Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Em Família: Clara e Marina sofrem ataque homofóbico em bar

27 de junho de 2014 6
img_3013-rn

Fotos: Divulgação, TV Globo

O romance de Clara (Giovanna Antonelli) e Marina (Tainá Müller) vai às mil maravilhas na novela Em Família. Do jeito que Manoel Carlos tem retratado a relação até agora, com a aceitação da família e dos amigos, até parece que não existe preconceito nesse mundo.

Mas a coisa vai mudar de figura nos próximos capítulos, quando o casal começar a sofrer na pele o preconceito da sociedade.

Segundo a colunista Patrícia Kogut, Clara estará em um bar esperando a namorada, quando um rapaz lhe oferece uma bebida através do garçom. Nesse meio tempo, Marina chega e tudo fica bem complicada.

O homem se levanta e vai até Clara e Marina.

- Vim dizer que cometi um equívoco… Já saquei qual a é a de vocês duas. É você o homem da relação? Chegou pra defender a mocinha indefesa? – diz ele, grosseiro.

Clara ameaça chamar o gerente, mas o rapaz não se intimida e continua atacando:

- Quem vai chamar o gerente aqui sou eu! Vou fazer uma queixa oficial! Esse lugar não é gay! Não pode ser frequentado por qualquer pessoa! Sapatão não é bem-vinda aqui!

Um grande tumulto se forma, mas no fim as duas resolvem ir embora para não piorar a situação.

Mais tarde, já em casa, Clara comenta:

- Estou inconformada! Como é que uma pessoa se julga no direito de falar sobre as escolhas do outro dessa forma? Como se fosse superior? Sentiu a raiva dele? Falou como se nossa opção sexual fosse um defeito!

Marina tenta acalmar a amada:

- É exatamente o que ele acha. Mas você não pode se descontrolar assim. Não vê a quantidade de crimes que acontecem por aí todos os dias? São loucos como esse que agridem gays, propagam a homofobia… Parecem muito gentis, mas são bem perigosos.

Por mais chocante que seja a cena, acho válido que o autor retrate o outro lado da história. Enquanto a família de Clara foi compreensiva e agiu com normalidade diante da escolha dela, ainda existem muitas pessoas que não aceitam as diferenças e agem com intolerância.

Falando nisso, que cena linda a do ensaio fotográfico de Clara e Marina, não acharam? Delicada, sutil, com figurino, maquiagem e cenário perfeitos. Arrasaram!

clarina

 

Bookmark and Share

Comentários (6)

  • Marcelo diz: 27 de junho de 2014

    É esse tipo de realidade que os homofóbicos e evangélicos querem mascarar. Isso é o que acontece na vida real. Os heterossexuais egoístas ainda acham que os gays querem privilégios. Ter uma lei que garanta o direito dos homossexuais demostrarem afetos em públicos exatamente como os heterossexuais fazem é querer privilégios? Os heterossexuais não precisam de lei que os defenda toda vez que estiverem em público trocando afetos e, até mesmo, se agarrando indiscretamente.

  • Seu Lunga diz: 28 de junho de 2014

    Gramsci curtiu

  • Cacau diz: 28 de junho de 2014

    Já era hora,né,de tanto conformismo e normalidade por parte dos parentes e amigos,até mesmo do ex Cadu.

  • Michaela diz: 28 de junho de 2014

    Isso nem é uma homofobia tão pesada assim. É uma até comum. Eu já quase apanhei na rua de cinco caras por estar abraçada a minha amiga. Já vi gente olhar com nojo, quando eu estava me despedindo de uma amiga. Isso porque era amiga, imagina se eu tivesse beijando! Fora que já sofri na escola, com quase todas as minhas amigas virando as costas pra mim quando surgiu a suspeita que eu curtia garotas.Fora uma vez que eu me apaixonei por um garoto e ele disse que nunca ficaria comigo porque eu era botina. Você sabe que vai sofrer preconceito nessa vida. Não é uma questão do que vai motivar. As vezes, até a coisa mais pequena e sem importância causa isso. Agora, o que realmente importa, é como você vai saber lidar com isso. Clarina é vida. Sem mais!

  • Nhyala diz: 28 de junho de 2014

    Extremamente válida a abordagem do Maneco, e dá um toque de realismo ao romance, já que o autor não aborda o preconceito no seio da familia da Clara – todos aceitam normalmente, apenas a Chica denota alguma estranheza inicialmente mas neste momento é quase uma “rainha do fandom”.

    Infelizmente esta é a realidade… seria bom mesmo se elas chamassem a polícia e denunciassem este senhor.

    Em relação ao ensaio, o que mais dizer? Faltam adjectivos para descrever a beleza das cenas delas – é nítido o cuidado, em todos os sentidos, e a diferença em relação as cenas dos demais núcleos da novela. Foi linda, genial (pelas mensagens subliminares), poetica… não me canso de ver!

  • rafa diz: 29 de junho de 2014

    nossa ta pra nascer alguém mais homofóbica que essa cacau …
    eu entendo bem a michaella ..
    tbm ja passei e passo por poucas e boas, por ser bissexual, mesmo casada com um homem que eu amo muito , e tendo um relacionamento perfeito e fiel …
    mas o fato de alguns saberem que em algum momento da minha vida eu ja me interessei por garotas, as pessoas olham de cara feia, o fato de elogiar as vezes uma amiga ou parente ja é motivo de olhares desconfiados… mas beleza, essas pessoas são ignorantes, baixas, fechadas e incompletas como essa cacau ai, que possivelmente é uma crente ( digo crente e não crista porque tem muita diferença , afinal ate o diabo é crente ) e mal amada …. viva clarina , e com beijão bem quente e apaixonado ;)

Envie seu Comentário