Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

O pior da semana: Geração Brasil vira um pastelão sem a menor graça

03 de agosto de 2014 7
Divulgação, TV Globo

Divulgação, TV Globo

Como boa noveleira que se preza, morro de pena quando os autores estragam uma trama que tinha condições de ser muito boa. Às vezes a história começa bem, mas parece que resolvem chutar o balde e torná-la cada vez pior.

Foi o que aconteceu com Geração Brasil. Anunciada como uma novela dos mesmos autores de Cheias de Charme, tinha potencial e elenco suficientes para ser um sucesso. E foi legal, até certo ponto. Depois caiu ladeira baixo, e só piora a cada capítulo.

Vejam bem, uma coisa é “gloriaperezar” a novela, criando uma ou outra situação sem sentido. Ok, é novela e “temos que saber voar”. O caso de Geração Brasil é ainda mais grave, já que os autores resolveram “zorratotalizar” a novela. Sim, parece uma mistura de vários quadros do Zorra Total, um mais sem graça do que o outro, sem uma história. Chega a dar um desânimo parar em frente à TV e perceber que a trama não vai chegar a lugar nenhum.

Exagero meu? Tudo bem, vou dar apenas dois exemplos das situações bizarras que foram ao ar esta semana:

- O tal reality show “Geração Nem Nem”, por si só, já é ridículo. Mas a novela se superou ao mostrar a história de Lara (Elisa Pinheiro), a jovem mãe solteira que ficou traumatizada após a morte dos Mamonas Assassinas. Para “curar” a moça, Brian (Lázaro Ramos) fez uma reprogramação cerebral, cantando “Brasília Amarela” no ouvidinho dela. Oi? Se era pra rir, não adiantou, quase tive vontade de chorar depois dessa…

- Pamela (Claudia Abreu) entregou a Megan Lily (Isabelle Drummond) um frasco contendo uma substância mágica, que fará Davi (Humberto Carrão) se apaixonar por ela. Antes, tivemos que aguentar a imaginação da patricinha, que sonhou ser de uma família de bruxas.

Podem até me xingar, dizer que eu não tenho senso de humor, mas oi? Comédia é uma coisa, constrangimento é outra bem diferente. Chego a ficar com vergonha alheia ao ver tantos atores bons em meio a essa palhaçada.

Isso que eu tenho um gosto bem peculiar para novelas e já curti tramas bem absurdas. Pra terem uma ideia, eu era fã de Bang Bang, Kubanacan e Pé na Jaca.

Mas depois do capítulo de terça-feira, Geração Brasil me perdeu de vez. Vou ganhar uma hora do meu dia fazendo algo mais produtivo, pois essa novela não tem mais salvação.

E vai piorar, gente! Ao que tudo indica, Herval (Ricardo Tozzi) se transformará no grande vilão da história. É como se resolvessem tirar um coelho da cartola aos 45 minutos do segundo tempo, pra ver se conseguem salvar a história. Gente, Ricardo Tozzi mal consegue interpretar um mocinho, imaginem um vilão? Desisto, me chamem quando essa novela acabar.

Bookmark and Share

Comentários (7)

  • Lea diz: 3 de agosto de 2014

    Ah, acho até uma boa o Herval se revelar vilão.

    Até agora o personagem está completamente sem função na história. Apagado e com a personalidade mais genérica do mundo. Vejamos se isso muda.

  • Iara Rosário diz: 3 de agosto de 2014

    Sabe qdo essa novela me perdeu?? Qdo satirizou NOVAMENTE os gauchos, q , como eu, ficaram MUUUUUITO chateados por OUTRA VEZ sem mostrados como caricatos, com um sotaque que DEFINITIVAMENTE NÃO TEMOS e GAYS DE NOVO!!!! Que isso??? Pq TODO Gaúcho que émostrado na Globo tem q ser Gay???Será que o pessoal do sudeste tem algum trauma conosco???Por favor, respeito é primordial poxa!!! Então a mocinha pode ser Nordestina e tudo bem, mas o dono de uma rede de lojas é gaucho e GAY??? Por que??? Faça-me o favor…um abraço. Iara ( São Leopoldo/RS)

  • Tina diz: 3 de agosto de 2014

    É né? Malhaçao tá mais interessante que isso.

  • Karla diz: 3 de agosto de 2014

    Tá difícil mesmo. Mas continuo pq adoro os atores. E quem sabe ainda tenha salvação? Acho que o Davi é mesmo filho do Jonas com aquela Sandra (mas ninguém sabe, só ela).
    Essas cenas à la Zorra Total me dão vergonha alheia também. Aquelas da Dorothy surtando com a música do Tchan foram ridículas demais.

  • João Victor diz: 3 de agosto de 2014

    Ao meu ver, também achei ridículo o concurso Geração NEN-NEN e a história da Megan ser de uma família de bruxas mas, o resto está legal. Gostei da parte de Dorothy surtar com a música do tham mas apenas isso. Também acho que seria uma boa ter um vilão mas, na boa; o HERVAL? Fala sério. Pq não deixam mais maldosa a Gláucia. Gostaria muito de ver Davi e Megan juntos até pq a pernambucana da Manu é um saco e sem contar que os dois n tem química nem uma.

  • Claudia diz: 5 de agosto de 2014

    Eu tb adorava Bang bang kkkk

  • sthefane diz: 8 de agosto de 2014

    EU SEMPRE DESCONFIEI DO HERVAL, NUNCA ACHEI ELE TÃO BONZINHO, AXO QUE ELE É O HOMEM QUE O JONAS PENSA QUE MATOU, O MARIDO DA SANDRA SMITH. EU SEMPRE SOUBE QUE ERA ELE. ACHO QUE DE TANTO LER ROMANCES POLICIAIS COMECEI A DESCONFIAR DE PESSOAS MUITO BOAZINHAS.

Envie seu Comentário