Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "sílvio de abreu"

Silvio de Abreu decreta fim de inovações nas novelas: "Não dá certo"

19 de novembro de 2014 17
Luciano Vicioni, TV Globo

Luciano Vicioni, TV Globo

A área de Entretenimento da Globo passará por grandes mudanças nos próximos meses. A emissora anunciou que terá diretores responsáveis por cada tipo de atração: Silvio de Abreu comandará as novelas, Guel Arraes assume o comando dos seriados, Boninho cuida dos programas diários de variedades, incluindo reality shows e Ricardo Waddington fica responsável pela programação do final de semana.

Com Silvio de Abreu à frente da teledramaturgia, algumas regras serão impostas para as próximas novelas. Segundo o colunista Maurício Stycer, a principal delas é o fim das “invencionices”:

- Eu acho que novela tem que voltar a ser novela. Essa história de fazer novela para ficar parecida com seriado, não dá certo – ressalta o autor.

Ou seja, é um recado claro para as últimas produções que fracassaram no horário das 19h, como Além do Horizonte e Geração Brasil. Cheias de inovações, as tramas não decolaram e acabaram confundindo a cabeça do grande público. Já o clássico “novelão”, como Boogie Oogie e Império, ganha cada vez mais força.

Silvio não poupou críticas nem a Meu Pedacinho de Chão, sucesso entre os críticos, mas com pouca repercussão diante do público:

- Não sei se funcionou. A novela foi prestigiada, um trabalho muito bem feito, mas não era o que o público espera de uma novela, por isso é uma experiência.

Como explicar, então, o fracasso do último trabalho de Silvio de Abreu, o remake de Guerra dos Sexos. Ele tenta justificar:

- A novela não caiu nas graças do público porque foi muito mal lançada, em uma época ruim. Em vez de estrear 19h30 estreou 18h45, em cima do horário político e no horário de verão. Nem ‘Romeu e Julieta’ de Shakespeare da primeira vez ia dar certo.

Silvio de Abreu será responsável por aprovar as sinopses das próximas novelas, além de decidir sobre elenco, direção e horário de cada uma delas.

Experiente, Silvio de Abreu deve saber o que está fazendo, mas não concordo com a proibição de novelas mais inovadoras. Fracassos existem, mas é preciso tentar para saber se vai dar certo. E vocês, o que pensam disso?

LEIA TAMBÉM:

>>> Silvio de Abreu recebe o desafio de salvar novelas da Globo

>>> Cansado de escrever novelas, Sílvio de Abreu se dedica à supervisão de novos autores

Bookmark and Share

Silvio de Abreu recebe o desafio de salvar novelas da Globo

27 de julho de 2014 32
Zé Paulo Cardeal, TV Globo

Zé Paulo Cardeal, TV Globo

Podemos dizer com certeza que, nos últimos anos, as novelas da Globo passam por uma grave crise. Salvo uma ou outra exceção, como Avenida Brasil e Cheias de Charme, a audiência média das tramas tem ficado abaixo do esperado.

O que fazer, então, para salvar a teledramaturgia global?

De acordo com o colunista Flávio Ricco, a emissora resolveu criar um núcleo específico para analisar o problema. Sob o comando de Sílvio de Abreu, o grupo será responsável por decidir sobre os autores, elenco, direção, temas abordados, cronograma de gravações e duração das futuras novelas.

A estratégia é mais do que válida e Sílvio é um nome de peso para o cargo. O remake de Guerra dos Sexos foi uma tragédia, mas como eu já disse aqui, não podemos julgar o autor por uma ou outra novela mal-sucedida, mas sim avaliar o conjunto da obra. E o autor de histórias tão distintas como A Próxima Vítima, Passione e Belíssima sabe bem onde errou e onde acertou.

