Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Ator comemora o sucesso de Jairo de Em Família: "A mulherada cai em cima"

28 de junho de 2014 9
João Cotta, TV Globo

João Cotta, TV Globo

Entre tantos homens fracos, bonzinhos demais ou doidos, um personagem surge como alguém mais “real” na novela Em Família. Jairo (Marcello Melo Jr.) é malandro, tem um passado duvidoso e gosta de dar uns tapinhas nas mulheres. Mas uma coisa é certa: ele deixa Juliana (Vanessa Gerbelli) doidinha na cama.

O jeitão despachado e sem papas na língua de Jairo acabou conquistando fãs pelo Brasil afora. Afinal, deve ter muita gente por aí que prefere um malandro com pegada do que um chato e certinho como Nando (Leonardo Medeiros). Tô certa ou tô errada, meninas?

Boa parte do sucesso de Jairo se deve ao ótimo trabalho de Marcello Melo Jr. Desde que surgiu na telinha como o bandido Benê de Viver à Vida (outro malandro irresistível), ele vem se destacando em papéis bem distante dos mocinhos da TV.

Mesmo com a fama, o ator não abandonou as origens e continua morando no Vidigal, segundo a colunista Patrícia Kogut. E é lá, segundo ele, que seu personagem faz mais sucesso:

- A mulherada cai mais em cima quando vê a gente na TV.

Jairo não vale nada, mas é um dos poucos personagens divertidos dessa novela, não acham? Os mocinhos bem que tentam se destacar, mas sãos os cafajestes que fazem sucesso.

Bookmark and Share

Comentários (9)

  • Paulo diz: 28 de junho de 2014

    Nossa, depois de ler essa reportagem percebi que a humanidade não tem mais solução.. Acho que podemos cancelar a lei Maria da Penha também!! Preferir um malandro cafajeste, que é grosso e estupido com as mulheres… é Michele lamentável, depois vai chorar pq foi “usada” ..

  • Clau diz: 28 de junho de 2014

    Não é meu tipo de homem, prefiro os tímidos. Mas não bananas como Nando. Aquele ali ganhou o Oscar de bananice. Jairo é divertido por suas tiradas, mas eu ainda prefiro, em termos de malandragem o famoso PESCOÇO!!!! de Salve Jorge. Aquele ali sim, me fazia dar boas gargalhadas.

    Agora que percebo a saudade que me dá certos personagens de novelas anteriores. O Pescoço como malandro do morro ou da comunidade… Arregalava os olhos com medo da polícia, bancava o pegador da comunidade, mentia descaradamente para a mulher, chorava se preciso fosse…. Uma figura!

    Como vilã, coloco minhas fichas em ALINE! de Amor à Vida. Nunca pensei que uma novela me fizesse tanta falta, mesmo com todas as falhas que tinha. Aline era vilã MESMO. De dar ódio na gente.

    Como ricos e esnobes, a FAMÍLIA KHOURY! também de Amor à Vida. Esnobismo, materialismo, traição… Personagens como César Khoury, homofóbico, uma pai pra lá de ruim com o filho…. Tem coisas assim na novela Em Família???

    Casal gay? de longe prefiro FÉLIX e NIKO!!! muito mais carismático do que Marina e Clara. Um casal querido, fofo, que demonstrava nos OLHAR sua paixão, mas não somente a PAIXÃO. Havia algo mais no olhar entre eles. Não vejo isso entre Marina e Clara, embora torça por elas na trama. Mas não sei o que é… Não está me convencendo mais a relação das duas. Acho que é por causa do estilo de vida delas. Na trama de Walcyr Carrasco, Félix trabalhava MUITO e Niko também. Acho a vidinha de Clara e Marina muito dondoquinha. Não são mulheres batalhadoras e determinadas. Parece que vivem num mundo à parte. Clara vive suspirando e se lamentando da vida. A frase mais usada por ela é “NÃO POSSO, NÃO POSSO…”, e Marina então! vive num mundo de cristal. Não quer saber de trabalhar e nem dos problemas financeiros.

    Sem contar os personagens antipáticos como Laerte que como vilão está de mal a pior. Nem carisma tem. Luíza como uma jovem transgressora da moral e vida familiar, também está longe de convencer. Quer ser independente, mas é sustentada pelos pais. Sai de casa, se envolve como um homem que destruiu sua família, mas não deixa de usar o dinheiro dos pais. De onde que Manoel Carlos tirou isso????

    Juliana então… ainda arrisco dizer que ela vai terminar a trama com Jairo e Nando. O Jairo como amante. O Nando como marido e mantenedor da casa. É bem por aí.

  • portoalegrense diz: 28 de junho de 2014

    mulherada não se dá o valor mesmo, desde que seja bom na cama, não importa se apanhar na cara. depois correm pra delegacia.

