Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O primeiro capítulo de Boogie Oogie! Você aprovou?

04 de agosto de 2014 23

O povo reclamou tanto, o povo pediu tanto novelas com o caráter saudosista, que finalmente elas voltaram. A prova disso é Boogie Oogie.

Nada poderia ser mais saudosista do que o caráter da novela. Também pudera, ela se passa nos anos 70.

Raphael Dias / TV Globo

Raphael Dias / TV Globo

Logo no primeiro capítulo, nota-se que o autor, Rui Vilhena, quis deixar bem claro quem são os mocinhos e quem são os vilões da trama. Bem típico de novela das 18 horas.

A bela Sandra (Isis Valverde) estava noiva, mas acabou conhecendo o jovem aviador Rafael (Marco Pigossi). Ele já se encantou com ela logo de cara, mas a mocinha ainda está apaixonada por Alex (Fernando Belo), com quem está de casamento marcado.

Como foi sugerido nas chamadas, a trama será quase que uma homenagem a Dancin’ Days. Contudo, o que surpreendeu foi a velocidade em que as coisas aconteceram.

Logo de início, Sandra espera por Alex na igreja, no dia do casamento, mas ele está atrasado. O que a mocinha não sabe é que ele está em uma via movimentada, ajudando Rafael. Este, colidiu o avião que pilotava.

A novela termina com uma explosão, que por si já uma pista: Alex havia dito que só não casaria com Sandra se estivesse morto.

Outros personagens da história ficaram em segundo plan0 neste primeiro capítulo.

Boogie Oogie tem jeito de novela melosa e romântica, mas promete muita badalação ao mesmo tempo. É ver pra crer.

E você, já tem a sua opinião sobre o primeiro capítulo da nova trama das 18 horas?

Bookmark and Share

Comentários (23)

  • Márcio C.M. diz: 4 de agosto de 2014

    Amei a trilha sonora mas, achei um pouco confusa a história do acidente.

  • Marcelo José Duarte diz: 4 de agosto de 2014

    Grande estréia, atuações muito seguras – gostei muito das personagens de Giulia Gam e Betty Faria, mas achei a Bianca Bin um tanto forçada – e uma trilha sonora primorosa : a abertura, ao som de KC & Sunshine Band foi um golaço de placa, e ouvir Elton John e The Tramps me fez balançar o esqueleto… Tem tudo para ser um grande sucesso…

  • Marcos diz: 5 de agosto de 2014

    Uma cópia descarada à excelente Pecado Mortal, da Record.

  • Diego Zenga diz: 5 de agosto de 2014

    O acidente vai desencadear a trama. Essa novela devia passar no horário das 21 horas. Abertura sensacional. Prestem atenção nos detalhes da época. Trilha sonora espetacular, que pode até ressuscitar o CD. Para recuperar a Globo da fraca “Em família” e da aventura desastrosa “Meu pedacinho de chão”, os anos 70 voltaram com toda força (e sempre voltarão).

  • Vivian diz: 5 de agosto de 2014

    Eu gostei da novela.. é o velho clichê que todo mundo gosta. Os últimos autores têm tentado inovar demais e acabaram criando histórias chatas com toda essa originalidade e perdendo o magnetismo e a magia. Não sou contra, mas acho que essa história tem tudo para ser mágica, a começar pela trilha sonora que é linda.

  • Karla diz: 5 de agosto de 2014

    Só tenho uma palavras: MARAVILHOSO!!

  • Claudio Hatanaka diz: 5 de agosto de 2014

    Novela que começa bem acelerada para dar início, com figurino que lembra bem os anos finais dos 70, com menção ao Filme “Embalos de Sábado a Noite”. E cenários com carros de época (Corcel, Dodge Polara, os táxis amarelos) e cenários (orelhão,a TV P&B, o emblema de CBF com 3 estrelas na camisa amarela). Só um reparo na trilha sonora de época de Lionel Ritchie e Blondie não são os que se apresentam na novela, e a música de Barry White (Just The Way You Are) foi sucesso na época na voz de quem a criou, Billy Joel (LP Stranger). A Gravação de Barry White foi em 1983. Mas enfim detalhes que aqueles que não conheceram aquela época terão a curiosidade de ver e assistir.

  • Alexandre diz: 5 de agosto de 2014

    achei a novela ótima. irei acompanhar sempre. e com certeza o grande destaque é a trilha sonora. será uma maravilha assistir

  • ricardo diz: 5 de agosto de 2014

    Há muitos anos que não assisto nenhuma novela do horário das 6 e ontem parei para assistir, pois as chamadas e a trilha sonora eram convidativas. E foi um grande acerto. A estória é boa, as personagens também e tem tudo para encantar e recuperar a audiência do horário. Podia muito bem passar no horário nobre ou no horário da novela das 19h30. Mas tudo bem, vamos assistir assim mesmo

  • Vírginia diz: 5 de agosto de 2014

    Pelo que assisti ontem, achei simplesmente maravilhoso. O menos é mais, sem muitos exageros. Figurino, cenário, trilha sonora tudo excelente. É esperar (e rezar) para não vermos mais desastres como “Em Família” e “Meu Pedacinho de Chão”.

  • Michaela diz: 5 de agosto de 2014

    Eu gostei muito. As músicas são fantásticas (quem disse que jovem não curte músicas antigas?), o enredo parece bom e a química dos atores pareceu perfeita. O que é ótimo. Eu levo muita fé nessa novela. Por favor, não quebrem a minha cara! Faz tempo que não vejo novela das 6!

  • maria teresa ferreira campos diz: 5 de agosto de 2014

    Feliz escolha, me deram um grande presente adoro flash back , e estou morando no es, e aqui não tem nada ,há alguns meses morava no RIO DE JANEIRO e sempre ia aos bailes de flash back que tinha espalhado na cidade inteira , adoro dance music e não vejo a hora de vocês lançarem o dvd da novela caprichem ,fico no aguardo.

