Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Em Família: Clara e Marina se casam com vestidos iguais e muito romantismo

16 de julho de 2014 16
Fotos: Paulo Belote, TV Globo

Fotos: Paulo Belote, TV Globo

 

Entre tantos problemas, Em Família vai chegando ao fim e dificilmente vai deixar saudades. Mas temos que reconhecer que a trama de Manoel Carlos teve certos méritos e merecia ter tomado um rumo diferente.

Uma das coisas que chama a atenção nessa reta final é que o autor tem mostrado as “novas famílias”, configurações que fogem do modelo “tradicional” e que são a realidade de muita gente.

Paulo Belote. TV Globo

Vejam o caso do menino Ivan (Vitor Figueiredo). Apesar de ter sofrido muito com a separação dos pais, ele agora parece feliz ao lado da mãe Clara (Giovanna Antonelli), do pai Cadu (Reynaldo Gianecchini) e das duas madrastas, Marina (Tainá Müller) e Verônica (Helena Ranaldi). As cenas de harmonia entre os cinco integrantes dessa nova família mostram que o importante é que a criança seja amada, o resto é bobagem.

Para confirmar a naturalidade dessa situação, vai ao ar hoje à noite o casamento de Clara e Marina. Em pleno 2014, é a primeira vez que uma novela exibe a união oficial entre duas pessoas do mesmo sexo. Os tabus vão sendo quebrados, a discussão em torno disso vai diminuindo e isso é muito positivo. Se a repercussão já não é mais tão grande, é sinal de que muitos estão enxergando os casais gays com mais naturalidade.

E vejam como são as coisas… O casal gay de Em Família terá uma belíssima cerimônia de casamento, com direito a noite de núpcias e um final feliz. Já o casal hetero principal, Luiza e Laerte, veio até aqui aos trancos e barrancos e será separado por uma tragédia.

 

>>> Gente, entendo que algumas pessoas se manifestem contra esse assunto, mas peço que mantenhamos uma discussão saudável nos comentários. Palavras de baixo calão e ofensas pessoais não serão liberadas. No mais, fiquem à vontade para concordar ou discordar.

Bookmark and Share

Comentários (16)

  • Sergio diz: 16 de julho de 2014

    Gente, isto não é natural e muito menos normal, e nunca vai ser. Este juntamento não é uma família. Duas mulheres ou dois homens nunca serão um casal! Pobre das crianças perdidas nestes “novos conceitos” que tentam nos empurrar guela abaixo!

  • liza diz: 16 de julho de 2014

    O importante é que a novela mostrou que casais separados podem ser amigos e que isto é bom para os filhos.chega de crime passional por ciumes e despeito por ser trocado por outra pessoa.depois de uma separação á mil possibilidades para cada pessoa.Clara e Marina foi lindo o ponto alto da novela,ja os heteros foi só baxaria pancadaria,e muito parecido com a realidade,realmente em familia vai deixar saudades,pois apesar das criticas quem teve bom senso entendeu o recado do autor.valeu Maneco.

  • NoRacism diz: 16 de julho de 2014

    Pobre de você que é alienado e preconceituoso, o amor existe entre pessoas e é isso que importa, uma criança será muito feliz ao lado de pais que darão amor e carinho á ela. Uma família é formada por pessoas que se amam e cuidam uma da outra.

  • Edu diz: 16 de julho de 2014

    Acho que o casal hetero principal eh Helena e Virgilio.

    Esses vestidos tão bem sem graça. Podiam ter arranjado uma roupinhas mais elegante pra elas.

  • Yvette Turco diz: 16 de julho de 2014

    Lindas, lindas! As duas vestidas iguais. NADA DE UMA VESTIDA COMO UM “COMPADRE” E A OUTRA VESTIDA DE MULHERZINHA. Parabéns. Eu sei que vou a amar! VIVA O AMOR EM TUDAS SUAS FORMAS E CORES!

  • Clau diz: 16 de julho de 2014

    Pra mim isso nada afeta. Na minha opinião este é o casal mais normal da trama. Minha bronca sempre foi com a relação de Luíza e Laerte, de uma filha se envolver com um cara demente e insistir na relação doentia. Além de envolver toda família. De Helena se prender nesse passado doente TAMBÉM.

    Ainda Juliana entre dois homens, usando sexualmente um e intelectualmente o outro. Surtos, agressões, pegações… um nojo total!