Bookmark and Share

Alto Astral: Maitê Proença viverá um dos principais personagens em novela das 19h

14 de março de 2014 6

Maitê Proença está de volta. Uma das atrizes mais lindas de todos os tempos voltará à telinha. Quem não lembra de sua interpretação brilhante como Dona Sinhazinha na minissérie Gabriela?

Pois segundo o Uol, Maitê dará uma guinada em seu estilo de interpretar. Na trama “Alto Astral” de Andréa Maltarolli e Daniel Ortiz e supervisionada por Silvio de Abreu, ela dará vida a Kitty, uma ex-miss disposta a arrumar um marido rico.

Divulgação

Divulgação

Viúva de um milionário, cheia de dívidas e com o nariz em pé, Kitty será um dos principais papéis da novela que será veiculada às 19h.

Alguém duvida que essa personagem vai acabar se sobressaindo mais do que os protagonistas? Novela das sete sem uma boa dose de humor fica chata. Vai lá e arrasa, Maitê!

Bookmark and Share

Cansado de escrever novelas, Sílvio de Abreu se dedica à supervisão de novos autores

01 de março de 2014 5
Divulgação, TV Globo

Divulgação, TV Globo

Os autores da TV Globo, principalmente no horário nobre, são sempre os mesmos. Há muitos anos, Gloria Perez, Manoel Carlos, Aguinaldo Silva, Sílvio de Abreu, Gilberto Braga e Ricardo Linhares fazem uma espécie de rodízio, com o acréscimo apenas de João Emanuel Carneiro e, mais recentemente, Walcyr Carrasco.

Em outros horários, a ordem é renovação. Às 18h e 19h tivemos ótimas surpresas com novos autores, responsáveis por sucessos de audiência e/ou de crítica como Lado a Lado, Cheias de Charme, Cordel Encantado

Mas os novatos não estão nessa empreitada sozinhos. Autores veteranos trabalham na supervisão dos textos, passando toda a sua experiência para quem está começando. Ricardo Linhares auxiliou Filipe Miguez e Izabel de Oliveira em Cheias de Charme, Gilberto Braga foi o mentor de João Ximenes Braga e Cláudia Lage em Lado a Lado, e assim o ciclo de renovação vai sendo construído.

O próximo a abraçar a função de supervisor será Sílvio de Abreu, como ele mesmo conta ao jornal O Globo. Cansado de escrever novelas, ele pensa em se dedicar apenas a ajudar os estreantes. Responsável por supervisionar o texto de “Alto Astral”, novela das 19h que estreia no final do ano, Sílvio ressalta a importância dos novos autores:

- Quero que novos autores apareçam porque é deles que virão novas ideias. É por meio dessa oxigenação que o gênero vai continuar.

Sem previsão de voltar à tarefa de autor titular, Sílvio de Abreu brinca:

- Não tenho mais idade para isso, estou com 71 anos. Tô velhinho.

Concordo que o momento é de renovação, afinal, é de novas ideias que a teledramaturgia sobrevive até hoje. Por mais que os clichês de sempre estejam presentes, alguns toques de novidades sempre são bem-vindos. Acredito que é esse o caminho que os autores mais experientes acabarão tomando de agora em diante, o de apenas supervisionar o trabalho dos mais novos, passando seus ensinamentos e imprimindo um novo jeito de fazer novela.

Bookmark and Share

Sílvio de Abreu promete mudar final de Guerra dos Sexos

19 de março de 2013 38

Mesmo sendo um remake, o final de Guerra dos Sexos não é tão óbvio quanto parece. Isso porque o autor Sílvio de Abreu prometeu fazer várias mudanças no desfecho dessa nova versão. Segundo o blog Folhetim, Tony Ramos adiantou:

- Silvio de Abreu nos preveniu que os últimos 40 capítulos serão muito surpreendentes porque mexeu em todos os finais

A maior expectativa é sobre o destino do “quarteto amoroso” formado por Nando (Reynaldo Gianecchini), Juliana (Mariana Ximenes), Felipe (Edson Celulari) e Roberta (Gloria Pires). E ainda temos Fábio (Paulo Rocha) e Carolina (Bianca Bin) correndo por fora.

