Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posts na categoria "Prêmio Noveleiros 2010"

Vote: qual foi o melhor ator de 2010?

23 de dezembro de 2010 4

Em 2010, grandes atores brilharam na telinha. Sejam veteranos ou jovens em ascensão, eles estão aí para mostrar seu talento a cada novo trabalho. A categoria de hoje traz seis atores que fizeram bonito durante o ano, seja na comédia, drama ou até mesmo fazendo maldades. Confira os candidatos e eleja o melhor ator deste ano:


ALEXANDRE NERO

Após papéis secundários em A Favorita e Paraíso, Alexandre Nero chamou a atenção mesmo na pele do vilão Gilmar, de Escrito nas Estrelas. Em seu terceiro trabalho na telinha, ele provou que sabe interpretar bons moços, mas brilha mesmo atormentando a vida dos mocinhos.

Foto : Alex Carvalho, TV Globo



MURILO BENÍCIO

No passado, Murilo já foi criticado por sua interpretação em papéis dramáticos, como em O Clone. Mas na comédia, ele sabe muito bem o que faz e arranca gargalhadas do público como o atrapalhado Ariclenes em Ti-Ti-Ti. As cenas do ator ficam melhores ainda quando ele assume a identidade do falso espanhol Victor Valentim.

Foto: Alex Carvalho, TV Globo



MATEUS SOLANO

Revelado na minissérie Maysa, em 2009, foi neste ano que Mateus Solano virou o queridinho do público. Ele encarou o desafio de viver os gêmeos Jorge e Miguel em Viver a Vida e soube dar a cada um dos personagens o tom certo. Era possível identificar facilmente cada irmão, tanto que dava a impressão que eram vividos por atores diferentes.

Fotos: Renato Rocha Miranda e João Miguel Júnior, TV Globo



TONY RAMOS

Um dos monstros sagrados da teledramaturgia nem precisaria mais participar desse tipo de pesquisa, mas não poderíamos deixar de citar o intérprete de Totó em Passione. Apesar da ingenuidade excessiva do personagem, é impossível não se emocionar cada vez que o italiano aparece em cena.

Foto: Rafael França, TV Globo



WERNER SCHÜNEMANN

O gaúcho já teve grandes momentos na TV, como na minissérie A Casa das Sete Mulheres, na qual viveu Bento Gonçalves. Mas foi em Passione, como o vilão Saulo, uma das interpretações mais memoráveis de Werner. O jeito cruel do personagem chegava a dar raiva, mas ainda assim era um dos preferidos do público. Mesmo depois de ter morrido na trama, ele continua sendo lembrado, tanto que figura na nossa enquete.

Foto: Alex Carvalho, TV Globo



SELTON MELLO

Após algum tempo afastado da telinha, Selton Mello reapareceu para viver o atormentado Dimas na série A Cura. Conhecido por seus trabalhos em seriados cômicos, Selton conseguiu interpretar como ninguém os dramas e conflitos do médico curandeiro.

Foto: Alex Carvalho, TV Globo


Chegou a hora de votar:

Qual foi o melhor ator de 2010?online surveys


Escolha também:

>>> Quem foi a revelação de 2010?

>>> Qual foi o melhor seriado de 2010?

>>> Qual foi a melhor novela de 2010?

Bookmark and Share

Vote: quem foi a revelação de 2010?

22 de dezembro de 2010 3

Continuando nossa votação dos melhores de 2010, a categoria agora é Revelação. Destacamos aqui seis jovens atores que iniciaram na telinha este ano e chamaram a atenção pelo talento. Conheça os candidatos:

ADRIANA BIROLLI

Ela revoltou o público ao viver a irmã malvadinha de Luciana (Alinne Moraes). Porém, apesar das atitudes rebeldes e do jeito explosivo, Isabel era a única a dizer a verdade nua e crua, não importava a quem magoasse.

Foto: Thiago Prado Neri, TV Globo


CLARA TIEZZI

Do alto de seus 11 anos, Clara Tiezzi já atua como se fosse veterana. Estreando em Ti-Ti-Ti, na pele da estilosa Mabi, a garotinha provou que veio pra ficar. As roupas e acessórios da personagem já ditam a moda nas ruas e são mania nacional.

Foto: Blenda Gomes, TV Globo


MAYANA NEIVA

Ela começou Ti-Ti-Ti como uma “cavalona”, noiva de Armandinho (Alexandre Slaviero) e disposta a passar a vida cuidando da casa e do futuro marido. Mas Desirée acabou deslanchando na carreira de modelo, ficou noiva de Jorgito, mas segue sendo uma das queridinhas do público.


Foto: Marcio Nunes, TV Globo


MAYANA MOURA

Este foi mesmo o ano das “Mayanas”. Em Passione, Mayana Moura roubou a cena ao viver a mimada Melina. Não deve ter sido fácil para a novata contracenar com Fernanda Montenegro, Tony Ramos, Cleyde Yáconis, entre tantas outras feras da dramaturgia, mas ela deu conta do recado direitinho.


