tramas absurdas que apresentam aduterio , assassinato , golpes de barrigas , safadezas , baixarias , maldades , idolos midiacos de carater duvidoso, vilões se regenerando só pra sairem impunes , amigos fura-olhos , gaylandia , brigas de heranças , envolvimentos de pessoas em sintuações constragedoras , ridiculas ou desagrdantes. Essa é a verdade.

  • Leila diz: 1 de março de 2014

    Inho voçe descreveu Amor á Vida. Hahahaha

  • andreia diz: 1 de março de 2014

    A Julia lemertz aparenta ser bem mais velha que a Natalia do valle nada haver a desculpa de maneco.

  • Clau diz: 1 de março de 2014

    Desculpe INHO, mas não é o povo que PREFERE, e sim a SOCIEDADE que é assim. Tudo o que mencionaste, pode-se encontrar perfeitamente nas grandes famílias deste país e dos outros também. O que aparenta nem sempre é. Tirando tudo o que colocaste, o que poderia se colocar numa grande trama? Porque não havendo traições, falsidades, negociatas, praticamente não há enredo. No entanto, que bom que os vilões podem se regenerar e que os gays podem se assumir. Isso denota uma mudança positiva na sociedade.

  • JENNY L♥VE diz: 3 de março de 2014

    A TROCA DOS BEBÊS FOI MUITO TOP, AINDA LEMBRO DA CENA…TRISTE! :(

  • i diz: 4 de março de 2014

    mas, o nome dessa novela ridicula é “amor á vida” que amor tem nessa novela hein?

  • Lady Zu diz: 4 de março de 2014

    Não acho que o Manoel Carlos tenha qualquer razão nas suas explicações. Ele se ligou apenas nas idades dos atores.

    A questão da escalação para personagens de novela não passa só pela idade dos atores. Tal questão está muito mais ligada à interpretação.

    Alguém se tocou, em algum momento, que a Adriana Esteves não tinha idade suficiente para ser mãe do Cauã? Não, né? No meu caso, nem me toquei.
    Sabe por quê?
    Porque Adriana e Cauã interpretam muito bem e defenderam com unhas e dentes a identidades dos seus respectivos personagens. Os dois tornaram inquestionável aquela maternidade.

    O mesmo não ocorre na situação dos personagens de Manoel Carlos, infelizmente.

    Tudo meia-bomba.
    Interpretações meia-bomba, que levam o expectador a atentar para outras coisas, como por exemplo a inadequação das idades dos personagens.
    A história meia-bomba, sempre repetida, mas repetida MESMO.

    Esse papo de “cronista da sociedade” já deu. Não é justificativa para a falta de criatividade. Nélson Rodrigues também escrevia sobre a vida, como ela é, e não era tão monótono.

    Manoel Carlos tem tantas “colaboradoras” para escrever o folhetim, mas as ideias são as mesmas desde os anos 90…

    Fala sério…

  • leonelia alves diz: 9 de março de 2014

    oi Manoel Carlos eu gostaria de te parabenizar pela diversas novela que você já escreve eu estou acompanhando em família o inicio dela foi muito bom esse Laerte esta bem na fita com quatro mulheres afim dele só que já sabemos que só tem dois jeite de termina um é ele ficar com Helena ou surpreender o publico ele termina a novela ao lado de Luíza filha de Helena que vai ser muito bom só não quero ele com Shirley eu não gostei muito dela é isso
    um beijão

  • Amanda Graciella diz: 30 de abril de 2014

    sou noveleira fanática, não perco uma, adoro as novelas de maneco, mais infelizmente em família esta mim decepcionando muito. Primeiramente a questão das idades, depois na primeira fase da novela Helena tinha todo um vigor que perdeu na segunda fase,esperava que na segunda fase fosse continuidade da historia de Helena e Laerte, fico barbarizada em saber que a historia da novela esta voltada para Laerte e Luíza. Não acho bacana a filha tomar da mãe o grande amor da vida dela, e ainda esquecer de tudo que Laerte fez para o pai dela, quase que o matava, acho sim que o perdão tem que existir mais de uma forma que possa dar continuidade na historia de Helena e Laerte, não tem nada vê essa historia de Luíza com ele. afff!!! tédio não da nem vontade de assistir.

Envie seu Comentário