Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

José Alfredo e Maria Ísis incendeiam os lençóis na virada do ano de Império

25 de dezembro de 2014 4
Alexandre Nero e Marina Ruy Barbosa gravam na praia da Reserva Exclusivas

Divulgação, TV Globo

 

Depois de ficar meses no garimpo, cercado apenas por barbados, José Alfredo (Alexandre Nero) terá uma noite romântica novamente, em Império. E será no Réveillon.

No capítulo que deve ir ao ar no dia 2 de janeiro, o Comendador e Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa) passam toda a noite de Ano-Novo na cama. Eles reencontram-se quando a ruivinha vai atrás de Zé no bar do Manoel (Jackson Antunes), onde ele está se escondendo desde que voltou ao Rio de Janeiro.

- Eles se amam com tudo - escreveu o autor Aguinaldo Silva, nas orientações sobre as cenas.

Eles transam pela primeira vez e dormem. Ao acordar, mais uma! E não é só isso. Antes da novela terminar no dia 2, Ísis e Zé partem para o terceiro round sem nem um intervalozinho.

- Vamos, mais uma vez… - pede Zé.

- Já? De novo? - pergunta Ísis.

- De novo, porque é Ano-Novo… - responde ele.

Como resistir?

Bookmark and Share

Comentários (4)

  • Clau diz: 25 de dezembro de 2014

    Por isso parei de assistir a esta novela. Se não é sexo, é pancadaria. Volta e meia alguém enfia a mão na cara de alguém, quando não partem pra a violência total e surram-se mutuamente. Ou então resolvem fazer sexo (não amor obviamente, pois isto não dá ibope) o tempo todo. Comentários sobre genitália – como já aconteceu, numa conversa entre Xana, Naná, Ju, e a Xerenzinha a respeito da “dita cuja” de Cora; se era depilada ou não. Ou ainda se o Robertão pega ou não pega a jornalista, se tem “borogodó” ou não…. Sabem, é tão RASO isso tudo….
    Não! não estou sendo moralista. Só que uma trama que tinha tudo pra dar certo, que contaria a saga de um cara poderoso, de suas falcatruas pra ter poder e dinheiro…. a filha bastarda, um amor inesquecível, mas não. O autor resolveu usar e abusar de LONGAS CENAS de sexo, de pegação, de paquera, de armação pra passar o calote uns nos outros… Os pais de Robertão e Ísis que eu acho um nojo total! Ísis a gueixa de plantão que poderia ESTUDAR e ser uma profissional de sucesso se contenta com um emprego como recepcionista num restaurante de luxo. Pra mim, não mudou nada de posição. Atendo a domicílio e no restaurante também. Não passa de uma belezinha queridinha e só. O tempo passa e continua SERVINDO os outros. O irmão que só usa a beleza, pois não tem intelecto pra ser coisa melhor.

    Este trama só estimula o uso exacerbado da beleza, da sexualidade, de enganação, dinheiro e ganância. SÓ. Não há valores nem familiares, pois a família do comendador só se estapeia por poder e dinheiro. O que é Marta?? Aguinaldo DESTRUIU Marta! Por isso deixei de assistir. Aguinaldo fez de Marta uma mulherzinha amarga, infeliz, gananciosa… Grita com todos, estapeia meio mundo, só tapas na cara da nora, de Cora e quem estiver na sua frente. Me dá saudade de Laurinha de Rainha da Sucata e de Odete Roitman de Vale Tudo. Estas eram mulheres más, mas não sujavam as mãos batendo nos outros e nem saiam berrando com todos. Faziam suas maldades com dissimulação e inteligência. Usavam de seu poder e influência. Já Marta só grita e faz barraco. Uma mulher que se gaba de ser pertencente de grande família quatrocentona, JAMAIS procederia dessa forma. Lamento o rumo que tomou esta novela, que era grande! ERA! O tempo perdido nas cenas looooooooooongas demais, com transadas na praia, na lua, na rua, no ano novo… Os eteeeeeeeeeernos flash backs dos casais enamorados, irrita demais! Que pena Aguinaldo… que pena… Tinhas um diamante rosa em tua mãos e o destruíste em pedaços. O dia em que parares de fazer do Zé Alfredo teu alter ego, quem sabe a novela vai pra frente? Só que não. Já era!

  • Nana diz: 26 de dezembro de 2014

    Ja era mesmo. Tambem ja deixei a novela de lado ha muito tempo. Boa critica Clau.
    Mas enfim, Michelle voce nao vai fazer um comentario de Dupla Identidade.

  • Fabio diz: 28 de dezembro de 2014

    Perfeito, Clau. Nçao vejo vilã alguma em Marta, só uma mulherzinha amarga e pobre de espírito.

  • Fabio diz: 28 de dezembro de 2014

    Nana, não assisti dupla identidade, mas vi o último episódio. Se toda a série foi daquele jeito, com aqueles furos enoooormes na caracterização da Lei, do procedimento judicial, policial e diplomático, dou graças a Deus por não ter perdido meu tempo.

Envie seu Comentário