Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Viver a Vida"

As vilãs que fazem mais sucesso que as mocinhas

23 de agosto de 2010 0

Ser vilão em uma novela é o sonho de consumo de qualquer ator ou atriz que se preze. Fazer maldades na telinha geralmente chama mais a atenção do público do que chorar e sofrer o tempo todo. Às vezes a interpretação é tão boa que temos até vontade de torcer pelos vilões, não é? E as pobres mocinhas acabam perdendo espaço para vilãs perigosas, mas inesquecíveis, vejam só:

Atualmente, temos um grande exemplo de vilã que agrada mais ao público do que a mocinha. (Carolina Dieckmann) é o protótipo da heroína sem sal, que não faria nenhuma falta na trama. Já a vilã DianaClara (Mariana Ximenes) se sobressai faz muita gente torcer por ela. Há até quem peça a Sílvio de Abreu a regeneração da megerinha, mas aí perderia a graça, né?

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Viver a Vida apresentou uma heroína chorosa, Helena (Taís Araújo), que não caiu no gosto do público. Ponto para Tereza (Lilia Cabral), que roubou todas as cenas na pele da amargurada ex-mulher de Marcos (José Mayer). Aliás, não foi a primeira Helena que Lilia Cabral ofuscou. O mesmo ocorreu em Páginas da Vida, quando viveu a cruel Marta, e em História de Amor, no papel da desequilibrada Sheyla.

Foto: Alex Carvalho, TV Globo

Em A Favorita, Flora (Patrícia Pillar) foi revelada como grande vilã no decorrer da trama, após muito tempo fazendo papel de vítima. Quem mais sofreu nas mãos da víbora foram Donatela (Claudia Raia) e Lara (Mariana Ximenes). Flora não suportava a bondade excessiva da ex-amiga e da filha, e muita gente deve ter concordado com ela.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Na novela Senhora do Destino, Maria do Carmo (Suzana Vieira) teve a filha sequestrada por Nazaré (Renata Sorrah) e sofreu muito até reencontrar a menina. Mesmo com tantas maldades e crimes no currículo, a loura roubou a cena, com suas frases hilárias, além dos apelidos que dava a seus desafetos. Quem não se lembra da megera, em frente ao espelho, dizendo: “Gostosa! Impressionante como o tempo só te valoriza…”

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Pobre Maria Clara (Malu Mader), que em Celebridade comeu o pão que o diabo amassou, chorou, ficou pobre… Mas alguém torcia pela empresária? O povo só queria saber da cachorra Laura (Cláudia Abreu), que protagonizava cenas inesquecíveis ao lado do michê Marcos (Márcio Garcia).

Foto: Gianne Carvalho, TV Globo

Maria Altiva Pedreira de Mendonça e Albuquerque (Eva Wilma) era o diabo em forma de gente na trama de A Indomada. A vilã atormentava a vida da própria sobrinha, Lúcia Helena (Adriana Esteves). As duas se saíram muito bem na trama, mas as melhores cenas ficaram por conta da maior megera de Greenville.

Foto: Divulgação, TV Globo

Em Vale Tudo, alguém lembra em detalhes o que se passou com a protagonista Raquel (Regina Duarte)? Em compensação, ficou na memória dos telespectadores cada gotinha de veneno destilada por Maria de Fátima (Glória Pires) e Odete Roitman (Beatriz Segall). A dupla aprontou muito, mas deixou saudade.

Fotos: Divulgação, TV Globo

Bookmark and Share

As crianças precoces da teledramaturgia

09 de agosto de 2010 1

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Na novela Ti-Ti-Ti, o estilo de Mabi (Clara Tiezzi) vem chamando a atenção do público. Apesar da pouca idade, a mocinha fala como adulta e é super fashion. Em tramas anteriores, outros pequenos roubaram a cena ao interpretarem crianças mais maduras do que muito adulto por aí.

Em Viver a Vida, Rafaela (Klara Castanho) só tinha a carinha de anjo. A pequena não perdeu tempo e chantageou Helena (Taís Araújo), ameaçando contar sobre o beijo que a modelo deu em Bruno (Thiago Lacerda). Com seu jeitinho, a garota conseguia o que quisesse de Maradona (Mário José Paz) e da mãe, Dora (Giovanna Antonelli).

