Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Marcos Pasquim e Marcello Melo Jr. serão um casal gay em Babilônia

23 de fevereiro de 2015 7
Divulgação, TV Globo

Divulgação, TV Globo

As novelas atuais estão mesmo tentando acabar com os estereótipos. Depois de vermos José Mayer interpretando um bissexual em Império, será a vez de outro pegador da ficção ser gay no horário nobre.

De acordo com o Uol, Babilônia trará Marcos Pasquim como a gente nunca viu! Famoso pelos personagens descamisados e que faziam sucesso com a mulherada, desta vez o ator fará par romântico com outro galã. Ao lado de Marcello Melo Jr., Pasquim formará um casal gay na nova trama.

O personagem de Marcos Pasquim é Carlos Alberto, um homem que fará de tudo para esconder sua orientação sexual, apesar de viver um relacionamento sério com Ivan (Marcello Melo Jr.). O grande problema de Carlos é seu filho, Fred (Filipe Monteiro). O jovem será um dos homofóbicos que perseguirá Rafael (Chay Suede), tudo porque o rapaz é criado pelas lésbicas Estela (Nathalia Timberg) e Teresa (Fernanda Montenegro).

Resumindo: praticamente a mesma história mostrada em Império. Filho homofóbico, pai gay que leva uma vida dupla, muitas cenas polêmicas, etc. Nada se cria, tudo se copia.

Se depender das polêmicas, Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga estão preparando um “novelão” que vai dar muito o que falar.

Babilônia substitui Império a partir do dia 23 de março.

>>> Leia mais notícias de Babilônia

Bookmark and Share

Comentários (7)

  • Ewerson Lopes diz: 23 de fevereiro de 2015

    Uma pergunta, não entendo nada de novelas, antigamente quando eram melhores até assistia, agora que são umas porcaria não perco meu tempo, mas me chama atenção que de uns tempos pra cá, todas tem um casal gay, homem com homem, mulher com mulher, tanto faz, isso é um pre requisito para colocar novela no ar ????

  • Wellington C. diz: 23 de fevereiro de 2015

    Simplismente é uma vergonha como esses tratam a homossexualidade. O
    O que se vê sempre são homofobia, conflitos e personagens que mantém sua sexualidade escondida. O que ainda mais é interessante que sempre o gay assumido tem características femininas, abusado, todo cheio de trejeitos irritantes, mas nunca um homem de verdade, raramente se vê. Gay pode amar um homem sendo ele homem.
    Outro fato interessante é que o romantismo entre eles nunca é uma relação de amor, companheirismo, respeito e igualdade. Importante destacar também que os atores desses personagens sempre é aquele hétero lindo e maravilhoso de sucesso, claro que não há nenhum problema, mas o pior é que em meio há um país “democrático” porque não um homem gay assumido pode fazer esses trabalhos na tv ? Existem tantos atores assumidos no Brasil que é imprevisível vê-los nas telas da tv, que pelo mesmo poderiam fazer muito sucesso como profissional. Acho que seria bom uma mudança e cair um pouco mais na real né povo. #preconceitonatuacara

  • Luiz H. S. Valente diz: 23 de fevereiro de 2015

    Ainda casal gay? Que coisa mais antiga! Será que a Globo não sabe que isto não dá mais IBOPE? Já perdeu a graça malhar estes enredos! Tão querendo perder todos os telespectadores mesmo! Já faz tempo que não ligo na Globo! Deste jeito, a SKY vai acabar com a Globo! Tão correndo todoi mundo pra lá!

  • Clau diz: 23 de fevereiro de 2015

    Mais um clichê, Michele. kkkkkkkkkkkkkk…. É, de fato, tudo se copia. Por essas e outras já nem espero grandes coisas em termos de novelas. É tudo o mais do mesmo. E pior é que é na cara-dura. Mal termina uma, outra chega com o mesmo argumento.

  • marina diz: 25 de fevereiro de 2015

    Casais gays, casais heteros, gente querendo formar casal… como na vida real! Simples assim!

  • jefferson antunes brasil diz: 3 de abril de 2015

    Acho interessante ver as pessoas criticarem: “mas me chama atenção que de uns tempos pra cá, todas tem um casal gay, homem com homem, mulher com mulher, tanto faz, isso é um pré requisito para colocar novela no ar ???? ”
    Desde quando novela tem que agradar todo mundo? Novela só pode ter casal de comercial de margarina? Pais amorosos que não brigam com os filhos? Maridos fiéis e esposas dedicadas cuidando do lar e dos filhos?
    Se novelas tivessem só isso, ninguem ia acreditar que é real. Real?
    É, REAL. As pessoas procuram por ficções que façam sentido e possam servir para se espelhar. Se voce procurar bem, tem um ou dois personagens desses na sua rua, ou no seu prédio, ou ai mesmo na sua casa. As pessoas criticam, o biotipo do personagem e reclamam do ator escolhido para o papel. Existe gente de tudo que é tipo
    altos, baixos, magras gordos,bonitas, feios, bem vestidos, atirados, extravagantes, e até recatados, mas existem. Somos todos nós, homens, mulheres, trans, novos, velhos, galãs, anti galãs, héteros, bis, tris, pans, etc… Pessoas reias com vidas reais procurando um pouco de ficção e fantasia para se entreter. Ainda assim não dá para agradar todo mundo né!?!?!?

  • BRUNO diz: 5 de abril de 2015

    É verdade. O que se nota é um constante estereotipamento do sujeito homossexual. Correntemente ele é uma figura folclórica ou enrustida. O que noto também é a abordagem de certos dilemas da vida gay a partir de um clima litigioso, de conflitos sociais horríveis (não que na vida social não seja dessa forma), desfavorável e extremamente inóspito ao homossexual. Penso que as pessoas do nosso Brasil são de pouca inteligência e compram fácil uma política negativa mostrada na TV. Então, se a TV mostrasse de forma mais natural e aceitável essa questão, acho que as pessoas assimilariam com mais passividade e calma também.

    Obs: as pessoas vão começar assimilar que é natural, que é comum.

Envie seu Comentário