Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Luiza não aguenta pressão da família e pede um tempo a Laerte

02 de maio de 2014 1
Divulgação, TV Globo

Divulgação, TV Globo

Uma história que já começou errado não pode mesmo ir muito longe. Foi assim no passado, com os jovens Helena (Bruna Marquezine) e Laerte (Guilherme Leicam), primos em primeiro grau que viviam uma relação doentia.

Anos depois, o já adulto Laerte (Gabriel Braga Nunes), se encantou por Luiza (Bruna Marquezine), filha de sua ex-noiva. E aí, é claro que a família inteira resolveu ficar contra a relação, já conhecendo o histórico violento do flautista.

Helena (Júlia Lemmertz) e Virgílio (Humberto Martins) alertaram, Chica (Natália do Valle) orientou, Clara (Giovanna Antonelli) aconselhou, mas nem assim Luiza se convenceu de que estava entrando numa fria. Pelo contrário, parece que faz de propósito só pra confrontar a família.

Mas essa segurança toda só vai durar alguns capítulos, segundo a colunista Patrícia Kogut. Pressionada de todos os lados, Luiza procura Laerte e pede um tempo na relação:

- Eu lutei para conseguir derrotar esse sentimento de culpa, mas são muitas vozes contra a minha única voz. Minha mãe pode até estar sofrendo, acredito que esteja, mas conseguiu me virar o rosto, sem uma palavra, mas com um gesto que valeu por mil coisas que ela poderia ter dito. Meu pai parece tolerante,mas sei que está sofrendo muito com essa nossa aproximação. Minha avó foi mais clara, foi direta. Minha família toda, meus melhores amigos. Meu Deus, não tenho ninguém a meu favor, ninguém do meu lado, torcendo por mim. Do seu lado a mesma coisa. Sua mãe não me suporta e não faz segredo disso pra ninguém. Disse na cara da minha mãe que não quer que eu me aproxime de você, minha avó me contou. Não tem ninguém que aprove o nosso amor!

Laerte ainda tenta insistir, mas Luiza diz que o melhor para os dois é mesmo se afastarem por algum tempo.

Só quero ver se Laerte vai se conformar com esse rompimento. Possessivo do jeito que ele é, vai continuar perseguindo a menina e pode transformar a vida dela num inferno, do mesmo jeito que fez com Helena no passado.

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Angel diz: 4 de maio de 2014

    Ontem assistindo o embate entre a Luíza e a Helena e a prepotência e a infantilidade da primeira, o que me veio a mente foi: se a Luíza se acha tão segura de si e despreocupada com a opinião dos pais, então que se sustente, que devolva a chave do carro, que pague seu aluguel e sua faculdade, pq com todo este suporte é fácil viver de amor – principalmente de amor e de sonhos proíbidos.

    Vejo a Luíza com a típica menina rica, que não sabe o que qr, mas que sabe que em determinado momento da vida vai ter que bater de frente com os pais, só para ver qual é a emoção. Ela é mimada e sem senso de realidade, parece que este “amor” é perseguido por ela, simplesmente pelo fato de dizer: olha só, enfrentei todos vcs e sobrevivi – sou mais forte. Na minha humilde visão o personagem da Luíza tá mal construído. Não sei se pelo Manoel Carlos ou pela Bruna Marquesine, mas o fato é que esta menina é insuportável; não cativa, não empolga e nem faz ninguém sofrer ou querer apoiar ela.

    Outro que parece que passou em uma máquina e lavou a alma foi o Laerte. Cade a obsessividade dele? A paixão desmedida? Que ele está usando a Luíza pra reviver o passado é claro, mas onde está a paixão pela verdadeira Helena? Eu não vi nesta terceira etapa da novela. Quem ama como se espera que ele ame a Helena, a procuraria, a cercaria de alguma forma, tentaria reviver o passado. E ai, sim, com as negativas dela ganharia força e impulso pra procurar na Luíza a Helena do passado. Mas não vi isto em nenhum momento.
    Este é outro mimado que se acha o garanhão; que pode tudo e que sempre tem as mulheres que qr a seus pés, a qlqr momento.

Envie seu Comentário