Na primeira versão, Nando e Juliana chegaram a se casar, mas com a convivência acabaram percebendo que não tinham nada a ver um com o outro. O ex-motorista acabou voltando para os braços de Roberta.

Agora, na exibição atual, tudo se encaminha para que Juliana se renda à paixão por Nando, já que os dois passarão algum tempo sozinhos em uma ilha deserta. Resta saber se o romance irá resistir às diferenças sociais…

Sendo assim, faltando pouco mais de um mês para o final da trama, temos alguns desfechos possíveis:

>>> Nando e Juliana ficam juntos de verdade e o amor acaba vencendo as diferenças. Nesse caso, Felipe se entenderia com Roberta, Fábio voltaria para Manoela (Guilhermina Guinle) e Carolina, como toda a vilã que se preza, seria castigada com prisão ou morte.


>>> Nando percebe que Juliana foi apenas uma ilusão e que a mulher certa para ele é Roberta. Ju assumiria pra valer seu romance com Fábio e se casaria com ele. Felipe ficaria sozinho, pra pagar por tudo o que aprontou contra a mãe. Castigo pior ainda seria Felipe acabar se casando com Carolina e virar capacho da vilãzinha por um bom tempo.

Confesso que estou dividida… No início, eu torcia por Nando e Juliana, graças à química explosiva entre Gianecchini e Mariana. Mas aos poucos, percebi que a história de Roberta e Nando é muito mais verdadeira. Juliana parece combinar mais com Fábio, principalmente agora que a pequena Ciça (Jesuela Moro) aceitou o romance. Os três formariam uma bela família, isso se Manoela realmente se regenerou, a impressão que dá é de que a qualquer momento ela vai surtar novamente.


*** Mas e aí, que finais vocês esperam para os casais de Guerra dos Sexos?

Bookmark and Share

Rainha da Sucata volta ao ar no Canal Viva

05 de janeiro de 2013 2

Enquanto o Vale a Pena Ver de Novo só exibe novelas muito recentes ou “re-reprises”, o Canal Viva surge como uma ótima pedida para os saudosistas de plantão. Já estão no ar os sucessos Felicidade, Renascer e Que Rei Sou Eu?, novelas que não envelhecem e continuam agradando muita gente.

Para janeiro, o canal prepara mais uma boa surpresa para o público. Rainha da Sucata estreia dia 21 e será exibida em dois horários: 12h e 0h15.

A trama de Sílvio de Abreu foi ao ar pela primeira vez em 1990 e foi reprisada no Vale a Pena Ver de Novo em 1994. Um dos grandes sucessos do horário nobre, a novela conta a história de Maria do Carmo (Regina Duarte) a “sucateira” que vira o jogo e se torna uma poderosa empresária.

Anos depois de ser humilhada na festa de formatura, Maria do Carmo resolve se vingar do milionário Edu (Tony Ramos), que na verdade sempre foi sua grande paixão. No caminho da heroína, entre muitos inimigos, está a perigosa Laurinha Figueroa (Glória Menezes), uma das vilãs inesquecíveis da telinha.

Pra quem já viu, é uma chance de matar as saudades dessa ótima história. Pra quem não conhece a trama, fica a dica!

>>> O Noveleiros também tem um espaço no Facebook. Clique aqui, curta, compartilhe e comente.

Bookmark and Share

O pior da semana: Guerra dos Sexos não combina com os dias atuais

06 de outubro de 2012 20

Confesso que comecei a semana meio deprimida, me sentindo “órfã” das Empreguetes. Depois do sucesso de Cheias de Charme, seria quase impossível que outra novela tivesse a mesma repercussão. Apesar da tristeza pelo fim da trama anterior, estava ansiosa pela estreia de Guerra dos Sexos, já que o elenco e a história prometiam agradar.