  • Leila diz: 5 de agosto de 2014

    Adorei. Leve e deferente.

  • Geovana diz: 6 de agosto de 2014

    adoreeeei1
    vcs arrasam emtudo q fazem!

  • Edilson Duarte diz: 7 de agosto de 2014

    Muito bom ter uma novela de época que retrate os lindos “Anos 70″, trilha de alto nível, dos embalos de sábado…Porém, acho que o ” continuísta ” , profissional que deve ficar atento a trilha sonora, tem que observar melhor as músicas que são muito boas, mas no quesito “ano de lançamento”; se a trama se passa em 1978, não pode tocar música que só foi lançada em 1980…tipo, “Celebration” do grupo “Kool & the Gang” e “Funky Town” do Lipps Inc. A galera que viveu tudo isso, não passa batida. E eu sou colecionador de discos de vinil; conheço um pouquinho. De qualquer forma, parabéns, se fosse no horário das 21h00 seria melhor ainda!

  • veu diz: 7 de agosto de 2014

    AMEEEEI!

  • Clau diz: 7 de agosto de 2014

    Vivi este ano 1978 com felicidade. Que tempo bom! Muito dancei nas discotecas…. Adorei a trama e mais ainda a caracterização perfeita na novela. Carros da época, roupas também… Só não entendi a razão de Vitória ter as unhas na cor AZUL. E Sandra usar um bege. Tais cores, pelo o que me lembro, não tinha na época. Me lembro bem dos vermelhos, vinhos, laranjas… As famosas Misturinhas, nem se falava em Francesinha e jamais se usaria um verde ou preto. Mas ver Vitória com unhas azuis, achei bem estranho para 1978.

    Mas o resto fez voltar ao passado. A educação os filhos como era diferente… Não havia DECA na época. Não havia o coitadismo que passa a mão na cabeça de filhos rebeldes que se tornam delinquentes mais tarde e não respeitam ninguém. A cena do pai militar mandando o filho varrer a calçada por ter jogado papel picado pela sacada, foi uma boa imagem para a educação brasileira. Imagens assim, não se vê mais.
    Também as casas sem grades, os prédios sem tanta proteção como há hoje em dia… Tudo isso prova a vida segura da época. No máximo um roubo aqui e outro ali. Grandes crimes, violência desmedida como há hoje em dia, não havia.

  • Clau diz: 7 de agosto de 2014

    Desculpem, não sei se é ECA ou DECA…. É tudo a mesma coisa. Afinal, é o mesmo coitadismo em relação à delinquência infantil.

  • Marcelo diz: 7 de agosto de 2014

    Boogie Oggie começou boa, assim como a última trama, Meu Pedacinho de Chão. Quem chamou esta última de “desastre”, por favor, está com sérios problemas de interpretação. A TV precisa de novelas com temas interessantes, como foram a última e a atual do horário. Além de uma trilha sonora bem qualificada e que faz reviver como eram boas as novelas, sejam em histórias ou trilhas. Esperamos que se mantenha nesta qualidade!

  • Ruberval diz: 7 de agosto de 2014

    Parabens, voltamos a sentir vontade de assistir novela da 18 hs, a trilha sonora então, é de tirar o chapeu, parabens ao Autor e a rede Globo, muito boa essa novela.
    Um elenco de primeira. parabens a todos. que estão envolvidos nesse projeto…
    Não deixe a peteca cair, se continuar como esta, com certeza será lider de audiencia.

  • joana diz: 9 de agosto de 2014

    Digam o que disserem, para mim, Isis Valverde vai ser uma atriz gigante! Em canto da sereia deu show, amores roubados foi maravilhosa, e agora a cena em que ela vê o noivo sendo levado é de arrepiar!!! Grande interpretação!! Estou adorando!!

  • JENNY L♥VE diz: 11 de agosto de 2014

    SERÁ QUE VAI TER GAY NESSA NOVELA TB?

  • Clau diz: 12 de agosto de 2014

    Não. Nesta não vai ter gay. Nem tem porque haver gay na trama. Na época quem era gay de fato nem aparecia muito. Quem sabia, sabia. Quem não sabia, ficava por isso mesmo. Somente artistas famosos, dançarinos por exemplo, que viviam nas discotecas é que se assumiam e OLHE LÁ! Se assumir? é tipo ter trejeitos, dar gritinhos, fazer aquela cena toda, mas ficava por isso mesmo. Nada de beijos, abraços ou assumir uma relação em público. Isso naquele tempo nem pensar! Era bem capaz do cara ser linchado se assumisse um caso em público.

    Eu estou gostando muito da trama. Observo as decorações das casas, os eletroeletrônicos, as roupas.. tudo me vem à mente novamente. Bons tempos! Só acho que Sandra está com a cara lavada demais. Ísis Valverde é tão bonita…. Poderiam deixá-la com uma corzinha, pelo menos. Sei que ela é simples, mas mesmo assim, poderia colocar um batom mais fortinho…. O resto está muito bem caracterizado. As unhas compridas de algumas personagens também era coisa da época. Hoje quase não vê isso. Já saiu de moda unhas muito longas.

    Me divirto com Suzana atrás de Fernando e fazendo confusão sobre a tal amante dele. Mas RAFAEL eu não estou gostando não. O cara é muito bobo… muito ingênua… A tia faz o que quer com ele. Entendo que naquele tempo os jovens não eram assim tão independentes. Conheci um cara que fazia tudo que sua mãe queria. Por isso até dou um desconto para Rafael. Mas está ficando demais essa submissão.

Envie seu Comentário