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Na trama de Caminho das Índias, o pequeno dhalit Hari (Cadu Paschoal) viveu na pele, desde cedo, o preconceito por ser de uma casta inferior. O menino era humilhado por ser um “intocável“, mas não perdia a esperança de ter uma vida melhor.

Foto: Kiko Cabral, TV Globo

Na novela Três Irmãs, Rafinha (Thavyne Ferrari) perdeu a mãe muito cedo e teve que virar adulta da noite para o dia. A menina deixou de lado o jeito infantil e passou a cuidar do pai, Bento (Marcos Palmeira) e do irmão mais novo, Lucas (Matheus Costa).

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Em Belíssima, Sabina (Marina Ruy Barbosa) era muito amiga da mãe, Vitória (Claudia Abreu), com quem conversava de igual para igual. Além disso, a ruivinha era a única capaz de derreter o coração da megera Bia Falcão (Fernanda Montenegro).

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo


Em Alma Gêmea, o órfão Terê (David Lucas) não tinha ninguém no mundo, até conhecer a índia Serena (Priscila Fantin). O esperto garotinho não media esforços para ajudar a amiga e a protegia de muitos perigos.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na trama de Senhora do Destino, Bianca (Marcela Barrozo) era a pessoa mais sensata da família. Enquanto o pai, Reginaldo (Eduardo Moscovis) enganava os moradores de Vila São Miguel com falsas promessas de campanha, a menina brigava por justiça social com ares de gente grande.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

A fofa Sandrinha (Cecília Dassi), de Por Amor, viveu desde cedo o drama do alcoolismo do pai. Com toda a sua maturidade e dedicação, a pequena incentivou Orestes (Paulo José) a se livrar do vício, e ainda o ajudou a reconquistar o amor da filha mais velha, Eduarda (Gabriela Duarte).

Foto: Divulgação, TV Globo

Bookmark and Share

Atores que se machucaram durante as gravações

29 de julho de 2010 1

Já comentamos que a bruxa está solta nos bastidores de Passione. Primeiro, Cleyde Yáconis, a Brígida, fraturou a cabeça do fêmur ao levar um tombo. A segunda vítima da semana foi Rodrigo Lombardi, que saiu da gravação de uma briga com Reynaldo Gianecchini com o ombro lesionado. Mas esse tipo de imprevisto não é novidade, vejam só:

Logo no início das gravações de Passione, Kayky Brito sofreu uma queda de bicicleta. Atendido no local, ele sofreu apenas alguns arranhões.

Foto: João Cotta, TV Globo

Em Viver a Vida, Thiago Lacerda também levou a sério uma cena de briga. O ator torceu o dedo e arranhou o pescoço durante a gravação, que contava ainda com a presença de Rodrigo Hilbert.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Acidentes não acontecem apenas nos bastidores das novelas. Renato Aragão feriu o nariz e a testa durante as gravações de Aventuras de Didi. O tombo foi feio e o humorista precisou passar por uma cirurgia no rosto.

Foto: Marcelo Theobald, Divulgação

Ao gravar uma cena de tumulto em Tempos Modernos, Leonardo Medeiros, que vivia o Ramón, foi ferido por um dos figurantes, mas sem gravidade.

Foto: Zé Paulo Cardeal, TV Globo

Na época em que vivia Lucas, em Eterna Magia, Cauã Reymond acabou se ferindo em cena e levou seis pontos na testa.

Foto: Sérgio Zalis, Divulgação

Que Ana Paula Arósio é uma atriz intensa não é novidade. Mas a moça se empolgou nas gravações de Esperança, em uma cena em que sua personagem, Camilli, quebrava o ateliê de Toni (Reynaldo Gianecchini) com uma barra de ferro. Tanta veracidade na cena provocou um dente quebrado em Gianecchini e uma torção no tornozelo de Ana Paula.