    Shirley obcecada por Laerte e sua cobra. Chica feito menininha apaixonada dando pulinhos, gritinhos e beijinhos… Por essas e outras Clarina foi um casal normal. Gostei do final delas juntas, embora eu pense que Manco poderia ter explorado muito mais o tema e o drama de Clara. Mas isso já é passado. O autor destruiu a novela.

  • Luciano diz: 16 de julho de 2014

    Lindas as duas juntas. E que os crentes e homofóbicos sumam desse planeta, já que não conseguem conviver numa boa com a diversidade. Podem choramingar à vontade, crentes e homofóbicos, a homossexualidade existe desde o começo da humanidade e vai existir enquanto ela durar. Vocês acham que na família de vocês não existem gays e bissexuais, não, seus homofóbicos? O que tem de filhos, namorados, noivos e maridos saindo com macho na encolha, vocês nem imaginam.

  • Nattie diz: 16 de julho de 2014

    Pelo menos nessa parte, a novela mostrou como há diversidade de casais no Brasil, e que gays podem se casar SIM, tapa na cara da sociedade. Só não gostei da história delas e nem das personagens.

  • ZENNNNNNNN diz: 17 de julho de 2014

    Gente,DEUS fez Adão e Eva não foi Adão e Ivo não………….

  • Veronica diz: 17 de julho de 2014

    Ameiiiiiii, com certeza é o melhor casal da novela, Marina e Clara além de lindas mostraram que o amor é universal e que duas mulheres e dois homens podem sim se casar se quiserem. Realmente Taina Múller e Giovana Antonelli mostraram a que vieram, é um pena mesmo o autor não ter dado mais espaço pras duas, mais cenas como está vão ficar pra história, assim como a cena da dança que continua sendo a melhor na minha opinião, a cena mais linda da novela toda! Valeu Clarina, vai deixar saudades!

  • Gisele diz: 17 de julho de 2014

    Até que é interessante retratar esse tipo de casal para que as pessoas passem a encarar com mais naturalidade, parem de criticar, se estão felizes, é o que importa!a homossexualidade existe desde que o mundo é mundo, tão antiga quanto a heterossexualidade. E outra, que bom que todos os casais, independente de sua opção sexual, pudessem se relacionar tão bem após a separação, ser amigos. Agora, o casal podre dessa novela é a Luiza e o Laerte, hora uma menina se apaixonar pelo cara que enterrou seu pai vivo???que quase casou com a sua mãe, do qual esta engravidou e perdeu??é ridículo, esses relacionamentos podres que esse Manoel Carlos retrata, desde aquela Camila que ficava com o namorado da mãe, isso sim é absurdo!!esse autor tem uma mentalidade doente.

  • Amanda diz: 17 de julho de 2014

    Gente só eu que não curti muito esse beijo?? Achei tudo lindo mais confesso que esse beijo não achei legal não, até o selinho e o selão que elas deram foi bem melhor do que esse beijo ai de boca fechada! Poxa, parecia forçado, beijo de verdade não é assim…. achei uma pena isso, poderia ter ficado melhor!

  • Viva a diversidade! diz: 17 de julho de 2014

    Maravilhosas as cenas de Clara e Marina. Havia delicadeza, paixão, sinceridade. Pôxa, as pessoas que são homofóbicas ainda usam aquele argumento mais batido e chato que existe, dizendo que “Deus criou Adão e Eva e blá-blá-blá”. Deus criou a humanidade. E ainda há gente que acredita na lenda de Adão e Eva, o paraíso, a cobra. Santa ignorância!

  • Julia diz: 17 de julho de 2014

    Enhorabuena Brasil, aunque queda mucho por hacer, esto es un paso más en la lucha por la igualdad y el respeto a la diversidad. La realidad es la que es, existen gays, heteros, bi, etc. No se puede tapar el sol con un dedo. Además, diversidad es riqueza y a quien no le guste alguien del mismo sexo pues que no se implique! Cada vez me convenzo más que hay que luchar por reconocer derechos, no por quitarlos. Importante que sea en una novela que se presente esta relación, las novelas en América Latina son muy importantes y tienen un poder de cambio – o de reproducción- de mentalidades, increíble.

  • José Francisco diz: 19 de julho de 2014

    Ainda bem que nós que servimos a Jesus entendemos que só estamos de passagem aqui nessa terra cheia de pessoas desobedientes a Deus! Isso tudo mostra que Jesus está voltando, que os prepados sabem disso! Valeu!

  • José Francisco diz: 19 de julho de 2014

    Eu faço uma pergunta aos inteligentes, primeiro, vcs acreditam em Deus? Caso acreditem, o que te faz acreditar que existe?

Envie seu Comentário