Foto: João Miguel Júnior, TV Globo


CAROL MACEDO

Na trama de Sílvio de Abreu, a sofredora Kelly transformou Carol Macedo em uma das grandes revelações do ano. A jovem atriz conseguiu passar toda a emoção dos dramas de sua personagem e tem tudo para continuar brilhando.


Foto: João Miguel Júnior, TV Globo


MIGUEL RONCATO

Ainda em Passione, um jovem gaúcho também teve a responsabilidade de dividir a cena com grandes atores. Miguel Roncato está muito bem na pele de Alfredo, o filho caçula de Totó (Tony Ramos).

Foto: Márcio de Souza, TV Globo


Chegou a hora de votar:

Quem foi a revelação de 2010?customer surveys


Escolha também:

>>> Qual foi o melhor seriado de 2010?

>>> Qual foi a melhor novela de 2010?

Bookmark and Share

Vote: qual foi o melhor seriado de 2010?

21 de dezembro de 2010 1

Este ano foi marcado por muitas séries e seriados que inovaram a teledramaturgia da Globo. Foram produções para todos os gostos, chegou a hora de escolher qual foi a melhor:

S.O.S. EMERGÊNCIA

No hospital Isaac Rosemberg tudo é possível, afinal, a equipe é formada por Doutor Solano (Ney Latorraca), Dra. Michele (Marisa Orth), Dr. Wando (Bruno Garcia), Evelyn (Fernanda de Freitas) e muitos outros que se metem em grandes confusões. A série se consolidou em 2010 e já ganhou duas temporadas.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo



A VIDA ALHEIA

Criada por Miguel Falabella, a série brincou com a realidade ao contar as loucuras que repórteres e fotógrafos fazem para descobrir barracos sobre as celebridades. Catarina (Marília Pêra) e Alberta Peçanha (Cláudia Jimenez) comandavam a revista e tinham como fiéis funcionários o casal Lírio (Paulo Vilhena) e Manuela (Danielle Winits). Muitas das situações apresentadas na série foram inspiradas em fatos da vida real, e era esse o maior atrativo.

Foto: Thiago Prado Neri, TV Globo



SEPARAÇÃO?!

Anos depois do sucesso de Os Normais, os roteiristas Alexandre Machado e Fernanda Young trouxeram de volta os dilemas da vida a dois, desta vez com o casal Karin (Débora Bloch) e Aguinaldo (Vladimir Brichta). Prestes a se separarem, os dois passaram uma temporada inteira em pé de guerra, mas sempre davam um jeito de se reconciliarem. Ainda não há informações sobre uma segunda temporada, mas a série deixou um gancho para novos episódios.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo



A CURA

Após o sucesso da novela A Favorita, o autor João Emanuel Carneiro resolveu apostar em outro formato e criou uma microssérie cheia de mistérios. O médico Dimas (Selton Mello) descobre que possui poderes paranormais e passa a curar os doentes, mas acirra o ódio da população de Diamantina. Os moradores vivem à sombra do segredo que envolve o curandeiro Otto (Juca de Oliveira), a partir daí, cria-se uma narrativa surpreendente e cheia de reviravoltas. A princípio, a produção teve apenas oito episódios, mas as cenas finais levam a crer que logo haverá uma continuação.

Foto: Alex Carvalho, TV Globo



AS CARIOCAS

Os contos de Sérgio Porto serviram de inspiração para a série, que a cada semana contava a história de uma moradora de um bairro do Rio de Janeiro. Cada episódio era protagonizado por uma atriz diferente, começando por Alinne Moraes e terminando em Angélica, que estrela A Traída da Barra hoje à noite. Também passaram pelo seriado Paola Oliveira, Grazi Massafera, Alessandra Negrini, Adriana Esteves, Cíntia Rosa, Deborah Secco, Sonia Braga e Fernanda Torres.

Foto: Ique Esteves, TV Globo



CLANDESTINOS – O SONHO COMEÇOU

Nada de rostos conhecidos na série de João Falcão. Em Clandestinos, jovens atores eram apresentados a cada semana e contavam suas histórias, misturando ficção e realidade. O mote principal da história é a seleção de elenco para uma peça de teatro e, a partir daí, novos talentos começam a surgir e surpreendem o diretor. O projeto agradou a emissora, tanto que os jovens que surgiram na série devem ser aproveitados em futuros trabalhos.

Foto: Thiago Prado Neri, TV Globo



AFINAL, O QUE QUEREM AS MULHERES?

A bela direção de arte característica dos trabalhos de Luiz Fernando Carvalho foi o maior atrativo da série. Na história, o protagonista André Newmann (Michel Melamed) tentava entender a alma feminina em sua tese de doutorado. Além disso, ele sofre com a perda da amada Lívia (Paola Oliveira) e começa a conhecer novas e belas mulheres que se tornam importantes em sua trajetória.