Foto: Divulgação, TV Globo

Bookmark and Share

As mocinhas mais choronas da teledramaturgia

27 de julho de 2010 1

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Em Passione, Diana (Carolina Dieckmann) não conseguirá ser feliz tão cedo. Após o casamento mal-sucedido com Gerson, a jornalista sonhava em ser feliz ao lado de Mauro (Rodrigo Lombardi). Mas o rapaz pediu Melina (Mayana Moura) em casamento e deixou Diana sozinha com suas lágrimas. E vem mais tristeza por aí, já que Gerson tentará suicídio e pedirá para que a esposa volta para ele. Mocinha de novela sofre, chora, mas separamos apenas algumas que quase inundaram a telinha com suas lágrimas:

As Helenas criadas pelo autor Manoel Carlos sofrem e choram por boa parte das tramas. Mas o troféu de maior chorona vai pela personagem vivida por Taís Araújo em Viver a Vida. A modelo, antes segura e imponente, virou uma verdadeira manteiga derretiga após o casamento com Marcos (José Mayer). Era o ciúme do marido, as implicâncias de Tereza (Lilia Cabral), a culpa pelo acidente de Luciana (Alinne Moraes), os problemas criados por Sandrinha (Aparecida Petrowky), enfim… Tudo era motivo para a moça inundar ocenário.

Foto: Divulgação, TV Globo

Em Caminho das Índias, Maya (Juliana Paes) sofria pelo abandono de Bahuan (Márcio Garcia), pela repressão dos pais e a obrigação de se casar com um desconhecido. Mas o amor por Raj (Rodrigo Lombardi) mudou a vida da moça, mas nem por isso ela deixou de chorar. A mentira sobre a paternidade de seu filho rendeu muitas lágrimas até o último capítulo, mas o ápice do sofrimento foi quando Raj foi dado como morto e Maya foi mandada para um asilo de viúvas.

Foto: Rafael França, TV Globo

Ainda na novela de Glória Perez, mas do lado ocidental, Duda (Tânia Khalil) também era uma sofredora de plantão. A moça quase sucumbiu ao ser abandonada por Raj, viveu o dilema de ser mãe solteira e foi humilhada pela família do indiano. Ao redescobrir o amor ao lado de Lucas (Murilo Rosa), tudo mudou para melhor, até que a moça foi atropelada por Zeca (Duda Nagle) e perdeu o filho que estava esperando. E lá se foram mais rios de lágrimas…

Foto: João Miguel Junior, TV Globo

Na novela A Favorita, a jovem Lara (Mariana Ximenes) vivia rodeada de mentiras, além de ficar dividida entre duas mães, Flora (Patrícia Pillar) e Donatela (Claudia Raia). Sem dúvida, a garota tinha motivos para chorar, já que era filha da maior vilã da trama.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Isabel (Carolina Dieckmann), de Senhora do Destino, viu sua vida desmoronar com a descoberta de que fora sequestrada ainda bebê por Nazaré (Renata Sorrah). A megera tentou a todo custo recuperar o amor da filha, mas acabou perdendo a briga para Maria do Carmo (Suzana Vieira), mãe biológica da garota. Até o desfecho, a garota sofreu muito com as maldades da vilã.

Foto: Divulgação, TV Globo

Em Esperança, Maria (Priscila Fantin) foi obrigada a se separar de seu grande amor, Toni (Reynaldo Gianecchini). Grávida, a mocinha teve que se casar com Martino (José Mayer) a mando do pai. Somente após muitas lágrimas a italianinha teve um final feliz ao lado do homem que amava.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na trama de O Clone, Jade (Giovanna Antonelli) desafiou a família e as tradições muçulmanas para viver um romance com Lucas (Murilo Benício). Mas o casal acabou se desencontrando, ela casou-se com outro homem e sofreu muito até reencontrar seu grande amor.

Foto: Gianne Carvalho, TV Globo

Atire a primeira pedra quem não chorou junto com Camila (Carolina Dieckmann), em Laços de Família. A cena em que a jovem tem a cabeça raspada devido a leucemia, ao som de Love by Grace, está entre as mais emocionantes da teledramaturgia. Carolina Dieckmann , por sinal, é campeã de choradeira nas novelas, suas personagens geralmente sofrem e derramam lágrimas incontidas durante as tramas.

