Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Aguinaldo Silva alfineta: "Nas minhas novelas não pode ter cena de conversa mole"

25 de julho de 2014 8
Renato Rocha Miranda, TV Globo

Renato Rocha Miranda, TV Globo

Quem tem acompanhado os primeiros capítulos de Império já deve ter percebido uma mudança radical no ritmo, se formos comparar com a antecessora. Os diálogos arrastados e sem a menor função de Em Família deram lugar a uma história cheia de reviravoltas, onde cada cena tem uma razão de ser.

Aguinaldo Silva sabe bem a qualidade do que escreve e se vangloria por isso. Por mais que pareça pretensão, temos que admitir que ele tem motivos para se achar “o tal” do horário nobre. Não foi à toa que coube a ele a missão de levantar o ibope derrubado por Manoel Carlos.

Em seu site oficial, Aguinaldo aproveitou pra dar aquela alfinetada básica nos colegas:

- Quem prestar atenção aos diálogos de “Império” e entender do assunto vai perceber que sou obcecado pela precisão do texto. Nas minhas novelas não pode ter cena de “conversa mole”, de encheção de linguiça. A cada frase pronunciada por um personagem a história tem que dar um passo… E sempre adiante.

O autor explica ainda que, enquanto outras novelas andam “para os lados”, suas tramas seguem um ritmo crescente.

Após acompanhar os primeiros capítulos de Império, sou obrigada a reconhecer a qualidade do texto de Aguinaldo Silva. As últimas duas tramas do autor, Duas Caras e Fina Estampa, me decepcionaram bastante, por isso eu não tinha tantas expectativas com relação a Império.

Expectativas baixas, somadas ao “trauma” de Em Família, além do elenco afiado, cenas bem dirigidas, cuidado com a escolha dos atores das duas fases e trilha sonora ótima compõem uma obra de qualidade, coisa que há tempos não víamos no horário nobre. Aguinaldo Silva acertou em cheio, espero que mantenha o nível até o final da trama.

Bookmark and Share

Comentários (8)

  • Le diz: 25 de julho de 2014

    realmente o elenco afiado, cenas bem dirigidas, cuidado com a escolha dos atores das duas fases e trilha sonora ótima estão compondo uma obra de qualidade!!!
    dando destaque a trilha sonora que é a melhor de todo os tempos!!!
    Só não sei da onde ele tirou que uma adultera é uma mocinha… não por ela ter se apaixonado por outro mas por ele ter traído o marido do jeito que traiu. acho que poderia te sido conduzido de uma forma melhor.
    se bem que os personagens são complexos, a vilã tem seu lado bom e a mocinha é uma adultera. bom, talvez seja exatamente isso que dê um tchã a mais na novela.

  • Rejane diz: 25 de julho de 2014

    Por Favorrrrrrr não deixe Eliane morrer, isso não pode acontecer e no fim ela deve ficar com José Alfredo, como que pode a novela acabou de começar e a mocinha já morre?
    Estamos transtornados

  • Larissa diz: 25 de julho de 2014

    Realmente, não tem conversa mole, mas muitos que assistem a novela comentaram que não entenderam quase nada da história, pois correram com as cenas, não dava pra saber se a personagem da Maria alguma coisa teve 3 ou 4 filhos.. Ele adora dar alfinetada, mas ele adora correr com as novelas no início pra depois “encher linguiça” por meses e aí correr no final. Não defendo Em Família, pois a achei fraca, mas esse autor também não sabe mais fazer novela, não pode falar dos outros.

  • Edu diz: 26 de julho de 2014

    Tambem me surprendi com a novela. Duas Caras e Fina Estampa foram um lixo, mas essa até agora está boa demais pra ser do Aguinaldo. Talvez seja Em Familia que foi mt ruim e abaixou o nivel demais?

    Espero que continue assim.

  • Rodrigo diz: 26 de julho de 2014

    Não tem encheção de linguiça nessa novela, né Aguinaldo? Porque Fina Estampa foi um lixo, cheia de enrolação, com cenas desnecessárias e ridículas, diálogos inúteis e sem sentindo. Quando acabou e começou Avenida Brasil, todos começaram a falar: Avenida Brasil mostrou em um capítulo o que Fina Estampa não mostrou durante a novela toda. O Aguinaldo viu isso e fez de Império uma novela ágil.

  • Bernardo Ramos diz: 27 de julho de 2014

    Acho que quando se fica messes vendo uma novela muito lenta como Em Família,nós nos desacostumamos a ver uma coisa boa! Uma coisa que traga o interesse do público! Acho que ás novelas do Aguinaldo sempre tiveram essa tenção nas palavras! E além do mais,o elenco é perfeito! Ver Paulo Betti fazendo papel de homossexual fofoquerio é surpreendente! Eu me divirto com o personagem Téo! O mais legal é ver o José Mayer deixando essa história de pegador das novelas e fazer seu primeiro papel de gay! Ótimo Elenco Aguinaldo! Só não vai superar seus sucessos como Vale Tudo,Tieta,A Indomada,Senhora do Destino,Pedra sobre Pedra e muitos outros!

  • Clau diz: 28 de julho de 2014

    Também só tenho elogios a esta novela. Quem não entendeu a trama na primeira fase, me perdoe, mas é porque não prestou a menor atenção. E mais que isso! Já havia sido contada a trama AQUI no blog umas mil vezes! NOVELEIROS postou mais de uma matéria contando o enredo como seria, quantos filhos o casal teria, como se casariam…. Por Deus! Isso me lembra Em Família que o MUNDO afirmava que Luíza não era filha de Virgílio e sempre aparecia alguém pra dizer que ela estava se relacionando com o próprio a pai que era o Laerte, quando na verdade era o VIRGÍLIO. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk….

    Aguinaldo está me conquistando. Bela alfinetada! De fato, depois do SONÍFERO, das conversinhas nos cafés das manhãs de todos na trama de Manoel Carlos, das flautas, pianos e violões coma voz chatinha daquela atriz/cantora que nem sei o nome, pelo menos podemos dizer que temos uma boa novela. É rápida, é ágil e ninguém dorme. Aposto!

  • Juliana diz: 28 de julho de 2014

    Clau falou tudo, concordo 100%, estou adorando também esta novela… Muito bem escrita e bem dirigida, tomara que seja assim até ao final. Depois de 2 novelas péssimas, finalmente uma que prende o telespectador à tv.

Envie seu Comentário