Foto: Divulgação, TV Globo



JUNTO E MISTURADO

O humor inovador de Bruno Mazzeo trouxe de volta a alegria para as noites de sexta-feira. Bruno, Débora Lamm, Gregório Duvivier, Fábio Porchat, Renata Castro Barbosa e Fabiula Nascimento formavam um grupo de amigos que mostrava alguns absurdos de situações do cotidiano. Na crítica a certos problemas da sociedade, eles chegavam a brincar com personagens bíblicos e históricos, em cenas divertidas e dinâmicas. Tudo indica que o programa terá lugar na programação do próximo ano, talvez na vaga deixada pela turma do Casseta & Planeta.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo


Chegou a hora de votar:

Qual foi o melhor seriado de 2010?


Escolha também:

>>> Qual foi a melhor novela de 2010?

Bookmark and Share

Vote: qual foi a melhor novela de 2010?

20 de dezembro de 2010 15

Esta semana o Noveleiros desafia vocês a escolherem o que rolou de melhor na telinha em 2010. Serão sete categorias, de hoje até domingo. Pra começar, que tal votar na melhor novela que foi ao ar este ano? Eis as candidatas:


ESCRITO NAS ESTRELAS

A temática espírita criada por Elizabeth Jihn agradou em cheio os telespectadores. A trama se consolidou como uma das melhores audiências do horário das 18h ao mostrar o drama de Ricardo (Humberto Martins), que perdeu seu filho Daniel (Jayme Matarazzo) em um grave acidente logo no primeiro capítulo. O destino faz com que o médico conheça Viviane (Nathalia Dill), uma jovem humilde que finge ser Vitória para escapar da polícia. Assim, um amor que já estava escrito em outras vida floresce, apesar da interferência do espírito de Daniel e das vilanias de Gilmar (Alexandre Nero).

Foto: Alex Carvalho, TV Globo

ARAGUAIA

O espiritismo deu lugar ao ambiente rural da trama de Walther Negrão. Na fictícia cidade de Girassol, o domador de cavalos Solano (Murilo Rosa) se rende aos encantos da veterinária Manuela (Milena Toscano). Porém, após a morte de seu pai, Solano passa a se sentir atraído pela madrasta Estela (Cleo Pires). Mal sabe ele que a morena é descendente dos índios que amaldiçoaram todos os homens de sua família muitos anos atrás.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo


TEMPOS MODERNOS

A trama escrita por Bosco Brasil teve baixos índices de audiência, apesar de contar com grandes nomes como Antonio Fagundes, Marcos Caruso e Eliane Giardini. A novela contava a saga de Leal, um homem poderoso que construiu um grande império, com sede no edifício Titã. Apaixonado por Hélia, ele também mantinha uma relação de muito carinho com as três filhas: Nelinha (Fernanda Vasconcellos), Regeane (Vivianne Pasmanter) e Gorete (Regiane Alves). A caçula, Nelinha, se apaixona por Zeca (Thiago Rodrigues), mas os dois acabam se separando ao descobrirem que são irmãos por parte de pai. No final da trama, Nelinha descobre que não é filha legítima de Leal, e assim pode viver seu grande amor.

Foto: Zé Paulo Cardeal, TV Globo


TI-TI-TI

Maria Adelaide Amaral assumiu a difícil missão de homenagear Cassiano Gabus Mendes, mesclando duas tramas de sucesso nos anos 80: Ti-Ti-Ti e Plumas & Paetês. Com uma nova roupagem e personagens que não existiam nas antigas versões, o remake caiu nas graças do público. Jacques Leclair (Alexandre Borges) e Victor Valentim (Murilo Benício) são dois estilistas que vivem às turras e proporcionam boas risadas. A trama romântica fica por conta do casal Edgar (Caio Castro) e Marcela (Ísis Valverde).

Foto: Isac Luz, TV Globo


VIVER A VIDA

Manoel Carlos trouxe o marketing social mais uma vez como pano de fundo de uma de suas novelas. Desta vez, as dificuldades enfrentadas por pessoas com deficiência, mostradas através da personagem Luciana (Alinne Moraes) estiveram na mídia de várias formas por ocasião da novela. Enquanto Alinne Moraes brilhava como a modelo que ficou tetraplégica, a protagonista Helena (Taís Araújo) virou uma personagem secundária. Mateus Solano foi uma grata surpresa na pele dos gêmeos Jorge e Miguel.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo


PASSIONE

A língua italiana voltou a dominar o horário nobre este ano. As belas paisagens da Toscana serviram de cenário para a história de Totó (Tony Ramos), um homem que descobre após muitos anos que é filho da milionária Bete Gouveia (Fernanda Montenegro). Mistérios, crimes sem solução e muitos segredos rondam a trama, que chega a sua reta final com muitas perguntas sem respostas. O destaque foi a dupla de vilões Clara e Fred, que consagrou Mariana Ximenes e Reynaldo Gianecchini em papéis bem diferentes dos que estão habituados. Faltando menos de um mês para o término da novela, Sílvio de Abreu ainda promete muitas cartas na manga para o desfecho.

Foto: Márcio de Souza, TV Globo

Chegou a hora de votar:

Qual foi a melhor novela de 2010?Market Research

Bookmark and Share