Foto: Divulgação, TV Globo

Mas, sem sombra de dúvida, o troféu de personagem mais chorona da teledramaturgia vai para Giuliana (Ana Paula Arósio), da novela Terra Nostra. A italiana chorou pela morte dos pais, pelo desencontro com o amado Matteo (Thiago Lacerda) e, principalmente, quando teve seu bebê sequestrado e abandonado em um orfanato pela cruel Janete (Angela Vieira). Quando a moça finalmente encontrou seu filho, o menino ficou doente e acabou morrendo. Mas, anos mais tarde e após muito chororô, a criança reaparece viva, e haja lágrimas de Giuliana, desta vez de felicidade.

Foto: Divulgação, TV Globo

Bookmark and Share

Romances entre (quase) irmãos na teledramaturgia

29 de junho de 2010 3

Um dos maiores clichês de novelas e minisséries é o drama dos apaixonados que descobrem que são irmãos. Quase sempre a confusão se resolve no decorrer da trama, com a revelação de que um dos dois não é filho biológico do pai ou da mãe. Mas há casos em que o parentesco existe, gerando  uma grande polêmica em torno de uma relação incestuosa. Seguindo a sugestão da internauta Yara, vamos relembrar alguns desses amores proibidos (ou nem tanto):

Em Tempos Modernos, Zeca (Thiago Rodrigues) foi obrigado a se afastar de Nelinha (Fernanda Vasconcellos) ao descobrir que os dois seriam filhos do mesmo pai. Mas, às vésperas de se casar com Nara (Priscila Fantin), o rapaz descobriu que sua suposta irmã não é filha de Leal (Antônio Fagundes). Nelinha também descobriu que não há parentesco entre ela e seu grande amor, mas o casal ainda ficará algum tempo separado até o clássico final feliz.

Foto: Isac Luz, TV Globo

Na novela Viver a Vida, Manoel Carlos apostou na polêmica do incesto. Luciana (Alinne Moraes) e Bruno (Thiago Lacerda) trocaram alguns beijos nas areias da Jordânia, sem saberem que ambos eram filhos de Marcos (José Mayer). Como a relação não passou disso, no final eles perceberam que o sentimento que os unia era uma forte amizade entre irmãos.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

A trama de A Favorita também apresentou um casalzinho que quase foi separado com a descoberta de que seriam irmãos. Após se apaixonar por Lara (Mariana Ximenes), Halley (Cauã Reymond) ficou transtornado com a revelação de que os dois seriam filhos do mesmo pai e separou-se dela. Mas a garota era na verdade filha de Dodi (Murilo Benício), assim, não havia impedimento para a paixão dos pombinhos.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Vitório (Paulinho Vilhena) e Léo (Débora Falabella) se apaixonaram na trama de Agora é que são elas. O rapaz era filho de Juca Tigre (Miguel Falabella), e logo foi descoberto que a garota também era filha do mau-caráter. Porém, Vitório era fruto de um relacionamento extraconjugal da mãe, portanto, não tinha parentesco algum com seu grande amor.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Em Senhora do Destino, Leandro (Leonardo Vieira) se interessou por Isabel (Carolina Dieckmann), sem imaginar que ela era sua irmã, que fora raptada ainda bebê. Ao perceber a aproximação dos dois, Nazaré (Renata Sorrah) tratou de impedir o romance, que não chegou a ir adiante.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na minissérie Os Maias, adaptação da polêmica obra de Eça de Queiroz, Carlos Eduardo (Fábio Assunção) e Maria Eduarda (Ana Paula Arósio) eram irmãos que acabaram se apaixonando. Mesmo sabendo do parentesco, o rapaz viveu uma tórrida noite de amor com a própria irmã.

