Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 16 março 2015

Gloria Pires seduz, mata e chantageia no primeiro capítulo de Babilônia

16 de março de 2015 2
Divulgação, TV Globo

Divulgação, TV Globo

Tentando superar a boa repercussão de Império, Babilônia terá um primeiro capítulo bem movimentado. Logo na estreia, Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga prometem muita sedução, cenas de sexo, assassinato e chantagem.

A protagonista de todas essas cenas será Gloria Pires, que ao lado de Adriana Esteves deve formar uma dupla do mal imbatível.

Assim que entrar em cena, a personagem de Gloria, Beatriz, mostrará que é capaz de tudo para conseguir o que quer. Para manter sua vida de luxo, ela dará o golpe do baú no empresário Evandro (Cássio Gabus Mendes), mas seus planos correm risco com a chegada de Inês (Adriana Esteves).

A velha amiga de adolescência flagra Beatriz aos beijos com o motorista de Evandro e aproveita para gravar tudo. A partir daí, teremos muita chantagem, troca de ameaças e até um assassinato.

Já deu pra perceber que de tédio, o telespectador de Babilônia não deve sofrer, né? Essa estreia promete!

Bookmark and Share

Aguinaldo Silva fala sobre a morte do Comendador: "Não mudaria uma vírgula"

16 de março de 2015 9
Léo Marinho, AgNews

Léo Marinho, AgNews

O final de Império revoltou os telespectadores, apesar de já ter sido divulgado que o Comendador iria morrer no último capítulo. Até os minutos finais da trama, ainda havia uma esperança de que José Alfredo (Alexandre Nero) escaparia ileso, mas o público teve que se contentar com a aparição do “fantasma” do Homem de Preto.

17285189

Depois de muitas críticas, o “culpado” resolveu se manifestar. Aguinaldo Silva explicou em seu site oficial que já havia decidido matar o protagonista há muito tempo. Segundo ele, qualquer outro desfecho seria uma forma de “diminuir” um personagem tão grandioso:

- O que eu tenho a dizer é que não mudaria uma vírgula sequer do final de “Império”. Diminuir este personagem que foi durante a novela inteira maior que a vida, torná-lo um abestalhado cujo único conflito, no final, seria com que mulher ele iria ficar,  seria torná-lo pequeno, roubar dele o tom épico no qual foi forjado durante esses 203 capítulos.

O autor de Império chegou a comparar José Alfredo a Getúlio Vargas, que “saiu da vida para entrar na história”. O Homem de Preto pode não ter tido um final feliz, mas talvez por isso mesmo seja lembrado por muito tempo.

17273505

Uma coisa é certa: Aguinaldo Silva foi corajoso ao matar o personagem tão popular. E se analisarmos friamente, foi o final mais coerente que poderia existir para o Comendador. Pode ser considerado um belo castigo para alguém que, do alto de sua arrogância e narcisismo, jurava que não iria morrer nunca. E quem disse que ele morreu? No coração e na memória do público ele está mais vivo do que nunca…

Bookmark and Share