Porém, o que se viu foi uma história “antiga”, que não combina com os dias de hoje. A disputa entre homens e mulheres estava no auge em 1983, quando a primeira versão foi ao ar, mas em pleno século XXI é um assunto ultrapassado. Esse tipo de discussão era comum há 30 anos, não atualmente, quando as mulheres já ocupam espaços que antes eram tipicamente masculinos, tanto em casa quanto no mercado de trabalho.

As frases machistas e feministas ditas ao longo do primeiro capítulo só deixaram claro que a trama pertencia ao início da década de 80, não a 2012. Como disse sabiamente a personagem Juliana (Mariana Ximenes) em uma das cenas, “isso é tão anos 80″.

Sílvio de Abreu prometia atualizar a história, mas não foi o que vimos na telinha. Mesmo para quem, como eu, não assistiu à versão original, ficou parecendo “mais do mesmo”. Até a atuação forçada dos atores parece pertencer a outra época, quando a televisão era muito mais teatralizada.

Falando no elenco, não percebi nenhum grande destaque nos primeiros capítulos. Tony Ramos e Irene Ravache são sempre ótimos, não importa se a história é boa ou ruim. Já Glória Pires, Edson Celulari, Mariana Ximenes e Reynaldo Gianecchini pareceram pouco à vontade em seus papéis. Luana Piovani, nem preciso dizer, interpretou ela mesma, como sempre.

Jorge Fernando imprimiu sua assinatura na cena em que Roberta Leone (Gloria Pires) joga uma torta na cara de Felipe (Edson Celulari). Não sei vocês, mas a mim o estilo “pastelão” utilizado pelo diretor incomoda bastante. Não vejo a menor graça…

A única coisa que me chamou a atenção no início da trama foi a forma como a morte de Otávio (Paulo Autran) e Charlô (Fernanda Montenegro) foi apresentada. Imagens do site de notícias Globo.com mostravam que o casal morreu “durante o orgasmo”, achei que foi uma ideia inovadora e divertida. Além disso, os quadros animados dos inesquecíveis personagens, bem como imagens reais da primeira versão foram uma bela homenagem.

A abertura da novela também merece destaque. Uma animação mostra a famosa guerra de comida entre os protagonistas, enquanto casais de animaizinhos brigam pela casa. Deve agradar em cheio o público infantil.

No geral, Guerra dos Sexos é uma novela que já nasceu velha. Bem que Sílvio de Abreu poderia pegar algumas dicas com Maria Adelaide Amaral, que adaptou com maestria a história de Ti-ti-ti. Está aí, aliás, um belo exemplo de remake que fez tanto sucesso quanto a versão original, sem ser desatualizado nem copiar as mesmas ideias.

Bookmark and Share

Bianca Bin viverá sua primeira vilã em Guerra dos Sexos

29 de abril de 2012 3

Depois da mocinha Açucena Bezerra em Cordel Encantado, a atriz Biana Bin, 21 anos, vai encarar uma vilã no remake de Guerra dos Sexos, previsto para o horário das sete.

Segundo a colunista Patrícia Kogut, Bianca será Carolina no folhetim de Silvio de Abreu.

Antonia Morais, filha de Glória Pires, também foi confirmada para a trama. Ela entrará no ar como a executiva temperamental Leda. Outro escalado para a novela é o modelo Jesus Luz. Depois de uma pequena participação de três capítulos em Aquele Beijo, o ex-affair da Madonna deve permanecer na história do início ao fim dessa vez.


Bookmark and Share

Daniel Boaventura aparecerá com pouca roupa em Guerra dos Sexos

23 de abril de 2012 1

Durante muito tempo, as novelas das sete mostravam galãs “descamisados”, prática instituída por Carlos Lombardi em tramas como Quatro por Quatro, Uga Uga e Kubanacan. Humberto Martins, Marcos Pasquim e Marcello Novaes foram alguns dos atores que apareceram com pouquíssima roupa em cena. Nas últimas novelas do horário, porém, os mocinhos estiveram bem mais comportados.