Foto: Divulgação, TV Globo

Isabel (Alessandra Negrini) era uma suposta sobrinha de Dom Brás (Mauro Mendonça) na minissérie A Muralha. A moça apaixonou-se pelo primo Tiago (Leonardo Brício) e acabou engravidando. Dom Brás confessa, à beira da morte, que é pai de Isabel, o que faz com que ela se afaste de Tiago e deixe o filho recém-nascido com Beatriz (Leandra Leal), noiva do rapaz.

Fotos: Divulgação, TV Globo

Bookmark and Share

Os piores acidentes da ficção

28 de junho de 2010 2

Já contamos por aqui que Gerson (Marcello Antony) sofrerá um grave acidente em Passione. O piloto de Stock Car perderá o controle do carro e ficará gravemente ferido. Cenas de acidentes graves são comuns em novelas e minisséries, demandam muito trabalho da equipe e uma série de efeitos especial. Afinal, quanto mais realista a cena, melhor, não é mesmo? Vamos rever algumas tragédias que marcaram a teledramaturgia:

O primeiro capítulo de Escrito nas Estrelas apresentou um grave acidente de automóvel. No veículo, estavam Viviane (Nathália Dill) e Daniel (Jayme Matarazzo), que acaba morrendo. Mas o espírito do rapaz não abandonou seus entes queridos, e continua trabalhando pela felicidade de todos.

O acidente de Luciana (Alinne Moraes) foi o foco principal de Viver a Vida, pois a partir dali a modelo passou a viver o drama da tetraplegia. Na Jordânia, ônibus onde estava a modelo capotou diversas vezes após perder o controle na estrada, em uma cena impactante.

A minissérie Maysa, na qual Larissa Maciel viveu a personagem-título, mostrou a tumultuada vida da cantora, repleta de escândalos, paixões e muito sucesso. A primeira cena mostra o acidente fatal que vitimou Maysa, ocorrido em 1977 na Ponte Rio-Niterói.

Na reta final de Caminho das Índias, Raj (Rodrigo Lombardi) entrou em desespero ao descobrir que o filho de Maya (Juliana Paes) não era seu. O indiano decidiu viajar às pressas, mas o trem onde ele estava descarrilou, e ele foi dado como morto. A família chegou a preparar um funeral, Maya despiu-se de suas belas roupas e joias e foi mandada para um asilo de viúvas. Mas Raj não havia morrido, e voltou no último capítulo para resgatar a amada, a quem perdoou pelas mentiras.

Na novela Beleza Pura, o engenheiro Guilherme (Edson Celulari) vê sua vida se transformar em um inferno após o acidente com um helicóptero que havia projetado. Todos acreditavam que os passageiros, Sônia (Christiane Torloni), Olavo (Reginaldo Faria), Alex (Guilherme Fontes), Márcia (Helena Fernandes) e Mateus (Rodrigo Veronese) haviam morrido na tragédia, mas alguns capítulos mais tarde todos são descobertos com vida, perdidos em uma ilha.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Bookmark and Share

Os triângulos amorosos da ficção

20 de junho de 2010 0

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Toda obra de ficção que se preze possui um bom triângulo amoroso para apimentar a história. Em Passione, a jornalista Diana (Carolina Dieckmann) é o pivô da disputa entre Gerson (Marcello Antony) e Mauro (Rodrigo Lombardi). A moça casou-se com o piloto, mas ainda balança a cada encontro com o filho do chofer. Arrependida por ter se unido a Gerson, ela cairá nos braços de Mauro, como já contamos. Vamos relembrar alguns dos triângulos amorosos inesquecíveis da teledramaturgia?

Nos últimos capítulos de Viver a Vida, a fogosa Alice (Maria Luísa Mendonça) formou um divertido triângulo amoroso com Osmar (Marcelo Valle) e o suposto sobrinho dele, Narcisinho (Lorenzo Martin).

Foto: Divulgação, TV Globo

Em Caras & Bocas, a “Maria Purpurina” Léa (Maria Zild) viveu um romance com Cássio (Marco Pigossi), mas com a chegada de Sid (Klebber Toledo), formou-se um colorido triângulo. Os três viveram juntos por algum tempo, até que Cássio decidiu morar fora do país com André (Ricardo Duque).