  • Brisa De Verão diz: 28 de junho de 2014

    Acho engraçado que quando apareceu aquela pesquisa que afirmava que a maioria dizia que era culpa da mulher, ela ser estuprada e tal, veio todas as mulheres indignadas e fizeram campanha contra. Agora, vêm essas mesmas mulheres dizerem que gostam de um homem como o Jairo? Minha nossa! Eu sou mulher, quis dar um tiro em quem faz esse tipo de afirmação de que a mulher é culpada mas vendo isso, acho que tem umas que são culpadas mesmo. E depois, ficam torrando os ouvidos da gente. Eu não gosto de homem assim! Prefiro mil vezes ficar só do que ter um traste desse na minha vida! Bando de loucas!

  • Nikka diz: 28 de junho de 2014

    Não concordo, odeio cafajeste, mau carater, safados etc. Péssimo gosto de quem aprova.

  • Fê diz: 29 de junho de 2014

    Ainda bem que percebi, lendo os comentários dessa matéria, que tem pessoas que pensam igual a eu.Fiquei indignada quando li essa matéria e também quando vi o casal de atores em questão, no programa do Faustão, onde várias mulheres deram suas opiniões achando o Jairo o homem ideal.Definitivamente, hoje em dia, as mulheres só pensam em cama mesmo e depois ainda querem reclamar que os homens são insensíveis.Essas mulheres não se dão conta de que relacionamento não é somente isso, mas uma série de outros fatores, que não inclui apanhar.

  • Valentina diz: 29 de junho de 2014

    Deus me livre, esse tipo de homem pra mim não rola, gosto de homem que me respeita.
    Esse tipo de homem é pra mulher que gosta de apanhar e correr pra Dp.. safadas são elas que aceitam esse tipo de cafajeste.. os homens certinhos tbm podem ser bons de cama, mas olha o que o Jairo faz? esculacha ela, que gosta. ela não presta.

  • Tamara diz: 30 de junho de 2014

    Lastimável pensarem desta maneira! Gosto do Jairo pq o personagem dele é bem real, e na medida certa, sabemos que encontramos pessoas como ele fora da telinha. Agora gostar pq é cafajeste? Pq se é bom na cama? E quem falou que o Nando não seria bom de cama também? Só pq é um bocó?
    A base de um relacionamento é o amor, porém esta base sustenta outros pilares para que de certo, respeito e confiança.
    Matéria sem noção.

  • Clau diz: 2 de julho de 2014

    O que critico na trama envolvendo tal personagem é a maneira preconceituosa que Maneco classifica as pessoas. No início da trama, Jairo nem se metia com Juliana, nem queria entrar no apartamento dela e foi ela quem seduziu o cara, se envolveu com ele, propôs casamento. O cara se muda pra casa dela, arruma um emprego, tenta se moldar à família dela e não se adapta. Volta para o morro dele, de onde ele gosta de estar. Mas está trabalhando! Porém, isto na conta. O cara só é mostrado como malandro e chamado de marginal por Nando. Esta desde o início também o destratava, o ofendia. Depois Maneco virou o jogo e passou a fazer de Nando o queridão da família. O cachorrinho de Juliana. Esta surta a cada rejeição em relação aos filhos e precisa se tratar. Alguém sugeriu isto a ela? Não. Aliás a família inteira precisa se tratar. Ela se sujeitar a se envolver com um homem que nunca teve nada a ver com ela somente por uma criança que nem é sua, já mostra o problema psicológico que tem.
    Mas no fundo ela gosta do pegador… Não suporto esta personagem pois é outra que não tem limite. Todos se dizem preocupados com ela mas nenhum familiar cuida dela. Passou a trama inteira enchendo o caso que queria a guria. Aí ela se envolve com o grosseiro e então a família acorda. Chica não dá nem pra olhar! Está é a própria perua, dondoca ou o que seja, mas retardada! que não conhece a realidade. Jairo chega perto dela e ela vira a cara, revira os olhos, faz caretas… Preconceituosa ao extremo!

    Helena criticou o temperamento de Jairo, para Clara. Mas esqueceu de LAERTE que é mil vezes PIOR que Jairo. É evidente a classificação que Maneco faz da sociedade. Só quem presta é o pessoal surtado do Leblon. Pode ser surtado, pseudos assassinos, psicopatas, depressivos, mas se vivem no Leblon, ah então está ótimo!

    Manoel Carlos é tão velhaco que já é a SEGUNDA VEZ que ele coloca este ator pra fazer papel de morador de morro, malandro e até bandido. Já está na hora de algum autor dar um papel mais interessante a este rapaz. Ou ainda vão dizer que não tem preconceito racial na cabeça de Maneco???

    Uma negra foi estuprada. Um pardo é malandro e agressivo. Empregadas, uma parda e outra negra nas casas de Helena e Selma respectivamente, não esquecendo na casa de Shirley que também a empregada é NEGRA.
    Mulheres sem vida própria que só vivem de servir seus patrões. As empregadas brancas são jovens e bonitinhas, e flertam com seus patrões, os servindo na cama. Até a de Branca serviu o russo amigo da patroa.

    Ou seja, Maneco É SIM preconceituoso.

Envie seu Comentário