Pois as meninas podem comemorar, porque Sílvio de Abreu trará de volta a “política da pouca roupa” para às 19h. Daniel Boaventura já está malhando bastante para exibir o corpão em Guerra dos Sexos, remake que estreia no segundo semestre.

Na trama que substitui Cheias de Charme, Daniel será Nenê Stallone, como ele mesmo contou ao blog Em Off:

- Ainda não sei se ele será um ex-lutador ou um ex-halterofilista, mas ele é fortão e já comecei a malhar.

O personagem será irmão de Drica Moraes e Débora Olivieri, mas ainda não tem um par romântico definido.

Guerra dos Sexos será um remake da novela de sucesso dos anos 80. Porém, Sílvio de Abreu promete fazer alterações importantes na história. Tony Ramos e Irene Ravache serão sobrinhos de Charlô (Fernanda Montenegro) e Otávio (Paulo Autran), que na trama já serão falecidos. A nova dupla, assim como o casal que fez sucesso na primeira versão, também viverá às turras.


Bookmark and Share

Globo se preocupa com falta de autores para o horário nobre

12 de março de 2012 45

O horário nobre da Rede Globo é composto por um seleto grupo de autores de novelas, que seguem uma espécie de “rodízio”. A ordem, nos últimos anos, foi Gloria Perez, Manoel Carlos, Sílvio de Abreu, Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e João Emanuel Carneiro. Este último, após vários sucessos às 19h, foi “promovido” para às 21h em 2008, quando escreveu A Favorita. Agora, ele se prepara para voltar ao ar com Avenida Brasil, que estreia dia 26.

Com exceção de João Emanuel Carneiro, há algum tempo não há mudanças no grupo que escreve para o horário das 21h. Já às 18h e 19h, vários estreantes tiveram espaço nos últimos anos, com destaque para a dupla Duca Rachid e Thelma Guedes, autoras de Cama de Gato e Cordel Encantado, e Lícia Manzo, que conquistou o público com A Vida da Gente. Entre os veteranos de novelas das seis e das sete, temos Walther Negrão, Walcyr Carrasco, Miguel Falabella e Antonio Calmon.

Após o fim da atual novela das nove, Fina Estampa, teremos Avenida Brasil, de João Emanuel Carneiro. No segundo semestre, Gloria Perez prepara uma nova superprodução, que se passará na Turquia.

Porém, ainda não foi definido quem entrará no lugar de Gloria no início de 2013. Pela ordem, seria Manoel Carlos, mas o autor estará envolvido com Vale Abraão, macrossérie que irá ao ar às 23h. Sílvio de Abreu, o próximo da fila, também estará às voltas com outro trabalho. Ele prepara o remake de Guerra dos Sexos para o horário das 19h.

Portanto, cogita-se a volta de Benedito Ruy Barbosa, que não escreve uma novela das nove desde Esperança, em 2003. Segundo o Extra, há também a chance de Aguinaldo Silva voltar ao ar antes do previsto, já que a audiência de Fina Estampa agradou à emissora. O autor negou a informação em seu Twitter e revelou que Walcyr Carrasco deve ser responsável por uma nova trama em 2013, pois já terá encerrado o remake de Gabriela.

Mas eu ainda acho que a Rede Globo deveria arriscar mais. Por que não investir em Lícia Manzo? A Vida da Gente tinha uma história digna de horário nobre, então, um novo trabalho da autora poderia se encaixar perfeitamente nessa faixa. Afinal, o estilo dela é muito semelhante ao de Manoel Carlos e agradaria em cheio ao público, vocês não acham?

E aí, que autor deve ganhar espaço no horário nobre em 2013?

Bookmark and Share