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

No início de Caminho das Índias, o coração de Maya (Juliana Paes) batia mais forte por Bahuan (Márcio Garcia), mas o amor dos dois era impossível, já que o rapaz era um dhalit. A jovem indiana foi prometida em casamento a Raj (Rodrigo Lombardi), que a princípio também tinha outro amor, a brasileira Duda (Tânia Khalil). Após o casamento, o carinho entre Raj e Maya foi crescendo, até se transformar em uma linda história de amor.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na novela A Favorita, a jovem Lara (Mariana Ximenes) viu-se dividida entre o namoro de muitos anos com Cassiano (Thiago Rodrigues) e a paixão avassaladora por Halley (Cauã Reymond). Entre idas e vindas com os dois rapazes, a garota acabou cedendo aos encantos de Halley.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

No seriado Aline, a personagem-título, vivida por Maria Flor, vive em harmonia com os dois namorados, Pedro (Pedro Neschling) e Otto (Bernardo Marinho).

Foto: Zé Paulo Cardeal, TV Globo

Na trama de Celebridade, o bombeiro Vladimir (Marcelo Faria) era disputado pelas manicures Darlene (Deborah Secco) e Jacqueline (Juliana Paes). Apesar de ter balançado pela morena, o verdadeiro amor do rapaz sempre foi a maluquinha Darlene.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Seja na literatura, no cinema ou na televisão, a história de Dona Flor e seus dois maridos é uma das mais famosas no que diz respeito a triângulos amorosos. Na minissérie, Flor (Giulia Gam) vivia entre o amor tranquilo de Teodoro (Marco Nanini) e a paixão pelo marido morto, Vadinho (Edson Celulari), que aparecia no mundo dos vivos para enlouquecer a amada.

Foto: Divulgação, TV Globo

Bookmark and Share

As mulheres mais fogosas da teledramaturgia

09 de junho de 2010 2

Foto: Zé Paulo Cardeal, TV Globo

Em Passione, a personagem Stela (Maitê Proença) vive saindo às ruas para conhecer garotões e levá-los pra cama. Ela trai o marido sem dó nem piedade (se bem que ele até merece, com aquele gênio…), mente para os filhos e inventa mil artimanhas para pular a cerca. Em outras obras de ficção, temos várias personagens que mal controlavam seus instintos “pegadores”. Relembre essas mulheres fogosas da ficção:

Na novela Viver a Vida, Alice (Maria Luiza Mendonça) era uma verdadeira atiradora de elite no quesito conquista. A loura não podia ver um homem charmoso que partia pro ataque, não poupando nem rapazes comprometidos, no caso de Bernardo (Bruno Perillo) ou aqueles que jogavam no outro time, como Osmar (Marcelo Valle).

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Em Caminho das Índias, a sensual Norminha (Dira Paes) foi um dos personagens de maior sucesso. A morena colocava sonífero no leite do marido Abel (Anderson Muller) e saía pela noite para conquistar outros homens. Apesar das traições, o guarda de trânsito perdoou a esposa e continuou se submetendo ao ritual do letinho antes de dormir.

Foto: Rafael França, TV Globo

Na trama de Belíssima, Safira (Cláudia Raia) era uma mãe de família, que após três casamentos fracassados acabou se rendendo ao charme do mecânico Pascoal (Reynaldo Gianecchini). A primeira noite de amor do casal fez a oficina, literalmente, vir abaixo.

Foto: Kiko Cabral, TV Globo

As “Marias Breteiras” de América estavam sempre atrás dos mais charmosos peões da região. Detinha (Samara Felippo), Bebela (Christina Kalache), Penha (Carolina Macieira) e Ellis (Sílvia Buarque) não perdiam um rodeio e cometiam as maiores loucuras para conquistar os rapazes.

Foto: Zé Paulo Cardeal, TV Globo

Ainda em América, outra personagem tirava o sono dos marmanjos. A beata Creuza (Juliana Paes) era um perigo, pois por trás do jeito puro, da fala mansa e olhar ingênuo, vivia uma mulher insaciável.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

As manicures Darlene Sampaio (Deborah Secco) e Jacqueline Joy (Juliana Paes), em Celebridade, disputavam um lugar na mídia e também brigavam pelo mesmo homem, o bombeiro Vladimir (Marcelo Faria). Pobre do rapaz, que mal conseguia acompanhar a disposição das duas.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Em Torre de Babel, a espevitada Sandrinha (Adriana Esteves) era sedutora e perigosa. O bom moço Alexandre (Marcos Palmeira) foi fisgado pela moça, mas sofreu com muitas traições, já que ela saía destilando seu charme e veneno para cima de outros homens.

Foto: Divulgação, TV Globo

Na novela A Indomada, o prefeito Ypiranga (Paulo Betti) mal conseguia dar conta da insaciável Scarlet (Luiza Thomé). A primeira-dama não escolhia hora nem lugar para convidar o marido paraa “nhanhar”.

Foto: Divulgação, TV Globo

Tieta (Betty Faria) virou a pequena cidade de Santana do Agreste de pernas pro ar com sua volta. A voluptuosa mulher reacendeu antigas paixões, como a de Osnar (José Mayer) e não poupou nem o próprio sobrinho, Ricardo (Cássio Gabus), que desistiu do seminário por causa dela.

Foto: Divulgação, TV Globo

Outra personagem marcante de Jorge Amado que foi parar na telinha, Gabriela entrou para a história da teledramaturgia e consagrou Sônia Braga como símbolo de sensualidade. A cena clássica da morena subindo no telhado para apanhar uma pipa é uma das mais marcantes da TV.

Foto: Divulgação, TV Globo

Bookmark and Share

O velho golpe da barriga na teledramaturgia

08 de junho de 2010 2

Um dos maiorês clichês de novelas é o famoso “golpe da barriga”. Muitas personagens usam essa artimanha como último recurso para conquistarem seus amados. Mas como toda mentira sempre é descoberta mais cedo ou mais tarde, elas estão sujeitas a serem desmascaradas. Em Passione, Clara (Mariana Ximenes) tentará fisgar Totó (Tony Ramos) inventando que espera um filho dele. Selecionamos algumas das moças que tentaram enganar os mocinhos das novelas usando a mesma artimanha:

A vilã Verônica (Paola Oliveira), em Cama de Gato, tentou enganar Alcino (Carmo dalla Vecchia) ao mentir que estava grávida, chegando a casar-se com ele por conta da farsa. A moça chegou a simular um aborto, mas acabou desmascarada.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na novela Viver a Vida, Dora (Giovanna Antonelli) tinha dúvidas sobre a paternidade de seu filho. Entre Maradona (Mario José Paz) e Marcos (José Mayer), ela escolheu o empresário para aplicar o golpe, mas o exame de DNA comprovou que o bebê era filho do argentino.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Em Caras & Bocas, Laís (Fernanda Machado) fazia de tudo para segurar Gabriel (Malvino Salvador). A própria mãe da moça sugeriu que ela fingisse uma gravidez, mas mesmo assim o pintor voltou para os braços de Dafne (Flávia Alessandra).

Foto: Bob Paulino, TV Globo

A perversa Cristina (Flávia Alessandra), de Alma Gêmea, em uma tentativa desesperada de conquistar Rafael (Eduardo Moscovis), armou uma grande farsa. A loura dopou o amado e mentiu que os dois haviam passado a noite juntos e, tempos depois, inventou que havia engravidado. Assim, conseguiu separá-lo de Serena (Priscila Fantin) e casou-se com ele.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na trama de Senhora do Destino, Nazaré (Adriana Esteves/Renata Sorrah) bolou um plano quase infalível para se casar com José Carlos (Tarcísio Filho/Tarcísio Meira). A megera chegou a simular um parto, roubou a filha de Maria do Carmo (Carolina Dieckmann/Suzana Vieira) e a apresentou como se fosse sua.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na novela Da cor do pecado, Bárbara (Giovanna Antonelli) planejava se casar com Paco (Reynaldo Gianecchini) para se apossar do dinheiro da família do rapaz. Ela inventou uma gravidez e passou anos reforçando a farsa de que Otavinho (Felipe Latgé) era herdeiro dos Lambertini. O menino na verdade era fruto do relacionamento da vilã com Kaíke (Tuca Andrada).

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

A mimada Amelinha (Adriana Esteves), em Coração de Estudante, sabia que o filho que estava esperando era de Nélio (Vladimir Brichta), mas espalhou aos quatro ventos que o pai da criança era Edu (Fábio Assunção). Um exame de DNA desmascarou a moça, que acabou cedendo aos encantos do peão.

Foto: Renato Rocha Miranda, TV Globo

Na novela Porto dos Milagres, Esmeralda (Camila Pitanga) era perdidamente apaixonada por Guma (Marcos Palmeira). Ao ver que estava perdendo o pescador para Lívia(Flávia Alessandra), a morena simulou um golpe da barriga, mas a farsa não foi adiante.

Foto: Divulgação, TV Globo

Bookmark and Share

Veteranos que roubam a cena na teledramaturgia

07 de junho de 2010 0

Contamos aqui que os veteranos Cleyde Yáconis, Leonardo Villar e Elias Gleizer estão roubando a cena em Passione. Brígida e Antero são um casal divertido, que inferniza a vida de Bete (Fernanda Montenegro. Já Elias Gleizer vive o motorista Diógenes, que mantém um segredo com Brígida, ainda não revelado na trama. Em novelas anteriores, outros atores da “velha guarda” também deram um show, confiram:

Em Cama de Gato, Ferdinando (Pedro Paulo Rangel) e Julieta (Suely Franco) eram cheios de vida e muito bem-humorados. Os pais de Gustavo (Marcos Palmeira) ajudaram o filho a se livrar das armações de Verônica (Paola Oliveira) e aprontavam todas na casa de repouso onde moravam.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Em Caminho das Índias, Laksmi (Laura Cardoso) era a matriarca da família Ananda, que comandava a todos com mãos de ferro. Por trás da rigidez com que defendia os costumes indianos, ela escondia um grande segredo. Opash (Tony Ramos) era filho de Shankar (Lima Duarte), com quem vivera uma grande paixão no passado, e não de seu marido.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na trama de Viver a Vida, Lolita Rodrigues viveu Noêmia, mãe do mulherengo Marcos (José Mayer). A divertida personagem aparecia pouco, mas sempre trazia sábios conselhos para o filho, noras e netas, sem medo de dizer o que pensava.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Na novela Sete Pecados, a bela história de amor entre Juju (Nicette Bruno) e Romeu (Ary Fontoura) foi interrompida quando eles eram jovens. Muitos anos depois, os dois se reencontraram e conseguiram enfim recuperar o tempo perdido.

Foto: Márcio de Souza, TV Globo

Osvaldo (Fúlvio Stefanini) vivia às turras com a sogra, Ofélia (Nicette Bruno), em Alma Gêmea. A velha senhora implicava com tudo e todos ao seu redor, mas o genro era seu alvo preferido. No final da trama, o retorno do “falecido”, marido de Ofélia, criou ainda mais as confusões na pensão de Divina (Neuza Maria Faro).

Foto: Divulgação, TV Globo

Na novela Senhora do Destino, O Barão de Bonsucesso (Raul Cortez) vivia muito feliz ao lado da Baronesa Laura (Glória Menezes). O casal enfrentou um drama quando Laura descobriu ser portadora do Mal de Alzheimer, mas o amor entre os dois foi maior do que o avanço da doença.

Foto: Gianne Carvalho, TV Globo

Os maus tratos contra pessoas idosas foi abordado em Mulheres Apaixonados. O casal Flora (Carmem Silva) e Leopoldo (Oswaldo Louzada) sofria nas mãos da neta, a megerinha Dóris (Regiane Alves). Cansados de serem maltratados e com vergonha de morarem de favor na casa do filho, eles decidem se mudar para o Retiro dos Artistas, onde enfim tiveram paz.

Foto: João Miguel Júnior, TV Globo

Bookmark and Share